Abbott do Brasil Lobeat

5mg, caixa contendo 7 comprimidos

Princípio ativo
:
Cloridrato De Nebivolol
Classe Terapêutica
:
Betabloqueadores Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Hipertensivo
Especialidade
:
Cardiologia

Bula do medicamento

Lobeat, para o que é indicado e para o que serve?

Lobeat é indicado para o tratamento da hipertensão arterial (pressão sanguínea alta) e da insuficiência cardíaca (alteração da função cardíaca) em idosos (acima de 70 anos), com fração de ejeção (quantidade de sangue que sai do coração e vai para todo o organismo através dos vasos quando ocorre o batimento cardíaco) abaixo ou igual 35%.

Quais as contraindicações do Lobeat?

Lobeat não deve ser utilizado em:

  • <li>Pacientes al&#xE9;rgicos ao nebivolol ou a qualquer componente da formula&#xE7;&#xE3;o;</li> <li>Lobeat tamb&#xE9;m n&#xE3;o deve ser utilizado se o paciente tiver uma ou mais das seguintes doen&#xE7;as: <ul> <li>Press&#xE3;o arterial baixa (press&#xE3;o sist&#xF3;lica inferior a 90 mmHg);</li> <li>Problemas s&#xE9;rios de circula&#xE7;&#xE3;o nos bra&#xE7;os ou pernas;</li> <li>Batimento card&#xED;aco muito lento (abaixo de 60 batimentos por minuto);</li> <li>Outros problemas s&#xE9;rios com o ritmo card&#xED;aco (por exemplo: bloqueio artrioventricular de 2&#xBA; e 3&#xBA; grau e outras doen&#xE7;as na condu&#xE7;&#xE3;o do ritmo card&#xED;aco;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-respiratorio/bronquite/c" target="_blank">Bronquite</a> ou <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-respiratorio/asma/c" target="_blank">asma</a>;</li> <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/feocromocitoma-tratamento-diagnostico-causas-sintomas-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">Feocromocitoma</a> n&#xE3;o tratado (tumor localizado na parte superior do rim);</li> <li>Doen&#xE7;a hep&#xE1;tica (do <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c" target="_blank">f&#xED;gado</a>);</li> <li>Acidose metab&#xF3;lica (excesso de acidez no sangue), por exemplo, cetoacidose diab&#xE9;tica;</li> <li>Insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca aguda (altera&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca levando a descompensa&#xE7;&#xE3;o circulat&#xF3;ria), choque cardiog&#xEA;nico (altera&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial, frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca resultando na diminui&#xE7;&#xE3;o da circula&#xE7;&#xE3;o de sangue pelo organismo) ou epis&#xF3;dios de descompensa&#xE7;&#xE3;o da insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca (altera&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca n&#xE3;o controlada).</li> </ul> </li>

Como usar o Lobeat?

Tome seu medicamento uma vez ao dia, preferencialmente no mesmo horário do dia.

Se você foi orientado pelo seu médico a tomar ¼ (um quarto) ou ½ (meio) comprimido por dia, consultar as instruções abaixo de como quebrar o comprimido de Lobeat 5 mg sulcado em cruz.

Coloque o comprimido em uma superfície dura (por exemplo, uma mesa), com a face sulcada do comprimido em cruz virada para cima.

Quebre o comprimido colocando o dedo indicador de ambas as mãos sobre a marca de quebra e pressionando o comprimido.

A metade do comprimido sulcado em cruz de Lobeat 5 mg é facilmente quebrada em quatro.

Seu médico pode decidir combinar o comprimido de Lobeat com outros medicamentos para tratar sua condição.

Sempre tome Lobeat exatamente conforme orientação médica. Se você não tiver certeza, verifique com seu médico o modo e a quantidade a ser tomada.

Lobeat pode ser tomado antes, durante ou depois da refeição. Se preferir, você pode tomá-lo fora das refeições. Os comprimidos devem ser administrados por via oral com um pouco de água.

Tratamento para pressão arterial alta (hipertensão)

A dose usual é de 1 comprimido por dia. A dose deve ser tomada, preferencialmente, todo dia no mesmo horário.

Pacientes idosos e pacientes com doença no rim, irão usualmente começar o tratamento com ½ (meio) comprimido por dia.

Tratamento para insuficiência cardíaca

O tratamento será iniciado e supervisionado pelo seu médico.

O médico começará seu tratamento com ¼ (um quarto) de comprimido por dia. A dose deverá ser aumentada após 1-2 semanas para ½ (meio) comprimido por dia, e depois para 1 comprimido por dia e posteriormente para 2 comprimidos por dia até atingir a dose ideal para você.

Seu médico irá prescrever a dose ideal para cada etapa e você deverá seguir com atenção a sua instrução.

A dose máxima recomendada é de 2 comprimidos (10 mg) por dia.

Você precisará ficar sob supervisão próxima de seu médico por 2 horas quando você começar o tratamento e toda vez que sua dose for aumentada.

Seu médico pode reduzir a sua dose se necessário.

Você não deve interromper o tratamento de repente, pois isto poderá levar a piora da insuficiência cardíaca (alteração da função cardíaca).

Pacientes com problemas sérios de rim não devem tomar este medicamento.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Lobeat funciona?

Lobeat contém o princípio ativo nebivolol que pertence a classe dos betabloqueadores seletivos de terceira geração. Nebivolol combina uma ação (bloqueio) seletiva no receptor beta 1-adrenérgico com uma ação de dilatação dos vasos, mediada pela L-arginina/NO (óxido nítrico).

Este medicamento previne o aumento da frequência cardíaca, controla a força de bombeamento do coração e também exerce uma ação de dilatação nos vasos sanguíneos, o que contribui para reduzir a pressão sanguínea.

No tratamento da hipertensão, a redução da pressão arterial pode ser vista após 1 a 2 semanas de tratamento. Ocasionalmente, o efeito ótimo só é atingido após 4 semanas.

Quais cuidados devo ter ao usar o Lobeat?

Informe ao seu médico se você apresenta ou desenvolveu um dos seguintes problemas:

  • <li>Batimento card&#xED;aco anormalmente lento (abaixo de 60 batimentos por minuto). Voc&#xEA; deve ter conhecimento do seu batimento card&#xED;aco antes de ser institu&#xED;da a medica&#xE7;&#xE3;o;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-cardiovascular-circulacao/angina/c" target="_blank">Angina</a> (<a href="https://minutosaudavel.com.br/dor-no-peito/" rel="noopener" target="_blank">dor no peito</a>) devido &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de espasmos (contra&#xE7;&#xE3;o involunt&#xE1;ria) espont&#xE2;neos na art&#xE9;ria coron&#xE1;ria, chamado de angina de Prinzmetal;</li> <li>Insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca cr&#xF4;nica n&#xE3;o tratada (altera&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca n&#xE3;o tratada);</li> <li>Bloqueio card&#xED;aco de 1&#xBA; grau (um tipo de doen&#xE7;a leve de condu&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca que afeta o ritmo card&#xED;aco) constatado anteriormente;</li> <li>Circula&#xE7;&#xE3;o ruim nos bra&#xE7;os e pernas, por exemplo, doen&#xE7;a ou s&#xED;ndrome de Raynaud, dores quando caminha;</li> <li>Dificuldade respirat&#xF3;ria;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-cardiovascular-circulacao/diabetes/c" target="_blank">Diabetes</a>: Este medicamento n&#xE3;o tem efeito no a&#xE7;&#xFA;car do sangue, mas ele pode ocultar os sintomas do baixo n&#xED;vel de a&#xE7;&#xFA;car (por exemplo, palpita&#xE7;&#xF5;es, batimentos card&#xED;acos r&#xE1;pidos);</li> <li>Hiperatividade da gl&#xE2;ndula <a href="https://consultaremedios.com.br/tireoide/c" target="_blank">tireoide</a>: este medicamento pode mascarar os sinais de&amp;nbsp;frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca anormalmente r&#xE1;pida devido a esta condi&#xE7;&#xE3;o;</li> <li>Alergia: Este medicamento pode intensificar sua rea&#xE7;&#xE3;o ao p&#xF3;len ou a outras subst&#xE2;ncias que voc&#xEA; &#xE9; al&#xE9;rgico;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/pele-e-mucosa/psoriase/c" target="_blank">Psor&#xED;ase</a> (uma doen&#xE7;a da pele &#x2013; mancha escamosa rosa) ou se voc&#xEA; j&#xE1; teve psor&#xED;ase;</li> <li>Antes de uma cirurgia, informe ao seu m&#xE9;dico que voc&#xEA; toma Lobeat antes de ser anestesiado;</li> <li>Ates de uma cirurgia, informe ao seu m&#xE9;dico que voc&#xEA; toma Lobeat antes de ser anestesiado;</li> <li>Se voc&#xEA; tem s&#xE9;rios problemas nos rins: n&#xE3;o tome Lobeat para insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca sem comunicar seu m&#xE9;dico.</li>

Você deverá ser regularmente monitorado pelo seu médico no começo de seu tratamento para insuficiência cardíaca (alteração da função do coração).

Este tratamento não deve ser interrompido abruptamente, a menos que seja claramente indicado e avaliado pelo seu médico.

Categoria C - Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Lactação

A&nbsp;amamentação não é recomendada durante a administração de nebivolol.

Crianças e adolescentes

Devido à falta de dados do uso deste produto em crianças e adolescentes, cloridrato de nebivolol não está indicado neste grupo de pacientes.

Geriatria (idosos)

Em pacientes idosos pode ser necessário o ajuste da dose.

Insuficiência renal

Em pacientes com insuficiência renal pode ser necessário o ajuste da dose.

Insuficiência hepática

A informação disponível sobre pacientes com insuficiência hepática ou com função hepática diminuída é limitada. Por isso, o uso de cloridrato de nebivolol nestes pacientes está contraindicado.

Dirigir ou operar máquinas

Este medicamento pode causar vertigem ou fadiga. Se tiver um desses sintomas, não dirija ou opere máquinas.

Este medicamento pode causar doping.

Atenção: contém lactose.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Lobeat?

Como todos os medicamentos, Lobeat pode causar efeitos adversos, embora não sejam todas as pessoas que apresentarão esses efeitos.

Quando o Lobeat é usado para o tratamento de hipertensão arterial, os efeitos adversos possíveis são:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">dor de cabe&#xE7;a</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">tontura</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/cansaco/" rel="noopener" target="_blank">cansa&#xE7;o</a>, coceira ou <a href="https://minutosaudavel.com.br/parestesia/" rel="noopener" target="_blank">formigamento</a> n&#xE3;o comum, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, obstipa&#xE7;&#xE3;o (<a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">pris&#xE3;o de ventre</a>), n&#xE1;usea, dificuldade respirat&#xF3;ria (falta de ar), <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (incha&#xE7;o).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): batimentos card&#xED;acos lentos ou outros dist&#xFA;rbios card&#xED;acos (abaixo de 60 batimentos /minuto), press&#xE3;o arterial baixa, claudica&#xE7;&#xE3;o (dor, cansa&#xE7;o, <a href="https://minutosaudavel.com.br/caimbra/" rel="noopener" target="_blank">c&#xE2;imbra</a>, peso e fraqueza nas pernas), vis&#xE3;o anormal, impot&#xEA;ncia, s entimento de <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/dispepsia-indigestao-o-que-e-sintomas-remedios-e-tipos/" rel="noopener" target="_blank">dispepsia</a> (dificuldades digestivas), <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">gases</a> no est&#xF4;mago ou intestino, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mito</a>, erup&#xE7;&#xE3;o cut&#xE2;nea (vermelhid&#xE3;o ou inflama&#xE7;&#xE3;o da pele) e coceira, broncoespasmos (dificuldade de respira&#xE7;&#xE3;o como na asma) e pesadelos.</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, piora de psor&#xED;ase (uma doen&#xE7;a de pele com mancha escamosa rosa).</li>

Os efeitos adversos a seguir foram relatados em apenas alguns casos isolados durante o tratamento com Lobeat:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o de hipersensibilidade: rea&#xE7;&#xE3;o al&#xE9;rgica em todo o corpo com erup&#xE7;&#xE3;o generalizada na pele.</li> <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/angioedema-o-que-e-complicacoes-como-tratar-e-muito-mais/" rel="noopener" target="_blank">Angioedema</a>: in&#xED;cio r&#xE1;pido de incha&#xE7;o, especialmente em volta dos l&#xE1;bios, olhos, ou da l&#xED;ngua com possibilidade de dificuldade respirat&#xF3;ria repentina. <a href="https://minutosaudavel.com.br/urticaria/" rel="noopener" target="_blank">Urtic&#xE1;ria</a> (tipo de rea&#xE7;&#xE3;o da pele de natureza al&#xE9;rgica ou n&#xE3;o al&#xE9;rgica, caracterizada pelo aparecimento de uma erup&#xE7;&#xE3;o avermelhada, elevada e que causa coceira).</li>
Com alguns bloqueadores beta-adrenérgicos foram ainda relatadas as seguintes reações adversas:
  • <li>Alucina&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://minutosaudavel.com.br/psicose/" rel="noopener" target="_blank">psicose</a>, confus&#xE3;o, extremidades frias/cian&#xF3;ticas, fen&#xF4;meno de Raynaud, olhos secos e toxicidade &#xF3;culo-mucocut&#xE2;nea.</li>

Em um estudo clínico para insuficiência cardíaca, os seguintes efeitos adversos foram observados:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comum (ocorre em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): batimentos card&#xED;acos lentos e tontura.</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): piora da insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-hipotensao-pressao-baixa-sintomas-na-gravidez-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">hipotens&#xE3;o</a> postural (diminui&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial com sensa&#xE7;&#xE3;o de desmaio ao levantar-se), intoler&#xE2;ncia a este medicamento, bloqueio atrioventricular de primeiro grau (um tipo de doen&#xE7;a de condu&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca leve que afeta o ritmo card&#xED;aco) e incha&#xE7;o nas pernas.</li>

Os seguintes efeitos adversos foram identificados através de notificações espontâneas s em es timar sua frequência ou estabelecer uma relação causal com o uso de Lobeat:

  • <li>Fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica anormal (fun&#xE7;&#xE3;o alterada do f&#xED;gado), incluindo aumento de TGO, TGP e bilirrubina, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-pulmonar-causas-sintomas-tratamento-tem-cura/" rel="noopener" target="_blank">edema pulmonar</a> agudo (ac&#xFA;mulo de l&#xED;quido nos pulm&#xF5;es), insufici&#xEA;ncia renal aguda (fun&#xE7;&#xE3;o alterada dos rins), <a href="https://minutosaudavel.com.br/infarto/" rel="noopener" target="_blank">infarto</a> do mioc&#xE1;rdio, sonol&#xEA;ncia e <a href="https://minutosaudavel.com.br/trombocitopenia/" rel="noopener" target="_blank">trombocitopenia</a> (redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas no sangue).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Lobeat?

Se você esquecer de tomar uma dose de Lobeat, mas lembrar um pouco depois da hora em que deveria ter tomado, tome esta dose diária como de costume. Mas, se um longo atraso ocorrer (por exemplo, várias horas) e o horário da próxima dose estiver perto, não tome a dose esquecida e tome a próxima dose programada, ou seja, a dose normal no horário usual. Não tome dose dupla. Evite esquecer novamente.

Se você parar de tomar Lobeat

Você deve sempre consultar seu médico antes de parar o tratamento com Lobeat para pressão arterial alta ou para insuficiência cardíaca crônica.

Você não deve parar o tratamento com Lobeat de repente, porque isto pode piorar temporariamente sua insuficiência cardíaca (alteração da função cardíaca). Se for necessário parar o tratamento de Lobeat para insuficiência cardíaca crônica, a dose diária deve ser reduzida gradualmente, através da divisão da dose, em intervalos semanais, sempre com a supervisão rigorosa do seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Lobeat?

Cada comprimido de Lobeat&nbsp;5 mg contém:

Cloridrato de nebivolol 5,45 mg (equivalente a 5 mg de nebivolol).

Excipientes: lactose monoidratada, celulose microcristalina, estearato de magnésio, crospovidona, poloxaleno e povidona.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Lobeat maior do que a recomendada?

Os sinais e sintomas mais frequentes da superdose de Lobeat são bradicardia (batimentos cardíacos muito baixos), hipotensão (pressão arterial baixa com possível desmaio), broncoespasmo (dificuldade de respiração como na asma) e insuficiência cardíaca aguda.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Lobeat com outros remédios?

Informe seu médico se você estiver tomando ou se recentemente tomou qualquer outro medicamento, incluindo medicamentos obtidos sem prescrição. Certos medicamentos não podem ser usados ao mesmo tempo, enquanto outros requerem alterações específicas (na dosagem, por exemplo).

Sempre informe seu médico se você está usando ou recebendo algum dos seguintes medicamentos em adição ao Lobeat:

  • <li>Medicamentos para controlar a press&#xE3;o arterial ou medicamentos para problemas card&#xED;acos (como <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-amiodarona/bula" target="_blank">amiodarona</a>, anlodipino, cibenzolina, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-clonidina/bula" target="_blank">clonidina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula" target="_blank">digoxina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-diltiazem/bula" target="_blank">diltiazem</a>, disopiramida, felodipina, fleca&#xED;nida, guanfacina, hidroquinidina, lacidipina, <a href="https://consultaremedios.com.br/lidocaina/bula" target="_blank">lidoca&#xED;na</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/metildopa/bula" target="_blank">metildopa</a>, mexiletina, moxonidina, nicardipina, <a href="https://consultaremedios.com.br/nifedipino/bula" target="_blank">nifedipina</a>, nimodipina, nitrendipina, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-propafenona/bula" target="_blank">propafenona</a>, quinidina, <a href="https://consultaremedios.com.br/rilmenidina/bula" target="_blank">rilmenidina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-verapamil/bula" target="_blank">verapamil</a>);</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">Sedativos</a> e terapias para psicoses (doen&#xE7;a mental), por exemplo, barbit&#xFA;ricos (tamb&#xE9;m usado para <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-epilepsia-tipos-causas-sintomas-remedios-tem-cura/" rel="noopener" target="_blank">epilepsia</a>), fenotiazina (tamb&#xE9;m usado para v&#xF4;mitos e n&#xE1;useas) e <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-tioridazina/bula" target="_blank">tioridazina</a>;</li> <li>Medicamentos para depress&#xE3;o, por exemplo, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-amitriptilina/bula" target="_blank">amitriptilina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-paroxetina/bula" target="_blank">paroxetina</a> e <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-fluoxetina/bula" target="_blank">fluoxetina</a>;</li> <li>Medicamentos utilizados para anestesia durante uma cirurgia, por exemplo, fentanil. Seu uso concomitante com bloqueadores beta-adren&#xE9;rgicos pode resultar em hipotens&#xE3;o grave;</li> <li>Insulina e antidiab&#xE9;ticos orais: Embora nebivolol n&#xE3;o interfira no n&#xED;vel de <a href="https://consultaremedios.com.br/glicose/bula" target="_blank">glicose</a>, o seu uso concomitante pode mascarar certos sintomas de <a href="https://minutosaudavel.com.br/hipoglicemia/" rel="noopener" target="_blank">hipoglicemia</a>, como palpita&#xE7;&#xF5;es e taquicardia;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/b/medicamentos-asma" target="_blank">Medicamentos para asma</a>, obstru&#xE7;&#xE3;o nasal ou certas <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/c" target="_blank">doen&#xE7;as dos olhos</a>, como <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-glaucoma-sintomas-tratamento-causas-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">glaucoma</a> (aumento da press&#xE3;o intraocular) ou dilata&#xE7;&#xE3;o da pupila;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/baclofeno/bula" target="_blank">Baclofeno</a> (um medicamento antiespasm&#xF3;dico), <a href="https://consultaremedios.com.br/amifostina/bula" target="_blank">amifostina</a> (um medicamento protetor utilizado durante o tratamento do <a href="https://consultaremedios.com.br/cancer/c" target="_blank">c&#xE2;ncer</a>);</li> <li>Medicamento para <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/disfuncao-eretil/c" target="_blank">disfun&#xE7;&#xE3;o er&#xE9;til</a>, por exemplo, sildenafila: o uso concomitante com Lobeat pode resultar na redu&#xE7;&#xE3;o da concentra&#xE7;&#xE3;o do sildenafil no sangue e risco aumentado de hipotens&#xE3;o.</li>

Todos estes medicamentos acima citados, assim como o Lobeat, podem influenciar na pressão arterial e/ou no funcionamento do coração.

  • <li>Medicamentos para tratar o excesso de &#xE1;cido do est&#xF4;mago ou <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/ulcera/c" target="_blank">&#xFA;lcera</a> (<a href="https://consultaremedios.com.br/b/medicamentos-antiacidos" target="_blank">medicamentos </a><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/antiacidos/c" target="_blank">anti&#xE1;cidos</a>), por exemplo, <a href="https://consultaremedios.com.br/cimetidina/bula" target="_blank">cimetidina</a>. Voc&#xEA; deve tomar Lobeat durante uma refei&#xE7;&#xE3;o e o medicamento anti&#xE1;cido entre as refei&#xE7;&#xF5;es.</li>

Principais interações com alimentos

Lobeat pode ser tomado durante as refeições ou com o estômago vazio. Tome o comprimido com um pouco de água.

Principais interações com testes laboratoriais

Não há relatos de relevância clínica do efeito do uso de nebivolol nos exames laboratoriais e eletrólitos no sangue.

Em estudos clínicos, o nebivolol foi associado a alguns casos de aumento de ácido úrico, porém sem relevância clínica ou estatística.

Não houve alterações da glicemia notável.

Em estudos clínicos, o nebivolol mostrou não causar qualquer alteração significativa dos triglicerídeos e do HDL, e em alguns estudos foram relatados uma redução dos triglicerídeos.

Informe ao seu médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.&nbsp;

Interação alimentícia: posso usar o Lobeat com alimentos?

Cloridrato de Nebivolol pode ser tomado com alimentos ou em jejum. Tome o comprimido com um pouco de água.

Qual a ação da substância do Lobeat (Cloridrato de Nebivolol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Os efeitos hemodin&#xE2;micos do nebivolol foram avaliados em volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis e em pacientes com hipertens&#xE3;o.</p> <p>Nebivolol aumentou significativamente a fra&#xE7;&#xE3;o de eje&#xE7;&#xE3;o ventricular esquerda, volume sist&#xF3;lico, d&#xE9;bito card&#xED;aco e volume diast&#xF3;lico final. Nebivolol diminuiu a resist&#xEA;ncia perif&#xE9;rica e manteve o d&#xE9;bito card&#xED;aco por um volume sist&#xF3;lico aumentado. <sup>1,2</sup></p> <p>Nebivolol possui um perfil exclusivo de tolerabilidade, caracterizado por um efeito modesto sobre a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca e sem efeito prejudicial sobre o desempenho ventricular esquerdo. <sup>3,4</sup></p> <p>Nebivolol possui uma &#xF3;tima raz&#xE3;o vale-pico, possibilitando um efetivo controle da press&#xE3;o arterial com dose &#xFA;nica em 24 horas. A raz&#xE3;o vale-pico do nebivolol &#xE9; de 0,90, demonstrando que a maior parte do efeito&amp;nbsp;hipotensivo ainda est&#xE1; presente 24 horas ap&#xF3;s a dose. O efeito hipotensivo do nebivolol segue o ritmo circadiano de press&#xE3;o arterial, conforme monitorado por medidas ambulatoriais de press&#xE3;o arterial.<sup> 5, 6</sup></p> <p>Nebivolol reduz a press&#xE3;o arterial diast&#xF3;lica e sist&#xF3;lica e a hipertrofia ventricular esquerda (HVE). <sup>7</sup></p> <p>Estudos em pacientes com insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca cr&#xF4;nica ou hipertrofia ventricular esquerda demonstram melhora no desempenho ventricular esquerdo sist&#xF3;lico, diast&#xF3;lico e aumento da capacidade de exerc&#xED;cio. Nebivolol melhora o perfil hemodin&#xE2;mico, tanto em pacientes hipertensos com insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca diast&#xF3;lica, quanto em pacientes com cardiomiopatia dilatada. <sup>8, 9&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p>A a&#xE7;&#xE3;o vasodilatadora de nebivolol &#xE9; dependente de &#xF3;xido n&#xED;trico, que pode ser respons&#xE1;vel tamb&#xE9;m pela melhora na capacidade de exerc&#xED;cio.<sup> 10&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p>Efeitos ben&#xE9;ficos do nebivolol nos par&#xE2;metros hemodin&#xE2;micos foram obtidos tamb&#xE9;m em pacientes com cardiomiopatia dilatada, independente da classe funcional. Nebivolol reduziu a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca e aumentou significativamente o volume sist&#xF3;lico e a fra&#xE7;&#xE3;o de eje&#xE7;&#xE3;o, ao passo que o d&#xE9;bito card&#xED;aco foi mantido.<sup> 11&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p>O estudo SENIORS (Estudo dos Efeitos da Interven&#xE7;&#xE3;o com nebivolol nos Desfechos e Re-hospitaliza&#xE7;&#xE3;o em Idosos com Insufici&#xEA;ncia Card&#xED;aca) avaliou o efeito do nebivolol na mortalidade e morbidade em pacientes idosos com insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca independentemente da fra&#xE7;&#xE3;o de eje&#xE7;&#xE3;o. Nebivolol prolongou significantemente o tempo de ocorr&#xEA;ncia de mortes ou hospitaliza&#xE7;&#xF5;es por motivos cardiovasculares.&amp;nbsp;<sup>12&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1- De Cree J, Geukens H, Verhaegen H. Non invasive cardiac haemodynamics of nebivolol. An overview. Drug Invest 1991; 3:40-50.<br> 2- Eichstadt H, Kaiser W, Mockel M et al. Haemodynamic measurements in patients under the &#x3B2;1 receptor blocker nebivolol. Perfusion 1997; 12:449-54<br> 3- Kamp O, Sieswerda GT, Visser CA. Comparison of effects on systolic and diastolic left ventricular function of nebivolol versus <a href=\"https://consultaremedios.com.br/atenolol/bula\" target=\"_blank\">atenolol</a> in patients with uncomplicated essential hypertension. Am J Cardiol 2003; 92:344-8.<br> 4- Schnaper H, Jackson D, Sit SP. Nebivolol a new generation of &#x3B2;-blockers in hypertension. Am J Hypert 1991; 4:23A.<br> 5- Sieben G, Van Nueten L, Symoens J. Nebivolol in hypertension. Drug Invest.1991; 3(1):190-2.<br> 6- Van Nueten L, Dupont A, Vertommen GC. A dose response trial of nebivolol in essential hypertension J Human Hypert.1997; 11:139-44.<br> 7- Liu GS, Wang LY, van Nueten L et al. The effect of nebivolol on left ventricular hypertrophy in hypertension. Cardiovasc Drugs Ther 1999; 13:549-51.<br> 8- Lechat PH et al. Pilot study of cardiovascular effects of nebivolol in congestive heart failure. Drug Invest 1991; 3:69-81.<br> 9- Rousseau MF, Chapelle F, Van Eyll C et al. Medium-term effects of beta-blockade on left ventricular mechanics: A double-blind, placebo-controlled comparison of nebivolol and atenolol in patients with ischemic left ventricular dysfunction. J Cardiac Failure 1996; 2:15-23.<br> 10- Wisenbaugh T et al. Long term (3 months) effect of a new b-blocker (nebivolol) on cardiac performance in dilated cardiomyopathy. J Am Coll Cardiol 1993; 21:1094-1100.<br> 11- Nodari S, Metra M, Dei Cas L. Beta blocker treatment of patients with diastolic heart failure and arterial hypertension.. A prospective, randomized, comparison of the long-term effects of atenolol vs nebivolol. Eur J Heart Failure 2003; 5:621-7.<br> 12- Flather MD, Shibata MC, Coats AJ, Van Veldhuisen DJ, Parkhomenko A, Borbola J, Cohen-Solal A, Dumitrascu D, Ferrari R, Lechat P, Soler-Soler J, Tavazzi L, Spinarova L, Toman J, Bohm M, Anker SD, Thompson SG, Poole-Wilson PA; SENIORS Investigators. Randomized trial to determine the effect of nebivolol on mortality and cardiovascular hospital admission in elderly patients with heart failure (SENIORS). Eur Heart J 2005; 26(3):215-25.</br></br></br></br></br></br></br></br></br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <h4>O nebivolol &#xE9; um racemato de dois enanti&#xF4;meros, d-nebivolol (ou SRRR-nebivolol) e l-nebivolol (ou RSSS-nebivolol). &#xC9; um f&#xE1;rmaco que alia duas atividades farmacol&#xF3;gicas:</h4> <ul> <li>&#xC9; um bloqueador do receptor beta, competitivo e seletivo: este efeito &#xE9; atribu&#xED;do ao d-enanti&#xF4;mero;</li> <li>Tem propriedades vasodilatadoras leves devido &#xE0; intera&#xE7;&#xE3;o com a via L-arginina/&#xF3;xido nitrico (NO).</li> </ul> <p>Doses &#xFA;nicas e repetidas de nebivolol reduzem a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca e a press&#xE3;o arterial em repouso e durante o exerc&#xED;cio, tanto em indiv&#xED;duos normotensos como em pacientes hipertensos. O efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> &#xE9; mantido durante o tratamento cr&#xF4;nico.</p> <p>Em doses terap&#xEA;uticas, o nebivolol &#xE9; desprovido de bloqueio alfa-adren&#xE9;rgico.</p> <p>Durante o tratamento agudo e cr&#xF4;nico com nebivolol em pacientes hipertensos, a resist&#xEA;ncia vascular sist&#xEA;mica &#xE9; diminu&#xED;da. Apesar da redu&#xE7;&#xE3;o da frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca, a redu&#xE7;&#xE3;o do d&#xE9;bito card&#xED;aco durante o repouso e o exerc&#xED;cio pode ser limitada devido &#xE0; um aumento do volume sist&#xF3;lico. A relev&#xE2;ncia cl&#xED;nica destas diferen&#xE7;as hemodin&#xE2;micas, quando comparadas com outros bloqueadores dos receptores beta-1, n&#xE3;o est&#xE1; completamente estabelecida.</p> <p>Em pacientes hipertensos, o nebivolol aumenta a resposta vascular mediada pelo NO (&#xF3;xido n&#xED;trico) &#xE0; acetilcolina que &#xE9; reduzida em pacientes com disfun&#xE7;&#xE3;o endotelial.</p> <p>Nebivolol difere dos betabloqueadores cl&#xE1;ssicos devido &#xE0; sua alta seletividade por beta-1-adrenoceptores.</p> <p>Nebivolol &#xE9; um agente bloqueador beta-1 competitivo e altamente seletivo. A cardiosseletividade do nebivolol foi avaliada<em> in vitro </em>por estudos de liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0; beta-1 e beta-2 em compara&#xE7;&#xE3;o com outros agentes betabloqueadores. A seletividade por beta-1 reside no d-enanti&#xF4;mero, ao passo que o l-enanti&#xF4;mero mostrou a mais baixa afinidade e nenhuma seletividade pelos receptores beta-1. A alta seletividade pelos receptores beta-1-adren&#xE9;rgicos do nebivolol foi tamb&#xE9;m demonstrada pela rela&#xE7;&#xE3;o de liga&#xE7;&#xE3;o de receptores beta2/beta-1, muito maior do que para muitos outros agentes betabloqueadores. No mioc&#xE1;rdio humano, a seletividade por beta-1 do nebivolol foi superior ao do bisoprolol, metoprolol e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/carvedilol/bula\" target=\"_blank\">carvedilol</a>. No mioc&#xE1;rdio ventricular esquerdo humano deficiente, a pot&#xEA;ncia inotr&#xF3;pica negativa do nebivolol foi menor do que a do metoprolol e carvedilol.</p> <p>Experi&#xEA;ncias<em> in vitro</em> e<em> in vivo </em>em animais mostraram que o nebivolol n&#xE3;o tem atividade simpaticomim&#xE9;tica intr&#xED;nseca.</p> <p>Em volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis, o nebivolol n&#xE3;o diminui a capacidade de exerc&#xED;cio, um conhecido efeito colateral dos betabloqueadores que pode alterar a qualidade de vida.</p> <p>A elevada seletividade beta-1 do nebivolol &#xE9; respons&#xE1;vel por seus efeitos desprez&#xED;veis na resist&#xEA;ncia das vias a&#xE9;reas em seres humanos.</p> <p>Nebivolol possui efeito vasodilatador mediado pelo &#xF3;xido n&#xED;trico, isto foi demonstrado<em> in vitro </em>e <em>in vivo </em>em volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis e pacientes hipertensos. Nebivolol influi favoravelmente na complac&#xEA;ncia arterial e possui efeito positivo sobre a press&#xE3;o de pulso. A administra&#xE7;&#xE3;o oral de nebivolol leva a uma vasodilata&#xE7;&#xE3;o dependente do endot&#xE9;lio em indiv&#xED;duos saud&#xE1;veis (estudo cl&#xED;nico) e em pacientes com hipertens&#xE3;o arterial essencial, condi&#xE7;&#xE3;o cl&#xED;nica caracterizada por disfun&#xE7;&#xE3;o endotelial com disponibilidade de NO basal reduzida e estimulada. A vasodilata&#xE7;&#xE3;o induzida por nebivolol tamb&#xE9;m foi demonstrada pela diminui&#xE7;&#xE3;o na resist&#xEA;ncia vascular sist&#xEA;mica observada em diversos estudos hemodin&#xE2;micos em pacientes com hipertens&#xE3;o arterial ou doen&#xE7;a card&#xED;aca.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <p>Ambos os enanti&#xF4;meros do nebivolol s&#xE3;o rapidamente absorvidos ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral atingindo concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica de pico no per&#xED;odo de &#xBD; a 2 horas ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o. A absor&#xE7;&#xE3;o de nebivolol n&#xE3;o &#xE9; afetada pelos alimentos, o nebivolol pode ser administrado durante ou fora das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p>O nebivolol &#xE9; extensamente metabolizado, parcialmente em hidroxi-metab&#xF3;litos ativos. O nebivolol &#xE9; metabolizado pela hidroxila&#xE7;&#xE3;o alic&#xED;clica e arom&#xE1;tica, N-desalquila&#xE7;&#xE3;o e glucuronida&#xE7;&#xE3;o. Al&#xE9;m disso, formam-se glucuronidos dos hidroxi-metab&#xF3;litos. O metabolismo do nebivolol por hidroxila&#xE7;&#xE3;o arom&#xE1;tica &#xE9; condicionado ao polimorfismo gen&#xE9;tico oxidativo dependente CYP2D6. A biodisponibilidade oral do nebivolol &#xE9;, em m&#xE9;dia, de 12% nos metabolizadores r&#xE1;pidos e &#xE9; virtualmente completa em metabolizadores lentos (MPs). No regime estacion&#xE1;rio e para a mesma dose, o pico da concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica do nebivolol inalterado &#xE9; cerca de 23 vezes mais elevada nos metabolizadores lentos do que nos metabolizadores extensos. Quando se considera o f&#xE1;rmaco inalterado e os metab&#xF3;litos ativos, a diferen&#xE7;a dos picos das concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas &#xE9; de 1,3 a 1,4 vezes. Por causa da varia&#xE7;&#xE3;o nas taxas do metabolismo, a dose de Cloridrato de Nebivolol deve sempre ser ajustada aos requisitos individuais do paciente: metabolizadores pobres, portanto, podem necessitar de doses mais baixas.</p> <p>Nos metabolizadores r&#xE1;pidos, a meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o dos enanti&#xF4;meros do nebivolol &#xE9;, em m&#xE9;dia, 10 horas. Nos metabolizadores lentos a meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o &#xE9; cerca de 3-5 vezes mais longa. Nos metabolizadores r&#xE1;pidos, os n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos do enanti&#xF4;mero RSSS s&#xE3;o ligeiramente mais elevados do que os do enanti&#xF4;mero SRRR.</p> <p>Nos metabolizadores lentos esta diferen&#xE7;a &#xE9; maior. Nos metabolizadores extensivos ou normais a meiavida de elimina&#xE7;&#xE3;o dos hidroxi-metab&#xF3;litos de ambos os enanti&#xF4;meros &#xE9;, em m&#xE9;dia, 24 horas e &#xE9; duas vezes maior nos metabolizadores lentos.</p> <p>Na maioria dos indiv&#xED;duos (metabolizadores r&#xE1;pidos) o regime estacion&#xE1;rio dos n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos &#xE9; atingido em 24 horas para o nebivolol e em poucos dias para os hidroxi-metab&#xF3;litos. As concentra&#xE7;&#xF5;es&amp;nbsp;plasm&#xE1;ticas s&#xE3;o proporcionais &#xE0;s doses entre 1 e 30 mg. A farmacocin&#xE9;tica do nebivolol n&#xE3;o &#xE9; afetada pela idade.</p> <p>No plasma, ambos os enanti&#xF4;meros do nebivolol est&#xE3;o predominantemente ligados &#xE0; albumina. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; de 98,1% para o SRRR-nebivolol e de 97,9% para o RSSS-nebivolol.</p> <p>Uma semana ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, 38% da dose &#xE9; excretada na urina e 48% nas fezes. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria de nebivolol inalterado &#xE9; inferior a 0,5% da dose.</p> <p>A farmacocin&#xE9;tica de medicamento inalterado em pacientes com doen&#xE7;a renal moderada a grave foi semelhante &#xE0;quela em pessoas saud&#xE1;veis estudadas, entretanto, o aumento da concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica dos enanti&#xF4;meros mais os metab&#xF3;litos hidroxilados sugerem limitar a dose a 2,5 mg uma vez ao dia.</p> <h3>Dados de seguran&#xE7;a pr&#xE9;-cl&#xED;nica</h3> <p>Os estudos pr&#xE9;-cl&#xED;nicos n&#xE3;o revelam riscos especiais, conforme os estudos convencionais de potencial genot&#xF3;xico e carcinog&#xEA;nico.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Lobeat?

Mantenha Lobeat em temperatura ambiente (15 a 30ºC) e protegido da umidade.

Se armazenado nas condições indicadas, o medicamento se manterá próprio para consumo pelo prazo de validade impresso na embalagem externa.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Os comprimidos de Lobeat são redondos, brancos e sulcados em cruz em um dos lados. Eles podem ser partidos em quatro partes iguais.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo Medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Lobeat

Lobear&nbsp;comprimidos de 5 mg.&nbsp;Embalagens com 7 ou 30 comprimidos.

Via oral.

Uso adulto.

Medicamento similar equivalente ao medicamento de referência.

Dizeres Legais do Lobeat

MS: 1.0553.0378

Farm. Resp.:
Graziela Fiorini Soares
CRF-RJ n° 7475

Registrado por:
Abbott Laboratórios do Brasil Ltda.
Rua Michigan, 735
São Paulo – SP
CNPJ: 56.998.701/0001-16.



Importado por:
Biolab Farma Genéricos Ltda.
Rio de Janeiro – Brasil

Fabricado e Embalado por:
Specifar S.A.
Agia Varvara – Grécia

Abbott&nbsp;Center
Central de Relacionamento com o Cliente
0800 703 1050

Venda sob prescrição médica.

5mg, caixa contendo 30 comprimidos

Princípio ativo
:
Cloridrato De Nebivolol
Classe Terapêutica
:
Betabloqueadores Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Hipertensivo
Especialidade
:
Cardiologia

Bula do medicamento

Lobeat, para o que é indicado e para o que serve?

Lobeat é indicado para o tratamento da hipertensão arterial (pressão sanguínea alta) e da insuficiência cardíaca (alteração da função cardíaca) em idosos (acima de 70 anos), com fração de ejeção (quantidade de sangue que sai do coração e vai para todo o organismo através dos vasos quando ocorre o batimento cardíaco) abaixo ou igual 35%.

Quais as contraindicações do Lobeat?

Lobeat não deve ser utilizado em:

  • <li>Pacientes al&#xE9;rgicos ao nebivolol ou a qualquer componente da formula&#xE7;&#xE3;o;</li> <li>Lobeat tamb&#xE9;m n&#xE3;o deve ser utilizado se o paciente tiver uma ou mais das seguintes doen&#xE7;as: <ul> <li>Press&#xE3;o arterial baixa (press&#xE3;o sist&#xF3;lica inferior a 90 mmHg);</li> <li>Problemas s&#xE9;rios de circula&#xE7;&#xE3;o nos bra&#xE7;os ou pernas;</li> <li>Batimento card&#xED;aco muito lento (abaixo de 60 batimentos por minuto);</li> <li>Outros problemas s&#xE9;rios com o ritmo card&#xED;aco (por exemplo: bloqueio artrioventricular de 2&#xBA; e 3&#xBA; grau e outras doen&#xE7;as na condu&#xE7;&#xE3;o do ritmo card&#xED;aco;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-respiratorio/bronquite/c" target="_blank">Bronquite</a> ou <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-respiratorio/asma/c" target="_blank">asma</a>;</li> <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/feocromocitoma-tratamento-diagnostico-causas-sintomas-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">Feocromocitoma</a> n&#xE3;o tratado (tumor localizado na parte superior do rim);</li> <li>Doen&#xE7;a hep&#xE1;tica (do <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c" target="_blank">f&#xED;gado</a>);</li> <li>Acidose metab&#xF3;lica (excesso de acidez no sangue), por exemplo, cetoacidose diab&#xE9;tica;</li> <li>Insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca aguda (altera&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca levando a descompensa&#xE7;&#xE3;o circulat&#xF3;ria), choque cardiog&#xEA;nico (altera&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial, frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca resultando na diminui&#xE7;&#xE3;o da circula&#xE7;&#xE3;o de sangue pelo organismo) ou epis&#xF3;dios de descompensa&#xE7;&#xE3;o da insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca (altera&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca n&#xE3;o controlada).</li> </ul> </li>

Como usar o Lobeat?

Tome seu medicamento uma vez ao dia, preferencialmente no mesmo horário do dia.

Se você foi orientado pelo seu médico a tomar ¼ (um quarto) ou ½ (meio) comprimido por dia, consultar as instruções abaixo de como quebrar o comprimido de Lobeat 5 mg sulcado em cruz.

Coloque o comprimido em uma superfície dura (por exemplo, uma mesa), com a face sulcada do comprimido em cruz virada para cima.

Quebre o comprimido colocando o dedo indicador de ambas as mãos sobre a marca de quebra e pressionando o comprimido.

A metade do comprimido sulcado em cruz de Lobeat 5 mg é facilmente quebrada em quatro.

Seu médico pode decidir combinar o comprimido de Lobeat com outros medicamentos para tratar sua condição.

Sempre tome Lobeat exatamente conforme orientação médica. Se você não tiver certeza, verifique com seu médico o modo e a quantidade a ser tomada.

Lobeat pode ser tomado antes, durante ou depois da refeição. Se preferir, você pode tomá-lo fora das refeições. Os comprimidos devem ser administrados por via oral com um pouco de água.

Tratamento para pressão arterial alta (hipertensão)

A dose usual é de 1 comprimido por dia. A dose deve ser tomada, preferencialmente, todo dia no mesmo horário.

Pacientes idosos e pacientes com doença no rim, irão usualmente começar o tratamento com ½ (meio) comprimido por dia.

Tratamento para insuficiência cardíaca

O tratamento será iniciado e supervisionado pelo seu médico.

O médico começará seu tratamento com ¼ (um quarto) de comprimido por dia. A dose deverá ser aumentada após 1-2 semanas para ½ (meio) comprimido por dia, e depois para 1 comprimido por dia e posteriormente para 2 comprimidos por dia até atingir a dose ideal para você.

Seu médico irá prescrever a dose ideal para cada etapa e você deverá seguir com atenção a sua instrução.

A dose máxima recomendada é de 2 comprimidos (10 mg) por dia.

Você precisará ficar sob supervisão próxima de seu médico por 2 horas quando você começar o tratamento e toda vez que sua dose for aumentada.

Seu médico pode reduzir a sua dose se necessário.

Você não deve interromper o tratamento de repente, pois isto poderá levar a piora da insuficiência cardíaca (alteração da função cardíaca).

Pacientes com problemas sérios de rim não devem tomar este medicamento.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Lobeat funciona?

Lobeat contém o princípio ativo nebivolol que pertence a classe dos betabloqueadores seletivos de terceira geração. Nebivolol combina uma ação (bloqueio) seletiva no receptor beta 1-adrenérgico com uma ação de dilatação dos vasos, mediada pela L-arginina/NO (óxido nítrico).

Este medicamento previne o aumento da frequência cardíaca, controla a força de bombeamento do coração e também exerce uma ação de dilatação nos vasos sanguíneos, o que contribui para reduzir a pressão sanguínea.

No tratamento da hipertensão, a redução da pressão arterial pode ser vista após 1 a 2 semanas de tratamento. Ocasionalmente, o efeito ótimo só é atingido após 4 semanas.

Quais cuidados devo ter ao usar o Lobeat?

Informe ao seu médico se você apresenta ou desenvolveu um dos seguintes problemas:

  • <li>Batimento card&#xED;aco anormalmente lento (abaixo de 60 batimentos por minuto). Voc&#xEA; deve ter conhecimento do seu batimento card&#xED;aco antes de ser institu&#xED;da a medica&#xE7;&#xE3;o;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-cardiovascular-circulacao/angina/c" target="_blank">Angina</a> (<a href="https://minutosaudavel.com.br/dor-no-peito/" rel="noopener" target="_blank">dor no peito</a>) devido &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de espasmos (contra&#xE7;&#xE3;o involunt&#xE1;ria) espont&#xE2;neos na art&#xE9;ria coron&#xE1;ria, chamado de angina de Prinzmetal;</li> <li>Insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca cr&#xF4;nica n&#xE3;o tratada (altera&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca n&#xE3;o tratada);</li> <li>Bloqueio card&#xED;aco de 1&#xBA; grau (um tipo de doen&#xE7;a leve de condu&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca que afeta o ritmo card&#xED;aco) constatado anteriormente;</li> <li>Circula&#xE7;&#xE3;o ruim nos bra&#xE7;os e pernas, por exemplo, doen&#xE7;a ou s&#xED;ndrome de Raynaud, dores quando caminha;</li> <li>Dificuldade respirat&#xF3;ria;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-cardiovascular-circulacao/diabetes/c" target="_blank">Diabetes</a>: Este medicamento n&#xE3;o tem efeito no a&#xE7;&#xFA;car do sangue, mas ele pode ocultar os sintomas do baixo n&#xED;vel de a&#xE7;&#xFA;car (por exemplo, palpita&#xE7;&#xF5;es, batimentos card&#xED;acos r&#xE1;pidos);</li> <li>Hiperatividade da gl&#xE2;ndula <a href="https://consultaremedios.com.br/tireoide/c" target="_blank">tireoide</a>: este medicamento pode mascarar os sinais de&amp;nbsp;frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca anormalmente r&#xE1;pida devido a esta condi&#xE7;&#xE3;o;</li> <li>Alergia: Este medicamento pode intensificar sua rea&#xE7;&#xE3;o ao p&#xF3;len ou a outras subst&#xE2;ncias que voc&#xEA; &#xE9; al&#xE9;rgico;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/pele-e-mucosa/psoriase/c" target="_blank">Psor&#xED;ase</a> (uma doen&#xE7;a da pele &#x2013; mancha escamosa rosa) ou se voc&#xEA; j&#xE1; teve psor&#xED;ase;</li> <li>Antes de uma cirurgia, informe ao seu m&#xE9;dico que voc&#xEA; toma Lobeat antes de ser anestesiado;</li> <li>Ates de uma cirurgia, informe ao seu m&#xE9;dico que voc&#xEA; toma Lobeat antes de ser anestesiado;</li> <li>Se voc&#xEA; tem s&#xE9;rios problemas nos rins: n&#xE3;o tome Lobeat para insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca sem comunicar seu m&#xE9;dico.</li>

Você deverá ser regularmente monitorado pelo seu médico no começo de seu tratamento para insuficiência cardíaca (alteração da função do coração).

Este tratamento não deve ser interrompido abruptamente, a menos que seja claramente indicado e avaliado pelo seu médico.

Categoria C - Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Lactação

A&nbsp;amamentação não é recomendada durante a administração de nebivolol.

Crianças e adolescentes

Devido à falta de dados do uso deste produto em crianças e adolescentes, cloridrato de nebivolol não está indicado neste grupo de pacientes.

Geriatria (idosos)

Em pacientes idosos pode ser necessário o ajuste da dose.

Insuficiência renal

Em pacientes com insuficiência renal pode ser necessário o ajuste da dose.

Insuficiência hepática

A informação disponível sobre pacientes com insuficiência hepática ou com função hepática diminuída é limitada. Por isso, o uso de cloridrato de nebivolol nestes pacientes está contraindicado.

Dirigir ou operar máquinas

Este medicamento pode causar vertigem ou fadiga. Se tiver um desses sintomas, não dirija ou opere máquinas.

Este medicamento pode causar doping.

Atenção: contém lactose.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Lobeat?

Como todos os medicamentos, Lobeat pode causar efeitos adversos, embora não sejam todas as pessoas que apresentarão esses efeitos.

Quando o Lobeat é usado para o tratamento de hipertensão arterial, os efeitos adversos possíveis são:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">dor de cabe&#xE7;a</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">tontura</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/cansaco/" rel="noopener" target="_blank">cansa&#xE7;o</a>, coceira ou <a href="https://minutosaudavel.com.br/parestesia/" rel="noopener" target="_blank">formigamento</a> n&#xE3;o comum, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, obstipa&#xE7;&#xE3;o (<a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">pris&#xE3;o de ventre</a>), n&#xE1;usea, dificuldade respirat&#xF3;ria (falta de ar), <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (incha&#xE7;o).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): batimentos card&#xED;acos lentos ou outros dist&#xFA;rbios card&#xED;acos (abaixo de 60 batimentos /minuto), press&#xE3;o arterial baixa, claudica&#xE7;&#xE3;o (dor, cansa&#xE7;o, <a href="https://minutosaudavel.com.br/caimbra/" rel="noopener" target="_blank">c&#xE2;imbra</a>, peso e fraqueza nas pernas), vis&#xE3;o anormal, impot&#xEA;ncia, s entimento de <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/dispepsia-indigestao-o-que-e-sintomas-remedios-e-tipos/" rel="noopener" target="_blank">dispepsia</a> (dificuldades digestivas), <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">gases</a> no est&#xF4;mago ou intestino, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mito</a>, erup&#xE7;&#xE3;o cut&#xE2;nea (vermelhid&#xE3;o ou inflama&#xE7;&#xE3;o da pele) e coceira, broncoespasmos (dificuldade de respira&#xE7;&#xE3;o como na asma) e pesadelos.</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, piora de psor&#xED;ase (uma doen&#xE7;a de pele com mancha escamosa rosa).</li>

Os efeitos adversos a seguir foram relatados em apenas alguns casos isolados durante o tratamento com Lobeat:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o de hipersensibilidade: rea&#xE7;&#xE3;o al&#xE9;rgica em todo o corpo com erup&#xE7;&#xE3;o generalizada na pele.</li> <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/angioedema-o-que-e-complicacoes-como-tratar-e-muito-mais/" rel="noopener" target="_blank">Angioedema</a>: in&#xED;cio r&#xE1;pido de incha&#xE7;o, especialmente em volta dos l&#xE1;bios, olhos, ou da l&#xED;ngua com possibilidade de dificuldade respirat&#xF3;ria repentina. <a href="https://minutosaudavel.com.br/urticaria/" rel="noopener" target="_blank">Urtic&#xE1;ria</a> (tipo de rea&#xE7;&#xE3;o da pele de natureza al&#xE9;rgica ou n&#xE3;o al&#xE9;rgica, caracterizada pelo aparecimento de uma erup&#xE7;&#xE3;o avermelhada, elevada e que causa coceira).</li>
Com alguns bloqueadores beta-adrenérgicos foram ainda relatadas as seguintes reações adversas:
  • <li>Alucina&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://minutosaudavel.com.br/psicose/" rel="noopener" target="_blank">psicose</a>, confus&#xE3;o, extremidades frias/cian&#xF3;ticas, fen&#xF4;meno de Raynaud, olhos secos e toxicidade &#xF3;culo-mucocut&#xE2;nea.</li>

Em um estudo clínico para insuficiência cardíaca, os seguintes efeitos adversos foram observados:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comum (ocorre em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): batimentos card&#xED;acos lentos e tontura.</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): piora da insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-hipotensao-pressao-baixa-sintomas-na-gravidez-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">hipotens&#xE3;o</a> postural (diminui&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial com sensa&#xE7;&#xE3;o de desmaio ao levantar-se), intoler&#xE2;ncia a este medicamento, bloqueio atrioventricular de primeiro grau (um tipo de doen&#xE7;a de condu&#xE7;&#xE3;o card&#xED;aca leve que afeta o ritmo card&#xED;aco) e incha&#xE7;o nas pernas.</li>

Os seguintes efeitos adversos foram identificados através de notificações espontâneas s em es timar sua frequência ou estabelecer uma relação causal com o uso de Lobeat:

  • <li>Fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica anormal (fun&#xE7;&#xE3;o alterada do f&#xED;gado), incluindo aumento de TGO, TGP e bilirrubina, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-pulmonar-causas-sintomas-tratamento-tem-cura/" rel="noopener" target="_blank">edema pulmonar</a> agudo (ac&#xFA;mulo de l&#xED;quido nos pulm&#xF5;es), insufici&#xEA;ncia renal aguda (fun&#xE7;&#xE3;o alterada dos rins), <a href="https://minutosaudavel.com.br/infarto/" rel="noopener" target="_blank">infarto</a> do mioc&#xE1;rdio, sonol&#xEA;ncia e <a href="https://minutosaudavel.com.br/trombocitopenia/" rel="noopener" target="_blank">trombocitopenia</a> (redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas no sangue).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também a empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Lobeat?

Se você esquecer de tomar uma dose de Lobeat, mas lembrar um pouco depois da hora em que deveria ter tomado, tome esta dose diária como de costume. Mas, se um longo atraso ocorrer (por exemplo, várias horas) e o horário da próxima dose estiver perto, não tome a dose esquecida e tome a próxima dose programada, ou seja, a dose normal no horário usual. Não tome dose dupla. Evite esquecer novamente.

Se você parar de tomar Lobeat

Você deve sempre consultar seu médico antes de parar o tratamento com Lobeat para pressão arterial alta ou para insuficiência cardíaca crônica.

Você não deve parar o tratamento com Lobeat de repente, porque isto pode piorar temporariamente sua insuficiência cardíaca (alteração da função cardíaca). Se for necessário parar o tratamento de Lobeat para insuficiência cardíaca crônica, a dose diária deve ser reduzida gradualmente, através da divisão da dose, em intervalos semanais, sempre com a supervisão rigorosa do seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Lobeat?

Cada comprimido de Lobeat&nbsp;5 mg contém:

Cloridrato de nebivolol 5,45 mg (equivalente a 5 mg de nebivolol).

Excipientes: lactose monoidratada, celulose microcristalina, estearato de magnésio, crospovidona, poloxaleno e povidona.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Lobeat maior do que a recomendada?

Os sinais e sintomas mais frequentes da superdose de Lobeat são bradicardia (batimentos cardíacos muito baixos), hipotensão (pressão arterial baixa com possível desmaio), broncoespasmo (dificuldade de respiração como na asma) e insuficiência cardíaca aguda.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Lobeat com outros remédios?

Informe seu médico se você estiver tomando ou se recentemente tomou qualquer outro medicamento, incluindo medicamentos obtidos sem prescrição. Certos medicamentos não podem ser usados ao mesmo tempo, enquanto outros requerem alterações específicas (na dosagem, por exemplo).

Sempre informe seu médico se você está usando ou recebendo algum dos seguintes medicamentos em adição ao Lobeat:

  • <li>Medicamentos para controlar a press&#xE3;o arterial ou medicamentos para problemas card&#xED;acos (como <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-amiodarona/bula" target="_blank">amiodarona</a>, anlodipino, cibenzolina, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-clonidina/bula" target="_blank">clonidina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula" target="_blank">digoxina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-diltiazem/bula" target="_blank">diltiazem</a>, disopiramida, felodipina, fleca&#xED;nida, guanfacina, hidroquinidina, lacidipina, <a href="https://consultaremedios.com.br/lidocaina/bula" target="_blank">lidoca&#xED;na</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/metildopa/bula" target="_blank">metildopa</a>, mexiletina, moxonidina, nicardipina, <a href="https://consultaremedios.com.br/nifedipino/bula" target="_blank">nifedipina</a>, nimodipina, nitrendipina, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-propafenona/bula" target="_blank">propafenona</a>, quinidina, <a href="https://consultaremedios.com.br/rilmenidina/bula" target="_blank">rilmenidina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-verapamil/bula" target="_blank">verapamil</a>);</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">Sedativos</a> e terapias para psicoses (doen&#xE7;a mental), por exemplo, barbit&#xFA;ricos (tamb&#xE9;m usado para <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-epilepsia-tipos-causas-sintomas-remedios-tem-cura/" rel="noopener" target="_blank">epilepsia</a>), fenotiazina (tamb&#xE9;m usado para v&#xF4;mitos e n&#xE1;useas) e <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-tioridazina/bula" target="_blank">tioridazina</a>;</li> <li>Medicamentos para depress&#xE3;o, por exemplo, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-amitriptilina/bula" target="_blank">amitriptilina</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-paroxetina/bula" target="_blank">paroxetina</a> e <a href="https://consultaremedios.com.br/cloridrato-de-fluoxetina/bula" target="_blank">fluoxetina</a>;</li> <li>Medicamentos utilizados para anestesia durante uma cirurgia, por exemplo, fentanil. Seu uso concomitante com bloqueadores beta-adren&#xE9;rgicos pode resultar em hipotens&#xE3;o grave;</li> <li>Insulina e antidiab&#xE9;ticos orais: Embora nebivolol n&#xE3;o interfira no n&#xED;vel de <a href="https://consultaremedios.com.br/glicose/bula" target="_blank">glicose</a>, o seu uso concomitante pode mascarar certos sintomas de <a href="https://minutosaudavel.com.br/hipoglicemia/" rel="noopener" target="_blank">hipoglicemia</a>, como palpita&#xE7;&#xF5;es e taquicardia;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/b/medicamentos-asma" target="_blank">Medicamentos para asma</a>, obstru&#xE7;&#xE3;o nasal ou certas <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/c" target="_blank">doen&#xE7;as dos olhos</a>, como <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-glaucoma-sintomas-tratamento-causas-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">glaucoma</a> (aumento da press&#xE3;o intraocular) ou dilata&#xE7;&#xE3;o da pupila;</li> <li><a href="https://consultaremedios.com.br/baclofeno/bula" target="_blank">Baclofeno</a> (um medicamento antiespasm&#xF3;dico), <a href="https://consultaremedios.com.br/amifostina/bula" target="_blank">amifostina</a> (um medicamento protetor utilizado durante o tratamento do <a href="https://consultaremedios.com.br/cancer/c" target="_blank">c&#xE2;ncer</a>);</li> <li>Medicamento para <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/disfuncao-eretil/c" target="_blank">disfun&#xE7;&#xE3;o er&#xE9;til</a>, por exemplo, sildenafila: o uso concomitante com Lobeat pode resultar na redu&#xE7;&#xE3;o da concentra&#xE7;&#xE3;o do sildenafil no sangue e risco aumentado de hipotens&#xE3;o.</li>

Todos estes medicamentos acima citados, assim como o Lobeat, podem influenciar na pressão arterial e/ou no funcionamento do coração.

  • <li>Medicamentos para tratar o excesso de &#xE1;cido do est&#xF4;mago ou <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/ulcera/c" target="_blank">&#xFA;lcera</a> (<a href="https://consultaremedios.com.br/b/medicamentos-antiacidos" target="_blank">medicamentos </a><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/antiacidos/c" target="_blank">anti&#xE1;cidos</a>), por exemplo, <a href="https://consultaremedios.com.br/cimetidina/bula" target="_blank">cimetidina</a>. Voc&#xEA; deve tomar Lobeat durante uma refei&#xE7;&#xE3;o e o medicamento anti&#xE1;cido entre as refei&#xE7;&#xF5;es.</li>

Principais interações com alimentos

Lobeat pode ser tomado durante as refeições ou com o estômago vazio. Tome o comprimido com um pouco de água.

Principais interações com testes laboratoriais

Não há relatos de relevância clínica do efeito do uso de nebivolol nos exames laboratoriais e eletrólitos no sangue.

Em estudos clínicos, o nebivolol foi associado a alguns casos de aumento de ácido úrico, porém sem relevância clínica ou estatística.

Não houve alterações da glicemia notável.

Em estudos clínicos, o nebivolol mostrou não causar qualquer alteração significativa dos triglicerídeos e do HDL, e em alguns estudos foram relatados uma redução dos triglicerídeos.

Informe ao seu médico ou cirurgião dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.&nbsp;

Interação alimentícia: posso usar o Lobeat com alimentos?

Cloridrato de Nebivolol pode ser tomado com alimentos ou em jejum. Tome o comprimido com um pouco de água.

Qual a ação da substância do Lobeat (Cloridrato de Nebivolol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Os efeitos hemodin&#xE2;micos do nebivolol foram avaliados em volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis e em pacientes com hipertens&#xE3;o.</p> <p>Nebivolol aumentou significativamente a fra&#xE7;&#xE3;o de eje&#xE7;&#xE3;o ventricular esquerda, volume sist&#xF3;lico, d&#xE9;bito card&#xED;aco e volume diast&#xF3;lico final. Nebivolol diminuiu a resist&#xEA;ncia perif&#xE9;rica e manteve o d&#xE9;bito card&#xED;aco por um volume sist&#xF3;lico aumentado. <sup>1,2</sup></p> <p>Nebivolol possui um perfil exclusivo de tolerabilidade, caracterizado por um efeito modesto sobre a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca e sem efeito prejudicial sobre o desempenho ventricular esquerdo. <sup>3,4</sup></p> <p>Nebivolol possui uma &#xF3;tima raz&#xE3;o vale-pico, possibilitando um efetivo controle da press&#xE3;o arterial com dose &#xFA;nica em 24 horas. A raz&#xE3;o vale-pico do nebivolol &#xE9; de 0,90, demonstrando que a maior parte do efeito&amp;nbsp;hipotensivo ainda est&#xE1; presente 24 horas ap&#xF3;s a dose. O efeito hipotensivo do nebivolol segue o ritmo circadiano de press&#xE3;o arterial, conforme monitorado por medidas ambulatoriais de press&#xE3;o arterial.<sup> 5, 6</sup></p> <p>Nebivolol reduz a press&#xE3;o arterial diast&#xF3;lica e sist&#xF3;lica e a hipertrofia ventricular esquerda (HVE). <sup>7</sup></p> <p>Estudos em pacientes com insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca cr&#xF4;nica ou hipertrofia ventricular esquerda demonstram melhora no desempenho ventricular esquerdo sist&#xF3;lico, diast&#xF3;lico e aumento da capacidade de exerc&#xED;cio. Nebivolol melhora o perfil hemodin&#xE2;mico, tanto em pacientes hipertensos com insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca diast&#xF3;lica, quanto em pacientes com cardiomiopatia dilatada. <sup>8, 9&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p>A a&#xE7;&#xE3;o vasodilatadora de nebivolol &#xE9; dependente de &#xF3;xido n&#xED;trico, que pode ser respons&#xE1;vel tamb&#xE9;m pela melhora na capacidade de exerc&#xED;cio.<sup> 10&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p>Efeitos ben&#xE9;ficos do nebivolol nos par&#xE2;metros hemodin&#xE2;micos foram obtidos tamb&#xE9;m em pacientes com cardiomiopatia dilatada, independente da classe funcional. Nebivolol reduziu a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca e aumentou significativamente o volume sist&#xF3;lico e a fra&#xE7;&#xE3;o de eje&#xE7;&#xE3;o, ao passo que o d&#xE9;bito card&#xED;aco foi mantido.<sup> 11&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p>O estudo SENIORS (Estudo dos Efeitos da Interven&#xE7;&#xE3;o com nebivolol nos Desfechos e Re-hospitaliza&#xE7;&#xE3;o em Idosos com Insufici&#xEA;ncia Card&#xED;aca) avaliou o efeito do nebivolol na mortalidade e morbidade em pacientes idosos com insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca independentemente da fra&#xE7;&#xE3;o de eje&#xE7;&#xE3;o. Nebivolol prolongou significantemente o tempo de ocorr&#xEA;ncia de mortes ou hospitaliza&#xE7;&#xF5;es por motivos cardiovasculares.&amp;nbsp;<sup>12&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;&#x200B;</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1- De Cree J, Geukens H, Verhaegen H. Non invasive cardiac haemodynamics of nebivolol. An overview. Drug Invest 1991; 3:40-50.<br> 2- Eichstadt H, Kaiser W, Mockel M et al. Haemodynamic measurements in patients under the &#x3B2;1 receptor blocker nebivolol. Perfusion 1997; 12:449-54<br> 3- Kamp O, Sieswerda GT, Visser CA. Comparison of effects on systolic and diastolic left ventricular function of nebivolol versus <a href=\"https://consultaremedios.com.br/atenolol/bula\" target=\"_blank\">atenolol</a> in patients with uncomplicated essential hypertension. Am J Cardiol 2003; 92:344-8.<br> 4- Schnaper H, Jackson D, Sit SP. Nebivolol a new generation of &#x3B2;-blockers in hypertension. Am J Hypert 1991; 4:23A.<br> 5- Sieben G, Van Nueten L, Symoens J. Nebivolol in hypertension. Drug Invest.1991; 3(1):190-2.<br> 6- Van Nueten L, Dupont A, Vertommen GC. A dose response trial of nebivolol in essential hypertension J Human Hypert.1997; 11:139-44.<br> 7- Liu GS, Wang LY, van Nueten L et al. The effect of nebivolol on left ventricular hypertrophy in hypertension. Cardiovasc Drugs Ther 1999; 13:549-51.<br> 8- Lechat PH et al. Pilot study of cardiovascular effects of nebivolol in congestive heart failure. Drug Invest 1991; 3:69-81.<br> 9- Rousseau MF, Chapelle F, Van Eyll C et al. Medium-term effects of beta-blockade on left ventricular mechanics: A double-blind, placebo-controlled comparison of nebivolol and atenolol in patients with ischemic left ventricular dysfunction. J Cardiac Failure 1996; 2:15-23.<br> 10- Wisenbaugh T et al. Long term (3 months) effect of a new b-blocker (nebivolol) on cardiac performance in dilated cardiomyopathy. J Am Coll Cardiol 1993; 21:1094-1100.<br> 11- Nodari S, Metra M, Dei Cas L. Beta blocker treatment of patients with diastolic heart failure and arterial hypertension.. A prospective, randomized, comparison of the long-term effects of atenolol vs nebivolol. Eur J Heart Failure 2003; 5:621-7.<br> 12- Flather MD, Shibata MC, Coats AJ, Van Veldhuisen DJ, Parkhomenko A, Borbola J, Cohen-Solal A, Dumitrascu D, Ferrari R, Lechat P, Soler-Soler J, Tavazzi L, Spinarova L, Toman J, Bohm M, Anker SD, Thompson SG, Poole-Wilson PA; SENIORS Investigators. Randomized trial to determine the effect of nebivolol on mortality and cardiovascular hospital admission in elderly patients with heart failure (SENIORS). Eur Heart J 2005; 26(3):215-25.</br></br></br></br></br></br></br></br></br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <h4>O nebivolol &#xE9; um racemato de dois enanti&#xF4;meros, d-nebivolol (ou SRRR-nebivolol) e l-nebivolol (ou RSSS-nebivolol). &#xC9; um f&#xE1;rmaco que alia duas atividades farmacol&#xF3;gicas:</h4> <ul> <li>&#xC9; um bloqueador do receptor beta, competitivo e seletivo: este efeito &#xE9; atribu&#xED;do ao d-enanti&#xF4;mero;</li> <li>Tem propriedades vasodilatadoras leves devido &#xE0; intera&#xE7;&#xE3;o com a via L-arginina/&#xF3;xido nitrico (NO).</li> </ul> <p>Doses &#xFA;nicas e repetidas de nebivolol reduzem a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca e a press&#xE3;o arterial em repouso e durante o exerc&#xED;cio, tanto em indiv&#xED;duos normotensos como em pacientes hipertensos. O efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> &#xE9; mantido durante o tratamento cr&#xF4;nico.</p> <p>Em doses terap&#xEA;uticas, o nebivolol &#xE9; desprovido de bloqueio alfa-adren&#xE9;rgico.</p> <p>Durante o tratamento agudo e cr&#xF4;nico com nebivolol em pacientes hipertensos, a resist&#xEA;ncia vascular sist&#xEA;mica &#xE9; diminu&#xED;da. Apesar da redu&#xE7;&#xE3;o da frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca, a redu&#xE7;&#xE3;o do d&#xE9;bito card&#xED;aco durante o repouso e o exerc&#xED;cio pode ser limitada devido &#xE0; um aumento do volume sist&#xF3;lico. A relev&#xE2;ncia cl&#xED;nica destas diferen&#xE7;as hemodin&#xE2;micas, quando comparadas com outros bloqueadores dos receptores beta-1, n&#xE3;o est&#xE1; completamente estabelecida.</p> <p>Em pacientes hipertensos, o nebivolol aumenta a resposta vascular mediada pelo NO (&#xF3;xido n&#xED;trico) &#xE0; acetilcolina que &#xE9; reduzida em pacientes com disfun&#xE7;&#xE3;o endotelial.</p> <p>Nebivolol difere dos betabloqueadores cl&#xE1;ssicos devido &#xE0; sua alta seletividade por beta-1-adrenoceptores.</p> <p>Nebivolol &#xE9; um agente bloqueador beta-1 competitivo e altamente seletivo. A cardiosseletividade do nebivolol foi avaliada<em> in vitro </em>por estudos de liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0; beta-1 e beta-2 em compara&#xE7;&#xE3;o com outros agentes betabloqueadores. A seletividade por beta-1 reside no d-enanti&#xF4;mero, ao passo que o l-enanti&#xF4;mero mostrou a mais baixa afinidade e nenhuma seletividade pelos receptores beta-1. A alta seletividade pelos receptores beta-1-adren&#xE9;rgicos do nebivolol foi tamb&#xE9;m demonstrada pela rela&#xE7;&#xE3;o de liga&#xE7;&#xE3;o de receptores beta2/beta-1, muito maior do que para muitos outros agentes betabloqueadores. No mioc&#xE1;rdio humano, a seletividade por beta-1 do nebivolol foi superior ao do bisoprolol, metoprolol e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/carvedilol/bula\" target=\"_blank\">carvedilol</a>. No mioc&#xE1;rdio ventricular esquerdo humano deficiente, a pot&#xEA;ncia inotr&#xF3;pica negativa do nebivolol foi menor do que a do metoprolol e carvedilol.</p> <p>Experi&#xEA;ncias<em> in vitro</em> e<em> in vivo </em>em animais mostraram que o nebivolol n&#xE3;o tem atividade simpaticomim&#xE9;tica intr&#xED;nseca.</p> <p>Em volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis, o nebivolol n&#xE3;o diminui a capacidade de exerc&#xED;cio, um conhecido efeito colateral dos betabloqueadores que pode alterar a qualidade de vida.</p> <p>A elevada seletividade beta-1 do nebivolol &#xE9; respons&#xE1;vel por seus efeitos desprez&#xED;veis na resist&#xEA;ncia das vias a&#xE9;reas em seres humanos.</p> <p>Nebivolol possui efeito vasodilatador mediado pelo &#xF3;xido n&#xED;trico, isto foi demonstrado<em> in vitro </em>e <em>in vivo </em>em volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis e pacientes hipertensos. Nebivolol influi favoravelmente na complac&#xEA;ncia arterial e possui efeito positivo sobre a press&#xE3;o de pulso. A administra&#xE7;&#xE3;o oral de nebivolol leva a uma vasodilata&#xE7;&#xE3;o dependente do endot&#xE9;lio em indiv&#xED;duos saud&#xE1;veis (estudo cl&#xED;nico) e em pacientes com hipertens&#xE3;o arterial essencial, condi&#xE7;&#xE3;o cl&#xED;nica caracterizada por disfun&#xE7;&#xE3;o endotelial com disponibilidade de NO basal reduzida e estimulada. A vasodilata&#xE7;&#xE3;o induzida por nebivolol tamb&#xE9;m foi demonstrada pela diminui&#xE7;&#xE3;o na resist&#xEA;ncia vascular sist&#xEA;mica observada em diversos estudos hemodin&#xE2;micos em pacientes com hipertens&#xE3;o arterial ou doen&#xE7;a card&#xED;aca.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <p>Ambos os enanti&#xF4;meros do nebivolol s&#xE3;o rapidamente absorvidos ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral atingindo concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica de pico no per&#xED;odo de &#xBD; a 2 horas ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o. A absor&#xE7;&#xE3;o de nebivolol n&#xE3;o &#xE9; afetada pelos alimentos, o nebivolol pode ser administrado durante ou fora das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p>O nebivolol &#xE9; extensamente metabolizado, parcialmente em hidroxi-metab&#xF3;litos ativos. O nebivolol &#xE9; metabolizado pela hidroxila&#xE7;&#xE3;o alic&#xED;clica e arom&#xE1;tica, N-desalquila&#xE7;&#xE3;o e glucuronida&#xE7;&#xE3;o. Al&#xE9;m disso, formam-se glucuronidos dos hidroxi-metab&#xF3;litos. O metabolismo do nebivolol por hidroxila&#xE7;&#xE3;o arom&#xE1;tica &#xE9; condicionado ao polimorfismo gen&#xE9;tico oxidativo dependente CYP2D6. A biodisponibilidade oral do nebivolol &#xE9;, em m&#xE9;dia, de 12% nos metabolizadores r&#xE1;pidos e &#xE9; virtualmente completa em metabolizadores lentos (MPs). No regime estacion&#xE1;rio e para a mesma dose, o pico da concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica do nebivolol inalterado &#xE9; cerca de 23 vezes mais elevada nos metabolizadores lentos do que nos metabolizadores extensos. Quando se considera o f&#xE1;rmaco inalterado e os metab&#xF3;litos ativos, a diferen&#xE7;a dos picos das concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas &#xE9; de 1,3 a 1,4 vezes. Por causa da varia&#xE7;&#xE3;o nas taxas do metabolismo, a dose de Cloridrato de Nebivolol deve sempre ser ajustada aos requisitos individuais do paciente: metabolizadores pobres, portanto, podem necessitar de doses mais baixas.</p> <p>Nos metabolizadores r&#xE1;pidos, a meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o dos enanti&#xF4;meros do nebivolol &#xE9;, em m&#xE9;dia, 10 horas. Nos metabolizadores lentos a meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o &#xE9; cerca de 3-5 vezes mais longa. Nos metabolizadores r&#xE1;pidos, os n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos do enanti&#xF4;mero RSSS s&#xE3;o ligeiramente mais elevados do que os do enanti&#xF4;mero SRRR.</p> <p>Nos metabolizadores lentos esta diferen&#xE7;a &#xE9; maior. Nos metabolizadores extensivos ou normais a meiavida de elimina&#xE7;&#xE3;o dos hidroxi-metab&#xF3;litos de ambos os enanti&#xF4;meros &#xE9;, em m&#xE9;dia, 24 horas e &#xE9; duas vezes maior nos metabolizadores lentos.</p> <p>Na maioria dos indiv&#xED;duos (metabolizadores r&#xE1;pidos) o regime estacion&#xE1;rio dos n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos &#xE9; atingido em 24 horas para o nebivolol e em poucos dias para os hidroxi-metab&#xF3;litos. As concentra&#xE7;&#xF5;es&amp;nbsp;plasm&#xE1;ticas s&#xE3;o proporcionais &#xE0;s doses entre 1 e 30 mg. A farmacocin&#xE9;tica do nebivolol n&#xE3;o &#xE9; afetada pela idade.</p> <p>No plasma, ambos os enanti&#xF4;meros do nebivolol est&#xE3;o predominantemente ligados &#xE0; albumina. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; de 98,1% para o SRRR-nebivolol e de 97,9% para o RSSS-nebivolol.</p> <p>Uma semana ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, 38% da dose &#xE9; excretada na urina e 48% nas fezes. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria de nebivolol inalterado &#xE9; inferior a 0,5% da dose.</p> <p>A farmacocin&#xE9;tica de medicamento inalterado em pacientes com doen&#xE7;a renal moderada a grave foi semelhante &#xE0;quela em pessoas saud&#xE1;veis estudadas, entretanto, o aumento da concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica dos enanti&#xF4;meros mais os metab&#xF3;litos hidroxilados sugerem limitar a dose a 2,5 mg uma vez ao dia.</p> <h3>Dados de seguran&#xE7;a pr&#xE9;-cl&#xED;nica</h3> <p>Os estudos pr&#xE9;-cl&#xED;nicos n&#xE3;o revelam riscos especiais, conforme os estudos convencionais de potencial genot&#xF3;xico e carcinog&#xEA;nico.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Lobeat?

Mantenha Lobeat em temperatura ambiente (15 a 30ºC) e protegido da umidade.

Se armazenado nas condições indicadas, o medicamento se manterá próprio para consumo pelo prazo de validade impresso na embalagem externa.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Os comprimidos de Lobeat são redondos, brancos e sulcados em cruz em um dos lados. Eles podem ser partidos em quatro partes iguais.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo Medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Lobeat

Lobear&nbsp;comprimidos de 5 mg.&nbsp;Embalagens com 7 ou 30 comprimidos.

Via oral.

Uso adulto.

Medicamento similar equivalente ao medicamento de referência.

Dizeres Legais do Lobeat

MS: 1.0553.0378

Farm. Resp.:
Graziela Fiorini Soares
CRF-RJ n° 7475

Registrado por:
Abbott Laboratórios do Brasil Ltda.
Rua Michigan, 735
São Paulo – SP
CNPJ: 56.998.701/0001-16.



Importado por:
Biolab Farma Genéricos Ltda.
Rio de Janeiro – Brasil

Fabricado e Embalado por:
Specifar S.A.
Agia Varvara – Grécia

Abbott&nbsp;Center
Central de Relacionamento com o Cliente
0800 703 1050

Venda sob prescrição médica.

Fabricante: Abbott do Brasil

© 2021 Medicamento Lab.