Aché Laxime

1,5mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 10mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Hialuronato De Sódio
Classe Terapêutica
:
Lágrimas Artificiais e Lubrificantes Oftalmológicos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Artrite E Artrose
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia e Reumatologia

Bula do medicamento

Laxime, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado para secura nos olhos, falta de lacrimejamento e irritação ocular.

Quais as contraindicações do Laxime?

Você não deve usar este medicamento se tiver hipersensibilidade ao hialuronato de sódio ou a qualquer componente da fórmula. Pacientes com hipersensibilidade conhecida a proteínas aviárias e produtos derivados de ovos podem também apresentar hipersensibilidade ao hialuronato de sódio.

Como usar o Laxime?

Você deve usar este medicamento exclusivamente nos olhos.

Aplicar o número de gotas da dose recomendada pelo seu médico em um ou ambos os olhos.

A dose usualmente recomendada é de 1 a 2 duas gotas do medicamento em cada olho, 4 vezes ao dia.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Laxime funciona?

A causa primária da síndrome dos olhos secos é a alteração no volume ou na composição do filme lacrimal (líquido produzido para manter os olhos lubrificados), o que leva à sua instabilidade. O hialuronato de sódio, devido às suas propriedades físicoquímicas, prolonga o tempo de estabilidade e a espessura do filme lacrimal, melhorando os sinais e sintomas dos olhos secos. Além disso, a molécula do hialuronato de sódio é capaz de segurar grandes quantidades de água e, então, lubrificar as estruturas ao seu redor.

Quais cuidados devo ter ao usar o Laxime?

Gravidez

Não existem dados adequados sobre o uso do hialuronato de sódio em mulheres grávidas. Seu uso apenas é recomendado na gravidez se seu o médico avaliar que os benefícios superam os possíveis riscos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Não há dados sobre a excreção do hialuronato de sódio no leite materno humano.

Pacientes pediátricos

A eficácia e segurança do uso de hialuronato de sódio em crianças não foram estabelecidas.

Pacientes com insuficiência renal ou hepática

Não há dados de estudo suficientes para esta população e, portanto, não podem ser feitas recomendações específicas de dosagem.

Pacientes idosos

Não há dados de estudo suficientes para esta população e, portanto, não podem ser feitas recomendações específicas de dosagem.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e usar máquinas

Nenhum efeito adverso é esperado com o uso de formulações oftálmicas. Entretanto, caso perceba algum tipo de alteração na visão após a aplicação do medicamento, aguarde até que a visão retorne ao normal antes de dirigir veículos ou operar máquinas. Se a alteração persistir, consulte seu médico.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Laxime?

Não foram observadas reações alérgicas, perda da acuidade visual ou outras complicações relacionadas ao tratamento.

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com o uso do hialuronato de sódio.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Laxime?

Em caso de esquecimento, você deve administrar o medicamento assim que lembrar, seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Laxime?

Cada mL (24 gotas) de Laxime 0,15% contém:

1,5 mg de hialuronato de sódio (equivalente a 0,0625 mg/gota).

Excipientes: trometamol, cloreto de sódio, hidróxido de sódio, ácido clorídrico e água para injetáveis.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Laxime maior do que a recomendada?

Em geral, superdoses não provocam problemas agudos. Se, acidentalmente, for ingerido, beba bastante líquido e procure orientação médica.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Laxime com outros remédios?

Não são conhecidas interações medicamentosas entre a solução oftálmica de hialuronato de sódio e outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Interação alimentícia: posso usar o Laxime com alimentos?

Não há relatos até o momento. 

Qual a ação da substância do Laxime (Hialuronato de Sódio)?

Resultados de eficácia

Maheu et al. (2002) realizaram revisão sistemática da literatura que avaliou os resultados de 24 estudos clínicos que empregaram a injeção intra-articular de hialuronato de sódio 20 mg no tratamento de osteoartrite de joelho. O início da melhora do quadro clínico normalmente ocorreu após 3-4 semanas e o efeito terapêutico permaneceu por no mínimo 6 meses, sendo possível prolongar-se por até 1 ano após o término do tratamento. Os autores concluíram que ciclos de tratamento com 3 a 5 injeções com periodicidade semanal melhoraram significantemente a dor e os índices funcionais desses pacientes.

Estudo multicêntrico, controlado e randomizado, realizado por Altman e Moskowitz (1998), demonstrou a eficácia de aplicações intra-articulares semanais de hialuronato de sódio 20 mg, durante 5 semanas, no alívio da dor em pacientes com osteoartrite de joelho. Além disso, Kolarz et al. (2003) confirmaram a eficácia e a boa tolerabilidade de 1 ciclo de tratamento dos sintomas da osteoartrite de joelho, com 5 injeções intra-articulares de hialuronato de sódio 20 mg.

Em alguns estudos, a administração semanal intra-articular de 1 injeção de Hialuronato De Sódio, durante 3 semanas, comprovou ser eficiente em proporcionar efeitos benéficos na cartilagem e na viscossuplementação da articulação, com significante redução da dor em pacientes acompanhados durante 60 dias. Em estudo controlado, randomizado e duplo-cego realizado por Carrabba et al. (1995), foi verificado que a administração intra-articular de 3 a 5 injeções de hialuronato de sódio 20 mg foi eficaz no tratamento de pacientes com osteoartrite de joelho, produzindo efeito terapêutico persistente durante 60 dias de acompanhamento.

Nesse sentido, estudo controlado e duplo-cego, realizado por Grecomoro et al. (1987), também confirmou a eficácia terapêutica duradoura do tratamento intra-articular semanal de hialuronato de sódio 20 mg, durante 3 semanas, em pacientes com osteoartrite de joelho. A redução da intensidade de dor espontânea, de dor a palpação e de dor ao caminhar produzida, permaneceu por longos períodos após o término do tratamento com hialuronato de sódio.

Estudo multicêntrico, controlado, randomizado e duplo-cego, realizado por Blaine et al. (2008), avaliou a eficácia e a segurança do uso intra-articular de hialuronato de sódio no tratamento da dor persistente no ombro, resultante da ocorrência de osteoartrite. Foram recrutados 660 pacientes, dos quais 495 completaram o estudo durante 26 semanas de acompanhamento. Os autores confirmaram que o uso intra-articular semanal de 3 ou 5 aplicações de hialuronato de sódio 20 mg foi efetivo e bem tolerado no tratamento da osteoartrite e da dor persistente no ombro, sendo uma boa intervenção terapêutica não cirúrgica.

Estudo duplo-cego, controlado e randomizado, avaliou a eficácia do hialuronato de sódio no tratamento da osteoartrite do tornozelo. Nesta pesquisa, 20 pacientes receberam administração semanal intra-articular de hialuronato de sódio. Os resultados indicaram que Hialuronato De Sódio foi útil e bem tolerado no tratamento sintomático dos pacientes com osteoartrite de tornozelo (Salk et al., 2006). Schumacher et al. (2004) demonstraram que 5 injeções de hialuronato de sódio 20 mg, administradas pela via intra-articular em intervalos de 1 semana, foram capazes de melhorar a sintomatologia álgica de pacientes com osteoartrite na articulação carpometacarpiana.

Bragantini e Molinaroli (1994) avaliaram a eficácia e segurança da aplicação intra-articular de hialuronato de sódio em 44 pacientes com osteoartrite de quadril. Cinquenta articulações foram tratadas com 3 a 5 injeções intra-articulares de Hialuronato De Sódio. As injeções foram administradas uma vez por semana. Os resultados demonstraram que o tratamento foi significantemente efetivo no controle da dor e aumentou a mobilidade articular em 68% dos pacientes. Essa melhora nos parâmetros avaliados persistiu durante os 180 dias de acompanhamento, após o término das aplicações. O tratamento apresentou boa tolerabilidade e somente 1 paciente relatou aumento de dor na articulação tratada após a primeira injeção.

Em 2005, Guarda-Nardini et al. investigaram os efeitos do hialuronato de sódio no tratamento de doenças degenerativas da articulação temporomandibular. Os vinte pacientes com essa patologia que foram tratados semanalmente com 1 injeção intra-articular de Hialuronato De Sódio, durante 5 semanas, apresentaram melhora na abertura da boca, na redução da dor e na eficiência de mastigação. Isso indicou que a infiltração de hialuronato de sódio é um tratamento não cirúrgico útil e bem tolerado de doenças degenerativas da articulação temporomandibular.

{"tag":"hr","value":" <h2>Caracter&#xED;sticas farmacol&#xF3;gicas</h2> <p>Hialuronato De S&#xF3;dio cont&#xE9;m o sal s&#xF3;dico do &#xE1;cido hialur&#xF4;nico, um pol&#xED;mero natural da fam&#xED;lia dos glicosaminoglicanos (&#xE1;cido mucopolissac&#xE1;ride). &#xC9; importante constituinte da matriz extracelular e est&#xE1; presente, em concentra&#xE7;&#xF5;es particularmente elevadas, nas cartilagens e no l&#xED;quido sinovial. A subst&#xE2;ncia ativa de Hialuronato De S&#xF3;dio &#xE9; uma fra&#xE7;&#xE3;o definida do &#xE1;cido hialur&#xF4;nico, obtida com elevado grau de pureza atrav&#xE9;s de filtra&#xE7;&#xE3;o molecular a partir de material biol&#xF3;gico.</p> <p>Este fato contribui com propriedades bioqu&#xED;micas, f&#xED;sico-qu&#xED;micas e farmacol&#xF3;gicas especiais. Hialuronato De S&#xF3;dio demonstrou propriedades analg&#xE9;sicas e antiinflamat&#xF3;rias. Em articula&#xE7;&#xF5;es artr&#xF3;sicas, induz a normaliza&#xE7;&#xE3;o da fluidez ou viscoelasticidade do l&#xED;quido sinovial e a&amp;nbsp;ativa&#xE7;&#xE3;o da regenera&#xE7;&#xE3;o tecidual na cartilagem comprometida, restabelecendo o equil&#xED;brio funcional da articula&#xE7;&#xE3;o.</p> <h3>Toxicidade</h3> <p>A DL50 de Hialuronato De S&#xF3;dio em ratos e camundongos foi superior a 100 mg/kg. Os resultados das provas de toxicidade (cr&#xF4;nica e sub-aguda) na fertilidade, toxicidade fetal, peri e p&#xF3;s-natal, mutag&#xEA;nese, imunogenicidade e estudos sobre toler&#xE2;ncia intra-articular, demonstraram que o produto &#xE9; bem tolerado.</p> <h2>Farmacocin&#xE9;tica</h2> <p>O &#xE1;cido hialur&#xF4;nico &#xE9; eficientemente metabolizado no organismo animal, sendo rapidamente removido da corrente sangu&#xED;nea e degradado no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>. Estas propriedades est&#xE3;o de acordo com a natureza do composto. Ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o de &#xE1;cido hialur&#xF4;nico marcado em cobaias, n&#xED;veis m&#xE1;ximos sangu&#xED;neos de radioatividade foram observados depois de 48 horas. A excre&#xE7;&#xE3;o foi principalmente urin&#xE1;ria e cerca de 42% estavam presentes no f&#xED;gado, 24 horas ap&#xF3;s a aplica&#xE7;&#xE3;o. No l&#xED;quido sinovial, a radioatividade foi detectada em 2 horas e, na cartilagem articular, dentro de 6 horas.</p> "}

Como devo armazenar o Laxime?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Após aberto, válido por 56 dias.

Características físicas e organolépticas

O&nbsp;produto é uma solução estéril límpida e incolor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.&nbsp;

Apresentações do Laxime

Solução oftálmica 1,5 mg/mL

Embalagens contendo 5 mL ou 10 mL de solução oftálmica.

Uso oftálmico.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Laxime

M.S.:&nbsp;1.0573.0523

Farmacêutica Responsável:
Gabriela Mallmann
CRF-SP nº 30.138

Registrado por:
Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – 20º andar
São Paulo - SP
CNPJ 60.659.463/0029-92
Indústria Brasileira




Fabricado por:
Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Av. das Nações Unidas, 22.428
São Paulo – SP


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

1,5mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 15mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Hialuronato De Sódio
Classe Terapêutica
:
Lágrimas Artificiais e Lubrificantes Oftalmológicos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Artrite E Artrose
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia e Reumatologia

Bula do medicamento

Laxime, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado para secura nos olhos, falta de lacrimejamento e irritação ocular.

Quais as contraindicações do Laxime?

Você não deve usar este medicamento se tiver hipersensibilidade ao hialuronato de sódio ou a qualquer componente da fórmula. Pacientes com hipersensibilidade conhecida a proteínas aviárias e produtos derivados de ovos podem também apresentar hipersensibilidade ao hialuronato de sódio.

Como usar o Laxime?

Você deve usar este medicamento exclusivamente nos olhos.

Aplicar o número de gotas da dose recomendada pelo seu médico em um ou ambos os olhos.

A dose usualmente recomendada é de 1 a 2 duas gotas do medicamento em cada olho, 4 vezes ao dia.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Laxime funciona?

A causa primária da síndrome dos olhos secos é a alteração no volume ou na composição do filme lacrimal (líquido produzido para manter os olhos lubrificados), o que leva à sua instabilidade. O hialuronato de sódio, devido às suas propriedades físicoquímicas, prolonga o tempo de estabilidade e a espessura do filme lacrimal, melhorando os sinais e sintomas dos olhos secos. Além disso, a molécula do hialuronato de sódio é capaz de segurar grandes quantidades de água e, então, lubrificar as estruturas ao seu redor.

Quais cuidados devo ter ao usar o Laxime?

Gravidez

Não existem dados adequados sobre o uso do hialuronato de sódio em mulheres grávidas. Seu uso apenas é recomendado na gravidez se seu o médico avaliar que os benefícios superam os possíveis riscos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Não há dados sobre a excreção do hialuronato de sódio no leite materno humano.

Pacientes pediátricos

A eficácia e segurança do uso de hialuronato de sódio em crianças não foram estabelecidas.

Pacientes com insuficiência renal ou hepática

Não há dados de estudo suficientes para esta população e, portanto, não podem ser feitas recomendações específicas de dosagem.

Pacientes idosos

Não há dados de estudo suficientes para esta população e, portanto, não podem ser feitas recomendações específicas de dosagem.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e usar máquinas

Nenhum efeito adverso é esperado com o uso de formulações oftálmicas. Entretanto, caso perceba algum tipo de alteração na visão após a aplicação do medicamento, aguarde até que a visão retorne ao normal antes de dirigir veículos ou operar máquinas. Se a alteração persistir, consulte seu médico.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Laxime?

Não foram observadas reações alérgicas, perda da acuidade visual ou outras complicações relacionadas ao tratamento.

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com o uso do hialuronato de sódio.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Laxime?

Em caso de esquecimento, você deve administrar o medicamento assim que lembrar, seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Laxime?

Cada mL (24 gotas) de Laxime 0,15% contém:

1,5 mg de&nbsp;hialuronato de sódio (equivalente a 0,0625 mg/gota).

Excipientes: trometamol, cloreto de sódio, hidróxido de sódio, ácido clorídrico e água para injetáveis.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Laxime maior do que a recomendada?

Em geral, superdoses não provocam problemas agudos. Se, acidentalmente, for ingerido, beba bastante líquido e procure orientação médica.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Laxime com outros remédios?

Não são conhecidas interações medicamentosas entre a solução oftálmica de hialuronato de sódio e outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Interação alimentícia: posso usar o Laxime com alimentos?

Não há relatos até o momento.&nbsp;

Qual a ação da substância do Laxime (Hialuronato de Sódio)?

Resultados de eficácia

Maheu et al. (2002) realizaram revisão sistemática da literatura que avaliou os resultados de 24 estudos clínicos que empregaram a injeção intra-articular de hialuronato de sódio 20 mg no tratamento de osteoartrite de joelho. O início da melhora do quadro clínico normalmente ocorreu após 3-4 semanas e o efeito terapêutico permaneceu por no mínimo 6 meses, sendo possível prolongar-se por até 1 ano após o término do tratamento. Os autores concluíram que ciclos de tratamento com 3 a 5 injeções com periodicidade semanal melhoraram significantemente a dor e os índices funcionais desses pacientes.

Estudo multicêntrico, controlado e randomizado, realizado por Altman e Moskowitz (1998), demonstrou a eficácia de aplicações intra-articulares semanais de hialuronato de sódio 20 mg, durante 5 semanas, no alívio da dor em pacientes com osteoartrite de joelho. Além disso, Kolarz et al. (2003) confirmaram a eficácia e a boa tolerabilidade de 1 ciclo de tratamento dos sintomas da osteoartrite de joelho, com 5 injeções intra-articulares de hialuronato de sódio 20 mg.

Em alguns estudos, a administração semanal intra-articular de 1 injeção de Hialuronato De Sódio, durante 3 semanas, comprovou ser eficiente em proporcionar efeitos benéficos na cartilagem e na viscossuplementação da articulação, com significante redução da dor em pacientes acompanhados durante 60 dias. Em estudo controlado, randomizado e duplo-cego realizado por Carrabba et al. (1995), foi verificado que a administração intra-articular de 3 a 5 injeções de hialuronato de sódio 20 mg foi eficaz no tratamento de pacientes com osteoartrite de joelho, produzindo efeito terapêutico persistente durante 60 dias de acompanhamento.

Nesse sentido, estudo controlado e duplo-cego, realizado por Grecomoro et al. (1987), também confirmou a eficácia terapêutica duradoura do tratamento intra-articular semanal de hialuronato de sódio 20 mg, durante 3 semanas, em pacientes com osteoartrite de joelho. A redução da intensidade de dor espontânea, de dor a palpação e de dor ao caminhar produzida, permaneceu por longos períodos após o término do tratamento com hialuronato de sódio.

Estudo multicêntrico, controlado, randomizado e duplo-cego, realizado por Blaine et al. (2008), avaliou a eficácia e a segurança do uso intra-articular de hialuronato de sódio no tratamento da dor persistente no ombro, resultante da ocorrência de osteoartrite. Foram recrutados 660 pacientes, dos quais 495 completaram o estudo durante 26 semanas de acompanhamento. Os autores confirmaram que o uso intra-articular semanal de 3 ou 5 aplicações de hialuronato de sódio 20 mg foi efetivo e bem tolerado no tratamento da osteoartrite e da dor persistente no ombro, sendo uma boa intervenção terapêutica não cirúrgica.

Estudo duplo-cego, controlado e randomizado, avaliou a eficácia do hialuronato de sódio no tratamento da osteoartrite do tornozelo. Nesta pesquisa, 20 pacientes receberam administração semanal intra-articular de hialuronato de sódio. Os resultados indicaram que Hialuronato De Sódio foi útil e bem tolerado no tratamento sintomático dos pacientes com osteoartrite de tornozelo (Salk et al., 2006). Schumacher et al. (2004) demonstraram que 5 injeções de hialuronato de sódio 20 mg, administradas pela via intra-articular em intervalos de 1 semana, foram capazes de melhorar a sintomatologia álgica de pacientes com osteoartrite na articulação carpometacarpiana.

Bragantini e Molinaroli (1994) avaliaram a eficácia e segurança da aplicação intra-articular de hialuronato de sódio em 44 pacientes com osteoartrite de quadril. Cinquenta articulações foram tratadas com 3 a 5 injeções intra-articulares de Hialuronato De Sódio. As injeções foram administradas uma vez por semana. Os resultados demonstraram que o tratamento foi significantemente efetivo no controle da dor e aumentou a mobilidade articular em 68% dos pacientes. Essa melhora nos parâmetros avaliados persistiu durante os 180 dias de acompanhamento, após o término das aplicações. O tratamento apresentou boa tolerabilidade e somente 1 paciente relatou aumento de dor na articulação tratada após a primeira injeção.

Em 2005, Guarda-Nardini et al. investigaram os efeitos do hialuronato de sódio no tratamento de doenças degenerativas da articulação temporomandibular. Os vinte pacientes com essa patologia que foram tratados semanalmente com 1 injeção intra-articular de Hialuronato De Sódio, durante 5 semanas, apresentaram melhora na abertura da boca, na redução da dor e na eficiência de mastigação. Isso indicou que a infiltração de hialuronato de sódio é um tratamento não cirúrgico útil e bem tolerado de doenças degenerativas da articulação temporomandibular.

{"tag":"hr","value":" <h2>Caracter&#xED;sticas farmacol&#xF3;gicas</h2> <p>Hialuronato De S&#xF3;dio cont&#xE9;m o sal s&#xF3;dico do &#xE1;cido hialur&#xF4;nico, um pol&#xED;mero natural da fam&#xED;lia dos glicosaminoglicanos (&#xE1;cido mucopolissac&#xE1;ride). &#xC9; importante constituinte da matriz extracelular e est&#xE1; presente, em concentra&#xE7;&#xF5;es particularmente elevadas, nas cartilagens e no l&#xED;quido sinovial. A subst&#xE2;ncia ativa de Hialuronato De S&#xF3;dio &#xE9; uma fra&#xE7;&#xE3;o definida do &#xE1;cido hialur&#xF4;nico, obtida com elevado grau de pureza atrav&#xE9;s de filtra&#xE7;&#xE3;o molecular a partir de material biol&#xF3;gico.</p> <p>Este fato contribui com propriedades bioqu&#xED;micas, f&#xED;sico-qu&#xED;micas e farmacol&#xF3;gicas especiais. Hialuronato De S&#xF3;dio demonstrou propriedades analg&#xE9;sicas e antiinflamat&#xF3;rias. Em articula&#xE7;&#xF5;es artr&#xF3;sicas, induz a normaliza&#xE7;&#xE3;o da fluidez ou viscoelasticidade do l&#xED;quido sinovial e a&amp;nbsp;ativa&#xE7;&#xE3;o da regenera&#xE7;&#xE3;o tecidual na cartilagem comprometida, restabelecendo o equil&#xED;brio funcional da articula&#xE7;&#xE3;o.</p> <h3>Toxicidade</h3> <p>A DL50 de Hialuronato De S&#xF3;dio em ratos e camundongos foi superior a 100 mg/kg. Os resultados das provas de toxicidade (cr&#xF4;nica e sub-aguda) na fertilidade, toxicidade fetal, peri e p&#xF3;s-natal, mutag&#xEA;nese, imunogenicidade e estudos sobre toler&#xE2;ncia intra-articular, demonstraram que o produto &#xE9; bem tolerado.</p> <h2>Farmacocin&#xE9;tica</h2> <p>O &#xE1;cido hialur&#xF4;nico &#xE9; eficientemente metabolizado no organismo animal, sendo rapidamente removido da corrente sangu&#xED;nea e degradado no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>. Estas propriedades est&#xE3;o de acordo com a natureza do composto. Ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o de &#xE1;cido hialur&#xF4;nico marcado em cobaias, n&#xED;veis m&#xE1;ximos sangu&#xED;neos de radioatividade foram observados depois de 48 horas. A excre&#xE7;&#xE3;o foi principalmente urin&#xE1;ria e cerca de 42% estavam presentes no f&#xED;gado, 24 horas ap&#xF3;s a aplica&#xE7;&#xE3;o. No l&#xED;quido sinovial, a radioatividade foi detectada em 2 horas e, na cartilagem articular, dentro de 6 horas.</p> "}

Como devo armazenar o Laxime?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Após aberto, válido por 56 dias.

Características físicas e organolépticas

O&nbsp;produto é uma solução estéril límpida e incolor.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.&nbsp;

Apresentações do Laxime

Solução oftálmica 1,5 mg/mL

Embalagens contendo 5 mL ou 10 mL de solução oftálmica.

Uso oftálmico.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Laxime

M.S.:&nbsp;1.0573.0523

Farmacêutica Responsável:
Gabriela Mallmann
CRF-SP nº 30.138

Registrado por:
Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – 20º andar
São Paulo - SP
CNPJ 60.659.463/0029-92
Indústria Brasileira




Fabricado por:
Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Av. das Nações Unidas, 22.428
São Paulo – SP


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Fabricante: Aché

© 2021 Medicamento Lab.