Allergan Alphagan

P 1,5mg/mL, caixa com 1 frasco com 5mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Tartarato De Brimonidina
Classe Terapêutica
:
Preparações Antiglaucomas E Mióticas Tópicas
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Doenças Dos Olhos
Especialidade
:
Oftalmologia

Bula do medicamento

Alphagan, para o que é indicado e para o que serve?

Alphagan® é indicado no tratamento de pacientes com glaucoma de ângulo aberto ou pressão ocular elevada (pressão aumentada dentro dos olhos).

Quais as contraindicações do Alphagan?

Alphagan® é contraindicado para pessoas que apresentam alergia ao tartarato de brimonidina ou a qualquer outro dos componentes da sua fórmula. É contraindicado também para pacientes em tratamento com medicamentos que contenham substâncias inibidoras da monoaminoxidase (IMAO), como por exemplo certos antidepressivos (iproniazida, asocarboxazida, nialamida, fenelzina, tranilcipromina e seleginina).

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1% e 0,2%: Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Como usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE;</sup> caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitar a contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/lubrificante-ocular/c" target="_blank">col&#xED;rio</a>;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-ossos/gota/c" target="_blank">gota</a> aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 horas entre as doses.</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,15%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>P caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do medicamento;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas ou tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 ou 12 horas;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,1%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do col&#xED;rio;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas vezes ao dia, com intervalos de 12 horas, ou 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia com intervalos de 8 horas. Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z &#xE9; um medicamento de uso cont&#xED;nuo e a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento deve ser estabelecida pelo seu m&#xE9;dico;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Alphagan funciona?

Alphagan® é uma solução oftálmica que apresenta ação hipotensiva ocular, ou seja, que reduz a pressão dentro dos olhos. O medicamento inicia sua ação após a aplicação.

Quais cuidados devo ter ao usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Alphagan® deve ser usado com cautela em pessoas com doenças cardiovasculares graves, depressão, insuficiência cerebral ou coronária, fenônemo de Raynaud´s, hipotensão ortostática ou tromboangeíte obliterante entre outras, que o seu médico saberá identificar.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2% e 0,1%:&nbsp;Para não contaminar o colírio evite o contato do conta-gotas com qualquer superfície. Não permita que a ponta do frasco entre em contato direto com os olhos.&nbsp;Alphagan® é um medicamento de uso exclusivamente oftálmico.

Uso durante a Gravidez e Lactação

Não foram realizados estudos sobre o uso de Alphagan® em pacientes grávidas ou que estejam amamentando.

Não está esclarecido se Alphagan® é excretado no leite humano, porém estudos realizados em animais demonstram que o tartarato de brimonidina é excretado no leite. A decisão de descontinuar a amamentação ou de descontinuar o uso do medicamento deverá considerar a importância do medicamento para a mãe e o seu médico saberá orientar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em crianças

Este medicamento é contraindicado para crianças com idade inferior a 2 anos. A segurança e eficácia de Alphagan® não foram estabelecidas em crianças menores de 2 anos. Durante vigilância pós-comercialização, apneia (dificuldade na respiração), bradicardia (diminuição no batimento cardíaco), coma, hipotensão (pressão baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redução da força muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depressão respiratória, e sonolência foram reportados em recém nascidos e crianças que receberam brimonidina devido à glaucoma congênito ou por ingestão acidental.

Uso em idosos

Não foram observadas diferenças de eficácia e segurança entre pacientes idosos e de outras faixas etárias, de modo que não há recomendações especiais quanto ao uso em idosos.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico

Se você for utilizar Alphagan® com outros colírios, aguarde um intervalo de 5 minutos entre a aplicação de cada medicamento.

Pacientes com insuficiência renal (rim) ou hepática (fígado)

Alphagan® não foi estudado em pacientes com insuficiência renal ou hepática. Você deve consultar seu médico antes de utilizar este medicamento.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15% e 0,1%:&nbsp;Por isso o tratamento desses pacientes deve ser cauteloso.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

Reações de hipersensibilidade ocular tardia foram relatadas com Alphagan®, com alguns relatos associados a um aumento na pressão intraocular.

Uso em crianças

Crianças com 2 anos de idade ou mais, especialmente aquelas com peso menor ou igual a 20 kg, devem ser tratadas com cautela e monitoradas de perto devido à alta incidência e severidade de sonolência.

Pacientes que utilizam lentes de contato

O conservante cloreto de benzalcônio, presente no Alphagan®, pode ser absorvido pelas lentes de contato gelatinosas. Tire as lentes antes de aplicar Alphagan® em um ou ambos os olhos e aguarde pelo menos 15 minutos para recolocá-las.

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Assim como outros medicamentos, Alphagan® pode causar fadiga, sonolência, visão borrada ou distúrbios visuais e pode ter potencial para uma diminuição na capacidade de alerta. Você deve esperar o desaparecimento destes sintomas antes de dirigir ou operar máquinas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Recomenda-se cautela na operação de máquinas e ao dirigir veículos pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Durante o tratamento, recomenda-se cautela ao dirigir e/ou operar máquinas pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">Dor de cabe&#xE7;a</a>, boca seca, fadiga (cansa&#xE7;o), hiperemia (vermelhid&#xE3;o) nos olhos, ardor nos olhos, pontada nos olhos, vis&#xE3;o borrada, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, foliculose (presen&#xE7;a de fol&#xED;culos) na conjuntiva, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas oculares, prurido (coceira) nos olhos.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, altera&#xE7;&#xF5;es do paladar, sintomas no trato respirat&#xF3;rio superior, sintomas gastrointestinais, astenia (fraqueza muscular), eros&#xE3;o da c&#xF3;rnea, <a href="https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/" rel="noopener" target="_blank">fotofobia</a> (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema da p&#xE1;lpebra (vermelhid&#xE3;o), dor nos olhos, secura dos olhos, lacrimejamento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (quantidade excessiva de l&#xED;quido aquoso) na p&#xE1;lpebra, edema conjuntival, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/blefarite/c" target="_blank">blefarite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o nas p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, clareamento da conjuntiva, vis&#xE3;o anormal, papilas conjuntivais, secre&#xE7;&#xE3;o ocular.</li>
Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Palpita&#xE7;&#xF5;es, secura no nariz, depress&#xE3;o, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas.</li>
Outras reações adversas relatadas após a comercialização de Alphagan® foram:
  • <li>Irite (inflama&#xE7;&#xE3;o da &#xED;ris), iridociclite (uve&#xED;te anterior), miose (contra&#xE7;&#xE3;o da pupila), <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, prurido (coceira) nas p&#xE1;lpebras, hipersensibilidade (alergia), rea&#xE7;&#xF5;es na pele incluindo eritema (vermelhid&#xE3;o), edema&amp;nbsp;(incha&#xE7;o) facial, prurido (coceira), <em>rash </em>e vasodilata&#xE7;&#xE3;o, palpita&#xE7;&#xF5;es / arritmias (incluindo bradicardia ou taquicardia), depress&#xE3;o, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">s&#xED;ncope</a> (desmaio).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,15%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®&nbsp;P.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Dor de cabe&#xE7;a,&amp;nbsp;rinite, secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de ardor nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de pontada nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, <a href="https://consultaremedios.com.br/b/conjuntivite-alergica" target="_blank">conjuntivite al&#xE9;rgica</a>, fotofobia (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, edema (incha&#xE7;o) das p&#xE1;lpebras, edema (incha&#xE7;o) conjuntival, blefarite (inflama&#xE7;&#xE3;o das p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, secre&#xE7;&#xE3;o nos olhos, dist&#xFA;rbios visuais, ep&#xED;fora (lacrimejamento), piora na acuidade visual, conjuntivite folicular, <a href="https://minutosaudavel.com.br/ceratite-o-que-e-sintomas-tratamento-cura-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">ceratite</a> puntacta superficial.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,1%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan® Z.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival e conjuntivite al&#xE9;rgica.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Sonol&#xEA;ncia,&amp;nbsp;secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, conjuntivite folicular, ceratite pontilhada superficial e conjuntivite.</li>
As seguintes reações adversas foram identificadas após a comercialização e podem potencialmente&nbsp;ocorrer:
  • <li>Aumento do lacrimejamento, vis&#xE3;o borrada, tontura, cefaleia.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Alphagan?

Você deve retomar a utilização do medicamento assim que se lembrar seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações até o final do dia. No dia seguinte, retomar os horários regulares.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Alphagan?

Cada mL (25 gotas) contém:

2 mg de tartarato de brimonidina (0,080 mg/gota).

Veículo q.s.p.: cloreto de benzalcônio, álcool polivinílico, cloreto de sódio, citrato de sódio diidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico/ hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (19 gotas) contém:

1,5 mg de tartarato de brimonidina (0,079 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.: carmelose sódica, borato de sódio decaidratado, ácido bórico, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio diidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (18 gotas) contém:

1,0 mg de tartarato de brimonidina (0,056 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.:&nbsp;carmelose sódica, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio di-hidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido bórico, borato de sódio decaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Alphagan maior do que a recomendada?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Em casos de overdose oftálmica, os eventos relatados foram geralmente aqueles já listados como reações adversas. Lave bem os olhos com solução fisiológica, se for usada uma dose maior do que a dose recomendada pelo médico, de modo intencional ou acidentalmente. Como podem aparecer as reações adversas descritas anteriormente, o médico deve ser consultado.

Existem poucas informações relacionadas à ingestão acidental de brimonidina em adultos. O único evento adverso relatado até o momento foi hipotensão. Nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Sintomas de overdose de brimonidina, como apneia (dificuldade na respira&#xE7;&#xE3;o), bradicardia (diminui&#xE7;&#xE3;o no batimento card&#xED;aco), coma, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redu&#xE7;&#xE3;o da for&#xE7;a muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depress&#xE3;o respirat&#xF3;ria e sonol&#xEA;ncia t&#xEA;m sido relatados em rec&#xE9;m-nascidos e crian&#xE7;as que est&#xE3;o em per&#xED;odo de amamenta&#xE7;&#xE3;o e recebem Alphagan<sup>&#xAE;</sup> como parte do tratamento m&#xE9;dico para glaucoma cong&#xEA;nito ou por ingest&#xE3;o acidental.</li>

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Alphagan com outros remédios?

Informe o seu médico se estiver utilizando algum dos medicamentos ou substâncias mencionados a seguir, pois podem ocorrer interações entre eles e as substâncias que fazem parte da fórmula de Alphagan®:

  • <li>Medicamentos para press&#xE3;o ou cora&#xE7;&#xE3;o: beta-bloqueadores, anti-hipertensivos e/ou glicos&#xED;deos card&#xED;acos.</li> <li>Medicamentos para doen&#xE7;as do sistema nervoso: depressores do <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c" target="_blank">sistema nervoso central</a>, como, por exemplo, &#xE1;lcool, barbit&#xFA;ricos, opi&#xE1;ceos, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">sedativos</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/anestesicos/c" target="_blank">anest&#xE9;sicos</a> e antidepressivos.</li>

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Alphagan (Tartarato de Brimonidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% /&amp;nbsp;Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular (PIO) elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual no glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Em um estudo de dose-resposta de um m&#xEA;s em pacientes glaucomatosos ou com hipertens&#xE3;o ocular, Tartarato de Brimonidina foi avaliado nas concentra&#xE7;&#xF5;es 0,08%, 0,25 e 0,5% e ve&#xED;culo para a redu&#xE7;&#xE3;o da PIO. A m&#xE9;dia de redu&#xE7;&#xE3;o da PIO a partir do valor basal a 12 horas p&#xF3;s-instila&#xE7;&#xE3;o no grupo de 0,2% foi de 4,0 a 5,8 mmHG (15,5% a 22,4%).<sup>1</sup></p> <p>Os efeitos cardiovasculares e pulmonares de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% foram comparados ao <a href=\"https://consultaremedios.com.br/maleato-de-timolol/bula\" target=\"_blank\">timolol</a> 0,5%, betaxolol 0,25% e ao ve&#xED;culo de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em um estudo crossover duplo-mascarado em 24 volunt&#xE1;rios homens saud&#xE1;veis.<sup>2</sup></p> <p>Nesse estudo de uma dose, n&#xE3;o foram observados efeitos sobre a fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%, suspens&#xE3;o de betaxolol 0,25%, timolol 0,5% ou ve&#xED;culo. O Tartarato de Brimonidina, o betaxolol e o ve&#xED;culo n&#xE3;o apresentaram efeitos sobre taquicardia por exerc&#xED;cio, enquanto o timolol foi associado a uma supress&#xE3;o estatisticamente significativa de frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca de recupera&#xE7;&#xE3;o e exerc&#xED;cio. Os efeitos cardiovasculares de Tartarato de Brimonidina sobre exerc&#xED;cio foram limitados a uma ligeira redu&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial sist&#xF3;lica durante o per&#xED;odo de recupera&#xE7;&#xE3;o.<sup>2</sup></p> <p>Quando aferida 12 horas ap&#xF3;s a dosagem em estudos controlados nucleares, a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia permaneceu relativamente inalterada no valor basal com o tratamento de Tartarato de Brimonidina. Foram observadas pequenas redu&#xE7;&#xF5;es clinicamente significativas na frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia em alguns dos exames diurnos.<sup>3,4,5</sup> Da mesma forma, foram observadas redu&#xE7;&#xF5;es desprez&#xED;veis nas press&#xF5;es arteriais sist&#xF3;lica e diast&#xF3;lica m&#xE9;dias quando aferidas 12 horas ap&#xF3;s a dosagem. Essas altera&#xE7;&#xF5;es n&#xE3;o foram associadas aos sintomas cl&#xED;nicos.<sup>3,4,5</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Data on file, Allergan, Inc. Derick RJ, Robin AL, et al. Brimonidine tartrate, a one-month dose response study. 1997 Ophthalmology Jan; 104(1):131-136 (Final Clinical Report A342- 110-7831.<br> <sup>2</sup> Nordlund JR, Pasquale LR, Robin AL, et al. The cardiovascular, pulmonary, and ocular hypotensive effects of 0.2% brimonidine. 1995 Arch Ophthalmol Jan;113(1):77-83. (Final Clinical Report A342-115-8042).<br> <sup>3</sup> Schuman, JS, Horowitz B, et al. A 1-year study of brimonidine twice daily in glaucoma and ocular hypertension. Arch Ophthalmol 1997;115:847-852 (Final Clinical Report A342-103-7831).<br> <sup>4</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of study A342-104-7831: The long term safety and ocular-hypotensive efficacy of brimonidine tartrate 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension. Dated March 1996.<br> <sup>5</sup> Data on file, Allergan Inc. Final Report of Study A342-119-7831. A comparison of the safety and efficacy of twice-daily vs. three-times daily administration of brimonidine 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension.</br></br></br></br></span></p> <h4><u>Exclusivo Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</u></h4> <p>Dois estudos cl&#xED;nicos, de 3 meses (com extens&#xE3;o de 1 ano), duplo-cegos (N=1.147), foram conduzidos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceitabilidade de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% comparado com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrados 3 vezes ao dia em pacientes com glaucoma ou hipertens&#xE3;o ocular. A an&#xE1;lise de 3 meses indicou que Tartarato de Brimonidina efetivamente diminui a PIO em pacientes com glaucoma ou com hipertens&#xE3;o ocular (3,1mmHg a 4,7mmHg). Adicionalmente, dados dos estudos completos, 12 meses, indicaram que Tartarato de Brimonidina continuou a ser compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina e efetivamente baixou a PIO. Tartarato de Brimonidina foi bem tolerado, foi escolhido como mais confort&#xE1;vel pela maioria dos pacientes e demonstrou um perfil de seguran&#xE7;a superior quando comparado com Tartarato de Brimonidina.<sup>6</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>6</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of studies 190342-007 and 190342 008: A multicenter, double-masked, randomized, parallel, 3-month study (with an extension to 1 year) of the safety, efficacy, and acceptability of 0.15% and 0.2% Brimonidine-Purite&#xAE; compared with 0.2% Brimonidine administered 3-times-daily in subjects with glaucoma or ocular hypertension.</span></p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. O resultado do estudo cl&#xED;nico para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular, mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica &#xE9; equivalente ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2-5 mmHg.<sup>1</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Phase 3 Clinical Study Report. Study number 190342-021. A multicenter, double-masked, randomized, parallel, three month study (plus 9-month, masked extension) of the safety and efficacy of 0,1% Brimonidine Purite&#x2122; Ophthalmic solution, dosed three-times daily compared with 0,2% Brimonidine Tartrate Ophthalmic solution, dosed three-times daily in patients with glaucoma or ocular hypertension. Dated May 24, 2004. Data on fi le Allergan Inc.</span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/cloreto-de-sodio/bula\" target=\"_blank\">cloreto de s&#xF3;dio</a>, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina&amp;nbsp;&#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinildeneamino) quinoxalina. O peso molecular do sal tartarato &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel em &#xE1;gua (34mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 1 a 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 3 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo encontrada na urina 74% dessa dose.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e cloreto de s&#xF3;dio, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h5>Estudos cl&#xED;nicos:</h5> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Foram realizados dois estudos cl&#xED;nicos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular. Os resultados mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% &#xE9; compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2 - 5 mmHg.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Alphagan?

Alphagan® deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%:&nbsp;Após aberto, válido por 90 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;Após aberto, válido por 60 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%:&nbsp;Após aberto, válido por 85 dias.

Características do medicamento

Alphagan® é uma solução estéril límpida, amarelo esverdeada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Alphagan

Solução oftálmica estéril

Tartarato de brimonidina (0,2%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL ou 10 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (2 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,15%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,5 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,1%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 3 mL ou 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,0 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos de idade.

Dizeres Legais do Alphagan

Reg. ANVISA/MS - 1.0147.0142

Farm. Resp.:
Elizabeth Mesquita
CRF-SP nº 14.337

Fabricado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Guarulhos - São Paulo
Indústria Brasileira


Registrado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Av. Eng. Luís Carlos Berrini, 105 Torre 3 - 18º andar
Cidade Monções - São Paulo
CEP 04571-900
CNPJ: 43.426.626/0001-77




SAC
0800-14-4077

Venda sob prescrição médica.

© 2020 Allergan. Todos os direitos reservados.

Todas as marcas registradas são de propriedade de seus respectivos donos.

Z 1mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 5mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Tartarato De Brimonidina
Classe Terapêutica
:
Preparações Antiglaucomas E Mióticas Tópicas
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Doenças Dos Olhos
Especialidade
:
Oftalmologia

Bula do medicamento

Alphagan, para o que é indicado e para o que serve?

Alphagan® é indicado no tratamento de pacientes com glaucoma de ângulo aberto ou pressão ocular elevada (pressão aumentada dentro dos olhos).

Quais as contraindicações do Alphagan?

Alphagan® é contraindicado para pessoas que apresentam alergia ao tartarato de brimonidina ou a qualquer outro dos componentes da sua fórmula. É contraindicado também para pacientes em tratamento com medicamentos que contenham substâncias inibidoras da monoaminoxidase (IMAO), como por exemplo certos antidepressivos (iproniazida, asocarboxazida, nialamida, fenelzina, tranilcipromina e seleginina).

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1% e 0,2%:&nbsp;Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Como usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE;</sup> caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitar a contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/lubrificante-ocular/c" target="_blank">col&#xED;rio</a>;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-ossos/gota/c" target="_blank">gota</a> aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 horas entre as doses.</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,15%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>P caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do medicamento;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas ou tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 ou 12 horas;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,1%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do col&#xED;rio;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas vezes ao dia, com intervalos de 12 horas, ou 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia com intervalos de 8 horas. Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z &#xE9; um medicamento de uso cont&#xED;nuo e a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento deve ser estabelecida pelo seu m&#xE9;dico;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Alphagan funciona?

Alphagan® é uma solução oftálmica que apresenta ação hipotensiva ocular, ou seja, que reduz a pressão dentro dos olhos. O medicamento inicia sua ação após a aplicação.

Quais cuidados devo ter ao usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Alphagan® deve ser usado com cautela em pessoas com doenças cardiovasculares graves, depressão, insuficiência cerebral ou coronária, fenônemo de Raynaud´s, hipotensão ortostática ou tromboangeíte obliterante entre outras, que o seu médico saberá identificar.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2% e 0,1%:&nbsp;Para não contaminar o colírio evite o contato do conta-gotas com qualquer superfície. Não permita que a ponta do frasco entre em contato direto com os olhos.&nbsp;Alphagan® é um medicamento de uso exclusivamente oftálmico.

Uso durante a Gravidez e Lactação

Não foram realizados estudos sobre o uso de Alphagan® em pacientes grávidas ou que estejam amamentando.

Não está esclarecido se Alphagan® é excretado no leite humano, porém estudos realizados em animais demonstram que o tartarato de brimonidina é excretado no leite. A decisão de descontinuar a amamentação ou de descontinuar o uso do medicamento deverá considerar a importância do medicamento para a mãe e o seu médico saberá orientar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em crianças

Este medicamento é contraindicado para crianças com idade inferior a 2 anos. A segurança e eficácia de Alphagan® não foram estabelecidas em crianças menores de 2 anos. Durante vigilância pós-comercialização, apneia (dificuldade na respiração), bradicardia (diminuição no batimento cardíaco), coma, hipotensão (pressão baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redução da força muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depressão respiratória, e sonolência foram reportados em recém nascidos e crianças que receberam brimonidina devido à glaucoma congênito ou por ingestão acidental.

Uso em idosos

Não foram observadas diferenças de eficácia e segurança entre pacientes idosos e de outras faixas etárias, de modo que não há recomendações especiais quanto ao uso em idosos.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico

Se você for utilizar Alphagan® com outros colírios, aguarde um intervalo de 5 minutos entre a aplicação de cada medicamento.

Pacientes com insuficiência renal (rim) ou hepática (fígado)

Alphagan® não foi estudado em pacientes com insuficiência renal ou hepática. Você deve consultar seu médico antes de utilizar este medicamento.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15% e 0,1%:&nbsp;Por isso o tratamento desses pacientes deve ser cauteloso.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

Reações de hipersensibilidade ocular tardia foram relatadas com Alphagan®, com alguns relatos associados a um aumento na pressão intraocular.

Uso em crianças

Crianças com 2 anos de idade ou mais, especialmente aquelas com peso menor ou igual a 20 kg, devem ser tratadas com cautela e monitoradas de perto devido à alta incidência e severidade de sonolência.

Pacientes que utilizam lentes de contato

O conservante cloreto de benzalcônio, presente no Alphagan®, pode ser absorvido pelas lentes de contato gelatinosas. Tire as lentes antes de aplicar Alphagan® em um ou ambos os olhos e aguarde pelo menos 15 minutos para recolocá-las.

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Assim como outros medicamentos, Alphagan® pode causar fadiga, sonolência, visão borrada ou distúrbios visuais e pode ter potencial para uma diminuição na capacidade de alerta. Você deve esperar o desaparecimento destes sintomas antes de dirigir ou operar máquinas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Recomenda-se cautela na operação de máquinas e ao dirigir veículos pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Durante o tratamento, recomenda-se cautela ao dirigir e/ou operar máquinas pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">Dor de cabe&#xE7;a</a>, boca seca, fadiga (cansa&#xE7;o), hiperemia (vermelhid&#xE3;o) nos olhos, ardor nos olhos, pontada nos olhos, vis&#xE3;o borrada, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, foliculose (presen&#xE7;a de fol&#xED;culos) na conjuntiva, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas oculares, prurido (coceira) nos olhos.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, altera&#xE7;&#xF5;es do paladar, sintomas no trato respirat&#xF3;rio superior, sintomas gastrointestinais, astenia (fraqueza muscular), eros&#xE3;o da c&#xF3;rnea, <a href="https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/" rel="noopener" target="_blank">fotofobia</a> (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema da p&#xE1;lpebra (vermelhid&#xE3;o), dor nos olhos, secura dos olhos, lacrimejamento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (quantidade excessiva de l&#xED;quido aquoso) na p&#xE1;lpebra, edema conjuntival, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/blefarite/c" target="_blank">blefarite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o nas p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, clareamento da conjuntiva, vis&#xE3;o anormal, papilas conjuntivais, secre&#xE7;&#xE3;o ocular.</li>
Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Palpita&#xE7;&#xF5;es, secura no nariz, depress&#xE3;o, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas.</li>
Outras reações adversas relatadas após a comercialização de Alphagan® foram:
  • <li>Irite (inflama&#xE7;&#xE3;o da &#xED;ris), iridociclite (uve&#xED;te anterior), miose (contra&#xE7;&#xE3;o da pupila), <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, prurido (coceira) nas p&#xE1;lpebras, hipersensibilidade (alergia), rea&#xE7;&#xF5;es na pele incluindo eritema (vermelhid&#xE3;o), edema&amp;nbsp;(incha&#xE7;o) facial, prurido (coceira), <em>rash </em>e vasodilata&#xE7;&#xE3;o, palpita&#xE7;&#xF5;es / arritmias (incluindo bradicardia ou taquicardia), depress&#xE3;o, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">s&#xED;ncope</a> (desmaio).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,15%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®&nbsp;P.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Dor de cabe&#xE7;a,&amp;nbsp;rinite, secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de ardor nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de pontada nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, <a href="https://consultaremedios.com.br/b/conjuntivite-alergica" target="_blank">conjuntivite al&#xE9;rgica</a>, fotofobia (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, edema (incha&#xE7;o) das p&#xE1;lpebras, edema (incha&#xE7;o) conjuntival, blefarite (inflama&#xE7;&#xE3;o das p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, secre&#xE7;&#xE3;o nos olhos, dist&#xFA;rbios visuais, ep&#xED;fora (lacrimejamento), piora na acuidade visual, conjuntivite folicular, <a href="https://minutosaudavel.com.br/ceratite-o-que-e-sintomas-tratamento-cura-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">ceratite</a> puntacta superficial.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,1%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan® Z.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival e conjuntivite al&#xE9;rgica.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Sonol&#xEA;ncia,&amp;nbsp;secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, conjuntivite folicular, ceratite pontilhada superficial e conjuntivite.</li>
As seguintes reações adversas foram identificadas após a comercialização e podem potencialmente&nbsp;ocorrer:
  • <li>Aumento do lacrimejamento, vis&#xE3;o borrada, tontura, cefaleia.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Alphagan?

Você deve retomar a utilização do medicamento assim que se lembrar seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações até o final do dia. No dia seguinte, retomar os horários regulares.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Alphagan?

Cada mL (25 gotas) contém:

2 mg de tartarato de brimonidina (0,080 mg/gota).

Veículo q.s.p.: cloreto de benzalcônio, álcool polivinílico, cloreto de sódio, citrato de sódio diidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico/ hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (19 gotas) contém:

1,5 mg de tartarato de brimonidina (0,079 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.: carmelose sódica, borato de sódio decaidratado, ácido bórico, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio diidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (18 gotas) contém:

1,0 mg de tartarato de brimonidina (0,056 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.:&nbsp;carmelose sódica, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio di-hidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido bórico, borato de sódio decaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Alphagan maior do que a recomendada?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Em casos de overdose oftálmica, os eventos relatados foram geralmente aqueles já listados como reações adversas. Lave bem os olhos com solução fisiológica, se for usada uma dose maior do que a dose recomendada pelo médico, de modo intencional ou acidentalmente. Como podem aparecer as reações adversas descritas anteriormente, o médico deve ser consultado.

Existem poucas informações relacionadas à ingestão acidental de brimonidina em adultos. O único evento adverso relatado até o momento foi hipotensão. Nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Sintomas de overdose de brimonidina, como apneia (dificuldade na respira&#xE7;&#xE3;o), bradicardia (diminui&#xE7;&#xE3;o no batimento card&#xED;aco), coma, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redu&#xE7;&#xE3;o da for&#xE7;a muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depress&#xE3;o respirat&#xF3;ria e sonol&#xEA;ncia t&#xEA;m sido relatados em rec&#xE9;m-nascidos e crian&#xE7;as que est&#xE3;o em per&#xED;odo de amamenta&#xE7;&#xE3;o e recebem Alphagan<sup>&#xAE;</sup> como parte do tratamento m&#xE9;dico para glaucoma cong&#xEA;nito ou por ingest&#xE3;o acidental.</li>

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Alphagan com outros remédios?

Informe o seu médico se estiver utilizando algum dos medicamentos ou substâncias mencionados a seguir, pois podem ocorrer interações entre eles e as substâncias que fazem parte da fórmula de Alphagan®:

  • <li>Medicamentos para press&#xE3;o ou cora&#xE7;&#xE3;o: beta-bloqueadores, anti-hipertensivos e/ou glicos&#xED;deos card&#xED;acos.</li> <li>Medicamentos para doen&#xE7;as do sistema nervoso: depressores do <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c" target="_blank">sistema nervoso central</a>, como, por exemplo, &#xE1;lcool, barbit&#xFA;ricos, opi&#xE1;ceos, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">sedativos</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/anestesicos/c" target="_blank">anest&#xE9;sicos</a> e antidepressivos.</li>

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Alphagan (Tartarato de Brimonidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% /&amp;nbsp;Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular (PIO) elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual no glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Em um estudo de dose-resposta de um m&#xEA;s em pacientes glaucomatosos ou com hipertens&#xE3;o ocular, Tartarato de Brimonidina foi avaliado nas concentra&#xE7;&#xF5;es 0,08%, 0,25 e 0,5% e ve&#xED;culo para a redu&#xE7;&#xE3;o da PIO. A m&#xE9;dia de redu&#xE7;&#xE3;o da PIO a partir do valor basal a 12 horas p&#xF3;s-instila&#xE7;&#xE3;o no grupo de 0,2% foi de 4,0 a 5,8 mmHG (15,5% a 22,4%).<sup>1</sup></p> <p>Os efeitos cardiovasculares e pulmonares de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% foram comparados ao <a href=\"https://consultaremedios.com.br/maleato-de-timolol/bula\" target=\"_blank\">timolol</a> 0,5%, betaxolol 0,25% e ao ve&#xED;culo de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em um estudo crossover duplo-mascarado em 24 volunt&#xE1;rios homens saud&#xE1;veis.<sup>2</sup></p> <p>Nesse estudo de uma dose, n&#xE3;o foram observados efeitos sobre a fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%, suspens&#xE3;o de betaxolol 0,25%, timolol 0,5% ou ve&#xED;culo. O Tartarato de Brimonidina, o betaxolol e o ve&#xED;culo n&#xE3;o apresentaram efeitos sobre taquicardia por exerc&#xED;cio, enquanto o timolol foi associado a uma supress&#xE3;o estatisticamente significativa de frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca de recupera&#xE7;&#xE3;o e exerc&#xED;cio. Os efeitos cardiovasculares de Tartarato de Brimonidina sobre exerc&#xED;cio foram limitados a uma ligeira redu&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial sist&#xF3;lica durante o per&#xED;odo de recupera&#xE7;&#xE3;o.<sup>2</sup></p> <p>Quando aferida 12 horas ap&#xF3;s a dosagem em estudos controlados nucleares, a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia permaneceu relativamente inalterada no valor basal com o tratamento de Tartarato de Brimonidina. Foram observadas pequenas redu&#xE7;&#xF5;es clinicamente significativas na frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia em alguns dos exames diurnos.<sup>3,4,5</sup> Da mesma forma, foram observadas redu&#xE7;&#xF5;es desprez&#xED;veis nas press&#xF5;es arteriais sist&#xF3;lica e diast&#xF3;lica m&#xE9;dias quando aferidas 12 horas ap&#xF3;s a dosagem. Essas altera&#xE7;&#xF5;es n&#xE3;o foram associadas aos sintomas cl&#xED;nicos.<sup>3,4,5</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Data on file, Allergan, Inc. Derick RJ, Robin AL, et al. Brimonidine tartrate, a one-month dose response study. 1997 Ophthalmology Jan; 104(1):131-136 (Final Clinical Report A342- 110-7831.<br> <sup>2</sup> Nordlund JR, Pasquale LR, Robin AL, et al. The cardiovascular, pulmonary, and ocular hypotensive effects of 0.2% brimonidine. 1995 Arch Ophthalmol Jan;113(1):77-83. (Final Clinical Report A342-115-8042).<br> <sup>3</sup> Schuman, JS, Horowitz B, et al. A 1-year study of brimonidine twice daily in glaucoma and ocular hypertension. Arch Ophthalmol 1997;115:847-852 (Final Clinical Report A342-103-7831).<br> <sup>4</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of study A342-104-7831: The long term safety and ocular-hypotensive efficacy of brimonidine tartrate 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension. Dated March 1996.<br> <sup>5</sup> Data on file, Allergan Inc. Final Report of Study A342-119-7831. A comparison of the safety and efficacy of twice-daily vs. three-times daily administration of brimonidine 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension.</br></br></br></br></span></p> <h4><u>Exclusivo Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</u></h4> <p>Dois estudos cl&#xED;nicos, de 3 meses (com extens&#xE3;o de 1 ano), duplo-cegos (N=1.147), foram conduzidos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceitabilidade de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% comparado com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrados 3 vezes ao dia em pacientes com glaucoma ou hipertens&#xE3;o ocular. A an&#xE1;lise de 3 meses indicou que Tartarato de Brimonidina efetivamente diminui a PIO em pacientes com glaucoma ou com hipertens&#xE3;o ocular (3,1mmHg a 4,7mmHg). Adicionalmente, dados dos estudos completos, 12 meses, indicaram que Tartarato de Brimonidina continuou a ser compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina e efetivamente baixou a PIO. Tartarato de Brimonidina foi bem tolerado, foi escolhido como mais confort&#xE1;vel pela maioria dos pacientes e demonstrou um perfil de seguran&#xE7;a superior quando comparado com Tartarato de Brimonidina.<sup>6</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>6</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of studies 190342-007 and 190342 008: A multicenter, double-masked, randomized, parallel, 3-month study (with an extension to 1 year) of the safety, efficacy, and acceptability of 0.15% and 0.2% Brimonidine-Purite&#xAE; compared with 0.2% Brimonidine administered 3-times-daily in subjects with glaucoma or ocular hypertension.</span></p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. O resultado do estudo cl&#xED;nico para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular, mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica &#xE9; equivalente ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2-5 mmHg.<sup>1</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Phase 3 Clinical Study Report. Study number 190342-021. A multicenter, double-masked, randomized, parallel, three month study (plus 9-month, masked extension) of the safety and efficacy of 0,1% Brimonidine Purite&#x2122; Ophthalmic solution, dosed three-times daily compared with 0,2% Brimonidine Tartrate Ophthalmic solution, dosed three-times daily in patients with glaucoma or ocular hypertension. Dated May 24, 2004. Data on fi le Allergan Inc.</span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/cloreto-de-sodio/bula\" target=\"_blank\">cloreto de s&#xF3;dio</a>, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina&amp;nbsp;&#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinildeneamino) quinoxalina. O peso molecular do sal tartarato &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel em &#xE1;gua (34mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 1 a 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 3 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo encontrada na urina 74% dessa dose.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e cloreto de s&#xF3;dio, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h5>Estudos cl&#xED;nicos:</h5> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Foram realizados dois estudos cl&#xED;nicos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular. Os resultados mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% &#xE9; compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2 - 5 mmHg.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Alphagan?

Alphagan® deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%:&nbsp;Após aberto, válido por 90 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;Após aberto, válido por 60 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%:&nbsp;Após aberto, válido por 85 dias.

Características do medicamento

Alphagan® é uma solução estéril límpida, amarelo esverdeada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Alphagan

Solução oftálmica estéril

Tartarato de brimonidina (0,2%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL ou 10 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (2 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,15%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,5 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,1%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 3 mL ou 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,0 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos de idade.

Dizeres Legais do Alphagan

Reg. ANVISA/MS - 1.0147.0142

Farm. Resp.:
Elizabeth Mesquita
CRF-SP nº 14.337

Fabricado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Guarulhos - São Paulo
Indústria Brasileira


Registrado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Av. Eng. Luís Carlos Berrini, 105 Torre 3 - 18º andar
Cidade Monções - São Paulo
CEP 04571-900
CNPJ: 43.426.626/0001-77




SAC
0800-14-4077

Venda sob prescrição médica.

© 2020 Allergan. Todos os direitos reservados.

Todas as marcas registradas são de propriedade de seus respectivos donos.

2mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 10mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Tartarato De Brimonidina
Classe Terapêutica
:
Preparações Antiglaucomas E Mióticas Tópicas
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Doenças Dos Olhos
Especialidade
:
Oftalmologia

Bula do medicamento

Alphagan, para o que é indicado e para o que serve?

Alphagan® é indicado no tratamento de pacientes com glaucoma de ângulo aberto ou pressão ocular elevada (pressão aumentada dentro dos olhos).

Quais as contraindicações do Alphagan?

Alphagan® é contraindicado para pessoas que apresentam alergia ao tartarato de brimonidina ou a qualquer outro dos componentes da sua fórmula. É contraindicado também para pacientes em tratamento com medicamentos que contenham substâncias inibidoras da monoaminoxidase (IMAO), como por exemplo certos antidepressivos (iproniazida, asocarboxazida, nialamida, fenelzina, tranilcipromina e seleginina).

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1% e 0,2%:&nbsp;Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Como usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE;</sup> caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitar a contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/lubrificante-ocular/c" target="_blank">col&#xED;rio</a>;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-ossos/gota/c" target="_blank">gota</a> aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 horas entre as doses.</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,15%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>P caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do medicamento;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas ou tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 ou 12 horas;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,1%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do col&#xED;rio;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas vezes ao dia, com intervalos de 12 horas, ou 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia com intervalos de 8 horas. Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z &#xE9; um medicamento de uso cont&#xED;nuo e a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento deve ser estabelecida pelo seu m&#xE9;dico;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Alphagan funciona?

Alphagan® é uma solução oftálmica que apresenta ação hipotensiva ocular, ou seja, que reduz a pressão dentro dos olhos. O medicamento inicia sua ação após a aplicação.

Quais cuidados devo ter ao usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Alphagan® deve ser usado com cautela em pessoas com doenças cardiovasculares graves, depressão, insuficiência cerebral ou coronária, fenônemo de Raynaud´s, hipotensão ortostática ou tromboangeíte obliterante entre outras, que o seu médico saberá identificar.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2% e 0,1%:&nbsp;Para não contaminar o colírio evite o contato do conta-gotas com qualquer superfície. Não permita que a ponta do frasco entre em contato direto com os olhos.&nbsp;Alphagan® é um medicamento de uso exclusivamente oftálmico.

Uso durante a Gravidez e Lactação

Não foram realizados estudos sobre o uso de Alphagan® em pacientes grávidas ou que estejam amamentando.

Não está esclarecido se Alphagan® é excretado no leite humano, porém estudos realizados em animais demonstram que o tartarato de brimonidina é excretado no leite. A decisão de descontinuar a amamentação ou de descontinuar o uso do medicamento deverá considerar a importância do medicamento para a mãe e o seu médico saberá orientar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em crianças

Este medicamento é contraindicado para crianças com idade inferior a 2 anos. A segurança e eficácia de Alphagan® não foram estabelecidas em crianças menores de 2 anos. Durante vigilância pós-comercialização, apneia (dificuldade na respiração), bradicardia (diminuição no batimento cardíaco), coma, hipotensão (pressão baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redução da força muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depressão respiratória, e sonolência foram reportados em recém nascidos e crianças que receberam brimonidina devido à glaucoma congênito ou por ingestão acidental.

Uso em idosos

Não foram observadas diferenças de eficácia e segurança entre pacientes idosos e de outras faixas etárias, de modo que não há recomendações especiais quanto ao uso em idosos.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico

Se você for utilizar Alphagan® com outros colírios, aguarde um intervalo de 5 minutos entre a aplicação de cada medicamento.

Pacientes com insuficiência renal (rim) ou hepática (fígado)

Alphagan® não foi estudado em pacientes com insuficiência renal ou hepática. Você deve consultar seu médico antes de utilizar este medicamento.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15% e 0,1%:&nbsp;Por isso o tratamento desses pacientes deve ser cauteloso.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

Reações de hipersensibilidade ocular tardia foram relatadas com Alphagan®, com alguns relatos associados a um aumento na pressão intraocular.

Uso em crianças

Crianças com 2 anos de idade ou mais, especialmente aquelas com peso menor ou igual a 20 kg, devem ser tratadas com cautela e monitoradas de perto devido à alta incidência e severidade de sonolência.

Pacientes que utilizam lentes de contato

O conservante cloreto de benzalcônio, presente no Alphagan®, pode ser absorvido pelas lentes de contato gelatinosas. Tire as lentes antes de aplicar Alphagan® em um ou ambos os olhos e aguarde pelo menos 15 minutos para recolocá-las.

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Assim como outros medicamentos, Alphagan® pode causar fadiga, sonolência, visão borrada ou distúrbios visuais e pode ter potencial para uma diminuição na capacidade de alerta. Você deve esperar o desaparecimento destes sintomas antes de dirigir ou operar máquinas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Recomenda-se cautela na operação de máquinas e ao dirigir veículos pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Durante o tratamento, recomenda-se cautela ao dirigir e/ou operar máquinas pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">Dor de cabe&#xE7;a</a>, boca seca, fadiga (cansa&#xE7;o), hiperemia (vermelhid&#xE3;o) nos olhos, ardor nos olhos, pontada nos olhos, vis&#xE3;o borrada, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, foliculose (presen&#xE7;a de fol&#xED;culos) na conjuntiva, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas oculares, prurido (coceira) nos olhos.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, altera&#xE7;&#xF5;es do paladar, sintomas no trato respirat&#xF3;rio superior, sintomas gastrointestinais, astenia (fraqueza muscular), eros&#xE3;o da c&#xF3;rnea, <a href="https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/" rel="noopener" target="_blank">fotofobia</a> (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema da p&#xE1;lpebra (vermelhid&#xE3;o), dor nos olhos, secura dos olhos, lacrimejamento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (quantidade excessiva de l&#xED;quido aquoso) na p&#xE1;lpebra, edema conjuntival, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/blefarite/c" target="_blank">blefarite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o nas p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, clareamento da conjuntiva, vis&#xE3;o anormal, papilas conjuntivais, secre&#xE7;&#xE3;o ocular.</li>
Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Palpita&#xE7;&#xF5;es, secura no nariz, depress&#xE3;o, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas.</li>
Outras reações adversas relatadas após a comercialização de Alphagan® foram:
  • <li>Irite (inflama&#xE7;&#xE3;o da &#xED;ris), iridociclite (uve&#xED;te anterior), miose (contra&#xE7;&#xE3;o da pupila), <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, prurido (coceira) nas p&#xE1;lpebras, hipersensibilidade (alergia), rea&#xE7;&#xF5;es na pele incluindo eritema (vermelhid&#xE3;o), edema&amp;nbsp;(incha&#xE7;o) facial, prurido (coceira), <em>rash </em>e vasodilata&#xE7;&#xE3;o, palpita&#xE7;&#xF5;es / arritmias (incluindo bradicardia ou taquicardia), depress&#xE3;o, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">s&#xED;ncope</a> (desmaio).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,15%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®&nbsp;P.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Dor de cabe&#xE7;a,&amp;nbsp;rinite, secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de ardor nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de pontada nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, <a href="https://consultaremedios.com.br/b/conjuntivite-alergica" target="_blank">conjuntivite al&#xE9;rgica</a>, fotofobia (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, edema (incha&#xE7;o) das p&#xE1;lpebras, edema (incha&#xE7;o) conjuntival, blefarite (inflama&#xE7;&#xE3;o das p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, secre&#xE7;&#xE3;o nos olhos, dist&#xFA;rbios visuais, ep&#xED;fora (lacrimejamento), piora na acuidade visual, conjuntivite folicular, <a href="https://minutosaudavel.com.br/ceratite-o-que-e-sintomas-tratamento-cura-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">ceratite</a> puntacta superficial.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,1%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan® Z.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival e conjuntivite al&#xE9;rgica.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Sonol&#xEA;ncia,&amp;nbsp;secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, conjuntivite folicular, ceratite pontilhada superficial e conjuntivite.</li>
As seguintes reações adversas foram identificadas após a comercialização e podem potencialmente&nbsp;ocorrer:
  • <li>Aumento do lacrimejamento, vis&#xE3;o borrada, tontura, cefaleia.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Alphagan?

Você deve retomar a utilização do medicamento assim que se lembrar seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações até o final do dia. No dia seguinte, retomar os horários regulares.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Alphagan?

Cada mL (25 gotas) contém:

2 mg de tartarato de brimonidina (0,080 mg/gota).

Veículo q.s.p.: cloreto de benzalcônio, álcool polivinílico, cloreto de sódio, citrato de sódio diidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico/ hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (19 gotas) contém:

1,5 mg de tartarato de brimonidina (0,079 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.: carmelose sódica, borato de sódio decaidratado, ácido bórico, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio diidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (18 gotas) contém:

1,0 mg de tartarato de brimonidina (0,056 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.:&nbsp;carmelose sódica, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio di-hidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido bórico, borato de sódio decaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Alphagan maior do que a recomendada?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Em casos de overdose oftálmica, os eventos relatados foram geralmente aqueles já listados como reações adversas. Lave bem os olhos com solução fisiológica, se for usada uma dose maior do que a dose recomendada pelo médico, de modo intencional ou acidentalmente. Como podem aparecer as reações adversas descritas anteriormente, o médico deve ser consultado.

Existem poucas informações relacionadas à ingestão acidental de brimonidina em adultos. O único evento adverso relatado até o momento foi hipotensão. Nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Sintomas de overdose de brimonidina, como apneia (dificuldade na respira&#xE7;&#xE3;o), bradicardia (diminui&#xE7;&#xE3;o no batimento card&#xED;aco), coma, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redu&#xE7;&#xE3;o da for&#xE7;a muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depress&#xE3;o respirat&#xF3;ria e sonol&#xEA;ncia t&#xEA;m sido relatados em rec&#xE9;m-nascidos e crian&#xE7;as que est&#xE3;o em per&#xED;odo de amamenta&#xE7;&#xE3;o e recebem Alphagan<sup>&#xAE;</sup> como parte do tratamento m&#xE9;dico para glaucoma cong&#xEA;nito ou por ingest&#xE3;o acidental.</li>

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Alphagan com outros remédios?

Informe o seu médico se estiver utilizando algum dos medicamentos ou substâncias mencionados a seguir, pois podem ocorrer interações entre eles e as substâncias que fazem parte da fórmula de Alphagan®:

  • <li>Medicamentos para press&#xE3;o ou cora&#xE7;&#xE3;o: beta-bloqueadores, anti-hipertensivos e/ou glicos&#xED;deos card&#xED;acos.</li> <li>Medicamentos para doen&#xE7;as do sistema nervoso: depressores do <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c" target="_blank">sistema nervoso central</a>, como, por exemplo, &#xE1;lcool, barbit&#xFA;ricos, opi&#xE1;ceos, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">sedativos</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/anestesicos/c" target="_blank">anest&#xE9;sicos</a> e antidepressivos.</li>

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Alphagan (Tartarato de Brimonidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% /&amp;nbsp;Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular (PIO) elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual no glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Em um estudo de dose-resposta de um m&#xEA;s em pacientes glaucomatosos ou com hipertens&#xE3;o ocular, Tartarato de Brimonidina foi avaliado nas concentra&#xE7;&#xF5;es 0,08%, 0,25 e 0,5% e ve&#xED;culo para a redu&#xE7;&#xE3;o da PIO. A m&#xE9;dia de redu&#xE7;&#xE3;o da PIO a partir do valor basal a 12 horas p&#xF3;s-instila&#xE7;&#xE3;o no grupo de 0,2% foi de 4,0 a 5,8 mmHG (15,5% a 22,4%).<sup>1</sup></p> <p>Os efeitos cardiovasculares e pulmonares de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% foram comparados ao <a href=\"https://consultaremedios.com.br/maleato-de-timolol/bula\" target=\"_blank\">timolol</a> 0,5%, betaxolol 0,25% e ao ve&#xED;culo de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em um estudo crossover duplo-mascarado em 24 volunt&#xE1;rios homens saud&#xE1;veis.<sup>2</sup></p> <p>Nesse estudo de uma dose, n&#xE3;o foram observados efeitos sobre a fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%, suspens&#xE3;o de betaxolol 0,25%, timolol 0,5% ou ve&#xED;culo. O Tartarato de Brimonidina, o betaxolol e o ve&#xED;culo n&#xE3;o apresentaram efeitos sobre taquicardia por exerc&#xED;cio, enquanto o timolol foi associado a uma supress&#xE3;o estatisticamente significativa de frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca de recupera&#xE7;&#xE3;o e exerc&#xED;cio. Os efeitos cardiovasculares de Tartarato de Brimonidina sobre exerc&#xED;cio foram limitados a uma ligeira redu&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial sist&#xF3;lica durante o per&#xED;odo de recupera&#xE7;&#xE3;o.<sup>2</sup></p> <p>Quando aferida 12 horas ap&#xF3;s a dosagem em estudos controlados nucleares, a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia permaneceu relativamente inalterada no valor basal com o tratamento de Tartarato de Brimonidina. Foram observadas pequenas redu&#xE7;&#xF5;es clinicamente significativas na frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia em alguns dos exames diurnos.<sup>3,4,5</sup> Da mesma forma, foram observadas redu&#xE7;&#xF5;es desprez&#xED;veis nas press&#xF5;es arteriais sist&#xF3;lica e diast&#xF3;lica m&#xE9;dias quando aferidas 12 horas ap&#xF3;s a dosagem. Essas altera&#xE7;&#xF5;es n&#xE3;o foram associadas aos sintomas cl&#xED;nicos.<sup>3,4,5</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Data on file, Allergan, Inc. Derick RJ, Robin AL, et al. Brimonidine tartrate, a one-month dose response study. 1997 Ophthalmology Jan; 104(1):131-136 (Final Clinical Report A342- 110-7831.<br> <sup>2</sup> Nordlund JR, Pasquale LR, Robin AL, et al. The cardiovascular, pulmonary, and ocular hypotensive effects of 0.2% brimonidine. 1995 Arch Ophthalmol Jan;113(1):77-83. (Final Clinical Report A342-115-8042).<br> <sup>3</sup> Schuman, JS, Horowitz B, et al. A 1-year study of brimonidine twice daily in glaucoma and ocular hypertension. Arch Ophthalmol 1997;115:847-852 (Final Clinical Report A342-103-7831).<br> <sup>4</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of study A342-104-7831: The long term safety and ocular-hypotensive efficacy of brimonidine tartrate 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension. Dated March 1996.<br> <sup>5</sup> Data on file, Allergan Inc. Final Report of Study A342-119-7831. A comparison of the safety and efficacy of twice-daily vs. three-times daily administration of brimonidine 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension.</br></br></br></br></span></p> <h4><u>Exclusivo Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</u></h4> <p>Dois estudos cl&#xED;nicos, de 3 meses (com extens&#xE3;o de 1 ano), duplo-cegos (N=1.147), foram conduzidos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceitabilidade de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% comparado com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrados 3 vezes ao dia em pacientes com glaucoma ou hipertens&#xE3;o ocular. A an&#xE1;lise de 3 meses indicou que Tartarato de Brimonidina efetivamente diminui a PIO em pacientes com glaucoma ou com hipertens&#xE3;o ocular (3,1mmHg a 4,7mmHg). Adicionalmente, dados dos estudos completos, 12 meses, indicaram que Tartarato de Brimonidina continuou a ser compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina e efetivamente baixou a PIO. Tartarato de Brimonidina foi bem tolerado, foi escolhido como mais confort&#xE1;vel pela maioria dos pacientes e demonstrou um perfil de seguran&#xE7;a superior quando comparado com Tartarato de Brimonidina.<sup>6</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>6</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of studies 190342-007 and 190342 008: A multicenter, double-masked, randomized, parallel, 3-month study (with an extension to 1 year) of the safety, efficacy, and acceptability of 0.15% and 0.2% Brimonidine-Purite&#xAE; compared with 0.2% Brimonidine administered 3-times-daily in subjects with glaucoma or ocular hypertension.</span></p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. O resultado do estudo cl&#xED;nico para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular, mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica &#xE9; equivalente ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2-5 mmHg.<sup>1</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Phase 3 Clinical Study Report. Study number 190342-021. A multicenter, double-masked, randomized, parallel, three month study (plus 9-month, masked extension) of the safety and efficacy of 0,1% Brimonidine Purite&#x2122; Ophthalmic solution, dosed three-times daily compared with 0,2% Brimonidine Tartrate Ophthalmic solution, dosed three-times daily in patients with glaucoma or ocular hypertension. Dated May 24, 2004. Data on fi le Allergan Inc.</span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/cloreto-de-sodio/bula\" target=\"_blank\">cloreto de s&#xF3;dio</a>, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina&amp;nbsp;&#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinildeneamino) quinoxalina. O peso molecular do sal tartarato &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel em &#xE1;gua (34mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 1 a 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 3 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo encontrada na urina 74% dessa dose.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e cloreto de s&#xF3;dio, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h5>Estudos cl&#xED;nicos:</h5> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Foram realizados dois estudos cl&#xED;nicos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular. Os resultados mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% &#xE9; compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2 - 5 mmHg.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Alphagan?

Alphagan® deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%:&nbsp;Após aberto, válido por 90 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;Após aberto, válido por 60 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%:&nbsp;Após aberto, válido por 85 dias.

Características do medicamento

Alphagan® é uma solução estéril límpida, amarelo esverdeada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Alphagan

Solução oftálmica estéril

Tartarato de brimonidina (0,2%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL ou 10 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (2 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,15%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,5 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,1%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 3 mL ou 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,0 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos de idade.

Dizeres Legais do Alphagan

Reg. ANVISA/MS - 1.0147.0142

Farm. Resp.:
Elizabeth Mesquita
CRF-SP nº 14.337

Fabricado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Guarulhos - São Paulo
Indústria Brasileira


Registrado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Av. Eng. Luís Carlos Berrini, 105 Torre 3 - 18º andar
Cidade Monções - São Paulo
CEP 04571-900
CNPJ: 43.426.626/0001-77




SAC
0800-14-4077

Venda sob prescrição médica.

© 2020 Allergan. Todos os direitos reservados.

Todas as marcas registradas são de propriedade de seus respectivos donos.

2mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 5mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Tartarato De Brimonidina
Classe Terapêutica
:
Preparações Antiglaucomas E Mióticas Tópicas
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Doenças Dos Olhos
Especialidade
:
Oftalmologia

Bula do medicamento

Alphagan, para o que é indicado e para o que serve?

Alphagan® é indicado no tratamento de pacientes com glaucoma de ângulo aberto ou pressão ocular elevada (pressão aumentada dentro dos olhos).

Quais as contraindicações do Alphagan?

Alphagan® é contraindicado para pessoas que apresentam alergia ao tartarato de brimonidina ou a qualquer outro dos componentes da sua fórmula. É contraindicado também para pacientes em tratamento com medicamentos que contenham substâncias inibidoras da monoaminoxidase (IMAO), como por exemplo certos antidepressivos (iproniazida, asocarboxazida, nialamida, fenelzina, tranilcipromina e seleginina).

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1% e 0,2%:&nbsp;Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Como usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE;</sup> caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitar a contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/lubrificante-ocular/c" target="_blank">col&#xED;rio</a>;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-ossos/gota/c" target="_blank">gota</a> aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 horas entre as doses.</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,15%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>P caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do medicamento;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas ou tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 ou 12 horas;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,1%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do col&#xED;rio;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas vezes ao dia, com intervalos de 12 horas, ou 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia com intervalos de 8 horas. Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z &#xE9; um medicamento de uso cont&#xED;nuo e a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento deve ser estabelecida pelo seu m&#xE9;dico;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Alphagan funciona?

Alphagan® é uma solução oftálmica que apresenta ação hipotensiva ocular, ou seja, que reduz a pressão dentro dos olhos. O medicamento inicia sua ação após a aplicação.

Quais cuidados devo ter ao usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Alphagan® deve ser usado com cautela em pessoas com doenças cardiovasculares graves, depressão, insuficiência cerebral ou coronária, fenônemo de Raynaud´s, hipotensão ortostática ou tromboangeíte obliterante entre outras, que o seu médico saberá identificar.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2% e 0,1%:&nbsp;Para não contaminar o colírio evite o contato do conta-gotas com qualquer superfície. Não permita que a ponta do frasco entre em contato direto com os olhos.&nbsp;Alphagan® é um medicamento de uso exclusivamente oftálmico.

Uso durante a Gravidez e Lactação

Não foram realizados estudos sobre o uso de Alphagan® em pacientes grávidas ou que estejam amamentando.

Não está esclarecido se Alphagan® é excretado no leite humano, porém estudos realizados em animais demonstram que o tartarato de brimonidina é excretado no leite. A decisão de descontinuar a amamentação ou de descontinuar o uso do medicamento deverá considerar a importância do medicamento para a mãe e o seu médico saberá orientar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em crianças

Este medicamento é contraindicado para crianças com idade inferior a 2 anos. A segurança e eficácia de Alphagan® não foram estabelecidas em crianças menores de 2 anos. Durante vigilância pós-comercialização, apneia (dificuldade na respiração), bradicardia (diminuição no batimento cardíaco), coma, hipotensão (pressão baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redução da força muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depressão respiratória, e sonolência foram reportados em recém nascidos e crianças que receberam brimonidina devido à glaucoma congênito ou por ingestão acidental.

Uso em idosos

Não foram observadas diferenças de eficácia e segurança entre pacientes idosos e de outras faixas etárias, de modo que não há recomendações especiais quanto ao uso em idosos.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico

Se você for utilizar Alphagan® com outros colírios, aguarde um intervalo de 5 minutos entre a aplicação de cada medicamento.

Pacientes com insuficiência renal (rim) ou hepática (fígado)

Alphagan® não foi estudado em pacientes com insuficiência renal ou hepática. Você deve consultar seu médico antes de utilizar este medicamento.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15% e 0,1%:&nbsp;Por isso o tratamento desses pacientes deve ser cauteloso.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

Reações de hipersensibilidade ocular tardia foram relatadas com Alphagan®, com alguns relatos associados a um aumento na pressão intraocular.

Uso em crianças

Crianças com 2 anos de idade ou mais, especialmente aquelas com peso menor ou igual a 20 kg, devem ser tratadas com cautela e monitoradas de perto devido à alta incidência e severidade de sonolência.

Pacientes que utilizam lentes de contato

O conservante cloreto de benzalcônio, presente no Alphagan®, pode ser absorvido pelas lentes de contato gelatinosas. Tire as lentes antes de aplicar Alphagan® em um ou ambos os olhos e aguarde pelo menos 15 minutos para recolocá-las.

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Assim como outros medicamentos, Alphagan® pode causar fadiga, sonolência, visão borrada ou distúrbios visuais e pode ter potencial para uma diminuição na capacidade de alerta. Você deve esperar o desaparecimento destes sintomas antes de dirigir ou operar máquinas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Recomenda-se cautela na operação de máquinas e ao dirigir veículos pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Durante o tratamento, recomenda-se cautela ao dirigir e/ou operar máquinas pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">Dor de cabe&#xE7;a</a>, boca seca, fadiga (cansa&#xE7;o), hiperemia (vermelhid&#xE3;o) nos olhos, ardor nos olhos, pontada nos olhos, vis&#xE3;o borrada, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, foliculose (presen&#xE7;a de fol&#xED;culos) na conjuntiva, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas oculares, prurido (coceira) nos olhos.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, altera&#xE7;&#xF5;es do paladar, sintomas no trato respirat&#xF3;rio superior, sintomas gastrointestinais, astenia (fraqueza muscular), eros&#xE3;o da c&#xF3;rnea, <a href="https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/" rel="noopener" target="_blank">fotofobia</a> (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema da p&#xE1;lpebra (vermelhid&#xE3;o), dor nos olhos, secura dos olhos, lacrimejamento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (quantidade excessiva de l&#xED;quido aquoso) na p&#xE1;lpebra, edema conjuntival, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/blefarite/c" target="_blank">blefarite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o nas p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, clareamento da conjuntiva, vis&#xE3;o anormal, papilas conjuntivais, secre&#xE7;&#xE3;o ocular.</li>
Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Palpita&#xE7;&#xF5;es, secura no nariz, depress&#xE3;o, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas.</li>
Outras reações adversas relatadas após a comercialização de Alphagan® foram:
  • <li>Irite (inflama&#xE7;&#xE3;o da &#xED;ris), iridociclite (uve&#xED;te anterior), miose (contra&#xE7;&#xE3;o da pupila), <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, prurido (coceira) nas p&#xE1;lpebras, hipersensibilidade (alergia), rea&#xE7;&#xF5;es na pele incluindo eritema (vermelhid&#xE3;o), edema&amp;nbsp;(incha&#xE7;o) facial, prurido (coceira), <em>rash </em>e vasodilata&#xE7;&#xE3;o, palpita&#xE7;&#xF5;es / arritmias (incluindo bradicardia ou taquicardia), depress&#xE3;o, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">s&#xED;ncope</a> (desmaio).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,15%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®&nbsp;P.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Dor de cabe&#xE7;a,&amp;nbsp;rinite, secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de ardor nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de pontada nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, <a href="https://consultaremedios.com.br/b/conjuntivite-alergica" target="_blank">conjuntivite al&#xE9;rgica</a>, fotofobia (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, edema (incha&#xE7;o) das p&#xE1;lpebras, edema (incha&#xE7;o) conjuntival, blefarite (inflama&#xE7;&#xE3;o das p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, secre&#xE7;&#xE3;o nos olhos, dist&#xFA;rbios visuais, ep&#xED;fora (lacrimejamento), piora na acuidade visual, conjuntivite folicular, <a href="https://minutosaudavel.com.br/ceratite-o-que-e-sintomas-tratamento-cura-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">ceratite</a> puntacta superficial.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,1%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan® Z.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival e conjuntivite al&#xE9;rgica.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Sonol&#xEA;ncia,&amp;nbsp;secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, conjuntivite folicular, ceratite pontilhada superficial e conjuntivite.</li>
As seguintes reações adversas foram identificadas após a comercialização e podem potencialmente&nbsp;ocorrer:
  • <li>Aumento do lacrimejamento, vis&#xE3;o borrada, tontura, cefaleia.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Alphagan?

Você deve retomar a utilização do medicamento assim que se lembrar seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações até o final do dia. No dia seguinte, retomar os horários regulares.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Alphagan?

Cada mL (25 gotas) contém:

2 mg de tartarato de brimonidina (0,080 mg/gota).

Veículo q.s.p.: cloreto de benzalcônio, álcool polivinílico, cloreto de sódio, citrato de sódio diidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico/ hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (19 gotas) contém:

1,5 mg de tartarato de brimonidina (0,079 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.: carmelose sódica, borato de sódio decaidratado, ácido bórico, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio diidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (18 gotas) contém:

1,0 mg de tartarato de brimonidina (0,056 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.:&nbsp;carmelose sódica, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio di-hidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido bórico, borato de sódio decaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Alphagan maior do que a recomendada?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Em casos de overdose oftálmica, os eventos relatados foram geralmente aqueles já listados como reações adversas. Lave bem os olhos com solução fisiológica, se for usada uma dose maior do que a dose recomendada pelo médico, de modo intencional ou acidentalmente. Como podem aparecer as reações adversas descritas anteriormente, o médico deve ser consultado.

Existem poucas informações relacionadas à ingestão acidental de brimonidina em adultos. O único evento adverso relatado até o momento foi hipotensão. Nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Sintomas de overdose de brimonidina, como apneia (dificuldade na respira&#xE7;&#xE3;o), bradicardia (diminui&#xE7;&#xE3;o no batimento card&#xED;aco), coma, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redu&#xE7;&#xE3;o da for&#xE7;a muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depress&#xE3;o respirat&#xF3;ria e sonol&#xEA;ncia t&#xEA;m sido relatados em rec&#xE9;m-nascidos e crian&#xE7;as que est&#xE3;o em per&#xED;odo de amamenta&#xE7;&#xE3;o e recebem Alphagan<sup>&#xAE;</sup> como parte do tratamento m&#xE9;dico para glaucoma cong&#xEA;nito ou por ingest&#xE3;o acidental.</li>

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Alphagan com outros remédios?

Informe o seu médico se estiver utilizando algum dos medicamentos ou substâncias mencionados a seguir, pois podem ocorrer interações entre eles e as substâncias que fazem parte da fórmula de Alphagan®:

  • <li>Medicamentos para press&#xE3;o ou cora&#xE7;&#xE3;o: beta-bloqueadores, anti-hipertensivos e/ou glicos&#xED;deos card&#xED;acos.</li> <li>Medicamentos para doen&#xE7;as do sistema nervoso: depressores do <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c" target="_blank">sistema nervoso central</a>, como, por exemplo, &#xE1;lcool, barbit&#xFA;ricos, opi&#xE1;ceos, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">sedativos</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/anestesicos/c" target="_blank">anest&#xE9;sicos</a> e antidepressivos.</li>

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Alphagan (Tartarato de Brimonidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% /&amp;nbsp;Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular (PIO) elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual no glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Em um estudo de dose-resposta de um m&#xEA;s em pacientes glaucomatosos ou com hipertens&#xE3;o ocular, Tartarato de Brimonidina foi avaliado nas concentra&#xE7;&#xF5;es 0,08%, 0,25 e 0,5% e ve&#xED;culo para a redu&#xE7;&#xE3;o da PIO. A m&#xE9;dia de redu&#xE7;&#xE3;o da PIO a partir do valor basal a 12 horas p&#xF3;s-instila&#xE7;&#xE3;o no grupo de 0,2% foi de 4,0 a 5,8 mmHG (15,5% a 22,4%).<sup>1</sup></p> <p>Os efeitos cardiovasculares e pulmonares de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% foram comparados ao <a href=\"https://consultaremedios.com.br/maleato-de-timolol/bula\" target=\"_blank\">timolol</a> 0,5%, betaxolol 0,25% e ao ve&#xED;culo de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em um estudo crossover duplo-mascarado em 24 volunt&#xE1;rios homens saud&#xE1;veis.<sup>2</sup></p> <p>Nesse estudo de uma dose, n&#xE3;o foram observados efeitos sobre a fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%, suspens&#xE3;o de betaxolol 0,25%, timolol 0,5% ou ve&#xED;culo. O Tartarato de Brimonidina, o betaxolol e o ve&#xED;culo n&#xE3;o apresentaram efeitos sobre taquicardia por exerc&#xED;cio, enquanto o timolol foi associado a uma supress&#xE3;o estatisticamente significativa de frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca de recupera&#xE7;&#xE3;o e exerc&#xED;cio. Os efeitos cardiovasculares de Tartarato de Brimonidina sobre exerc&#xED;cio foram limitados a uma ligeira redu&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial sist&#xF3;lica durante o per&#xED;odo de recupera&#xE7;&#xE3;o.<sup>2</sup></p> <p>Quando aferida 12 horas ap&#xF3;s a dosagem em estudos controlados nucleares, a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia permaneceu relativamente inalterada no valor basal com o tratamento de Tartarato de Brimonidina. Foram observadas pequenas redu&#xE7;&#xF5;es clinicamente significativas na frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia em alguns dos exames diurnos.<sup>3,4,5</sup> Da mesma forma, foram observadas redu&#xE7;&#xF5;es desprez&#xED;veis nas press&#xF5;es arteriais sist&#xF3;lica e diast&#xF3;lica m&#xE9;dias quando aferidas 12 horas ap&#xF3;s a dosagem. Essas altera&#xE7;&#xF5;es n&#xE3;o foram associadas aos sintomas cl&#xED;nicos.<sup>3,4,5</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Data on file, Allergan, Inc. Derick RJ, Robin AL, et al. Brimonidine tartrate, a one-month dose response study. 1997 Ophthalmology Jan; 104(1):131-136 (Final Clinical Report A342- 110-7831.<br> <sup>2</sup> Nordlund JR, Pasquale LR, Robin AL, et al. The cardiovascular, pulmonary, and ocular hypotensive effects of 0.2% brimonidine. 1995 Arch Ophthalmol Jan;113(1):77-83. (Final Clinical Report A342-115-8042).<br> <sup>3</sup> Schuman, JS, Horowitz B, et al. A 1-year study of brimonidine twice daily in glaucoma and ocular hypertension. Arch Ophthalmol 1997;115:847-852 (Final Clinical Report A342-103-7831).<br> <sup>4</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of study A342-104-7831: The long term safety and ocular-hypotensive efficacy of brimonidine tartrate 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension. Dated March 1996.<br> <sup>5</sup> Data on file, Allergan Inc. Final Report of Study A342-119-7831. A comparison of the safety and efficacy of twice-daily vs. three-times daily administration of brimonidine 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension.</br></br></br></br></span></p> <h4><u>Exclusivo Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</u></h4> <p>Dois estudos cl&#xED;nicos, de 3 meses (com extens&#xE3;o de 1 ano), duplo-cegos (N=1.147), foram conduzidos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceitabilidade de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% comparado com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrados 3 vezes ao dia em pacientes com glaucoma ou hipertens&#xE3;o ocular. A an&#xE1;lise de 3 meses indicou que Tartarato de Brimonidina efetivamente diminui a PIO em pacientes com glaucoma ou com hipertens&#xE3;o ocular (3,1mmHg a 4,7mmHg). Adicionalmente, dados dos estudos completos, 12 meses, indicaram que Tartarato de Brimonidina continuou a ser compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina e efetivamente baixou a PIO. Tartarato de Brimonidina foi bem tolerado, foi escolhido como mais confort&#xE1;vel pela maioria dos pacientes e demonstrou um perfil de seguran&#xE7;a superior quando comparado com Tartarato de Brimonidina.<sup>6</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p/>"}

Apresentações do Alphagan

Solução oftálmica estéril

Tartarato de brimonidina (0,2%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL ou 10 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (2 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,15%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,5 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,1%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 3 mL ou 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,0 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos de idade.

Z 1mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 3mL de solução de uso oftálmico

Princípio ativo
:
Tartarato De Brimonidina
Classe Terapêutica
:
Preparações Antiglaucomas E Mióticas Tópicas
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Doenças Dos Olhos
Especialidade
:
Oftalmologia

Bula do medicamento

Alphagan, para o que é indicado e para o que serve?

Alphagan® é indicado no tratamento de pacientes com glaucoma de ângulo aberto ou pressão ocular elevada (pressão aumentada dentro dos olhos).

Quais as contraindicações do Alphagan?

Alphagan® é contraindicado para pessoas que apresentam alergia ao tartarato de brimonidina ou a qualquer outro dos componentes da sua fórmula. É contraindicado também para pacientes em tratamento com medicamentos que contenham substâncias inibidoras da monoaminoxidase (IMAO), como por exemplo certos antidepressivos (iproniazida, asocarboxazida, nialamida, fenelzina, tranilcipromina e seleginina).

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1% e 0,2%:&nbsp;Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Como usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE;</sup> caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitar a contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/lubrificante-ocular/c" target="_blank">col&#xED;rio</a>;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-ossos/gota/c" target="_blank">gota</a> aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 horas entre as doses.</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,15%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>P caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do medicamento;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas ou tr&#xEA;s vezes ao dia, com intervalos de aproximadamente 8 ou 12 horas;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Solução oftálmica estéril 0,1%

  • <li>Voc&#xEA; deve usar esse medicamento exclusivamente nos olhos;</li> <li>Antes de usar o medicamento, confira o nome no r&#xF3;tulo, para n&#xE3;o haver enganos. N&#xE3;o utilize Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z caso haja sinais de viola&#xE7;&#xE3;o e/ou danifica&#xE7;&#xF5;es do frasco;</li> <li>A solu&#xE7;&#xE3;o j&#xE1; vem pronta para uso. N&#xE3;o encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superf&#xED;cie qualquer, para evitara contamina&#xE7;&#xE3;o do frasco e do col&#xED;rio;</li> <li>Voc&#xEA; deve aplicar o n&#xFA;mero de gotas da dose recomendada pelo seu m&#xE9;dico em um ou ambos os olhos;</li> <li>A dose usual &#xE9; de 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), duas vezes ao dia, com intervalos de 12 horas, ou 1 gota aplicada no(s) olho(s) afetado(s), tr&#xEA;s vezes ao dia com intervalos de 8 horas. Alphagan<sup>&#xAE; </sup>Z &#xE9; um medicamento de uso cont&#xED;nuo e a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento deve ser estabelecida pelo seu m&#xE9;dico;</li> <li>Feche bem o frasco depois de usar.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.&nbsp;

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Como o Alphagan funciona?

Alphagan® é uma solução oftálmica que apresenta ação hipotensiva ocular, ou seja, que reduz a pressão dentro dos olhos. O medicamento inicia sua ação após a aplicação.

Quais cuidados devo ter ao usar o Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Alphagan® deve ser usado com cautela em pessoas com doenças cardiovasculares graves, depressão, insuficiência cerebral ou coronária, fenônemo de Raynaud´s, hipotensão ortostática ou tromboangeíte obliterante entre outras, que o seu médico saberá identificar.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2% e 0,1%:&nbsp;Para não contaminar o colírio evite o contato do conta-gotas com qualquer superfície. Não permita que a ponta do frasco entre em contato direto com os olhos.&nbsp;Alphagan® é um medicamento de uso exclusivamente oftálmico.

Uso durante a Gravidez e Lactação

Não foram realizados estudos sobre o uso de Alphagan® em pacientes grávidas ou que estejam amamentando.

Não está esclarecido se Alphagan® é excretado no leite humano, porém estudos realizados em animais demonstram que o tartarato de brimonidina é excretado no leite. A decisão de descontinuar a amamentação ou de descontinuar o uso do medicamento deverá considerar a importância do medicamento para a mãe e o seu médico saberá orientar.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em crianças

Este medicamento é contraindicado para crianças com idade inferior a 2 anos. A segurança e eficácia de Alphagan® não foram estabelecidas em crianças menores de 2 anos. Durante vigilância pós-comercialização, apneia (dificuldade na respiração), bradicardia (diminuição no batimento cardíaco), coma, hipotensão (pressão baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redução da força muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depressão respiratória, e sonolência foram reportados em recém nascidos e crianças que receberam brimonidina devido à glaucoma congênito ou por ingestão acidental.

Uso em idosos

Não foram observadas diferenças de eficácia e segurança entre pacientes idosos e de outras faixas etárias, de modo que não há recomendações especiais quanto ao uso em idosos.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que fazem uso de mais de um medicamento oftálmico

Se você for utilizar Alphagan® com outros colírios, aguarde um intervalo de 5 minutos entre a aplicação de cada medicamento.

Pacientes com insuficiência renal (rim) ou hepática (fígado)

Alphagan® não foi estudado em pacientes com insuficiência renal ou hepática. Você deve consultar seu médico antes de utilizar este medicamento.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15% e 0,1%:&nbsp;Por isso o tratamento desses pacientes deve ser cauteloso.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

Reações de hipersensibilidade ocular tardia foram relatadas com Alphagan®, com alguns relatos associados a um aumento na pressão intraocular.

Uso em crianças

Crianças com 2 anos de idade ou mais, especialmente aquelas com peso menor ou igual a 20 kg, devem ser tratadas com cautela e monitoradas de perto devido à alta incidência e severidade de sonolência.

Pacientes que utilizam lentes de contato

O conservante cloreto de benzalcônio, presente no Alphagan®, pode ser absorvido pelas lentes de contato gelatinosas. Tire as lentes antes de aplicar Alphagan® em um ou ambos os olhos e aguarde pelo menos 15 minutos para recolocá-las.

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Assim como outros medicamentos, Alphagan® pode causar fadiga, sonolência, visão borrada ou distúrbios visuais e pode ter potencial para uma diminuição na capacidade de alerta. Você deve esperar o desaparecimento destes sintomas antes de dirigir ou operar máquinas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Recomenda-se cautela na operação de máquinas e ao dirigir veículos pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%

Interferência na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Durante o tratamento, recomenda-se cautela ao dirigir e/ou operar máquinas pois o medicamento pode causar cansaço e/ou sonolência em algumas pessoas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Alphagan?

Solução oftálmica estéril 0,2%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">Dor de cabe&#xE7;a</a>, boca seca, fadiga (cansa&#xE7;o), hiperemia (vermelhid&#xE3;o) nos olhos, ardor nos olhos, pontada nos olhos, vis&#xE3;o borrada, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, foliculose (presen&#xE7;a de fol&#xED;culos) na conjuntiva, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas oculares, prurido (coceira) nos olhos.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, altera&#xE7;&#xF5;es do paladar, sintomas no trato respirat&#xF3;rio superior, sintomas gastrointestinais, astenia (fraqueza muscular), eros&#xE3;o da c&#xF3;rnea, <a href="https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/" rel="noopener" target="_blank">fotofobia</a> (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema da p&#xE1;lpebra (vermelhid&#xE3;o), dor nos olhos, secura dos olhos, lacrimejamento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">edema</a> (quantidade excessiva de l&#xED;quido aquoso) na p&#xE1;lpebra, edema conjuntival, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/blefarite/c" target="_blank">blefarite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o nas p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, clareamento da conjuntiva, vis&#xE3;o anormal, papilas conjuntivais, secre&#xE7;&#xE3;o ocular.</li>
Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Palpita&#xE7;&#xF5;es, secura no nariz, depress&#xE3;o, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas.</li>
Outras reações adversas relatadas após a comercialização de Alphagan® foram:
  • <li>Irite (inflama&#xE7;&#xE3;o da &#xED;ris), iridociclite (uve&#xED;te anterior), miose (contra&#xE7;&#xE3;o da pupila), <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, prurido (coceira) nas p&#xE1;lpebras, hipersensibilidade (alergia), rea&#xE7;&#xF5;es na pele incluindo eritema (vermelhid&#xE3;o), edema&amp;nbsp;(incha&#xE7;o) facial, prurido (coceira), <em>rash </em>e vasodilata&#xE7;&#xE3;o, palpita&#xE7;&#xF5;es / arritmias (incluindo bradicardia ou taquicardia), depress&#xE3;o, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">s&#xED;ncope</a> (desmaio).</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,15%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan®&nbsp;P.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Dor de cabe&#xE7;a,&amp;nbsp;rinite, secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de ardor nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de pontada nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, <a href="https://consultaremedios.com.br/b/conjuntivite-alergica" target="_blank">conjuntivite al&#xE9;rgica</a>, fotofobia (sensibilidade anormal &#xE0; luz), eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, edema (incha&#xE7;o) das p&#xE1;lpebras, edema (incha&#xE7;o) conjuntival, blefarite (inflama&#xE7;&#xE3;o das p&#xE1;lpebras), irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, secre&#xE7;&#xE3;o nos olhos, dist&#xFA;rbios visuais, ep&#xED;fora (lacrimejamento), piora na acuidade visual, conjuntivite folicular, <a href="https://minutosaudavel.com.br/ceratite-o-que-e-sintomas-tratamento-cura-e-mais/" rel="noopener" target="_blank">ceratite</a> puntacta superficial.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Solução oftálmica estéril 0,1%

Assim como qualquer medicamento, podem ocorrer reações indesejáveis com a aplicação de Alphagan® Z.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Hiperemia (vermelhid&#xE3;o) conjuntival e conjuntivite al&#xE9;rgica.</li>
Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
  • <li>Sonol&#xEA;ncia,&amp;nbsp;secura da boca, astenia (fraqueza), sensa&#xE7;&#xE3;o de irrita&#xE7;&#xE3;o nos olhos, sensa&#xE7;&#xE3;o de corpo estranho nos olhos, fol&#xED;culos conjuntivais, prurido (coceira) nos olhos, eritema (vermelhid&#xE3;o) nas p&#xE1;lpebras, dor nos olhos, olhos secos, conjuntivite folicular, ceratite pontilhada superficial e conjuntivite.</li>
As seguintes reações adversas foram identificadas após a comercialização e podem potencialmente&nbsp;ocorrer:
  • <li>Aumento do lacrimejamento, vis&#xE3;o borrada, tontura, cefaleia.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Alphagan?

Você deve retomar a utilização do medicamento assim que se lembrar seguindo normalmente os intervalos de horários entre as aplicações até o final do dia. No dia seguinte, retomar os horários regulares.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Alphagan?

Cada mL (25 gotas) contém:

2 mg de tartarato de brimonidina (0,080 mg/gota).

Veículo q.s.p.: cloreto de benzalcônio, álcool polivinílico, cloreto de sódio, citrato de sódio diidratado, ácido cítrico monoidratado, ácido clorídrico/ hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (19 gotas) contém:

1,5 mg de tartarato de brimonidina (0,079 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.: carmelose sódica, borato de sódio decaidratado, ácido bórico, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio diidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Cada mL (18 gotas) contém:

1,0 mg de tartarato de brimonidina (0,056 mg/gota).

Conservante: Purite® 0,05 mg (complexo estabilizado de oxicloro).

Veículo q.s.p.:&nbsp;carmelose sódica, cloreto de sódio, cloreto de potássio, cloreto de cálcio di-hidratado, cloreto de magnésio hexaidratado, ácido bórico, borato de sódio decaidratado, ácido clorídrico/hidróxido de sódio e água purificada.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Alphagan maior do que a recomendada?

Solução oftálmica estéril 0,2%, 0,15% e 0,1%

Em casos de overdose oftálmica, os eventos relatados foram geralmente aqueles já listados como reações adversas. Lave bem os olhos com solução fisiológica, se for usada uma dose maior do que a dose recomendada pelo médico, de modo intencional ou acidentalmente. Como podem aparecer as reações adversas descritas anteriormente, o médico deve ser consultado.

Existem poucas informações relacionadas à ingestão acidental de brimonidina em adultos. O único evento adverso relatado até o momento foi hipotensão. Nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%

  • <li>Sintomas de overdose de brimonidina, como apneia (dificuldade na respira&#xE7;&#xE3;o), bradicardia (diminui&#xE7;&#xE3;o no batimento card&#xED;aco), coma, hipotens&#xE3;o (press&#xE3;o baixa), hipotermia (temperatura corporal baixa), hipotonia (redu&#xE7;&#xE3;o da for&#xE7;a muscular), letargia (perda da sensibilidade e do movimento), palidez, depress&#xE3;o respirat&#xF3;ria e sonol&#xEA;ncia t&#xEA;m sido relatados em rec&#xE9;m-nascidos e crian&#xE7;as que est&#xE3;o em per&#xED;odo de amamenta&#xE7;&#xE3;o e recebem Alphagan<sup>&#xAE;</sup> como parte do tratamento m&#xE9;dico para glaucoma cong&#xEA;nito ou por ingest&#xE3;o acidental.</li>

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Alphagan com outros remédios?

Informe o seu médico se estiver utilizando algum dos medicamentos ou substâncias mencionados a seguir, pois podem ocorrer interações entre eles e as substâncias que fazem parte da fórmula de Alphagan®:

  • <li>Medicamentos para press&#xE3;o ou cora&#xE7;&#xE3;o: beta-bloqueadores, anti-hipertensivos e/ou glicos&#xED;deos card&#xED;acos.</li> <li>Medicamentos para doen&#xE7;as do sistema nervoso: depressores do <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c" target="_blank">sistema nervoso central</a>, como, por exemplo, &#xE1;lcool, barbit&#xFA;ricos, opi&#xE1;ceos, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/sedativos/c" target="_blank">sedativos</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/anestesicos/c" target="_blank">anest&#xE9;sicos</a> e antidepressivos.</li>

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Alphagan (Tartarato de Brimonidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% /&amp;nbsp;Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular (PIO) elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual no glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Em um estudo de dose-resposta de um m&#xEA;s em pacientes glaucomatosos ou com hipertens&#xE3;o ocular, Tartarato de Brimonidina foi avaliado nas concentra&#xE7;&#xF5;es 0,08%, 0,25 e 0,5% e ve&#xED;culo para a redu&#xE7;&#xE3;o da PIO. A m&#xE9;dia de redu&#xE7;&#xE3;o da PIO a partir do valor basal a 12 horas p&#xF3;s-instila&#xE7;&#xE3;o no grupo de 0,2% foi de 4,0 a 5,8 mmHG (15,5% a 22,4%).<sup>1</sup></p> <p>Os efeitos cardiovasculares e pulmonares de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% foram comparados ao <a href=\"https://consultaremedios.com.br/maleato-de-timolol/bula\" target=\"_blank\">timolol</a> 0,5%, betaxolol 0,25% e ao ve&#xED;culo de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em um estudo crossover duplo-mascarado em 24 volunt&#xE1;rios homens saud&#xE1;veis.<sup>2</sup></p> <p>Nesse estudo de uma dose, n&#xE3;o foram observados efeitos sobre a fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%, suspens&#xE3;o de betaxolol 0,25%, timolol 0,5% ou ve&#xED;culo. O Tartarato de Brimonidina, o betaxolol e o ve&#xED;culo n&#xE3;o apresentaram efeitos sobre taquicardia por exerc&#xED;cio, enquanto o timolol foi associado a uma supress&#xE3;o estatisticamente significativa de frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca de recupera&#xE7;&#xE3;o e exerc&#xED;cio. Os efeitos cardiovasculares de Tartarato de Brimonidina sobre exerc&#xED;cio foram limitados a uma ligeira redu&#xE7;&#xE3;o da press&#xE3;o arterial sist&#xF3;lica durante o per&#xED;odo de recupera&#xE7;&#xE3;o.<sup>2</sup></p> <p>Quando aferida 12 horas ap&#xF3;s a dosagem em estudos controlados nucleares, a frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia permaneceu relativamente inalterada no valor basal com o tratamento de Tartarato de Brimonidina. Foram observadas pequenas redu&#xE7;&#xF5;es clinicamente significativas na frequ&#xEA;ncia card&#xED;aca m&#xE9;dia em alguns dos exames diurnos.<sup>3,4,5</sup> Da mesma forma, foram observadas redu&#xE7;&#xF5;es desprez&#xED;veis nas press&#xF5;es arteriais sist&#xF3;lica e diast&#xF3;lica m&#xE9;dias quando aferidas 12 horas ap&#xF3;s a dosagem. Essas altera&#xE7;&#xF5;es n&#xE3;o foram associadas aos sintomas cl&#xED;nicos.<sup>3,4,5</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Data on file, Allergan, Inc. Derick RJ, Robin AL, et al. Brimonidine tartrate, a one-month dose response study. 1997 Ophthalmology Jan; 104(1):131-136 (Final Clinical Report A342- 110-7831.<br> <sup>2</sup> Nordlund JR, Pasquale LR, Robin AL, et al. The cardiovascular, pulmonary, and ocular hypotensive effects of 0.2% brimonidine. 1995 Arch Ophthalmol Jan;113(1):77-83. (Final Clinical Report A342-115-8042).<br> <sup>3</sup> Schuman, JS, Horowitz B, et al. A 1-year study of brimonidine twice daily in glaucoma and ocular hypertension. Arch Ophthalmol 1997;115:847-852 (Final Clinical Report A342-103-7831).<br> <sup>4</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of study A342-104-7831: The long term safety and ocular-hypotensive efficacy of brimonidine tartrate 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension. Dated March 1996.<br> <sup>5</sup> Data on file, Allergan Inc. Final Report of Study A342-119-7831. A comparison of the safety and efficacy of twice-daily vs. three-times daily administration of brimonidine 0.2% in subjects with open-angle glaucoma or ocular hypertension.</br></br></br></br></span></p> <h4><u>Exclusivo Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</u></h4> <p>Dois estudos cl&#xED;nicos, de 3 meses (com extens&#xE3;o de 1 ano), duplo-cegos (N=1.147), foram conduzidos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceitabilidade de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% comparado com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrados 3 vezes ao dia em pacientes com glaucoma ou hipertens&#xE3;o ocular. A an&#xE1;lise de 3 meses indicou que Tartarato de Brimonidina efetivamente diminui a PIO em pacientes com glaucoma ou com hipertens&#xE3;o ocular (3,1mmHg a 4,7mmHg). Adicionalmente, dados dos estudos completos, 12 meses, indicaram que Tartarato de Brimonidina continuou a ser compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina e efetivamente baixou a PIO. Tartarato de Brimonidina foi bem tolerado, foi escolhido como mais confort&#xE1;vel pela maioria dos pacientes e demonstrou um perfil de seguran&#xE7;a superior quando comparado com Tartarato de Brimonidina.<sup>6</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>6</sup> Data on file, Allergan, Inc. Final report of studies 190342-007 and 190342 008: A multicenter, double-masked, randomized, parallel, 3-month study (with an extension to 1 year) of the safety, efficacy, and acceptability of 0.15% and 0.2% Brimonidine-Purite&#xAE; compared with 0.2% Brimonidine administered 3-times-daily in subjects with glaucoma or ocular hypertension.</span></p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. O resultado do estudo cl&#xED;nico para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular, mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica &#xE9; equivalente ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2-5 mmHg.<sup>1</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1</sup> Phase 3 Clinical Study Report. Study number 190342-021. A multicenter, double-masked, randomized, parallel, three month study (plus 9-month, masked extension) of the safety and efficacy of 0,1% Brimonidine Purite&#x2122; Ophthalmic solution, dosed three-times daily compared with 0,2% Brimonidine Tartrate Ophthalmic solution, dosed three-times daily in patients with glaucoma or ocular hypertension. Dated May 24, 2004. Data on fi le Allergan Inc.</span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,1%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/cloreto-de-sodio/bula\" target=\"_blank\">cloreto de s&#xF3;dio</a>, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina&amp;nbsp;&#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,2%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinildeneamino) quinoxalina. O peso molecular do sal tartarato &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel em &#xE1;gua (34mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 1 a 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 3 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo encontrada na urina 74% dessa dose.</p> <h3>Solu&#xE7;&#xE3;o 0,15%</h3> <p>Tartarato de Brimonidina &#xE9; um potente agonista adren&#xE9;rgico seletivo alfa-2. O nome qu&#xED;mico do Tartarato de Brimonidina &#xE9; L-tartarato de 5-bromo-6-(2-imidazolidinilideneamino) quinoxalina. &#xC9; um p&#xF3; de colora&#xE7;&#xE3;o amarelo-p&#xE1;lido. Em solu&#xE7;&#xE3;o, apresenta tonalidade amarelo esverdeada. O peso molecular &#xE9; 442,24, sendo sol&#xFA;vel tanto em &#xE1;gua (1,5mg/mL) quanto no ve&#xED;culo (3,0 mg/mL). A f&#xF3;rmula molecular &#xE9; C<sub>11</sub>H<sub>10</sub>BrN<sub>5</sub>C<sub>4</sub>H<sub>6</sub>O<sub>6</sub>.</p> <h4>Conservante</h4> <p>Purite<sup>&#xAE;</sup> &#xE9; um conservante inovador, n&#xE3;o sensibilizante, constitu&#xED;do por derivados do oxicloro, que em contato com luz, se transforma em &#xE1;gua e cloreto de s&#xF3;dio, componentes da l&#xE1;grima natural.</p> <h4>Farmacodin&#xE2;mica</h4> <h5>Mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; um agonista alfa-adren&#xE9;rgico. O pico do efeito hipotensivo ocular &#xE9; observado duas horas ap&#xF3;s o uso. Estudos fluorofotom&#xE9;tricos em animais e humanos indicam que o&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina tem duplo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o, agindo atrav&#xE9;s da redu&#xE7;&#xE3;o da produ&#xE7;&#xE3;o do humor aquoso e do aumento da drenagem pela via do fluxo uveoscleral.</p> <h4>Farmacocin&#xE9;tica</h4> <p>A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima &#xE9; atingida num per&#xED;odo de 0,5 a 2,5 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica e declina com uma meia-vida sist&#xEA;mica de aproximadamente 2 horas. Em humanos, o metabolismo sist&#xEA;mico do&amp;nbsp;Tartarato de Brimonidina &#xE9; amplo, ocorrendo fundamentalmente no f&#xED;gado. A excre&#xE7;&#xE3;o urin&#xE1;ria &#xE9; a principal via de elimina&#xE7;&#xE3;o deste f&#xE1;rmaco e seus metab&#xF3;litos. Aproximadamente 87% de uma dose oral radioativa foi eliminada no espa&#xE7;o de 120 horas ap&#xF3;s sua administra&#xE7;&#xE3;o, sendo que 74% dessa dose foi encontrada na urina.</p> <h5>Estudos cl&#xED;nicos:</h5> <p>A press&#xE3;o intraocular elevada &#xE9; o principal fator de risco para a perda do campo visual em quadros de glaucoma. Quanto maior a press&#xE3;o intraocular, maior a probabilidade de ocorr&#xEA;ncia de danos ao nervo &#xF3;ptico e de perda de campo visual. Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% diminui a press&#xE3;o intraocular com efeitos m&#xED;nimos sobre os par&#xE2;metros pulmonares e cardiovasculares. Foram realizados dois estudos cl&#xED;nicos para avaliar a seguran&#xE7;a, efic&#xE1;cia e aceita&#xE7;&#xE3;o de Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica, em compara&#xE7;&#xE3;o com Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% administrado tr&#xEA;s vezes ao dia em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular. Os resultados mostraram que Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,15% &#xE9; compar&#xE1;vel ao Tartarato de Brimonidina solu&#xE7;&#xE3;o 0,2% em rela&#xE7;&#xE3;o ao efeito redutor sobre a press&#xE3;o intraocular, e, realmente reduz a PIO em pacientes com glaucoma de &#xE2;ngulo aberto ou hipertens&#xE3;o ocular em aproximadamente 2 - 5 mmHg.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Alphagan?

Alphagan® deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Exclusivo solução oftálmica estéril 0,2%:&nbsp;Após aberto, válido por 90 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,15%:&nbsp;Após aberto, válido por 60 dias.
Exclusivo solução oftálmica estéril 0,1%:&nbsp;Após aberto, válido por 85 dias.

Características do medicamento

Alphagan® é uma solução estéril límpida, amarelo esverdeada.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Alphagan

Solução oftálmica estéril

Tartarato de brimonidina (0,2%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL ou 10 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (2 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,15%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,5 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto.

Tartarato de brimonidina (0,1%)
  • <li>Frasco pl&#xE1;stico conta-gotas contendo 3 mL ou 5 mL de solu&#xE7;&#xE3;o oft&#xE1;lmica est&#xE9;ril de tartarato de brimonidina (1,0 mg/mL).</li>

Via de administração oftálmica.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos de idade.

Dizeres Legais do Alphagan

Reg. ANVISA/MS - 1.0147.0142

Farm. Resp.:
Elizabeth Mesquita
CRF-SP nº 14.337

Fabricado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Guarulhos - São Paulo
Indústria Brasileira


Registrado por:
Allergan Produtos Farmacêuticos Ltda
Av. Eng. Luís Carlos Berrini, 105 Torre 3 - 18º andar
Cidade Monções - São Paulo
CEP 04571-900
CNPJ: 43.426.626/0001-77




SAC
0800-14-4077

Venda sob prescrição médica.

© 2020 Allergan. Todos os direitos reservados.

Todas as marcas registradas são de propriedade de seus respectivos donos.

Fabricante: Allergan

© 2021 Medicamento Lab.