Apsen Flancox

400mg, caixa com 20 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox® (etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

300mg, caixa com 30 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

300mg, caixa com 14 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

400mg, caixa com 10 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

500mg, caixa com 14 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

300mg, caixa com 10 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

300mg, caixa com 60 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

500mg, caixa com 7 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

500mg, caixa com 4 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Etodolaco
Classe Terapêutica
:
Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Anti-Inflamatórios
Especialidade
:
Ortopedia e traumatologia

Bula do medicamento

Flancox, para o que é indicado e para o que serve?

Flancox® (etodolaco) é indicado no tratamento da artrose e da artrite reumatoide (aguda ou&nbsp;crônica) e no controle da dor, especialmente aquela associada a processos inflamatórios (como no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, traumas e outras condições, como artrite aguda por gota, cólica menstrual, enxaqueca).

Quais as contraindicações do Flancox?

Você não deve usar Flancox® (etodolaco) se tiver alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes de sua formulação; se você já apresentou reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios.

Você também não deve usar Flancox® (etodolaco) se apresentar úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

Flancox® é contraindicado em crianças menores de 15 anos de idade e em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca (pelo risco aumentado de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral).

Este medicamento é contraindicado em crianças.

Como usar o Flancox?

No tratamento com anti-inflamatórios, deve-se buscar a dose mais baixa e o maior intervalo entre as doses. Após a observação da resposta individual à terapia inicial com Flancox®&nbsp;(etodolaco), deve-se ajustar as doses e a frequência às necessidades do paciente. Nos casos de comprometimento renal leve ou moderado, não é necessário ajuste da dosagem, mas esses pacientes devem ser observados cuidadosamente devido ao risco de diminuição da função renal.

Os comprimidos de Flancox® (etodolaco) devem ser tomados sempre com um copo cheio de água, de preferência após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O uso de antiácidos não interfere no efeito do medicamento.

Uso como analgésico

  • <li>A dose di&#xE1;ria recomendada de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) para dor aguda &#xE9; de 200-400 mg a cada 6-8 horas, conforme a necessidade, com uma dose total di&#xE1;ria m&#xE1;xima de 1.000 mg.</li> <li>A dose pode ser aumentada at&#xE9; 1200 mg/dia, caso necess&#xE1;rio para obter o efeito analg&#xE9;sico e ap&#xF3;s a avalia&#xE7;&#xE3;o dos riscos potenciais em rela&#xE7;&#xE3;o ao benef&#xED;cio esperado.</li>

Artrose e Artrite reumatoide

  • <li>As doses iniciais recomendadas de Flancox<sup>&#xAE;</sup> (etodolaco) podem ser de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia; 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia; ou 500 mg, 2 vezes ao dia, por via oral, totalizando de 800 mg a 1200 mg.</li>

Durante o uso prolongado, a dose deve ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente. Depois de obtida resposta satisfatória, em geral após duas semanas de tratamento, a posologia deve ser individualizada de acordo com a tolerância e a resposta do paciente. Uma dose de 600 mg ao dia pode ser suficiente para a administração no longo prazo. Nos pacientes que apresentam boa tolerância a doses de 1000 mg/dia, pode ser instituído o tratamento com 1200 mg/dia, se necessário, depois de avaliado o risco/benefício.

Limites máximos de dosagem

Adultos com peso menor do que 60 kg
  • <li>20 mg por kg de peso corporal ao dia.</li>
Adultos com 60 kg ou mais
  • <li>1200 mg ao dia.</li>
Idosos
  • <li>Conforme a dose para adultos.</li>

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Como o Flancox funciona?

Flancox®, cujo princípio ativo é o etodolaco, é um medicamento anti-inflamatório não esteroide, com atividade analgésica e anti-inflamatória.

Tempo médio estimado para início da ação terapêutica

  • <li>30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</li>

Quais cuidados devo ter ao usar o Flancox?

No início do tratamento, a função renal deverá ser avaliada, principalmente em pacientes idosos ou com doenças no fígado, nos rins ou no coração e naqueles em uso de diurético. Recomendase a realização periódica de exames para avaliação da função renal durante o tratamento prolongado.

Deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Flancox®, pois elas aumentam a chance de eventos adversos gastrointestinais.

Não deve haver uso concomitante de paracetamol, ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou outros anti-inflamatórios (diclofenaco, diflunisal, fenoprofeno, floctafenina, flurbinofreno, ibuprofeno, indometacina, cetoprofeno, cetorolaco, meclofenamato, ácido mefenâmico, naproxeno, fenilbutazona, piroxicam, sulindaco, ácido tiaprofênico e tolmetina) com etodolaco.&nbsp;

Deve-se evitar atividades que exijam atenção, como a operação de máquinas ou veículos, pois podem ocorrer sintomas neurológicos como tontura, sonolência, e embaçamento visual. Os pacientes em tratamento prolongado devem realizar avaliações oftalmológicas periódicas.

A função das plaquetas pode ser afetada pelos anti-inflamatórios. Caso você apresente doenças que afetam a coagulação ou esteja usando medicamentos anticoagulantes, avise seu médico.

Asma pré-existente

Cerca de 10% dos pacientes com asma podem apresentar reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. O uso de ácido acetilsalicílico em pacientes que apresentam tais reações foi associado a reações asmáticas graves e até fatais. O etodolaco não deve ser administrado a pacientes que apresentam alergia ao ácido acetilsalicílico ou a qualquer outro anti-inflamatório, e deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Gravidez

Etodolaco atravessa a placenta e pode causar malformações, como observado em estudos realizados em animais. Como não existem estudos adequados ou bem controlados sobre o uso em mulheres grávidas você deve ser orientada a não engravidar durante o tratamento ou médico deve avaliar o risco/benefício do uso da droga.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Amamentação

Não se sabe se o etodolaco é excretado no leite materno. Como muitas drogas são excretadas no leite materno e em virtude do risco potencial de reações adversas sérias em lactentes, deve-se decidir entre interromper a amamentação ou a medicação, levando em consideração a necessidade do tratamento e a importância do medicamento para a mãe.

Uso Pediátrico

A segurança e a eficácia de Flancox® (etodolaco) não foram estabelecidas nas crianças.

Geriatria

Não é necessário reduzir a dosagem em pacientes com mais de 65 anos de idade, tomando-se as mesmas precauções adotadas para adultos, com especial cuidado no que se refere à&nbsp;individualização das doses. Deve-se evitar o uso prolongado pelo risco aumentado de eventos adversos gastrointestinais.

Este medicamento deve ser utilizado com cautela em pacientes asmáticos e está contraindicado em pacientes que apresentem reações asmáticas à aspirina, ácido acetilsalicílico ou qualquer outro anti-inflamatório.

Advertências&nbsp;do Flancox

{"tag":"hr","value":" <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser administrado com cautela em pacientes que apresentam antecedentes de doen&#xE7;as digestivas, como &#xFA;lceras no est&#xF4;mago ou no duodeno ou <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/colite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">colite</a> ulcerativa, que estejam em uso de aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides, que fumem ou fa&#xE7;am uso abusivo de bebidas alco&#xF3;licas e em pacientes idosos ou debilitados. O uso da menor dose efetiva poss&#xED;vel por curtos per&#xED;odos de tempo reduz os riscos de complica&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais. Terapia com medicamentos que protegem o est&#xF4;mago &#xE9; recomend&#xE1;vel. Nos casos de hemorragias, ulcera&#xE7;&#xF5;es ou perfura&#xE7;&#xF5;es gastrointestinais, o tratamento deve ser interrompido imediatamente.</p> <p>Rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves podem ocorrer, especialmente em pacientes de risco (como aqueles que apresentam asma, intoler&#xE2;ncia &#xE0; aspirina e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/rinite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">rinite</a>); nesses casos, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e o paciente deve ser hospitalizado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios est&#xE3;o associados com um risco aumentado de eventos cardiovasculares, incluindo infarto e acidente vascular cerebral. O risco pode ser aumentado pelo uso prolongado e pela presen&#xE7;a de fatores de risco cardiovascular concomitantes.</p> <p>Eleva&#xE7;&#xF5;es de exames que refletem a fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado podem ocorrer com o uso de antiinflamat&#xF3;rios, incluindo etodolaco. Essas altera&#xE7;&#xF5;es laboratoriais podem progredir, permanecer inalteradas ou serem transit&#xF3;rias. Raramente, foram descritos casos de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/hepatite-fulminante\" target=\"_blank\"/><a href=\"https://consultaremedios.com.br/infectologia/hepatite/c\" target=\"_blank\">hepatite</a> fulminante, pele amarelada e fal&#xEA;ncia da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado. Recomenda-se a realiza&#xE7;&#xE3;o peri&#xF3;dica de exames para avalia&#xE7;&#xE3;o da fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado durante o tratamento prolongado.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de pot&#xE1;ssio, especialmente em pacientes idosos, diab&#xE9;ticos, com doen&#xE7;a renal ou em uso concomitante de outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).</p> <p>Pode haver o aparecimento de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/doencas-do-sangue/anemia/c\" target=\"_blank\">anemia</a> com o uso de anti-inflamat&#xF3;rios; desta maneira, pacientes em tratamento prolongado devem realizar hemogramas periodicamente. Raramente, os antiinflamat&#xF3;rios podem causar altera&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas graves, como redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e de plaquetas.</p> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem causar rea&#xE7;&#xF5;es adversas graves na pele. Caso apare&#xE7;am manchas em sua pele, interrompa o tratamento e entre em contato com seu m&#xE9;dico. Tamb&#xE9;m podem ocorrer rea&#xE7;&#xF5;es na pele relacionadas &#xE0; exposi&#xE7;&#xE3;o &#xE0; luz do sol.</p> <p>Flancox<sup>&#xAE; </sup>deve ser suspenso de 24 a 48 horas antes de procedimentos cir&#xFA;rgicos ou odontol&#xF3;gicos.</p> "}

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flancox?

As reações adversas ao Flancox® são apresentadas a seguir, em ordem decrescente de frequência.

  • <li>Comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): tontura, calafrios, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/c" target="_blank">febre</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/depressao/" rel="noopener" target="_blank">depress&#xE3;o</a>, nervosismo, manchas na pele, coceira, desconforto e dor abdominal, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">diarreia</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/gases/" rel="noopener" target="_blank">flatul&#xEA;ncia</a>, n&#xE1;usea, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>, <a href="https://minutosaudavel.com.br/prisao-de-ventre/" rel="noopener" target="_blank">constipa&#xE7;&#xE3;o</a>, perda de <a href="https://minutosaudavel.com.br/sangue-nas-fezes/" rel="noopener" target="_blank">sangue nas fezes</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/gastrite/c" target="_blank">gastrite</a>, dor para urinar, fraqueza, emba&#xE7;amento visual, tinido, aumento do volume de urina.</li> <li>Incomuns (ocorre entre 0,1 % e &lt; 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): Anemia, aus&#xEA;ncia de gl&#xF3;bulos brancos, incha&#xE7;o nos l&#xE1;bios, asma, perda do apetite, arritmias, <a href="https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c" target="_blank">queda de cabelo</a>, alucina&#xE7;&#xF5;es, rea&#xE7;&#xF5;es al&#xE9;rgicas graves, <a href="https://consultaremedios.com.br/infectologia/meningite/c" target="_blank">meningite</a>, aumento do tempo de sangramento, <a href="https://minutosaudavel.com.br/insuficiencia-cardiaca/" rel="noopener" target="_blank">insufici&#xEA;ncia card&#xED;aca</a>, confus&#xE3;o mental, <a href="https://consultaremedios.com.br/doencas-dos-olhos/conjuntivite/c" target="_blank">conjuntivite</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-urinario/cistite/c" target="_blank">cistite</a>, duodenite, falta de ar, manchas roxas na pele, incha&#xE7;o, manchas ou bolhas na pele, <a href="https://minutosaudavel.com.br/esofagite-erosiva-eosinofilica-e-de-refluxo-o-que-e-e-sintomas/" rel="noopener" target="_blank">esofagite</a>, diminui&#xE7;&#xE3;o da audi&#xE7;&#xE3;o, dor de cabe&#xE7;a, v&#xF4;mito com sangue, perda de sangue na urina, fal&#xEA;ncia hep&#xE1;tica, hepatite, aumento da glicemia (em pacientes diab&#xE9;ticos bem controlados), hiperpigmenta&#xE7;&#xE3;o, <a href="https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/c" target="_blank">press&#xE3;o alta</a>, infec&#xE7;&#xF5;es, <a href="https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/insonia/c" target="_blank">ins&#xF4;nia</a>, nefrite, hemorragia uterina, pele amarelada, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero&amp;nbsp;de gl&#xF3;bulos brancos, infarto do mioc&#xE1;rcio, palpita&#xE7;&#xE3;o, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de gl&#xF3;bulos brancos, vermelhos e plaquetas, <a href="https://minutosaudavel.com.br/pancreatite/" rel="noopener" target="_blank">pancreatite</a>, formigamentos, acometimento dos nervos das pernas, fobia a luz, rea&#xE7;&#xF5;es na pele induzidas pela luz solar, infiltrado nos pulm&#xF5;es, sangramento retal, c&#xE1;lculo renal, insufici&#xEA;ncia renal, choque, <a href="https://minutosaudavel.com.br/desmaio/" rel="noopener" target="_blank">desmaio</a>, redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas, feridas na boca, urtic&#xE1;ria, necrose renal, dist&#xFA;rbios visuais e &#xFA;lcera gastrointestinal.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Flancox?

Caso você esqueça de tomar Flancox® no horário estabelecido pelo seu médico, tome-o assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento duas vezes para compensar doses esquecidas.

O esquecimento da dose pode comprometer a eficácia do tratamento.

Você não deve interromper o tratamento sem o conhecimento de seu médico.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Flancox?

Cada comprimido de&nbsp;300 mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">300 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;400 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">400 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de silício, dióxido de titânio e corante amarelo de quinolina laca de alumínio.

Cada comprimido de&nbsp;500 mg&nbsp;contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Etodolaco</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:251px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:249px\"> <p style=\"text-align:center\">1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;lactose, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, dióxido de titânio, polisorbato 80, cloreto de metileno e corante FD&C azul.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flancox maior do que a recomendada?

Os sintomas de superdose aguda aos anti-inflamatórios limitam-se em geral a:

  • <li>Letargia, sonol&#xEA;ncia, n&#xE1;usea, v&#xF4;mitos e dores abdominais, normalmente revers&#xED;veis com o tratamento.</li>

Mais raramente, podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória. Os pacientes devem receber tratamento sintomático e de suporte, pois não há antídotos específicos. As funções vitais devem ser monitoradas e indução de vômito e outros tratamentos para reduzir a absorção do medicamento estão indicados naqueles pacientes atendidos num período de até 4 horas após a ingestão que apresentam sintomas ou que tomaram doses muito elevadas (5 a 10 vezes a dose habitual).

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flancox com outros remédios?

A administração simultânea de Flancox® (etodolaco) com outros medicamentos precisa ser cuidadosamente avaliada.

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Aspirina</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o concomitante de etodolaco e aspirina n&#xE3;o &#xE9; recomendada pelo potencial de aumento dos eventos adversos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/ciclosporina/bula\" target=\"_blank\">Ciclosporina</a>, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/digoxina/bula\" target=\"_blank\">digoxina</a> e metotrexate</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco pode alterar a elimina&#xE7;&#xE3;o dessas drogas, aumentando suas concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas e, consequentemente, suas toxicidades</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/diureticos/c\" target=\"_blank\">Diur&#xE9;ticos</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O etodolaco reduz o efeito dos diur&#xE9;ticos, com poss&#xED;vel perda do controle da press&#xE3;o sangu&#xED;nea em pacientes hipertensos</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Fenilbutazona</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>A co-administra&#xE7;&#xE3;o de fenilbutazona e etodolaco n&#xE3;o &#xE9; recomendada</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong>Inibidores da ECA</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>H&#xE1; relatos que sugerem que os anti-inflamat&#xF3;rios podem diminuir o efeito <a href=\"https://consultaremedios.com.br/pressao-alta/antihipertensivo/c\" target=\"_blank\">antihipertensivo</a> dos inibidores da ECA. Al&#xE9;m disso, a administra&#xE7;&#xE3;o concomitante pode aumentar o risco de eleva&#xE7;&#xE3;o do pot&#xE1;ssio sangu&#xED;neo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/carbonato-de-litio/bula\" target=\"_blank\">L&#xED;tio</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>Os anti-inflamat&#xF3;rios podem aumentar as concentra&#xE7;&#xF5;es sangu&#xED;neas de l&#xED;tio. Portanto, quando um anti-inflamat&#xF3;rio e l&#xED;tio s&#xE3;o co-administrados, os pacientes devem ser observados para sinais de toxicidade por l&#xED;tio e monitorados com a medida da concentra&#xE7;&#xE3;o sangu&#xED;nea de l&#xED;tio</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:253px\"> <p><strong><a href=\"https://consultaremedios.com.br/varfarina-sodica/bula\" target=\"_blank\">Varfarina</a></strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:247px\"> <p>O uso da varfarina concomitantemente aos anti-inflamat&#xF3;rios aumenta o risco de sangramento gastrointestinal, por isso, recomenda-se cautela quando do uso dos dois medicamentos</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Interferência em exames laboratoriais

A urina de pacientes tomando etodolaco pode apresentar resultados falso-positivos para bilirrubina urinária. O uso de fita reagentes para medida de corpos cetônicos urinários também pode apresentar resultados falso-positivos.

O tratamento com etodolaco (600 a 1.000 mg/dia) promoveu uma pequena redução nas concentrações sanguíneas de ácido úrico em estudos clínicos de pacientes com artrite.

O tempo de sangramento, a creatinina e o potássio sanguíneos podem aumentar; os valores de hematócrito e hemoglobina podem diminuir e pode haver alterações nos testes que refletem a função do fígado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flancox (Etodolaco)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Mejjad e col. avaliaram a efic&#xE1;cia de uma dose &#xFA;nica de Etodolaco (300 mg) na deambula&#xE7;&#xE3;o e na dor de pacientes com osteoartrose de quadril unilateral em um estudo randomizado, duplocego, cruzado e placebo controlado que incluiu 16 pacientes. As vari&#xE1;veis foram avaliadas com o <em>locometer</em> de Bessou e a dor foi avaliada por meio de uma escala visual an&#xE1;loga nos tempos 0 (antes da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento) e ap&#xF3;s 60, 120 e 180 minutos da administra&#xE7;&#xE3;o do medicamento. A velocidade de deambula&#xE7;&#xE3;o foi significantemente mais r&#xE1;pida entre os tempos 0 e 180 minutos com Etodolaco que com placebo (P &lt;0,02). A redu&#xE7;&#xE3;o da dor com o uso do etolaco contribuiu para a melhora da deambula&#xE7;&#xE3;o (Mejjad O et al. <em>Efficacy of etodolac on gait in hip osteoarthritis as assessed by Bessou&apos;slocometer: a randomized, crossover, double-blind study versus placebo</em>. <em>Groupe de Recherche sur le Handicap de L&apos;appareil Locomoteur</em>. Osteoarthritis Cartilage. 2000 May;8(3):230-5.0).</p> <p>Todesco e col. avaliaram 315 pacientes com idade &#xF0B3; 60 anos com osteoartrose em fase ativa, a maioria com outras comorbidades, para avaliar a efic&#xE1;cia e a seguran&#xE7;a de Etodolaco em uma popula&#xE7;&#xE3;o idosa mais exposta &#xE0; ocorr&#xEA;ncia de eventos adversos. Os pacientes foram tratados com Etodolaco 300 mg 2 vezes ao dia. Houve melhora significante em todas as vari&#xE1;veis cl&#xED;nicas avaliadas. Apenas 30 pacientes (9,5%) apresentaram efeitos adversos, com interrup&#xE7;&#xE3;o do tratamento em 10 casos (3,17%). Pesquisa positiva de sangue oculto nas fezes ap&#xF3;s o tratamento ocorreu em apenas 6 pacientes (2%). Os autores conclu&#xED;ram que o Etodolaco &#xE9; um tratamento eficaz e bem tolerado em pacientes idosos de risco com doen&#xE7;a degenerativa articular ativa. (Todesco S, Del Ross T, Marigliano V, Ariani A.<em> Efficacy and tolerability of etodolac in aged patients affected by degenerative joint disease (osteoarthritis) in its active phase</em>. Int J Clin Pharmacol Res. 1994;14(1):11-26).</p> <p>A efic&#xE1;cia analg&#xE9;sica de doses orais &#xFA;nicas de Etodolaco no tratamento da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria moderada a grave foi avaliada pela Biblioteca Cochrane em uma revis&#xE3;o sistem&#xE1;tica que incluiu 9 estudos randomizados, duplo-cegos e placebo-controlados (n=1.459) As doses variaram de 25 mg a 1.200 mg, com a maioria dos estudos entre 100 e 200 mg. Para um al&#xED;vio da dor de pelo menos 50% ao longo de 4 a 6 horas, o NNT (<em>number needed to treat</em>) foi de 4,8&amp;nbsp;(intervalo de confian&#xE7;a [IC] de 3,5 a 7,8) para o Etodolaco 100 mg e de 3,3 (IC de 2,7 a 4,2) para o Etodolaco 200 mg. Os eventos adversos foram incomuns e n&#xE3;o diferiram do grupo placebo (Tirunagari SK et al. <em>Single dose oral etodolac for acute postoperative pain in adults</em>. Cochrane Database Syst Rev. 2009 Jul 8;(3):CD007357).</p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Farmacodin&#xE2;mica</h3> <p>O Etodolaco &#xE9; um <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/anti-inflamatorios/c\" target=\"_blank\">anti-inflamat&#xF3;rio</a> n&#xE3;o-esteroide (AINE), do grupo dos &#xE1;cidos pirano-indol-1- ac&#xE9;ticos, que apresenta atividades anti-inflamat&#xF3;rias, analg&#xE9;sicas e antipir&#xE9;ticas. Os AINEs inibem a atividade da enzima cicloxigenase (COX), diminuindo assim a forma&#xE7;&#xE3;o dos precursores das prostaglandinas (PG) e tromboxanos (TX) a partir do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico. As PG, TX e leucotrienos (LT) s&#xE3;o potentes mediadores derivados do &#xE1;cido araquid&#xF4;nico que modulam v&#xE1;rios processos fisiol&#xF3;gicos e fisiopatol&#xF3;gicos, tais como fluxo sangu&#xED;neo, transporte i&#xF4;nico, contra&#xE7;&#xE3;o muscular lisa, resposta inflamat&#xF3;ria (recrutamento e ativa&#xE7;&#xE3;o de leuc&#xF3;citos) etc. Evid&#xEA;ncias convincentes suportam a hip&#xF3;tese que a inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese das PG em n&#xED;veis central e perif&#xE9;rico, &#xE9; respons&#xE1;vel tanto pelo mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o quanto pelos efeitos colaterais dos AINEs.</p> <p>As PG s&#xE3;o sintetizadas a partir da a&#xE7;&#xE3;o das enzimas COX-1 e COX-2, sendo que a COX-1 produz PG respons&#xE1;veis por fun&#xE7;&#xF5;es de citoprote&#xE7;&#xE3;o e a COX-2 produz PG envolvidas nas rea&#xE7;&#xF5;es inflamat&#xF3;rias. Os AINEs n&#xE3;o seletivos inibem a COX-2, mas tamb&#xE9;m a COX-1 e, portanto, podem causar efeitos gastrointestinais e renais. O Etodolaco inibe seletivamente a COX-2.</p> <p>Etodolaco&amp;nbsp;cont&#xE9;m a mistura rac&#xEA;mica de [-] R [+] S-Etodolaco.&amp;nbsp;Assim como ocorre com outros AINEs, foi demonstrado que a forma [+] S &#xE9; biologicamente ativa, e que ambos enanti&#xF4;meros s&#xE3;o est&#xE1;veis, n&#xE3;o havendo convers&#xE3;o de [-] R para [+] S <em>in vivo</em>.</p> <h3>Farmacocin&#xE9;tica</h3> <p>Sua absor&#xE7;&#xE3;o por via oral &#xE9; r&#xE1;pida e n&#xE3;o &#xE9; alterada por anti&#xE1;cidos. A analgesia pode ser detectada 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o do comprimido revestido e o efeito pode perdurar por 4 a 6 horas. A concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima (C<sub>max</sub>) &#xE9; obtida em cerca de 1 a 2 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o.</p> <p>A biodisponiblidade &#xE9; elevada (cerca de 100%). Os alimentos diminuem a velocidade de absor&#xE7;&#xE3;o, embora n&#xE3;o interfiram na quantidade de droga absorvida. A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; elevada (cerca de 99%). O volume de distribui&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 0,4 l/kg e a&amp;nbsp;meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o varia de 5 a 7 horas. No plasma, o Etodolaco se encontra essencialmente sob forma n&#xE3;o conjugada e de glucuron&#xED;deo. A biotransforma&#xE7;&#xE3;o &#xE9; hep&#xE1;tica; cerca de 75% &#xE9; excretado na urina em 24 horas sob forma hidroxilada e glucuroconjugada. A elimina&#xE7;&#xE3;o por via fecal &#xE9; de cerca de 25% da droga. Os par&#xE2;metros farmacocin&#xE9;ticos relativos &#xE0; biodisponibilidade e &#xE0; meia-vida s&#xE3;o id&#xEA;nticos em adultos jovens e idosos &#xF0B3;65 anos de idade.</p> <p>Pacientes com insufici&#xEA;ncia renal leve a moderada (<em>clearance</em> de creatinina de 37 a 88 mL/min) n&#xE3;o apresentaram diferen&#xE7;as significativas na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco total e livre.</p> <p>Nos pacientes em <a href=\"https://consultaremedios.com.br/produtos-hospitalares/hemodialise/c\" target=\"_blank\">hemodi&#xE1;lise</a> h&#xE1; um aparente aumento no <em>clearance</em> do Etodolaco total (cerca de 50%) devido a uma fra&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o ligada 50% maior. O Etodolaco livre n&#xE3;o sofre altera&#xE7;&#xE3;o, o que demonstra a import&#xE2;ncia da liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s prote&#xED;nas na elimina&#xE7;&#xE3;o da droga a qual, entretanto, n&#xE3;o &#xE9; dialis&#xE1;vel.</p> <p>Nos pacientes com comprometimento hep&#xE1;tico e cirrose compensada, n&#xE3;o h&#xE1; altera&#xE7;&#xE3;o na elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco livre e total. Embora n&#xE3;o seja geralmente necess&#xE1;rio o ajuste da dosagem nesses pacientes, &#xE9; importante lembrar que a elimina&#xE7;&#xE3;o do Etodolaco depende da fun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica e pode reduzir-se naqueles que apresentam insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica grave.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flancox?

Flancox® deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC), protegidos da umidade e da luz.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

  • <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, amarelo, biconvexo e liso.</li> <li>Flancox<sup>&#xAE;</sup>&amp;nbsp;comprimido revestido de 500 mg &#xE9; oblongo bast&#xE3;o, azul, biconvexo e liso.</li>

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Flancox

Comprimidos revestidos

  • <li>300 mg. Caixas com 14 e 30 comprimidos;</li> <li>400 mg. Caixas com 6, 10, e 20 comprimidos;</li> <li>500 mg. Caixa com 7 e 14 comprimidos.</li>

Uso oral.

Uso adulto.

Dizeres Legais do Flancox

M.S.:&nbsp;1.0118.0146

Farmacêutico Responsável:
Rodrigo de Morais Vaz
CRF-SP nº 39.282

Registrado e fabricado por:
Apsen Farmacêutica S/A
Rua La Paz, nº 37/67 – Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo – SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira




® Marca registrada de Apsen Farmacêutica S.A.

Venda sob prescrição médica.

Fabricante: Apsen

© 2021 Medicamento Lab.