Aspen Pharma Lanvis

40mg, caixa com 25 comprimidos

Princípio ativo
:
Tioguanina
Classe Terapêutica
:
Agentes Antineoplásicos Antimetabólitos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Leucemia
Especialidade
:
Oncologia e Clínica Médica

Bula do medicamento

Lanvis, para o que é indicado e para o que serve?

Lanvis® é indicado para o tratamento de certas formas de leucemia (doença maligna do sangue), especialmente leucemia mieloblástica aguda (LMA) e leucemia linfoblástica aguda (LLA).

Quais as contraindicações do Lanvis?

O uso de Lanvis® é contraindicado para pacientes com alergia conhecida a qualquer componente da fórmula.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Como usar o Lanvis?

Os comprimidos de Lanvis® devem ser engolidos com o auxílio de um copo de água.

Evite a ingestão de alimentos em horários próximos à administração de Lanvis®.

Posologia do Lanvis

{"tag":"hr","value":" <p>Tanto a dose exata quanto a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento depender&#xE3;o da natureza e da dosagem dos demais medicamentos da mesma classe administrados simultaneamente com Lanvis<sup>&#xAE;</sup>.</p> <p>O uso de Lanvis<sup>&#xAE;</sup> n&#xE3;o &#xE9; recomendado em terapia de manuten&#xE7;&#xE3;o ou tratamentos similares de longa dura&#xE7;&#xE3;o cont&#xED;nuos, devido ao alto risco de toxicidade no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a>.</p> <h3>Adultos</h3> <p>A dose usual &#xE9; de 60 a 200 mg/m<sup>2</sup> de superf&#xED;cie corporal por dia.</p> <h3>Crian&#xE7;as</h3> <p>S&#xE3;o recomendadas doses similares &#xE0;quelas usadas em adultos, com corre&#xE7;&#xE3;o apropriada &#xE0; &#xE1;rea da superf&#xED;cie corporal.</p> <h3>Idosos</h3> <p>N&#xE3;o h&#xE1; recomenda&#xE7;&#xF5;es espec&#xED;ficas de dosagem para pacientes idosos.</p> <p>Lanvis<sup>&#xAE; </sup>tem sido utilizado em idosos, em v&#xE1;rios regimes de quimioterapia combinada com outros medicamentos para o tratamento da leucemia aguda, em dosagens equivalentes &#xE0;quelas utilizadas em pacientes mais jovens.</p> <h3>Popula&#xE7;&#xF5;es especiais</h3> <h4>Insufici&#xEA;ncia renal e/ou hep&#xE1;tica</h4> <p>Deve-se considerar a redu&#xE7;&#xE3;o da dose em pacientes com fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado ou dos rins comprometida.</p> <h4>Pacientes com defici&#xEA;ncia na enzima tiopurina S-metiltransferase (TPMT)</h4> <p>Pacientes com pouca ou nenhuma atividade da enzima tiopurina S-metiltransferase (TPMT) herdada apresentam maior risco de toxicidade severa para <a href=\"https://consultaremedios.com.br/tioguanina/bula\" target=\"_blank\">tioguanina</a> em doses convencionais utilizadas no tratamento com Lanvis. Geralmente &#xE9; necess&#xE1;ria redu&#xE7;&#xE3;o substancial da dose.</p> <p>Deve-se ainda considerar a redu&#xE7;&#xE3;o da dosagem em pacientes com comprometimento na fun&#xE7;&#xE3;o do f&#xED;gado.</p> <h4>Pacientes com muta&#xE7;&#xE3;o no gene NUDT15</h4> <p>Os pacientes com muta&#xE7;&#xE3;o heredit&#xE1;ria no gene NUDT15 apresentam maior risco de toxicidade severa de tiopurina, como leucopenia (baixo n&#xED;vel de leuc&#xF3;citos) precoce e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-do-homem/queda-de-cabelo-e-calvicie/c\" target=\"_blank\">queda de cabelo</a> em doses convencionais utilizadas no tratamento com Lanvis.</p> <p>Geralmente &#xE9; necess&#xE1;ria redu&#xE7;&#xE3;o substancial da dose.</p> <p>A dose deve ser cuidadosamente ajustada &#xE0;s necessidades individuais dos pacientes.</p> <p>Lanvis<sup>&#xAE;</sup> s&#xF3; deve ser utilizado sob supervis&#xE3;o m&#xE9;dica.</p> <p><strong>Siga a orienta&#xE7;&#xE3;o de seu m&#xE9;dico, respeitando sempre os hor&#xE1;rios, as doses e a dura&#xE7;&#xE3;o do tratamento. N&#xE3;o interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu m&#xE9;dico.</strong></p> "}

Como o Lanvis funciona?

Lanvis®&nbsp;atua sobre o DNA celular, combatendo e impedindo a multiplicação de células cancerígenas.

Quais cuidados devo ter ao usar o Lanvis?

Lanvis® é um agente citotóxico ativo para uso apenas sob supervisão de médicos experientes na administração desses agentes.

Recomenda-se que o manuseio de comprimidos de Lanvis® siga as orientações vigentes para o manuseio de medicamentos citotóxicos. Se for necessária a utilização de um comprimido partido deve-se ter cautela para não contaminar as mãos ou inalar o medicamento.

A imunização com vacinas contendo microrganismos vivos tem o potencial de causar infecções em pacientes imunocomprometidosDesta forma, não é recomendada a imunização desses pacientes com vacinas produzidas com microrganismos vivos. Em todo caso, pacientes em remissão não devem receber vacinas contendo microoorganismos vivos por até 3 meses após a finalização do tratamento quimioterápico.

Efeitos hepáticos

Lanvis® não é recomendado para terapia de manutenção ou tratamentos contínuos similares de longa duração, devido ao alto risco de toxicidade hepática (capacidade de uma substância química causar efeito nocivo ao fígado) associada a danos nos vasos sanguíneos.

O tratamento com tioguanina deve ser descontinuado em pacientes com evidência de toxicidade hepática.

Efeitos hematológicos

O tratamento com Lanvis® causa supressão da medula óssea que conduz à leucopenia (diminuição no número de leucócitos no sangue) e trombocitopenia (diminuição no número de plaquetas no sangue) (ver Efeitos hepáticos). Anemia (redução do número de hemácias - no sangue) tem sido relatada menos frequentemente.

Deficiência na enzima tiopurina S-metiltransferase (TPMT)

A supressão da medula óssea é prontamente reversível se Lanvis® for suspenso precocemente.

Alguns indivíduos com deficiência hereditária da enzima TPMT podem ser mais sensíveis ao efeito mielossupressor da tioguanina e propensos a rapidamente desenvolver depressão da medula óssea após o início do tratamento com Lanvis®. Esse problema pode ser agravado pela administração conjunta com medicamentos que inibem a TPMT, como a olsalazina, mesalazina ou sulfasalazina. Alguns laboratórios oferecem exames para detectar a deficiência de TPMT. Entretanto, esses testes não demonstraram identificar todos os pacientes com risco de toxicidade severa.

Consequentemente, a contagem sanguínea diária ainda se faz necessária.

Mutação no gene NUDT15

Os pacientes com mutação hereditária no gene NUDT15 apresentam risco aumentado de toxicidade severa de tiopurina, como leucopenia precoce e alopecia em doses convencionais de terapia com tiopurina e geralmente requerem uma redução substancial da dose. Os pacientes de etnia asiática estão particularmente sob risco, devido ao aumento da frequência da mutação nessa população. A dose inicial ideal para pacientes com deficiência heterozigótica ou homozigótica não foi estabelecida. Os testes genotípicos e fenotípicos das variantes NUDT15 devem ser considerados antes de iniciar a terapia com tiopurina em todos os pacientes (incluindo pacientes pediátricos) a fim de reduzir o risco de leucocitopenia severa relacionada à tiopurina e de alopecia, especialmente nas populações asiáticas.

Durante a indução da remissão, em leucemia mielógena, o paciente pode frequentemente passar por um período de relativa aplasia da medula óssea (doença hematológica caracterizada pela produção insuficiente de células sanguíneas na medula óssea). Por isso, é importante que haja disponibilidade de instalações de suporte adequadas.

Pacientes em processo de quimioterapia mielosupressiva são particularmente suscetíveis a uma variedade de infecções.

Durante a indução de remissão, particularmente quando está ocorrendo rápida destruição celular, precauções adequadas devem ser tomadas para evitar hiperuricemia (níveis altos de ácido úrico no sangue) e/ou hiperuricosúria (aumento na excreção de ácido úrico pelos rins) e o risco de doença nos rins por ácido úrico.

Monitoramento

Seu médico solicitará frequentemente exames para contagem de substância do seu sangue durante o tratamento com Lanvis®.

O número de leucócitos e de plaquetas continua a cair após a suspensão do tratamento. Assim, ao primeiro sinal de uma queda acentuada nessas contagens, seu médico poderá interromper o tratamento temporariamente.

Síndrome de Lesch-Nyhan

Pacientes com deficiência na enzima hipoxantina-guanina-fosforribosil-transferase ou com Síndrome de Lesch-Nyhan podem apresentar resistência ao tratamento com Lanvis®.

Exposição à luz UV

Pacientes tratados com Lanvis® são mais sensíveis ao sol. A exposição à luz solar e à luz UV deve ser limitada, e os pacientes devem ser recomendados a usar roupas protetoras e usar filtro solar com alto fator de proteção.

Efeitos na habilidade de dirigir veículos e operar máquinas

Não existem dados quanto ao efeito de Lanvis® sobre a capacidade de dirigir veículos ou operar máquinas. O efeito prejudicial sobre essas atividades não pode ser previsto a partir do modo de ação deste medicamento.

Gravidez, lactação e fertilidade

O uso de Lanvis® na gestação deve ser evitado sempre que possível, especialmente durante o primeiro trimestre. Em qualquer caso individual, o risco potencial ao feto deve ser considerado em comparação ao benefício esperado para a mãe.

Você e seu parceiro devem tomar precauções adequadas para evitar a gravidez durante o tratamento com Lanvis®.

Amamentação

Não há relatos da presença de Lanvis® ou de seus metabólitos no leite materno.

Contudo, as mães que estejam em tratamento com Lanvis® não devem amamentar.

Fertilidade

Têm ocorrido casos isolados de homens que, tendo recebido combinações de agentes citotóxicos, incluindo Lanvis®, deram origem a crianças com anormalidades congênitas.

Categoria D de risco na gravidez.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Mutagenicidade

Uma vez que Lanvis® atua no DNA, o medicamento é potencialmente mutagênico e carcinogênico.

Medicamentos imunossupressores podem ativar focos primários de tuberculose.

Os médicos que acompanham pacientes sob imunossupressão devem estar alertas quanto à possibilidade de surgimento de doença ativa, tomando todos os cuidados para o diagnóstico precoce e tratamento.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Lanvis?

Informe ao seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis, como feridas na cavidade oral (interior da boca) e toxicidade no fígado.

  • <li>Rea&#xE7;&#xF5;es muito comuns (ocorrem em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es muito raras (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li>
{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:285px\"> <p style=\"text-align:center\"><strong>Classifica&#xE7;&#xE3;o - Sistema &#xD3;rg&#xE3;o</strong></p> </td> <td style=\"text-align:center; width:169px\"><strong>Frequ&#xEA;ncia</strong></td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\"><strong>Rea&#xE7;&#xE3;o Adversa</strong></p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:285px\"> <p style=\"text-align:center\">Dist&#xFA;rbios do sangue e do sistema linf&#xE1;tico</p> </td> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Muito comum</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Aplasia medular (doen&#xE7;a hematol&#xF3;gica caracterizada pela produ&#xE7;&#xE3;o insuficiente de c&#xE9;lulas sangu&#xED;neas na medula &#xF3;ssea)</p> </td> </tr> <tr> <td colspan=\"1\" rowspan=\"2\" style=\"width:285px\"> <p style=\"text-align:center\">Dist&#xFA;rbios gastrointestinais</p> </td> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Comum</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Inflama&#xE7;&#xE3;o e feridas na mucosa bucal, dist&#xFA;rbio gastrointestinal</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Raro</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Inflama&#xE7;&#xE3;o necrosante no intestino grosso</p> </td> </tr> <tr> <td colspan=\"1\" rowspan=\"5\" style=\"width:285px\"> <p style=\"text-align:center\">Dist&#xFA;rbios hepatobiliares</p> </td> <td colspan=\"1\" rowspan=\"3\" style=\"text-align:center; width:169px\">Muito comum</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Doen&#xE7;a hep&#xE1;tica venooclusiva (doen&#xE7;a com forma de obstru&#xE7;&#xE3;o da veia no f&#xED;gado): hiperbilirrubinemia (concentra&#xE7;&#xE3;o elevada de bilirrubina no soro), <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-hepatomegalia-sintomas-tratamento-causas-prevencao-e-mais/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">hepatomegalia</a> (aumento do tamanho do f&#xED;gado), aumento de peso devido &#xE0; reten&#xE7;&#xE3;o de l&#xED;quido e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/ascite/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">ascite</a> (incha&#xE7;o abdominal causado pelo ac&#xFA;mulo de l&#xED;quidos)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Hipertens&#xE3;o portal (aumento da press&#xE3;o arterial na veia porta): <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/esplenomegalia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">esplenomegalia</a> (aumento do volume do ba&#xE7;o), varizes esof&#xE1;gicas e trombocitopenia (redu&#xE7;&#xE3;o do n&#xFA;mero de plaquetas no sangue)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Eleva&#xE7;&#xE3;o das enzimas hep&#xE1;ticas, eleva&#xE7;&#xE3;o da fosfatase alcalina e da gamaglutamiltransferase, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/ictericia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">icter&#xED;cia</a> (pigmenta&#xE7;&#xE3;o amarela ou verde da pele, nas membranas mucosas ou nos olhos), fibrose portal (forma&#xE7;&#xE3;o de tecidos fibrosos na veia porta), hiperplasia nodular regenerativa (tumor benigno no f&#xED;gado), peliose hep&#xE1;tica (doen&#xE7;a hep&#xE1;tica vascular induzida por drogas)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Comum</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Doen&#xE7;a hep&#xE1;tica venooclusiva durante o tratamento c&#xED;clico de curto prazo</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Raro</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Necrose no f&#xED;gado</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:285px\"> <p style=\"text-align:center\">Dist&#xFA;rbios renais e urin&#xE1;rios</p> </td> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Comum</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Hiperuricemia (n&#xED;veis elevados de &#xE1;cido &#xFA;rico no sangue) e/ou hiperuricos&#xFA;ria (aumento da excre&#xE7;&#xE3;o de &#xE1;cido &#xFA;rico na urina) e nefropatia por urato (forma de doen&#xE7;a nos rins)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:285px\"> <p style=\"text-align:center\">Desordens da pele e do tecido subcut&#xE2;neo</p> </td> <td style=\"text-align:center; width:169px\">Desconhecido</td> <td style=\"width:351px\"> <p style=\"text-align:center\">Fotossensibilidade</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Descrição das reações adversas selecionadas

Distúrbios hepatobiliares

A toxicidade no fígado associada ao dano nos vasos sanquíneos ocorre em uma frequência muito comum quando Lanvis® é utilizado em terapia de manutenção ou terapia em longo e contínuo prazo, o que não é recomendado.

Raro:

Necrose no fígado foi relatada em alguns casos, incluindo pacientes que receberam quimioterapia combinada com outros medicamentos, em pacientes que utilizaram contraceptivos orais e em pacientes que receberam doses altas de tioguanina e com consumo de álcool. A reversão de sinais e sintomas desta toxicidade no fígado foi relatada após a suspensão da terapia a curto ou em longo e contínuo prazo.

Informe seu médico ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Lanvis?

Caso você se esqueça de uma dose, espere e tome a próxima dose no horário normal.

Não tome uma dose dobrada para compensar a que você esqueceu.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Lanvis?

Cada comprimido de Lanvis® contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:608px\"> <p>Tioguanina</p> </td> <td style=\"text-align:center; width:618px\"> <p>40 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:608px\"> <p>Excipientes* qsp</p> </td> <td style=\"text-align:center; width:618px\"> <p>1 comprimido</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

*Lactose monoidratada, amido, acácia, ácido esteárico e estearato de magnésio.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Lanvis maior do que a recomendada?

O principal efeito tóxico é sobre a medula óssea, sendo provável que a toxicidade hematológica (no sangue) seja mais profunda com uma superdose crônica (uso prolongado de doses excessivas) do que com uma única ingestão excessiva de Lanvis®.

Caso ingira uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento, procure socorro médico.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Lanvis com outros remédios?

Avise seu médico caso você tenha se vacinado ou pretenda se vacinar.

Informe o seu médico caso esteja fazendo uso de outros medicamentos que afetam a medula óssea, terapia de radiação ou caso esteja em tratamento com os medicamentos alopurinol ou com derivados de aminossalicilato como a olsalazina, mesalazina ou sulfassalazina.

Evite a ingestão de alimentos em horários próximos à administração de Lanvis®.

Informe o seu médico ocorram tenha episódios de vômito após a administração de Lanvis®.

Informe seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento de seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Lanvis (Tioguanina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Crian&#xE7;as com leucemia linfobl&#xE1;stica, consecutivamente diagnosticada no Reino Unido e na Irlanda entre abril de 1997 e junho de 2002, foram distribu&#xED;das aleatoriamente para 6-Tioguanina (750 pacientes) ou 6-mercaptopurina (748 pacientes) durante a manuten&#xE7;&#xE3;o provis&#xF3;ria e a terapia cont&#xED;nua. Ap&#xF3;s um acompanhamento mediano de 6 anos, n&#xE3;o houve diferen&#xE7;a na sobrevida sem evento ou geral (6-mercaptopurina 666/748 [90%], 6-Tioguanina 656/744 [88%]; p = 0,3) entre os dois grupos de tratamento.<sup>1</sup></p> <p>Os esquemas DAT (daunorrubicina, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/citarabina/bula\" target=\"_blank\">citarabina</a>, Tioguanina) e ADE (daunorrubicina, citarabina, etoposida) proporcionaram altas taxas de remiss&#xE3;o e boa sobrevida em longo prazo, sendo, ambos, regimes quimioter&#xE1;picos igualmente eficazes para o tratamento de pacientes com leucemia mielobl&#xE1;stica aguda (LMA) de at&#xE9; 55 anos de idade.<sup>2</sup></p> <p>Taxas de resposta de 53% a 80% foram obtidas quando citarabina foi associada a outras subst&#xE2;ncias supressoras medulares, incluindo Tioguanina (por exemplo, o esquema DAT (citarabina, daunorrubicina, Tioguanina)).<sup>3</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\"><sup>1&amp;nbsp;</sup>VORA, A. et al. Toxicity and efficacy of 6-thioguanine versus 6-ercaptopurine in childhood lymphoblastic leukaemia: a randomised trial. Lancet, 368: 1339&#x2013;48, 2006.<br> <sup>2</sup>&amp;nbsp;HANN, IM. et al. Randomized Comparison of DAT Versus ADE as Induction Chemotherapy in Children and Younger Adults With Acute Myeloid Leukemia. Results of the Medical Research Council&#x2019;s 10th AML Trial (MRC AML10). Blood, 89(7):<br> 2311-2318, 1997.<br> <sup>3&amp;nbsp;</sup>Lennon TP &amp; Yee GC: Adult acute leukemia In: DiPiro JT, Talbert RL, Hayes PE, et al (Eds): Pharmacotherapy: a Pathophysiologic Approach, Elsevier, New York, NY, 1989.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <p>A Tioguanina &#xE9; um an&#xE1;logo sulfidr&#xED;lico da guanina e comporta-se como um antimetab&#xF3;lito da purina. &#xC9; ativada em seu nucleot&#xED;deo, o &#xE1;cido tioguan&#xED;lico. Os metab&#xF3;litos da Tioguanina inibem a s&#xED;ntese de novo de purina e das interconvers&#xF5;es do nucleot&#xED;deo da purina. A Tioguanina &#xE9; tamb&#xE9;m incorporada em &#xE1;cidos nucleicos. A incorpora&#xE7;&#xE3;o ao DNA (&#xE1;cido desoxirribonucleico) contribui para a citotoxicidade do agente.</p> <p>A resist&#xEA;ncia cruzada normalmente existe entre a Tioguanina e a mercaptopurina, e n&#xE3;o se espera que os pacientes resistentes a uma respondam &#xE0; outra.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <p>A Tioguanina &#xE9; extensamente metabolizada<em> in vivo</em>. H&#xE1; duas vias catab&#xF3;licas principais: a metila&#xE7;&#xE3;o para 2-amino-6-metiltiopurina (MTG) e a desamina&#xE7;&#xE3;o para 2-hidroxi-6- mercaptopurina, seguidas de oxida&#xE7;&#xE3;o para o &#xE1;cido 6-tio&#xFA;rico.</p> <p>Estudos com a Tioguanina radioativa mostram que os n&#xED;veis sangu&#xED;neos de pico de radioatividade total s&#xE3;o alcan&#xE7;ados, aproximadamente, entre 8 e 10 horas ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral, e declinam vagarosamente em seguida. Estudos posteriores, utilizando HPLC, demonstraram que a 6-Tioguanina &#xE9; a maior tiopurina presente, pelo menos nas primeiras oito horas ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o intravenosa. Concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas de 61-118 &#x3BC;mol/mL s&#xE3;o obtidas ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o intravenosa de 1 a 1,2 g de 6-Tioguanina/m<sup>2</sup> de superf&#xED;cie corporal. Os n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos decaem biexponencialmente, com meia-vida inicial e terminal de tr&#xEA;s e de cinco a nove horas, respectivamente.</p> <p>Ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral de 100 mg/m<sup>2</sup>, os n&#xED;veis de pico, conforme se mediu por HPLC, ocorreram entre duas e quatro horas, e ca&#xED;ram na faixa de 0,03-0,94 micromolar (0,03-0,94 &#x3BC;mol/mL). Os n&#xED;veis s&#xE3;o reduzidos pela ingest&#xE3;o concomitante de alimentos, assim como por <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c\" target=\"_blank\">v&#xF4;mitos</a>.</p> <p>Tendo em vista sua a&#xE7;&#xE3;o sobre o DNA celular, a Tioguanina &#xE9; potencialmente mutag&#xEA;nica e carcinog&#xEA;nica.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Lanvis?

Mantenha o medicamento na embalagem original, em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e protegido da luz e da umidade.

Número do lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Aspectos físicos / Características organolépticas

Comprimido branco a quase branco, redondo, biconvexo, com um sulco. Traz a inscrição “T40” gravada em um dos lados, e tem o outro lado liso.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Lanvis

Comprimidos contendo 40 mg de tioguanina, apresentados em frascos com 25 comprimidos.

Uso oral.

Uso adulto e pediátrico.

Dizeres Legais do Lanvis

MS: 1.3764.0134

Farm. Resp.:
Dra. Viviane L. Santiago Ferreira
CRF-ES - 5139

Fabricado por:
Excella GmbH & Co. KG.
Nürnberger Strasse 12 Feucht – Alemanha.

Importado por:
Aspen Pharma Indústria Farmacêutica Ltda.
Av. Acesso Rodoviário, Módulo 01, Quadra 09, TIMS – Serra – ES.
CNPJ 02.433.631/0001-20
Indústria Brasileira



Venda sob prescrição médica.

Fabricante: Aspen Pharma

© 2021 Medicamento Lab.