Biolab Flavenos

450mg + 50mg, caixa com 30 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Diosmina + Hesperidina
Classe Terapêutica
:
Vasoprotetores Sistêmicos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Sistema Cardiovascular (Circulação)
Especialidade
:
Angiologia e Cirurgia Vascular, Cardiologia e Clínica Médica

Bula do medicamento

Flavenos, para o que é indicado e para o que serve?

Flavenos® é indicado:

  • <li>No tratamento das manifesta&#xE7;&#xF5;es da insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica, funcional e org&#xE2;nica, dos membros inferiores;</li> <li>No tratamento dos sintomas funcionais relacionados &#xE0; insufici&#xEA;ncia venosa do plexo hemorroid&#xE1;rio.</li>

Como o Flavenos funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Flavenos<sup>&#xAE;</sup> atua no sistema vascular, aumentando a velocidade de circula&#xE7;&#xE3;o do sangue nas veias, normalizando a permeabilidade dos menores vasos sangu&#xED;neos, chamados capilares, melhorando a microcircula&#xE7;&#xE3;o e aumentando a <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/drenagem-linfatica/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">drenagem linf&#xE1;tica</a>. Toda essa a&#xE7;&#xE3;o leva a uma melhora dos sintomas relacionados &#xE0; insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica dos membros inferiores.</p> <p>A a&#xE7;&#xE3;o de Flavenos<sup>&#xAE;</sup> tamb&#xE9;m &#xE9; respons&#xE1;vel por atenuar a intensidade da dor, reduzir e acelerar a reabsor&#xE7;&#xE3;o dos hematomas e edemas, melhorar os sintomas relacionados &#xE0; doen&#xE7;a venosa cr&#xF4;nica (sensa&#xE7;&#xE3;o de pernas pesadas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-fadiga-muscular-cronica-adrenal-etc-e-como-tratar/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fadiga</a> dos membros inferiores, c&#xE3;ibras). Aumenta a toler&#xE2;ncia ao exerc&#xED;cio no per&#xED;odo p&#xF3;s operat&#xF3;rio de safenectomia (retirada cir&#xFA;rgica da veia safena). Alem disso, melhora os sintomas como dor, durante a evacua&#xE7;&#xE3;o, coceira, e diminuie a intensidade do sangramento decorrente do p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de hemorroidectomia.</p> <p>O tempo m&#xE9;dio estimado para in&#xED;cio da a&#xE7;&#xE3;o farmacol&#xF3;gica &#xE9; de 2 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Flavenos?

Flavenos®&nbsp;não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.

Como usar o Flavenos?

Uso oral.

Na doença venosa crônica, a posologia usual é de 2 comprimidos revestidos ao dia: de preferência durante as refeições.

Na crise hemorroidária aguda

6 comprimidos revestidos ao dia durante os quatro primeiros dias e, em seguida, 4 comprimidos revestidos ao dia durante três dias.

A dose máxima recomendada é de 6 comprimidos ao dia.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o&nbsp;Flavenos?

{"tag":"hr","value":" <p>Caso voc&#xEA; se esque&#xE7;a de tomar Flavenos<sup>&#xAE;</sup> no hor&#xE1;rio receitado pelo seu m&#xE9;dico, tome-o assim que se lembrar. Por&#xE9;m se j&#xE1; estiver pr&#xF3;ximo ao hor&#xE1;rio de tomar a dose seguinte, pule a dose esquecida e tome a&amp;nbsp;pr&#xF3;xima, continuando normalmente o esquema de doses receitado pelo seu m&#xE9;dico. Neste caso, n&#xE3;o tome o medicamento duas vezes para compensar a dose esquecida. O esquecimento da dose pode, entretanto, comprometer a efic&#xE1;cia do tratamento.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Flavenos?

Gerais

Não se dispõe, até o momento, de dados sobre o uso de diosmina + hesperidina em portadores de insuficiência hepática ou renal.

Gravidez e Lactação

O uso do produto em gestantes e lactantes deverá ser cauteloso, considerando risco/benefício.

Pediatria

Flavenos® não é indicado para crianças.

Geriatria (idosos)

Não são conhecidas restrições específicas sobre o uso de Flavenos® em pacientes idosos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término.

Informe também se estiver amamentando.

Efeito na capacidade dirigir e operar máquinas

Nenhum estudo sobre o efeito da fração de flavonoides na habilidade de dirigir e operar máquinas foi realizado. Contudo, baseado no perfil de segurança global da fração flavonoica, Flavenos® não tem influência ou tem influência insignificante sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flavenos?

Assim como todos os medicamentos, Flavenos® pode causar eventos adversos, porém nem todos os pacientes irão apresentá-los.

Os seguintes eventos adversos foram reportados e estão classificados usando a seguinte frequência:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rrea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento);&amp;nbsp;</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es com frequ&#xEA;ncia desconhecida (n&#xE3;o pode ser estimada pelos dados dispon&#xED;veis).</li>

Reações comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">Diarreia</a>, dispepsia (<a href="https://minutosaudavel.com.br/dispepsia-indigestao-o-que-e-sintomas-remedios-e-tipos/" rel="noopener" target="_blank">indigest&#xE3;o</a>), n&#xE1;usea e <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>.</li>

Reações incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/colite/" rel="noopener" target="_blank">Colite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o do intestino).</li>

Reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">dor de cabe&#xE7;a</a>, mal estar, <em>rash </em>cut&#xE2;neo (erup&#xE7;&#xF5;es avermelhadas), prurido (coceira) e <a href="https://minutosaudavel.com.br/urticaria/" rel="noopener" target="_blank">urtic&#xE1;ria</a> (erup&#xE7;&#xE3;o cut&#xE2;nea).</li>

Reações com frequência desconhecida:

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">Edema</a> de face isolada, l&#xE1;bios e p&#xE1;lpebras. Excepcionalmente edema de Quincke (tal como incha&#xE7;o da face, l&#xE1;bios, boca, l&#xED;ngua ou garganta, dificuldade em respirar ou engolir).</li>

Se algum dos eventos adversos se tornar sério, ou se você notar algum evento adverso não listado nesta bula, por favor informar ao seu médico ou farmacêutico.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Flavenos?

Cada comprimido revestido contém fração flavonoica purificada sob forma micronizada:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:284px\"> <p style=\"text-align:center\">Diosmina</p> </td> <td style=\"width:238px\"> <p style=\"text-align:center\">450 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:284px\"> <p style=\"text-align:center\">Flavonoides expressos em hesperidina</p> </td> <td style=\"width:238px\"> <p style=\"text-align:center\">50 mg</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: gelatina, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina, talco, estearato de magnésio, dióxido de silício, hipromelose, macrogol, glicerol, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo e óxido de ferro vermelho.

Apresentação do&nbsp;Flavenos

{"tag":"hr","value":" <p>Comprimido revestido. Caixa com 30 ou 60 comprimidos revestidos.</p> <p><strong>Uso oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flavenos maior do que a recomendada?

Não se dispõe, até o momento, de dados acerca da superdose.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flavenos com outros remédios?

Não são conhecidas interações entre Flavenos® e outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flavenos (Diosmina + Hesperidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Efic&#xE1;cia no tratamento da insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica dos membros inferiores</h3> <p>Em estudo duplo-cego placebo controlado incluindo 160 pacientes (134 mulheres e 26 homens), a efic&#xE1;cia da fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada dos flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000 mg por dois meses, foi dirigida aos sintomas (desconforto, peso, dor, c&#xE3;imbras noturnas, sensa&#xE7;&#xE3;o de incha&#xE7;o, vermelhid&#xE3;o/cianose, calor/queima&#xE7;&#xE3;o, sinais cl&#xED;nicos (condi&#xE7;&#xE3;o da pele, dist&#xFA;rbios tr&#xF3;ficos)) e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">edema</a> da perna. Desde o primeiro m&#xEA;s, a intensidade m&#xE1;xima dos sintomas foi significativamente reduzida do grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada purificada dos flavon&#xF3;ides comparado ao grupo placebo.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Um estudo multic&#xEA;ntrico internacional envolvendo 5052 pacientes com dura&#xE7;&#xE3;o de 2 anos, com pacientes sintom&#xE1;ticos para insufic&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica (C0s &#x2013; C4 &#x2013; Classifica&#xE7;&#xE3;o Cl&#xED;nica CEAP) com ou sem refluxo venoso, divididos em grupos, placebo e grupo de tratamento ativo. O tratamento ativo consistiu na administra&#xE7;&#xE3;o da fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg. Durante o tratamento com a fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides todos os sintomas (dor, peso nas pernas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/parestesia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">formigamento</a> e c&#xE3;imbras) apresentaram uma forte melhora, sobretudo no grupo com refluxo venoso, em compara&#xE7;&#xE3;o ao outro grupo. A avalia&#xE7;&#xE3;o do &#xED;ndice de Qualidade de Vida foi significativamente melhorada independente do grupo, com ou sem refluxo venoso. A melhora significativa e progressiva dos sinais de insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica se refletiu em altera&#xE7;&#xF5;es significativas na classifica&#xE7;&#xE3;o CEAP, i.e., de est&#xE1;gios mais severos para est&#xE1;gios mais leves. A melhora cl&#xED;nica cont&#xED;nua acompanhou o per&#xED;odo de tratamento durante 6 meses, com melhora progressiva tamb&#xE9;m dos &#xED;ndices de qualidade de vida de todos os pacientes.&amp;nbsp;<sup>2</sup></p> <p>Em estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, controlado, randomizado, 140 pacientes portadores de insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/ulcera/c\" target=\"_blank\">&#xFA;lcera</a> de perna foram divididos em dois grupos, tratamento de compress&#xE3;o associado a medicamento t&#xF3;pico; e este tratamento associado &#xE0; fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg por 24 semanas. O percentual de pacientes com &#xFA;lcera de perna cicatrizada ao t&#xE9;rmino do per&#xED;odo de tratamento foi definitivamente maior no grupo tratado com os flavonoides.&amp;nbsp;<sup>3</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no tratamento da insufici&#xEA;ncia venosa do plexo hemorroid&#xE1;rio</h3> <p>Em um estudo randomizado, duplo-cego, placebo controlado, 90 pacientes (49 no grupo fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides e 41 no grupo placebo) com crise hemorroid&#xE1;ria aguda foram tratados durante 7 dias no seguinte esquema: 3000 mg de fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides diariamente durante os primeiros 4 dias e, em seguida, 2000 mg de fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides diariamente durante 3 dias (Jiang, 2006). Os crit&#xE9;rios de efic&#xE1;cia foram avaliados conforme evolu&#xE7;&#xE3;o dos sinais e sintomas (dor e edema, os mais frequentemente reportados), sangramento, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-tenesmo-sintomas-tratamento-causas-prevencao-e-mais/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">tenesmo</a>, prurido, secre&#xE7;&#xE3;o de muco, e prolapso. A efic&#xE1;cia do tratamento em D4 foi significativamente melhor no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides, com melhora da dor (p = 0,01) e do sangramento (p = 0,01). Estes resultados foram ainda mais pronunciados em D7, com uma melhora significativa nos seguintes par&#xE2;metros: dor (p &lt;0,001), edema (p = 0,01), sangramento (p = 0,02), e tenesmo (p = 0,02). A efic&#xE1;cia global do tratamento avaliada pelo paciente foi considerada como muito boa ou boa em 75.6% dos pacientes no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada versus 39% dos pacientes no grupo placebo (p = 0.007). A avalia&#xE7;&#xE3;o dos investigadores alcan&#xE7;ou uma efic&#xE1;cia muito boa ou boa em 75.5% dos pacientes no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o de flavon&#xF3;ides versus 39% no grupo placebo (p = 0,006).&amp;nbsp;<sup>4</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio dos sinais e sintomas pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rios de safenectomia</h3> <p>Estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, prospectivo e randomizado, com 181 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a retirada da veia safena (safenectomia) foram divididos em dois grupos, grupo tratado com fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia e grupo controle (pacientes n&#xE3;o tratados com fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides). Os pacientes tratados com a fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides obtiveram uma maior redu&#xE7;&#xE3;o da intensidade da dor e menor consumo de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> no per&#xED;odo p&#xF3;s-operat&#xF3;rio, al&#xE9;m de uma redu&#xE7;&#xE3;o do tamanho dos hematomas e melhora dos sintomas associados &#xE0; doen&#xE7;a venosa cr&#xF4;nica (diminui&#xE7;&#xE3;o do edema, c&#xE3;imbras, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-fadiga-muscular-cronica-adrenal-etc-e-como-tratar/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fadiga</a> dos membros inferiores e sensa&#xE7;&#xE3;o de pernas pesadas).&amp;nbsp;<sup>5</sup></p> <p>Estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, n&#xE3;o randomizado, envolvendo 245 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a extirpa&#xE7;&#xE3;o da veia safena (safenectomia) foram divididos em dois grupos, grupo tratado com diosmina + hesperidina na dose di&#xE1;ria de 1000mg no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia e grupo controle (pacientes n&#xE3;o tratados com diosmina + hesperidina). Os pacientes tratados com diosmina + hesperidina no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia obtiveram uma redu&#xE7;&#xE3;o da intensidade da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria, redu&#xE7;&#xE3;o dos hematomas p&#xF3;s-operat&#xF3;rios, acelera&#xE7;&#xE3;o da reabsor&#xE7;&#xE3;o dos hematomas e aumento da toler&#xE2;ncia ao exerc&#xED;cio no per&#xED;odo p&#xF3;s-operat&#xF3;rio.&amp;nbsp;<sup>6</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio dos sinais e sintomas p&#xF3;s-operat&#xF3;rios de hemorroidectomia</h3> <p>Estudo cl&#xED;nico prospectivo e randomizado, envolvendo 112 pacientes enquadrados no terceiro ou quarto est&#xE1;gio de sintomas provenientes da patologia de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/hemorroidas/c\" target=\"_blank\">hemorroidas</a> e com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a retirada da veia hemorroidal, foram randomizados em dois grupos (grupo tratamento e grupo controle). De acordo com os resultados obtidos, os pacientes tratados com o medicamento diosmina + hesperidina micronizada 500 mg, apresentaram uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa no sintoma da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria do que os pacientes do grupo controle que n&#xE3;o foram tratados com diosmina + hesperidina 500 mg. Al&#xE9;m disso, pode-se ainda observar um menor consumo de analg&#xE9;sicos e um menor per&#xED;odo de hospitaliza&#xE7;&#xE3;o no grupo tratado com diosmina + hesperidina micronizada 500 mg conforme os resultados descritos no estudo.&amp;nbsp;<sup>7</sup></p> <p>Estudo cl&#xED;nico cego e randomizado foi realizado envolvendo 86 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o para procedimento cir&#xFA;rgico devido ao crit&#xE9;rio de inclus&#xE3;o: est&#xE1;gio III e IV do quadro patol&#xF3;gico de hemorr&#xF3;idas. Os pacientes envolvidos no estudo foram randomizados em dois grupos (grupo tratamento e grupo controle) e os resultados obtidos demonstraram que os pacientes tratados com diosmina + hesperidina micronizada 500 mg apresentaram diminui&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa dos seguintes sintomas: dor, sangramento, peso e prurido ap&#xF3;s a realiza&#xE7;&#xE3;o da cirurgia do que no grupo controle de pacientes que n&#xE3;o foram tratados com 500 mg de diosmina + hesperidina micronizada.&amp;nbsp;<sup>8</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio da dor p&#xE9;lvica cr&#xF4;nica associada &#xE0; S&#xED;ndrome da Congest&#xE3;o P&#xE9;lvica</h3> <p>Revis&#xE3;o de estudos cl&#xED;nicos (estudo cl&#xED;nico duplo-cego, randomizado e cruzado, envolvendo 10 mulheres com diagn&#xF3;stico de S&#xED;ndrome P&#xE9;lvica Congestiva e estudo cl&#xED;nico envolvendo 20 mulheres com diagn&#xF3;stico de S&#xED;ndrome P&#xE9;lvica Congestiva) demostrou que pacientes tratadas com diosmina + hesperidina na dose di&#xE1;ria de 1000 mg apresentaram melhora na frequ&#xEA;ncia e gravidade da dor p&#xE9;lvica, a partir do segundo m&#xEA;s de tratamento com diosmina + hesperidina quando comparadas com pacientes tratadas com placebo (<a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>).&amp;nbsp;<sup>9</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1 -&amp;nbsp;Gilly, R.; Pillion, G.; Frileux, C.: Evaluation of a new vasoactive micronized flavonoid fraction (S 5682) in symptomatic disturbances of the venolymphatic circulation of the lower limb: a double-blind, placebo-controlled study. Phlebology 1994; 9: 67-70.<br> 2 -&amp;nbsp;Jantet, G.: Cronic venous insuffiency: Worldwide results of the RELIEF study. Angiology 2002; 51 (1): 245-256.<br> 3 -&amp;nbsp;Glinski, W: The beneficial augmentative effect of micronised purified flavonoid fraction (MPFF) on the healing of leg ulcers: An open, multicentre, controlled, randomised study. Phlebology 1999; 14 (4):151-157.<br> 4 -&amp;nbsp;Jiang Z. M., Cao J. D. The impact of micronized purified flavonoid fraction on the treatment of acute haemorrhoidal epidoses. Current Medical Research and Opinion 2006;22.<br> 5 -&amp;nbsp;Veverkov&#xE1; L., Jedlicka, V.; Wechsler, J.; Kalac, J. Analysis of the various procedures used in great saphenous Diosmina + Hesperidina surgery in the Czech Repubublic and benefit of Daflon<sup>&#xAE; </sup>500mg to postoperative symptoms. Phlebolymphology 2006; 13: 193-199.<br> 6 -&amp;nbsp;Pokrovsky A.V, Saveljev, V. S.; Kirienko, A. I.; Bogachev, V. Y.; Zolotukhin, I. A.: Stripping of the great saphenous Diosmina + Hesperidina under micronized purified flavonoid under micronized purified flavonoid fraction (MPFF) protection (results of the Russian multicenter controlled trial DEFANCE). Phlebolymphology 2008; 15(2): 45-51.<br> 7 -&amp;nbsp;Colak T, Akca, T.; Dirlik, M.; Kanik, A.; Dag, A.; Aydin, S.: Micronized Flavonoids in pain control after hemorrhoidectomy: a prospective randomized controlled study. Surgery Today 2003; 33: 828-832.<br> 8 -&amp;nbsp;Ba-bai-ke-re, M.; Huang, H.; Re, W.; Fan, K.; Chu, H.; Ai, E.; Li-Mu, M.; Wang, Y.; Wen, H. How we can improve patients&#x2019; comfort after Milligan-Morgan open haemorrhoidectomy. World J Gastroenterol 2011; 17: 1448-1456.<br> 9 -&amp;nbsp;Burak F.; Gunduz, T.; Simsek, M.; Taskin, O.: Chronic pelvic pain associated with pelvic congestion syndrome and the benefit of Daflon 500 mg: a review. Phlebolymphology 2009; 16(3): 290-294.</br></br></br></br></br></br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacol&#xF3;gicas</h3> <p>Diosmina + Hesperidina &#xE9; um agente venot&#xF4;nico e vasculoprotetor.</p> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <h4>Efeitos no t&#xF4;nus venoso</h4> <p>Atr&#xE1;ves do aumento do t&#xF4;nus venoso e consequentemente redu&#xE7;&#xE3;o da capacit&#xE2;ncia venosa, distensibilidade e estase, Diosmina + Hesperidina reduz a hiperpress&#xE3;o venosa presente em pacientes com insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica.</p> <h4>Efeitos na microcircula&#xE7;&#xE3;o</h4> <p>Diosmina + Hesperidina atua reduzindo a express&#xE3;o de algumas mol&#xE9;culas de ades&#xE3;o endoteliais e consequentemente inibe a ativa&#xE7;&#xE3;o, migra&#xE7;&#xE3;o e ades&#xE3;o de leuc&#xF3;citos, o qual leva a uma redu&#xE7;&#xE3;o na libera&#xE7;&#xE3;o de mediadores inflamat&#xF3;rios e com isso uma redu&#xE7;&#xE3;o na hipermeabilidade capilar.</p> <h4>Efeitos ao n&#xED;vel linf&#xE1;tico</h4> <p>&#xC0; n&#xED;vel linf&#xE1;tico, Diosmina + Hesperidina atua aumentando o fluxo e a <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/drenagem-linfatica/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">drenagem linf&#xE1;tica</a>, o qual leva a uma redu&#xE7;&#xE3;o do edema.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <p>Ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral de 14C-diosmina radiomarcada em 12 volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis, observou-se que h&#xE1; uma r&#xE1;pida absor&#xE7;&#xE3;o pela mucosa digestiva, sendo a diosmina transformada em diosmetina. A diosmetina apresenta uma r&#xE1;pida distribui&#xE7;&#xE3;o seguida de uma lenta elimina&#xE7;&#xE3;o, tendo uma meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o de 11 horas com excre&#xE7;&#xE3;o essencialmente fecal (80%) e urin&#xE1;ria de aproximadamente 14%. A diosmetina apresenta uma forte metaboliza&#xE7;&#xE3;o, sendo rapidamente e extensivamente, degradada a &#xE1;cidos fen&#xF3;licos.</p> <p>O tempo para in&#xED;cio da a&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 1 hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o &#xFA;nica de 1000mg de diosmina + hesperidina, com aumento do t&#xF4;nus venoso.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flavenos?

Flavenos® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e protegido da luz e da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Flavenos® se apresenta como comprimido revestido de cor salmão contendo núcleo amarelo claro com pontos marrons, elíptico, liso.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Flavenos

MS 1.0974.0124

Farm. Resp.:
Dr. Dante Alario Jr.
CRF-SP nº 5143

Fabricado por:
Biolab Sanus Farmacêutica Ltda
Rua Solange Aparecida Montan 49
Jandira SP 06610-015
CNPJ 49.475.833/0014-12
Indústria Brasileira




Registrado por:
Biolab Sanus Farmacêutica Ltda
Av Paulo Ayres 280
Taboão da Serra SP 06767-220
CNPJ 49.475.833/0001-06
Indústria Brasileira




SAC:&nbsp;
0800-724 6522

Venda sob prescrição médica.

450mg + 50mg, caixa com 60 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Diosmina + Hesperidina
Classe Terapêutica
:
Vasoprotetores Sistêmicos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Sistema Cardiovascular (Circulação)
Especialidade
:
Angiologia e Cirurgia Vascular, Cardiologia e Clínica Médica

Bula do medicamento

Flavenos, para o que é indicado e para o que serve?

Flavenos® é indicado:

  • <li>No tratamento das manifesta&#xE7;&#xF5;es da insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica, funcional e org&#xE2;nica, dos membros inferiores;</li> <li>No tratamento dos sintomas funcionais relacionados &#xE0; insufici&#xEA;ncia venosa do plexo hemorroid&#xE1;rio.</li>

Como o Flavenos funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Flavenos<sup>&#xAE;</sup> atua no sistema vascular, aumentando a velocidade de circula&#xE7;&#xE3;o do sangue nas veias, normalizando a permeabilidade dos menores vasos sangu&#xED;neos, chamados capilares, melhorando a microcircula&#xE7;&#xE3;o e aumentando a <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/drenagem-linfatica/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">drenagem linf&#xE1;tica</a>. Toda essa a&#xE7;&#xE3;o leva a uma melhora dos sintomas relacionados &#xE0; insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica dos membros inferiores.</p> <p>A a&#xE7;&#xE3;o de Flavenos<sup>&#xAE;</sup> tamb&#xE9;m &#xE9; respons&#xE1;vel por atenuar a intensidade da dor, reduzir e acelerar a reabsor&#xE7;&#xE3;o dos hematomas e edemas, melhorar os sintomas relacionados &#xE0; doen&#xE7;a venosa cr&#xF4;nica (sensa&#xE7;&#xE3;o de pernas pesadas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-fadiga-muscular-cronica-adrenal-etc-e-como-tratar/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fadiga</a> dos membros inferiores, c&#xE3;ibras). Aumenta a toler&#xE2;ncia ao exerc&#xED;cio no per&#xED;odo p&#xF3;s operat&#xF3;rio de safenectomia (retirada cir&#xFA;rgica da veia safena). Alem disso, melhora os sintomas como dor, durante a evacua&#xE7;&#xE3;o, coceira, e diminuie a intensidade do sangramento decorrente do p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de hemorroidectomia.</p> <p>O tempo m&#xE9;dio estimado para in&#xED;cio da a&#xE7;&#xE3;o farmacol&#xF3;gica &#xE9; de 2 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Flavenos?

Flavenos®&nbsp;não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.

Como usar o Flavenos?

Uso oral.

Na doença venosa crônica, a posologia usual é de 2 comprimidos revestidos ao dia: de preferência durante as refeições.

Na crise hemorroidária aguda

6 comprimidos revestidos ao dia durante os quatro primeiros dias e, em seguida, 4 comprimidos revestidos ao dia durante três dias.

A dose máxima recomendada é de 6 comprimidos ao dia.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o&nbsp;Flavenos?

{"tag":"hr","value":" <p>Caso voc&#xEA; se esque&#xE7;a de tomar Flavenos<sup>&#xAE;</sup> no hor&#xE1;rio receitado pelo seu m&#xE9;dico, tome-o assim que se lembrar. Por&#xE9;m se j&#xE1; estiver pr&#xF3;ximo ao hor&#xE1;rio de tomar a dose seguinte, pule a dose esquecida e tome a&amp;nbsp;pr&#xF3;xima, continuando normalmente o esquema de doses receitado pelo seu m&#xE9;dico. Neste caso, n&#xE3;o tome o medicamento duas vezes para compensar a dose esquecida. O esquecimento da dose pode, entretanto, comprometer a efic&#xE1;cia do tratamento.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Flavenos?

Gerais

Não se dispõe, até o momento, de dados sobre o uso de diosmina + hesperidina em portadores de insuficiência hepática ou renal.

Gravidez e Lactação

O uso do produto em gestantes e lactantes deverá ser cauteloso, considerando risco/benefício.

Pediatria

Flavenos® não é indicado para crianças.

Geriatria (idosos)

Não são conhecidas restrições específicas sobre o uso de Flavenos® em pacientes idosos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término.

Informe também se estiver amamentando.

Efeito na capacidade dirigir e operar máquinas

Nenhum estudo sobre o efeito da fração de flavonoides na habilidade de dirigir e operar máquinas foi realizado. Contudo, baseado no perfil de segurança global da fração flavonoica, Flavenos® não tem influência ou tem influência insignificante sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flavenos?

Assim como todos os medicamentos, Flavenos® pode causar eventos adversos, porém nem todos os pacientes irão apresentá-los.

Os seguintes eventos adversos foram reportados e estão classificados usando a seguinte frequência:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rrea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento);&amp;nbsp;</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es com frequ&#xEA;ncia desconhecida (n&#xE3;o pode ser estimada pelos dados dispon&#xED;veis).</li>

Reações comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">Diarreia</a>, dispepsia (<a href="https://minutosaudavel.com.br/dispepsia-indigestao-o-que-e-sintomas-remedios-e-tipos/" rel="noopener" target="_blank">indigest&#xE3;o</a>), n&#xE1;usea e <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>.</li>

Reações incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/colite/" rel="noopener" target="_blank">Colite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o do intestino).</li>

Reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">dor de cabe&#xE7;a</a>, mal estar, <em>rash </em>cut&#xE2;neo (erup&#xE7;&#xF5;es avermelhadas), prurido (coceira) e <a href="https://minutosaudavel.com.br/urticaria/" rel="noopener" target="_blank">urtic&#xE1;ria</a> (erup&#xE7;&#xE3;o cut&#xE2;nea).</li>

Reações com frequência desconhecida:

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">Edema</a> de face isolada, l&#xE1;bios e p&#xE1;lpebras. Excepcionalmente edema de Quincke (tal como incha&#xE7;o da face, l&#xE1;bios, boca, l&#xED;ngua ou garganta, dificuldade em respirar ou engolir).</li>

Se algum dos eventos adversos se tornar sério, ou se você notar algum evento adverso não listado nesta bula, por favor informar ao seu médico ou farmacêutico.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Flavenos?

Cada comprimido revestido contém fração flavonoica purificada sob forma micronizada:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:284px\"> <p style=\"text-align:center\">Diosmina</p> </td> <td style=\"width:238px\"> <p style=\"text-align:center\">450 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:284px\"> <p style=\"text-align:center\">Flavonoides expressos em hesperidina</p> </td> <td style=\"width:238px\"> <p style=\"text-align:center\">50 mg</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: gelatina, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina, talco, estearato de magnésio, dióxido de silício, hipromelose, macrogol, glicerol, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo e óxido de ferro vermelho.

Apresentação do&nbsp;Flavenos

{"tag":"hr","value":" <p>Comprimido revestido. Caixa com 30 ou 60 comprimidos revestidos.</p> <p><strong>Uso oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flavenos maior do que a recomendada?

Não se dispõe, até o momento, de dados acerca da superdose.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flavenos com outros remédios?

Não são conhecidas interações entre Flavenos® e outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flavenos (Diosmina + Hesperidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Efic&#xE1;cia no tratamento da insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica dos membros inferiores</h3> <p>Em estudo duplo-cego placebo controlado incluindo 160 pacientes (134 mulheres e 26 homens), a efic&#xE1;cia da fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada dos flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000 mg por dois meses, foi dirigida aos sintomas (desconforto, peso, dor, c&#xE3;imbras noturnas, sensa&#xE7;&#xE3;o de incha&#xE7;o, vermelhid&#xE3;o/cianose, calor/queima&#xE7;&#xE3;o, sinais cl&#xED;nicos (condi&#xE7;&#xE3;o da pele, dist&#xFA;rbios tr&#xF3;ficos)) e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">edema</a> da perna. Desde o primeiro m&#xEA;s, a intensidade m&#xE1;xima dos sintomas foi significativamente reduzida do grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada purificada dos flavon&#xF3;ides comparado ao grupo placebo.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Um estudo multic&#xEA;ntrico internacional envolvendo 5052 pacientes com dura&#xE7;&#xE3;o de 2 anos, com pacientes sintom&#xE1;ticos para insufic&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica (C0s &#x2013; C4 &#x2013; Classifica&#xE7;&#xE3;o Cl&#xED;nica CEAP) com ou sem refluxo venoso, divididos em grupos, placebo e grupo de tratamento ativo. O tratamento ativo consistiu na administra&#xE7;&#xE3;o da fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg. Durante o tratamento com a fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides todos os sintomas (dor, peso nas pernas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/parestesia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">formigamento</a> e c&#xE3;imbras) apresentaram uma forte melhora, sobretudo no grupo com refluxo venoso, em compara&#xE7;&#xE3;o ao outro grupo. A avalia&#xE7;&#xE3;o do &#xED;ndice de Qualidade de Vida foi significativamente melhorada independente do grupo, com ou sem refluxo venoso. A melhora significativa e progressiva dos sinais de insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica se refletiu em altera&#xE7;&#xF5;es significativas na classifica&#xE7;&#xE3;o CEAP, i.e., de est&#xE1;gios mais severos para est&#xE1;gios mais leves. A melhora cl&#xED;nica cont&#xED;nua acompanhou o per&#xED;odo de tratamento durante 6 meses, com melhora progressiva tamb&#xE9;m dos &#xED;ndices de qualidade de vida de todos os pacientes.&amp;nbsp;<sup>2</sup></p> <p>Em estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, controlado, randomizado, 140 pacientes portadores de insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/ulcera/c\" target=\"_blank\">&#xFA;lcera</a> de perna foram divididos em dois grupos, tratamento de compress&#xE3;o associado a medicamento t&#xF3;pico; e este tratamento associado &#xE0; fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg por 24 semanas. O percentual de pacientes com &#xFA;lcera de perna cicatrizada ao t&#xE9;rmino do per&#xED;odo de tratamento foi definitivamente maior no grupo tratado com os flavonoides.&amp;nbsp;<sup>3</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no tratamento da insufici&#xEA;ncia venosa do plexo hemorroid&#xE1;rio</h3> <p>Em um estudo randomizado, duplo-cego, placebo controlado, 90 pacientes (49 no grupo fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides e 41 no grupo placebo) com crise hemorroid&#xE1;ria aguda foram tratados durante 7 dias no seguinte esquema: 3000 mg de fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides diariamente durante os primeiros 4 dias e, em seguida, 2000 mg de fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides diariamente durante 3 dias (Jiang, 2006). Os crit&#xE9;rios de efic&#xE1;cia foram avaliados conforme evolu&#xE7;&#xE3;o dos sinais e sintomas (dor e edema, os mais frequentemente reportados), sangramento, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-tenesmo-sintomas-tratamento-causas-prevencao-e-mais/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">tenesmo</a>, prurido, secre&#xE7;&#xE3;o de muco, e prolapso. A efic&#xE1;cia do tratamento em D4 foi significativamente melhor no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides, com melhora da dor (p = 0,01) e do sangramento (p = 0,01). Estes resultados foram ainda mais pronunciados em D7, com uma melhora significativa nos seguintes par&#xE2;metros: dor (p &lt;0,001), edema (p = 0,01), sangramento (p = 0,02), e tenesmo (p = 0,02). A efic&#xE1;cia global do tratamento avaliada pelo paciente foi considerada como muito boa ou boa em 75.6% dos pacientes no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada versus 39% dos pacientes no grupo placebo (p = 0.007). A avalia&#xE7;&#xE3;o dos investigadores alcan&#xE7;ou uma efic&#xE1;cia muito boa ou boa em 75.5% dos pacientes no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o de flavon&#xF3;ides versus 39% no grupo placebo (p = 0,006).&amp;nbsp;<sup>4</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio dos sinais e sintomas pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rios de safenectomia</h3> <p>Estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, prospectivo e randomizado, com 181 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a retirada da veia safena (safenectomia) foram divididos em dois grupos, grupo tratado com fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia e grupo controle (pacientes n&#xE3;o tratados com fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides). Os pacientes tratados com a fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides obtiveram uma maior redu&#xE7;&#xE3;o da intensidade da dor e menor consumo de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> no per&#xED;odo p&#xF3;s-operat&#xF3;rio, al&#xE9;m de uma redu&#xE7;&#xE3;o do tamanho dos hematomas e melhora dos sintomas associados &#xE0; doen&#xE7;a venosa cr&#xF4;nica (diminui&#xE7;&#xE3;o do edema, c&#xE3;imbras, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-fadiga-muscular-cronica-adrenal-etc-e-como-tratar/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fadiga</a> dos membros inferiores e sensa&#xE7;&#xE3;o de pernas pesadas).&amp;nbsp;<sup>5</sup></p> <p>Estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, n&#xE3;o randomizado, envolvendo 245 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a extirpa&#xE7;&#xE3;o da veia safena (safenectomia) foram divididos em dois grupos, grupo tratado com diosmina + hesperidina na dose di&#xE1;ria de 1000mg no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia e grupo controle (pacientes n&#xE3;o tratados com diosmina + hesperidina). Os pacientes tratados com diosmina + hesperidina no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia obtiveram uma redu&#xE7;&#xE3;o da intensidade da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria, redu&#xE7;&#xE3;o dos hematomas p&#xF3;s-operat&#xF3;rios, acelera&#xE7;&#xE3;o da reabsor&#xE7;&#xE3;o dos hematomas e aumento da toler&#xE2;ncia ao exerc&#xED;cio no per&#xED;odo p&#xF3;s-operat&#xF3;rio.&amp;nbsp;<sup>6</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio dos sinais e sintomas p&#xF3;s-operat&#xF3;rios de hemorroidectomia</h3> <p>Estudo cl&#xED;nico prospectivo e randomizado, envolvendo 112 pacientes enquadrados no terceiro ou quarto est&#xE1;gio de sintomas provenientes da patologia de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/hemorroidas/c\" target=\"_blank\">hemorroidas</a> e com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a retirada da veia hemorroidal, foram randomizados em dois grupos (grupo tratamento e grupo controle). De acordo com os resultados obtidos, os pacientes tratados com o medicamento diosmina + hesperidina micronizada 500 mg, apresentaram uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa no sintoma da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria do que os pacientes do grupo controle que n&#xE3;o foram tratados com diosmina + hesperidina 500 mg. Al&#xE9;m disso, pode-se ainda observar um menor consumo de analg&#xE9;sicos e um menor per&#xED;odo de hospitaliza&#xE7;&#xE3;o no grupo tratado com diosmina + hesperidina micronizada 500 mg conforme os resultados descritos no estudo.&amp;nbsp;<sup>7</sup></p> <p>Estudo cl&#xED;nico cego e randomizado foi realizado envolvendo 86 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o para procedimento cir&#xFA;rgico devido ao crit&#xE9;rio de inclus&#xE3;o: est&#xE1;gio III e IV do quadro patol&#xF3;gico de hemorr&#xF3;idas. Os pacientes envolvidos no estudo foram randomizados em dois grupos (grupo tratamento e grupo controle) e os resultados obtidos demonstraram que os pacientes tratados com diosmina + hesperidina micronizada 500 mg apresentaram diminui&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa dos seguintes sintomas: dor, sangramento, peso e prurido ap&#xF3;s a realiza&#xE7;&#xE3;o da cirurgia do que no grupo controle de pacientes que n&#xE3;o foram tratados com 500 mg de diosmina + hesperidina micronizada.&amp;nbsp;<sup>8</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio da dor p&#xE9;lvica cr&#xF4;nica associada &#xE0; S&#xED;ndrome da Congest&#xE3;o P&#xE9;lvica</h3> <p>Revis&#xE3;o de estudos cl&#xED;nicos (estudo cl&#xED;nico duplo-cego, randomizado e cruzado, envolvendo 10 mulheres com diagn&#xF3;stico de S&#xED;ndrome P&#xE9;lvica Congestiva e estudo cl&#xED;nico envolvendo 20 mulheres com diagn&#xF3;stico de S&#xED;ndrome P&#xE9;lvica Congestiva) demostrou que pacientes tratadas com diosmina + hesperidina na dose di&#xE1;ria de 1000 mg apresentaram melhora na frequ&#xEA;ncia e gravidade da dor p&#xE9;lvica, a partir do segundo m&#xEA;s de tratamento com diosmina + hesperidina quando comparadas com pacientes tratadas com placebo (<a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>).&amp;nbsp;<sup>9</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1 -&amp;nbsp;Gilly, R.; Pillion, G.; Frileux, C.: Evaluation of a new vasoactive micronized flavonoid fraction (S 5682) in symptomatic disturbances of the venolymphatic circulation of the lower limb: a double-blind, placebo-controlled study. Phlebology 1994; 9: 67-70.<br> 2 -&amp;nbsp;Jantet, G.: Cronic venous insuffiency: Worldwide results of the RELIEF study. Angiology 2002; 51 (1): 245-256.<br> 3 -&amp;nbsp;Glinski, W: The beneficial augmentative effect of micronised purified flavonoid fraction (MPFF) on the healing of leg ulcers: An open, multicentre, controlled, randomised study. Phlebology 1999; 14 (4):151-157.<br> 4 -&amp;nbsp;Jiang Z. M., Cao J. D. The impact of micronized purified flavonoid fraction on the treatment of acute haemorrhoidal epidoses. Current Medical Research and Opinion 2006;22.<br> 5 -&amp;nbsp;Veverkov&#xE1; L., Jedlicka, V.; Wechsler, J.; Kalac, J. Analysis of the various procedures used in great saphenous Diosmina + Hesperidina surgery in the Czech Repubublic and benefit of Daflon<sup>&#xAE; </sup>500mg to postoperative symptoms. Phlebolymphology 2006; 13: 193-199.<br> 6 -&amp;nbsp;Pokrovsky A.V, Saveljev, V. S.; Kirienko, A. I.; Bogachev, V. Y.; Zolotukhin, I. A.: Stripping of the great saphenous Diosmina + Hesperidina under micronized purified flavonoid under micronized purified flavonoid fraction (MPFF) protection (results of the Russian multicenter controlled trial DEFANCE). Phlebolymphology 2008; 15(2): 45-51.<br> 7 -&amp;nbsp;Colak T, Akca, T.; Dirlik, M.; Kanik, A.; Dag, A.; Aydin, S.: Micronized Flavonoids in pain control after hemorrhoidectomy: a prospective randomized controlled study. Surgery Today 2003; 33: 828-832.<br> 8 -&amp;nbsp;Ba-bai-ke-re, M.; Huang, H.; Re, W.; Fan, K.; Chu, H.; Ai, E.; Li-Mu, M.; Wang, Y.; Wen, H. How we can improve patients&#x2019; comfort after Milligan-Morgan open haemorrhoidectomy. World J Gastroenterol 2011; 17: 1448-1456.<br> 9 -&amp;nbsp;Burak F.; Gunduz, T.; Simsek, M.; Taskin, O.: Chronic pelvic pain associated with pelvic congestion syndrome and the benefit of Daflon 500 mg: a review. Phlebolymphology 2009; 16(3): 290-294.</br></br></br></br></br></br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacol&#xF3;gicas</h3> <p>Diosmina + Hesperidina &#xE9; um agente venot&#xF4;nico e vasculoprotetor.</p> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <h4>Efeitos no t&#xF4;nus venoso</h4> <p>Atr&#xE1;ves do aumento do t&#xF4;nus venoso e consequentemente redu&#xE7;&#xE3;o da capacit&#xE2;ncia venosa, distensibilidade e estase, Diosmina + Hesperidina reduz a hiperpress&#xE3;o venosa presente em pacientes com insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica.</p> <h4>Efeitos na microcircula&#xE7;&#xE3;o</h4> <p>Diosmina + Hesperidina atua reduzindo a express&#xE3;o de algumas mol&#xE9;culas de ades&#xE3;o endoteliais e consequentemente inibe a ativa&#xE7;&#xE3;o, migra&#xE7;&#xE3;o e ades&#xE3;o de leuc&#xF3;citos, o qual leva a uma redu&#xE7;&#xE3;o na libera&#xE7;&#xE3;o de mediadores inflamat&#xF3;rios e com isso uma redu&#xE7;&#xE3;o na hipermeabilidade capilar.</p> <h4>Efeitos ao n&#xED;vel linf&#xE1;tico</h4> <p>&#xC0; n&#xED;vel linf&#xE1;tico, Diosmina + Hesperidina atua aumentando o fluxo e a <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/drenagem-linfatica/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">drenagem linf&#xE1;tica</a>, o qual leva a uma redu&#xE7;&#xE3;o do edema.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <p>Ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral de 14C-diosmina radiomarcada em 12 volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis, observou-se que h&#xE1; uma r&#xE1;pida absor&#xE7;&#xE3;o pela mucosa digestiva, sendo a diosmina transformada em diosmetina. A diosmetina apresenta uma r&#xE1;pida distribui&#xE7;&#xE3;o seguida de uma lenta elimina&#xE7;&#xE3;o, tendo uma meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o de 11 horas com excre&#xE7;&#xE3;o essencialmente fecal (80%) e urin&#xE1;ria de aproximadamente 14%. A diosmetina apresenta uma forte metaboliza&#xE7;&#xE3;o, sendo rapidamente e extensivamente, degradada a &#xE1;cidos fen&#xF3;licos.</p> <p>O tempo para in&#xED;cio da a&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 1 hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o &#xFA;nica de 1000mg de diosmina + hesperidina, com aumento do t&#xF4;nus venoso.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flavenos?

Flavenos® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e protegido da luz e da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Flavenos® se apresenta como comprimido revestido de cor salmão contendo núcleo amarelo claro com pontos marrons, elíptico, liso.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Flavenos

MS 1.0974.0124

Farm. Resp.:
Dr. Dante Alario Jr.
CRF-SP nº 5143

Fabricado por:
Biolab Sanus Farmacêutica Ltda
Rua Solange Aparecida Montan 49
Jandira SP 06610-015
CNPJ 49.475.833/0014-12
Indústria Brasileira




Registrado por:
Biolab Sanus Farmacêutica Ltda
Av Paulo Ayres 280
Taboão da Serra SP 06767-220
CNPJ 49.475.833/0001-06
Indústria Brasileira




SAC:&nbsp;
0800-724 6522

Venda sob prescrição médica.

450mg + 50mg, caixa com 90 comprimidos revestidos

Princípio ativo
:
Diosmina + Hesperidina
Classe Terapêutica
:
Vasoprotetores Sistêmicos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Sistema Cardiovascular (Circulação)
Especialidade
:
Angiologia e Cirurgia Vascular, Cardiologia e Clínica Médica

Bula do medicamento

Flavenos, para o que é indicado e para o que serve?

Flavenos® é indicado:

  • <li>No tratamento das manifesta&#xE7;&#xF5;es da insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica, funcional e org&#xE2;nica, dos membros inferiores;</li> <li>No tratamento dos sintomas funcionais relacionados &#xE0; insufici&#xEA;ncia venosa do plexo hemorroid&#xE1;rio.</li>

Como o Flavenos funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Flavenos<sup>&#xAE;</sup> atua no sistema vascular, aumentando a velocidade de circula&#xE7;&#xE3;o do sangue nas veias, normalizando a permeabilidade dos menores vasos sangu&#xED;neos, chamados capilares, melhorando a microcircula&#xE7;&#xE3;o e aumentando a <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/drenagem-linfatica/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">drenagem linf&#xE1;tica</a>. Toda essa a&#xE7;&#xE3;o leva a uma melhora dos sintomas relacionados &#xE0; insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica dos membros inferiores.</p> <p>A a&#xE7;&#xE3;o de Flavenos<sup>&#xAE;</sup> tamb&#xE9;m &#xE9; respons&#xE1;vel por atenuar a intensidade da dor, reduzir e acelerar a reabsor&#xE7;&#xE3;o dos hematomas e edemas, melhorar os sintomas relacionados &#xE0; doen&#xE7;a venosa cr&#xF4;nica (sensa&#xE7;&#xE3;o de pernas pesadas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-fadiga-muscular-cronica-adrenal-etc-e-como-tratar/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fadiga</a> dos membros inferiores, c&#xE3;ibras). Aumenta a toler&#xE2;ncia ao exerc&#xED;cio no per&#xED;odo p&#xF3;s operat&#xF3;rio de safenectomia (retirada cir&#xFA;rgica da veia safena). Alem disso, melhora os sintomas como dor, durante a evacua&#xE7;&#xE3;o, coceira, e diminuie a intensidade do sangramento decorrente do p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de hemorroidectomia.</p> <p>O tempo m&#xE9;dio estimado para in&#xED;cio da a&#xE7;&#xE3;o farmacol&#xF3;gica &#xE9; de 2 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Flavenos?

Flavenos®&nbsp;não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento é contraindicado para menores de 18 anos.

Como usar o Flavenos?

Uso oral.

Na doença venosa crônica, a posologia usual é de 2 comprimidos revestidos ao dia: de preferência durante as refeições.

Na crise hemorroidária aguda

6 comprimidos revestidos ao dia durante os quatro primeiros dias e, em seguida, 4 comprimidos revestidos ao dia durante três dias.

A dose máxima recomendada é de 6 comprimidos ao dia.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o&nbsp;Flavenos?

{"tag":"hr","value":" <p>Caso voc&#xEA; se esque&#xE7;a de tomar Flavenos<sup>&#xAE;</sup> no hor&#xE1;rio receitado pelo seu m&#xE9;dico, tome-o assim que se lembrar. Por&#xE9;m se j&#xE1; estiver pr&#xF3;ximo ao hor&#xE1;rio de tomar a dose seguinte, pule a dose esquecida e tome a&amp;nbsp;pr&#xF3;xima, continuando normalmente o esquema de doses receitado pelo seu m&#xE9;dico. Neste caso, n&#xE3;o tome o medicamento duas vezes para compensar a dose esquecida. O esquecimento da dose pode, entretanto, comprometer a efic&#xE1;cia do tratamento.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Flavenos?

Gerais

Não se dispõe, até o momento, de dados sobre o uso de diosmina + hesperidina em portadores de insuficiência hepática ou renal.

Gravidez e Lactação

O uso do produto em gestantes e lactantes deverá ser cauteloso, considerando risco/benefício.

Pediatria

Flavenos® não é indicado para crianças.

Geriatria (idosos)

Não são conhecidas restrições específicas sobre o uso de Flavenos® em pacientes idosos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término.

Informe também se estiver amamentando.

Efeito na capacidade dirigir e operar máquinas

Nenhum estudo sobre o efeito da fração de flavonoides na habilidade de dirigir e operar máquinas foi realizado. Contudo, baseado no perfil de segurança global da fração flavonoica, Flavenos® não tem influência ou tem influência insignificante sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Flavenos?

Assim como todos os medicamentos, Flavenos® pode causar eventos adversos, porém nem todos os pacientes irão apresentá-los.

Os seguintes eventos adversos foram reportados e estão classificados usando a seguinte frequência:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comuns (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rrea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento);</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento);&amp;nbsp;</li> <li>Rea&#xE7;&#xF5;es com frequ&#xEA;ncia desconhecida (n&#xE3;o pode ser estimada pelos dados dispon&#xED;veis).</li>

Reações comuns (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento):

  • <li><a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/diarreia/c" target="_blank">Diarreia</a>, dispepsia (<a href="https://minutosaudavel.com.br/dispepsia-indigestao-o-que-e-sintomas-remedios-e-tipos/" rel="noopener" target="_blank">indigest&#xE3;o</a>), n&#xE1;usea e <a href="https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/nauseas/c" target="_blank">v&#xF4;mitos</a>.</li>

Reações incomuns (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento):

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/colite/" rel="noopener" target="_blank">Colite</a> (inflama&#xE7;&#xE3;o do intestino).</li>

Reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/tontura-o-que-pode-ser/" rel="noopener" target="_blank">Tontura</a>, <a href="https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/dor-de-cabeca-e-enxaqueca/c" target="_blank">dor de cabe&#xE7;a</a>, mal estar, <em>rash </em>cut&#xE2;neo (erup&#xE7;&#xF5;es avermelhadas), prurido (coceira) e <a href="https://minutosaudavel.com.br/urticaria/" rel="noopener" target="_blank">urtic&#xE1;ria</a> (erup&#xE7;&#xE3;o cut&#xE2;nea).</li>

Reações com frequência desconhecida:

  • <li><a href="https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/" rel="noopener" target="_blank">Edema</a> de face isolada, l&#xE1;bios e p&#xE1;lpebras. Excepcionalmente edema de Quincke (tal como incha&#xE7;o da face, l&#xE1;bios, boca, l&#xED;ngua ou garganta, dificuldade em respirar ou engolir).</li>

Se algum dos eventos adversos se tornar sério, ou se você notar algum evento adverso não listado nesta bula, por favor informar ao seu médico ou farmacêutico.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Flavenos?

Cada comprimido revestido contém fração flavonoica purificada sob forma micronizada:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:284px\"> <p style=\"text-align:center\">Diosmina</p> </td> <td style=\"width:238px\"> <p style=\"text-align:center\">450 mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:284px\"> <p style=\"text-align:center\">Flavonoides expressos em hesperidina</p> </td> <td style=\"width:238px\"> <p style=\"text-align:center\">50 mg</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: gelatina, amidoglicolato de sódio, celulose microcristalina, talco, estearato de magnésio, dióxido de silício, hipromelose, macrogol, glicerol, dióxido de titânio, óxido de ferro amarelo e óxido de ferro vermelho.

Apresentação do&nbsp;Flavenos

{"tag":"hr","value":" <p>Comprimido revestido. Caixa com 30 ou 60 comprimidos revestidos.</p> <p><strong>Uso oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Flavenos maior do que a recomendada?

Não se dispõe, até o momento, de dados acerca da superdose.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Flavenos com outros remédios?

Não são conhecidas interações entre Flavenos® e outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Qual a ação da substância do Flavenos (Diosmina + Hesperidina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Efic&#xE1;cia no tratamento da insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica dos membros inferiores</h3> <p>Em estudo duplo-cego placebo controlado incluindo 160 pacientes (134 mulheres e 26 homens), a efic&#xE1;cia da fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada dos flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000 mg por dois meses, foi dirigida aos sintomas (desconforto, peso, dor, c&#xE3;imbras noturnas, sensa&#xE7;&#xE3;o de incha&#xE7;o, vermelhid&#xE3;o/cianose, calor/queima&#xE7;&#xE3;o, sinais cl&#xED;nicos (condi&#xE7;&#xE3;o da pele, dist&#xFA;rbios tr&#xF3;ficos)) e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-edema-tipos-cerebral-pulmonar-etc-e-tratamento/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">edema</a> da perna. Desde o primeiro m&#xEA;s, a intensidade m&#xE1;xima dos sintomas foi significativamente reduzida do grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada purificada dos flavon&#xF3;ides comparado ao grupo placebo.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Um estudo multic&#xEA;ntrico internacional envolvendo 5052 pacientes com dura&#xE7;&#xE3;o de 2 anos, com pacientes sintom&#xE1;ticos para insufic&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica (C0s &#x2013; C4 &#x2013; Classifica&#xE7;&#xE3;o Cl&#xED;nica CEAP) com ou sem refluxo venoso, divididos em grupos, placebo e grupo de tratamento ativo. O tratamento ativo consistiu na administra&#xE7;&#xE3;o da fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg. Durante o tratamento com a fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides todos os sintomas (dor, peso nas pernas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/parestesia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">formigamento</a> e c&#xE3;imbras) apresentaram uma forte melhora, sobretudo no grupo com refluxo venoso, em compara&#xE7;&#xE3;o ao outro grupo. A avalia&#xE7;&#xE3;o do &#xED;ndice de Qualidade de Vida foi significativamente melhorada independente do grupo, com ou sem refluxo venoso. A melhora significativa e progressiva dos sinais de insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica se refletiu em altera&#xE7;&#xF5;es significativas na classifica&#xE7;&#xE3;o CEAP, i.e., de est&#xE1;gios mais severos para est&#xE1;gios mais leves. A melhora cl&#xED;nica cont&#xED;nua acompanhou o per&#xED;odo de tratamento durante 6 meses, com melhora progressiva tamb&#xE9;m dos &#xED;ndices de qualidade de vida de todos os pacientes.&amp;nbsp;<sup>2</sup></p> <p>Em estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, controlado, randomizado, 140 pacientes portadores de insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/ulcera/c\" target=\"_blank\">&#xFA;lcera</a> de perna foram divididos em dois grupos, tratamento de compress&#xE3;o associado a medicamento t&#xF3;pico; e este tratamento associado &#xE0; fra&#xE7;&#xE3;o purificada micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg por 24 semanas. O percentual de pacientes com &#xFA;lcera de perna cicatrizada ao t&#xE9;rmino do per&#xED;odo de tratamento foi definitivamente maior no grupo tratado com os flavonoides.&amp;nbsp;<sup>3</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no tratamento da insufici&#xEA;ncia venosa do plexo hemorroid&#xE1;rio</h3> <p>Em um estudo randomizado, duplo-cego, placebo controlado, 90 pacientes (49 no grupo fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides e 41 no grupo placebo) com crise hemorroid&#xE1;ria aguda foram tratados durante 7 dias no seguinte esquema: 3000 mg de fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides diariamente durante os primeiros 4 dias e, em seguida, 2000 mg de fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides diariamente durante 3 dias (Jiang, 2006). Os crit&#xE9;rios de efic&#xE1;cia foram avaliados conforme evolu&#xE7;&#xE3;o dos sinais e sintomas (dor e edema, os mais frequentemente reportados), sangramento, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-tenesmo-sintomas-tratamento-causas-prevencao-e-mais/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">tenesmo</a>, prurido, secre&#xE7;&#xE3;o de muco, e prolapso. A efic&#xE1;cia do tratamento em D4 foi significativamente melhor no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides, com melhora da dor (p = 0,01) e do sangramento (p = 0,01). Estes resultados foram ainda mais pronunciados em D7, com uma melhora significativa nos seguintes par&#xE2;metros: dor (p &lt;0,001), edema (p = 0,01), sangramento (p = 0,02), e tenesmo (p = 0,02). A efic&#xE1;cia global do tratamento avaliada pelo paciente foi considerada como muito boa ou boa em 75.6% dos pacientes no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o micronizada versus 39% dos pacientes no grupo placebo (p = 0.007). A avalia&#xE7;&#xE3;o dos investigadores alcan&#xE7;ou uma efic&#xE1;cia muito boa ou boa em 75.5% dos pacientes no grupo da fra&#xE7;&#xE3;o de flavon&#xF3;ides versus 39% no grupo placebo (p = 0,006).&amp;nbsp;<sup>4</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio dos sinais e sintomas pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rios de safenectomia</h3> <p>Estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, prospectivo e randomizado, com 181 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a retirada da veia safena (safenectomia) foram divididos em dois grupos, grupo tratado com fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides na dose di&#xE1;ria de 1000mg no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia e grupo controle (pacientes n&#xE3;o tratados com fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides). Os pacientes tratados com a fra&#xE7;&#xE3;o micronizada de flavon&#xF3;ides obtiveram uma maior redu&#xE7;&#xE3;o da intensidade da dor e menor consumo de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> no per&#xED;odo p&#xF3;s-operat&#xF3;rio, al&#xE9;m de uma redu&#xE7;&#xE3;o do tamanho dos hematomas e melhora dos sintomas associados &#xE0; doen&#xE7;a venosa cr&#xF4;nica (diminui&#xE7;&#xE3;o do edema, c&#xE3;imbras, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-fadiga-muscular-cronica-adrenal-etc-e-como-tratar/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fadiga</a> dos membros inferiores e sensa&#xE7;&#xE3;o de pernas pesadas).&amp;nbsp;<sup>5</sup></p> <p>Estudo aberto, multic&#xEA;ntrico, n&#xE3;o randomizado, envolvendo 245 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a extirpa&#xE7;&#xE3;o da veia safena (safenectomia) foram divididos em dois grupos, grupo tratado com diosmina + hesperidina na dose di&#xE1;ria de 1000mg no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia e grupo controle (pacientes n&#xE3;o tratados com diosmina + hesperidina). Os pacientes tratados com diosmina + hesperidina no per&#xED;odo pr&#xE9; e p&#xF3;s-operat&#xF3;rio de safenectomia obtiveram uma redu&#xE7;&#xE3;o da intensidade da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria, redu&#xE7;&#xE3;o dos hematomas p&#xF3;s-operat&#xF3;rios, acelera&#xE7;&#xE3;o da reabsor&#xE7;&#xE3;o dos hematomas e aumento da toler&#xE2;ncia ao exerc&#xED;cio no per&#xED;odo p&#xF3;s-operat&#xF3;rio.&amp;nbsp;<sup>6</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio dos sinais e sintomas p&#xF3;s-operat&#xF3;rios de hemorroidectomia</h3> <p>Estudo cl&#xED;nico prospectivo e randomizado, envolvendo 112 pacientes enquadrados no terceiro ou quarto est&#xE1;gio de sintomas provenientes da patologia de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/hemorroidas/c\" target=\"_blank\">hemorroidas</a> e com indica&#xE7;&#xE3;o cir&#xFA;rgica para a retirada da veia hemorroidal, foram randomizados em dois grupos (grupo tratamento e grupo controle). De acordo com os resultados obtidos, os pacientes tratados com o medicamento diosmina + hesperidina micronizada 500 mg, apresentaram uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa no sintoma da dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria do que os pacientes do grupo controle que n&#xE3;o foram tratados com diosmina + hesperidina 500 mg. Al&#xE9;m disso, pode-se ainda observar um menor consumo de analg&#xE9;sicos e um menor per&#xED;odo de hospitaliza&#xE7;&#xE3;o no grupo tratado com diosmina + hesperidina micronizada 500 mg conforme os resultados descritos no estudo.&amp;nbsp;<sup>7</sup></p> <p>Estudo cl&#xED;nico cego e randomizado foi realizado envolvendo 86 pacientes com indica&#xE7;&#xE3;o para procedimento cir&#xFA;rgico devido ao crit&#xE9;rio de inclus&#xE3;o: est&#xE1;gio III e IV do quadro patol&#xF3;gico de hemorr&#xF3;idas. Os pacientes envolvidos no estudo foram randomizados em dois grupos (grupo tratamento e grupo controle) e os resultados obtidos demonstraram que os pacientes tratados com diosmina + hesperidina micronizada 500 mg apresentaram diminui&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa dos seguintes sintomas: dor, sangramento, peso e prurido ap&#xF3;s a realiza&#xE7;&#xE3;o da cirurgia do que no grupo controle de pacientes que n&#xE3;o foram tratados com 500 mg de diosmina + hesperidina micronizada.&amp;nbsp;<sup>8</sup></p> <h3>Efic&#xE1;cia no al&#xED;vio da dor p&#xE9;lvica cr&#xF4;nica associada &#xE0; S&#xED;ndrome da Congest&#xE3;o P&#xE9;lvica</h3> <p>Revis&#xE3;o de estudos cl&#xED;nicos (estudo cl&#xED;nico duplo-cego, randomizado e cruzado, envolvendo 10 mulheres com diagn&#xF3;stico de S&#xED;ndrome P&#xE9;lvica Congestiva e estudo cl&#xED;nico envolvendo 20 mulheres com diagn&#xF3;stico de S&#xED;ndrome P&#xE9;lvica Congestiva) demostrou que pacientes tratadas com diosmina + hesperidina na dose di&#xE1;ria de 1000 mg apresentaram melhora na frequ&#xEA;ncia e gravidade da dor p&#xE9;lvica, a partir do segundo m&#xEA;s de tratamento com diosmina + hesperidina quando comparadas com pacientes tratadas com placebo (<a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>).&amp;nbsp;<sup>9</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1 -&amp;nbsp;Gilly, R.; Pillion, G.; Frileux, C.: Evaluation of a new vasoactive micronized flavonoid fraction (S 5682) in symptomatic disturbances of the venolymphatic circulation of the lower limb: a double-blind, placebo-controlled study. Phlebology 1994; 9: 67-70.<br> 2 -&amp;nbsp;Jantet, G.: Cronic venous insuffiency: Worldwide results of the RELIEF study. Angiology 2002; 51 (1): 245-256.<br> 3 -&amp;nbsp;Glinski, W: The beneficial augmentative effect of micronised purified flavonoid fraction (MPFF) on the healing of leg ulcers: An open, multicentre, controlled, randomised study. Phlebology 1999; 14 (4):151-157.<br> 4 -&amp;nbsp;Jiang Z. M., Cao J. D. The impact of micronized purified flavonoid fraction on the treatment of acute haemorrhoidal epidoses. Current Medical Research and Opinion 2006;22.<br> 5 -&amp;nbsp;Veverkov&#xE1; L., Jedlicka, V.; Wechsler, J.; Kalac, J. Analysis of the various procedures used in great saphenous Diosmina + Hesperidina surgery in the Czech Repubublic and benefit of Daflon<sup>&#xAE; </sup>500mg to postoperative symptoms. Phlebolymphology 2006; 13: 193-199.<br> 6 -&amp;nbsp;Pokrovsky A.V, Saveljev, V. S.; Kirienko, A. I.; Bogachev, V. Y.; Zolotukhin, I. A.: Stripping of the great saphenous Diosmina + Hesperidina under micronized purified flavonoid under micronized purified flavonoid fraction (MPFF) protection (results of the Russian multicenter controlled trial DEFANCE). Phlebolymphology 2008; 15(2): 45-51.<br> 7 -&amp;nbsp;Colak T, Akca, T.; Dirlik, M.; Kanik, A.; Dag, A.; Aydin, S.: Micronized Flavonoids in pain control after hemorrhoidectomy: a prospective randomized controlled study. Surgery Today 2003; 33: 828-832.<br> 8 -&amp;nbsp;Ba-bai-ke-re, M.; Huang, H.; Re, W.; Fan, K.; Chu, H.; Ai, E.; Li-Mu, M.; Wang, Y.; Wen, H. How we can improve patients&#x2019; comfort after Milligan-Morgan open haemorrhoidectomy. World J Gastroenterol 2011; 17: 1448-1456.<br> 9 -&amp;nbsp;Burak F.; Gunduz, T.; Simsek, M.; Taskin, O.: Chronic pelvic pain associated with pelvic congestion syndrome and the benefit of Daflon 500 mg: a review. Phlebolymphology 2009; 16(3): 290-294.</br></br></br></br></br></br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacol&#xF3;gicas</h3> <p>Diosmina + Hesperidina &#xE9; um agente venot&#xF4;nico e vasculoprotetor.</p> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <h4>Efeitos no t&#xF4;nus venoso</h4> <p>Atr&#xE1;ves do aumento do t&#xF4;nus venoso e consequentemente redu&#xE7;&#xE3;o da capacit&#xE2;ncia venosa, distensibilidade e estase, Diosmina + Hesperidina reduz a hiperpress&#xE3;o venosa presente em pacientes com insufici&#xEA;ncia venosa cr&#xF4;nica.</p> <h4>Efeitos na microcircula&#xE7;&#xE3;o</h4> <p>Diosmina + Hesperidina atua reduzindo a express&#xE3;o de algumas mol&#xE9;culas de ades&#xE3;o endoteliais e consequentemente inibe a ativa&#xE7;&#xE3;o, migra&#xE7;&#xE3;o e ades&#xE3;o de leuc&#xF3;citos, o qual leva a uma redu&#xE7;&#xE3;o na libera&#xE7;&#xE3;o de mediadores inflamat&#xF3;rios e com isso uma redu&#xE7;&#xE3;o na hipermeabilidade capilar.</p> <h4>Efeitos ao n&#xED;vel linf&#xE1;tico</h4> <p>&#xC0; n&#xED;vel linf&#xE1;tico, Diosmina + Hesperidina atua aumentando o fluxo e a <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/drenagem-linfatica/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">drenagem linf&#xE1;tica</a>, o qual leva a uma redu&#xE7;&#xE3;o do edema.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <p>Ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral de 14C-diosmina radiomarcada em 12 volunt&#xE1;rios saud&#xE1;veis, observou-se que h&#xE1; uma r&#xE1;pida absor&#xE7;&#xE3;o pela mucosa digestiva, sendo a diosmina transformada em diosmetina. A diosmetina apresenta uma r&#xE1;pida distribui&#xE7;&#xE3;o seguida de uma lenta elimina&#xE7;&#xE3;o, tendo uma meia-vida de elimina&#xE7;&#xE3;o de 11 horas com excre&#xE7;&#xE3;o essencialmente fecal (80%) e urin&#xE1;ria de aproximadamente 14%. A diosmetina apresenta uma forte metaboliza&#xE7;&#xE3;o, sendo rapidamente e extensivamente, degradada a &#xE1;cidos fen&#xF3;licos.</p> <p>O tempo para in&#xED;cio da a&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de 1 hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o &#xFA;nica de 1000mg de diosmina + hesperidina, com aumento do t&#xF4;nus venoso.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Flavenos?

Flavenos® deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e protegido da luz e da umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Flavenos® se apresenta como comprimido revestido de cor salmão contendo núcleo amarelo claro com pontos marrons, elíptico, liso.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Flavenos

MS 1.0974.0124

Farm. Resp.:
Dr. Dante Alario Jr.
CRF-SP nº 5143

Fabricado por:
Biolab Sanus Farmacêutica Ltda
Rua Solange Aparecida Montan 49
Jandira SP 06610-015
CNPJ 49.475.833/0014-12
Indústria Brasileira




Registrado por:
Biolab Sanus Farmacêutica Ltda
Av Paulo Ayres 280
Taboão da Serra SP 06767-220
CNPJ 49.475.833/0001-06
Indústria Brasileira




SAC:&nbsp;
0800-724 6522

Venda sob prescrição médica.

Fabricante: Biolab

© 2021 Medicamento Lab.