Cazi Dorfen

750mg, caixa com 200 comprimidos

Princípio ativo
:
Paracetamol
Classe Terapêutica
:
Analgésicos Não Narcóticos e Antipiréticos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Analgésico E Antitérmico
Especialidade
:
Clínica Médica

Bula do medicamento

Dorfen, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado em adultos para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites e cólicas menstruais.

Como o Dorfen Comprimido funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Dorfen reduz a febre atuando no centro regulador da temperatura no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">Sistema Nervoso Central</a> (SNC) e diminui a sensibilidade para a dor. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Dorfen?

Você não deve usar Dorfen se tiver alergia ao paracetamol ou a qualquer componente de sua fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Dorfen?

Uso oral. Você deve tomar os comprimidos com líquido. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refeições.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Dorfen 500 mg

1 a 2 comprimidos, 3 a 4 vezes ao dia.

Dorfen 750 mg

1 comprimido, 3 a 5 vezes ao dia.

A dose diária máxima recomendada de paracetamol é de 4000 mg (8 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 5 comprimidos de Dorfen 750 mg) administrada em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose (2 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 1 comprimido de Dorfen 750 mg), em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24 horas.

Duração do tratamento

Depende do desaparecimento dos sintomas.

Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Dorfen Comprimido?

{"tag":"hr","value":" <p>Se voc&#xEA; se esquecer de tomar uma dose do medicamento, fa&#xE7;a-o assim que se lembrar, caso de ainda haja necessidade, e ent&#xE3;o ajuste o hor&#xE1;rio das pr&#xF3;ximas tomadas. N&#xE3;o tome a dose dobrada para compensar a dose esquecida.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Dorfen?

Você não deve tomar mais do que a dose recomendada (superdose) para provocar maior alívio, pois pode causar sérios problemas de saúde. Você deve consultar seu médico se a dor ou febre continuarem ou piorarem, ou se surgirem novos sintomas, pois estes sintomas podem ser sinais de doenças graves.&nbsp;

Muito raramente, foram relatadas reações cutâneas graves em pacientes que administraram paracetamol.

Os sintomas podem incluir

Vermelhidão na pele, bolhas e erupções cutâneas. Se ocorrerem reações cutâneas ou piora de problemas de pele já existentes, interrompa o uso do medicamento e procure ajuda médica imediatamente.

Não use outro produto que contenha paracetamol.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Dorfen?

Este medicamento pode causar algumas reações desagradáveis inesperadas. Caso você tenha uma reação alérgica, deve parar de tomar o medicamento.

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Urticária, coceira e vermelhidão no corpo, reações alérgicas a este medicamento e aumento das transaminases.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

População Especial

Gravidez e Amamentação

Se você estiver grávida ou amamentando, consulte o seu médico antes de usar este medicamento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em pacientes com problemas no fígado

Consulte seu médico antes de usar o medicamento.

Uso em idosos

Até o momento não são conhecidas restrições específicas ao uso de Dorfen por pacientes idosos. Não existe necessidade de ajuste da dose neste grupo etário.

Riscos

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td> <p style=\"text-align:center\"><strong>N&#xE3;o use junto com outros medicamentos que contenham paracetamol, com &#xE1;lcool, ou em caso de doen&#xE7;a grave do f&#xED;gado.</strong></p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Qual a composição do Dorfen?

Cada comprimido contém

500mg ou 750mg&nbsp;de Paracetamol.

Excipientes: amido e estearato de magnésio.

Apresentação do Dorfen Comprimido

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimidos simples de 500 mg e 750 mg</h3> <p>Embalagens com 200 comprimidos.</p> <p><strong>Via oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima d 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Dorfen maior do que a recomendada?

O uso de doses excessivas, acima das doses recomendadas (superdose) pode causar danos ao fígado. Em caso de superdose, procure ajuda médica ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.

Os sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de paracetamol são&nbsp;anorexia, náusea, vômito, sudorese intensa, palidez e mal-estar geral.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Dorfen com outros remédios?

Não use outro produto que contenha paracetamol.

A absorção de Dorfen é mais rápida se você estiver em jejum. Os alimentos podem afetar a velocidade da absorção, mas não a quantidade absorvida do medicamento. A interferência do paracetamol na metabolização de outros medicamentos e a influência destes medicamentos na ação e na toxicidade do paracetamol, em geral, não é relevante.

Uso com álcool

Consumidores de doses abusivas de álcool devem consultar seu médico para saber se podem tomar Dorfen ou qualquer outro analgésico.

Interação alimentícia: posso usar o Dorfen com alimentos?

Pó para Preparação

Se você consome 3 ou mais doses de bebida alcoólica diariamente, consulte médico para saber se pode usar este produto. O paracetamol é hepatotóxico em etilistas crônicos, podendo também ter sua hepatotoxicidade aumentada nos casos de ingestão concomitante ao álcool.

Qual a ação da substância do Dorfen (Paracetamol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimido Efervescente</h3> <h4>Dor de garganta</h4> <p>Um estudo paralelo, duplo cego, realizado com 120 pacientes demonstrou efic&#xE1;cia significativa de uma &#xFA;nica dose de 1000 mg de paracetamol comprimido em reduzir a intensidade da dor e em proporcionar o seu al&#xED;vio em dor de garganta por um per&#xED;odo de 6 horas, comparado com placebo (Schachtel 1988). Este estudo empregou medidas validadas e as diferen&#xE7;as foram clinicamente importantes.</p> <h4>Cefaleia</h4> <p>Foram relatados tr&#xEA;s grandes estudos randomizados, duplo-cegos avaliando a efic&#xE1;cia de paracetamol em cefaleia por tens&#xE3;o, nos quais foram comparadas diversas doses de paracetamol com outros <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> e placebo (Peters 1983, Schachtel 1997, Migliardi 1994). Dois estudos (Peters 1983, Schachtel 1991) revelaram valores cumulativos superiores estatisticamente significativos de al&#xED;vio de dor e somas cumulativas de diferen&#xE7;as em intensidade de dor por 6 horas para paracetamol 1 g, comparado com placebo. Diferen&#xE7;as significativas, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo, foram observadas a partir de uma hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, embora a separa&#xE7;&#xE3;o em termos de benef&#xED;cio j&#xE1; tivesse iniciado apenas 30 minutos ap&#xF3;s a dose. O terceiro estudo (Migliardi 1994) demonstrou que paracetamol 1g proporcionou al&#xED;vio superior estatisticamente significativo da dor, comparado a placebo.</p> <h4>Dor muscular</h4> <p>Um estudo randomizado, duplo-cego controlado por placebo investigou o efeito de tratamentos, incluindo paracetamol (1000 mg) combinado com pseudoefedrina, em pacientes com resfriado comum (Loose 2004). Dor muscular generalizada foi avaliada durante o estudo, tendo sido demonstrada superioridade significativa para o paracetamol combinado sobre o placebo (p &lt;0,05).</p> <h4>Enxaqueca</h4> <p>Um grande estudo de grupos paralelos avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com placebo, em ataque isolado de enxaqueca (Lipton 2000). O paracetamol foi significativamente superior ao placebo ap&#xF3;s 2 horas da dose para taxa de resposta de cefal&#xE9;ia, taxa de aus&#xEA;ncia de dor e para outros sintomas de cefal&#xE9;ia do tipo enxaqueca, como <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fotofobia</a>, fonofobia e incapacidade funcional. Um grande estudo cruzado avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com diidroergotamina, combina&#xE7;&#xE3;o paracetamol/diidroergotamina e placebo, em quatro ataques consecutivos de enxaqueca (Hoernecke 1993). Todos os tratamentos ativos foram significativamente superiores ao placebo em reduzir em uma e duas horas a intensidade da dor, e levaram ao decl&#xED;nio significativamente mais r&#xE1;pido da dor. Um segundo estudo cruzado (Pearce 1983) comparou paracetamol 900 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/ibuprofeno/bula\" target=\"_blank\">ibuprofeno</a> 400 mg no tratamento de enxaqueca cl&#xE1;ssica. Ambos os tratamentos reduziram a gravidade da dor comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline).</p> <h4><a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dismenorreia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">Dismenorreia</a></h4> <p>Dois estudos controlados por placebo examinaram a efic&#xE1;cia de paracetamol na dismenorreia (Milsom 2002, Pendergrass 1985). O primeiro estudo (Milsom 2002) integrava uma an&#xE1;lise agrupada que comparou paracetamol 1000 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/naproxeno-sodico/bula\" target=\"_blank\">naproxeno s&#xF3;dico</a> 200 mg e placebo. O desenho foi de estudo randomizado, duplo-cego, cruzado de dose &#xFA;nica em pacientes com dismenorreia prim&#xE1;ria de intensidade moderada a grave. Para paracetamol, al&#xED;vio m&#xE1;ximo de dor foi observado em duas horas ap&#xF3;s a dose. O paracetamol provocou al&#xED;vio significativo da dor em 2, 3 e 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o em compara&#xE7;&#xE3;o ao placebo (p &lt;0,01), e al&#xED;vio numericamente superior em 5, 6 e 7 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O segundo estudo (Pendergrass 1985) demonstrou que paracetamol 650 mg era superior ao placebo em reduzir dor menstrual.</p> <h4>Dor dental</h4> <p>Seis estudos sobre dor dental s&#xE3;o revisados (Cooper 1989, Kiersch 1994, Quiding 1984, Mehlisch 1990, Korberly 1980, Moller 2000). Todos foram grandes estudos cujo desenho era randomizado, duplo-cego e de grupos comparativos. Todos, exceto um (Quiding 1984) foram controlados por placebo. O estudo sem controle por placebo comparou 2 doses de paracetamol com code&#xED;na 60 mg. Um estudo foi realizado sobre dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria (Korberly 1980), todos os outros foram avalia&#xE7;&#xF5;es p&#xF3;soperat&#xF3;rias. Em todos os estudos, paracetamol 1000 mg demonstrou ser estatisticamente superior ao placebo ou &#xE0; code&#xED;na 60 mg (Quiding 1984). Em um estudo (Moller 2000), o paracetamol efervescente mostrou aparecimento mais r&#xE1;pido de analgesia do que comprimidos padr&#xE3;o de paracetamol.</p> <h4>Osteoartrite</h4> <p>Uma meta-an&#xE1;lise (Zhang 2004) sobre a efic&#xE1;cia de paracetamol no tratamento de osteoartrite revelou que paracetamol era significativamente mais eficaz em aliviar a dor provocada por osteoartrite do que placebo.</p> <h4>Dor musculoesquel&#xE9;tica</h4> <p>Um estudo sobre dor musculoesquel&#xE9;tica aguda ou cr&#xF4;nica moderadamente grave (incluindo dor em ligamentos/&#xF3;ssea, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/lombalgia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dor lombar</a> baixa por esfor&#xE7;o, osteoartrite e 14 outras condi&#xE7;&#xF5;es) foi realizado em 90 pacientes (Wade 1982). A dor foi significativamente reduzida, comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline) no grupo de paracetamol, por&#xE9;m n&#xE3;o foram efetuadas compara&#xE7;&#xF5;es com placebo.</p> <h4>Febre</h4> <p>Um grande estudo bem desenhado em adultos com febre (associada com infec&#xE7;&#xE3;o do trato respirat&#xF3;rio superior) avaliou a efic&#xE1;cia de doses de 500 mg e 1000 mg de paracetamol, comparado com placebo, para 6 horas ap&#xF3;s o tratamento (Bachert 2005).</p> <p>Ambas as doses de paracetamol foram eficazes comparadas ao placebo (p &lt;0,001) no per&#xED;odo de 4 horas, e uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura, pelo paracetamol, persistiu por no m&#xED;nimo 6 horas. Outro grande estudo controlado por placebo em adultos com febre (Vargas 1994) avaliou uma dose &#xFA;nica de 650 mg de paracetamol em modelo de febre induzida por endotoxinas.</p> <p>Este estudo revelou altera&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa e clinicamente relevante, desde o per&#xED;odo basal, em temperatura sobre o per&#xED;odo de 8 horas para o paracetamol, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo. Outros estudos controlados demonstraram a efic&#xE1;cia antipir&#xE9;tica do paracetamol em crian&#xE7;as (Walson 1992, McIntyre 1996).</p> <h3>Comprimido Revestido / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <p>Foi realizado um estudo duplo-cego, controlado com placebo, a fim de avaliar a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol em um comparativo em 30 pacientes do sexo masculino. Os pacientes receberam 4 mg/kg de endotoxinas por via intravenosa, ap&#xF3;s pr&#xE9;-medica&#xE7;&#xE3;o por via oral de 1000 mg de ambas as drogas. Os picos de temperatura corporal foram de 38,5 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com placebo, 37,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo do paracetamol (p = 0,001 versus placebo), e 38,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com o f&#xE1;rmaco comparativo (p = 0,001 versus paracetamol; p = 0,570 versus placebo) 4 horas ap&#xF3;s a infus&#xE3;o de lipopolissacar&#xED;deos. Concluiu-se que o paracetamol apresentou atividade antipir&#xE9;tica superior.<sup>1</sup></p> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) em um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subsequente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Pernerstorfer T., et al. Acetaminophen has Greater Antipyretic Efficacy than Aspirin in Endotoxemia: A Randomized, Double-Bind, Placebo-Controlled Trial. Cli. Pharmacol. Ther. 1999; 66 (1): 51-7.<br> 2. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.</br></span></p> <h3>Suspens&#xE3;o Oral / Comprimido Mastig&#xE1;vel</h3> <p>Um estudo de dose &#xFA;nica, duplo-cego, controlado com placebo (n = 39), avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 15 mg/kg (n = 38) e um comparativo (n = 39), em crian&#xE7;as de 2 &#xE0; 12 anos de idade sentindo dor de garganta aguda. Ap&#xF3;s 1/2, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas (2 horas no consult&#xF3;rio do pediatra, seguidas por 4 horas em casa) a intensidade da dor foi medida por um &quot;<em>pain thermometer</em>&quot; e o al&#xED;vio com uma escala de dor de faces. As crian&#xE7;as, pais e pediatras avaliaram ambos os f&#xE1;rmacos como significativamente efetivos comparados com placebo (p &lt; 0,05) e tamb&#xE9;m houve uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura.<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. A temperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56);&amp;nbsp;grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50&#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65&#xB0;C &#xB1; 0,80 &#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11); taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51&#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Schachtel B.P., Thoden W.R. a Placebo-Controlled Model for Assaying Systemic Analgesics in Children. Clin. Pharmacol. Ther. 1993; 53 (5): 593-601.<br> 2. Vauzelle-Kervroeden F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683-7.</br></span></p> <h3>Gotas</h3> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) e um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subseq&#xFC;ente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o dos f&#xE1;rmacos. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. Atemperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56); grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50 &#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65 &#xB0;C &#xB1; 0,80&#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11) ; (3) taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51 &#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); (4) perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.<br> 2. Vauzelle-Kervroedan F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683 - 687.</br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Comprimido Efervescente</h3> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antipir&#xE9;tico. Seu mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o supostamente inclui inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese de prostaglandinas, primariamente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">sistema nervoso central</a> (Botting 2000). A aus&#xEA;ncia de inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica de prostaglandinas confere importantes propriedades farmacol&#xF3;gicas como, por exemplo, a manuten&#xE7;&#xE3;o do efeito protetor da prostaglandina no trato gastrintestinal.</p> <p>O paracetamol &#xE9;, portanto, especialmente adequado para: pacientes com hist&#xF3;rico de doen&#xE7;as ou pacientes em uso de medica&#xE7;&#xE3;o concomitante, em situa&#xE7;&#xF5;es nas quais a inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica das prostaglandinas seja indesej&#xE1;vel (por exemplo, aqueles com hist&#xF3;rico de sangramento gastrintestinal ou nos idosos) (Konturek 1984, Matzke 1996, Lanza 1998, Singh 2000, Blot 2000, Lewis 2002).</p> <p>O paracetamol &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrointestinal e, em doses terap&#xEA;uticas, a liga&#xE7;&#xE3;o com as prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas &#xE9; m&#xED;nima. O metabolismo da droga ocorre no f&#xED;gado, e a excre&#xE7;&#xE3;o &#xE9; realizada atrav&#xE9;s da urina, principalmente, com glucoron&#xED;deos e sulfatos conjugados e menos de 5% &#xE9; excretado como paracetamol sem modifica&#xE7;&#xF5;es.</p> <h3>Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / Gotas / Comprimido Mastig&#xE1;vel / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <h4>Propriedades Farmacodin&#xE2;micas</h4> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antit&#xE9;rmico n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos, clinicamente comprovado, que promove analgesia pela eleva&#xE7;&#xE3;o do limiar da dor e antipirese atrav&#xE9;s de a&#xE7;&#xE3;o no centro hipotal&#xE2;mico que regula a temperatura. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> <p><u><strong>Exclusivo Suspens&#xE3;o</strong></u><u><strong> Oral / Gotas:</strong></u> o paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Mastig&#xE1;vel:</u></strong>&amp;nbsp;O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central, n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos.</p> <h4>Propriedades Farmacocin&#xE9;ticas</h4> <h5>Absor&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol, administrado oralmente, &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrintestinal, principalmente no intestino delgado. A absor&#xE7;&#xE3;o ocorre por transporte passivo. A biodisponibilidade relativa varia de 85% a 98%. Em indiv&#xED;duos adultos as concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas ocorrem dentro de uma hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o e variam de 7,7 a 17,6 mcg/mL para uma dose &#xFA;nica de 1000 mg.</p> <p>As concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas no estado de equil&#xED;brio ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o de doses de 1000 mg a cada 6 horas, variam de 7,9 a 27,0 mcg/mL.</p> <h6><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</u></h6> <p>Atrav&#xE9;s de informa&#xE7;&#xF5;es agrupadas de farmacocin&#xE9;tica provenientes de 5 estudos patrocinados pela companhia, com 59 crian&#xE7;as, idades entre 6 meses e 11 anos, foi encontrada a m&#xE9;dia para concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima de 12.08 &#xB1; 3.92 ug/ml, sendo obtida com o tempo de 51 &#xB1; 39 min (m&#xE9;dia 35min) atrav&#xE9;s de uma dose de 12.5 mg/kg.</p> <h5>Efeito dos alimentos:</h5> <p>Embora as concentra&#xE7;&#xF5;es m&#xE1;ximas sejam atrasadas quando o paracetamol &#xE9; administrado com alimentos, a extens&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o &#xE9; afetada. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o:</u></strong>&amp;nbsp;A absor&#xE7;&#xE3;o de paracetamol &#xE9; mais r&#xE1;pida se voc&#xEA; estiver em jejum.</p> <h5>Distribui&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol parece ser amplamente distribu&#xED;do aos tecidos org&#xE2;nicos, exceto ao tecido gorduroso. Seu volume de distribui&#xE7;&#xE3;o aparente &#xE9; de 0,7 a 1 litro/kg em crian&#xE7;as e adultos. Uma propor&#xE7;&#xE3;o relativamente pequena (10% a 25%) do paracetamol se liga &#xE0;s prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas.</p> <h5>Metabolismo:</h5> <p>O paracetamol &#xE9; metabolizado principalmente no f&#xED;gado e envolve tr&#xEA;s principais vias: conjuga&#xE7;&#xE3;o com glucoron&#xED;deo, conjuga&#xE7;&#xE3;o com sulfato e oxida&#xE7;&#xE3;o atrav&#xE9;s da via enzim&#xE1;tica do sistema citocromo P450. A via oxidativa forma um intermedi&#xE1;rio reativo que &#xE9; detoxificado por conjuga&#xE7;&#xE3;o com glutationa para formar ciste&#xED;na inerte e metab&#xF3;litos mercaptop&#xFA;ricos. A principal isoenzima do sistema citocromo P450 envolvida <em>in vivo</em> parece ser a CYP2E1, embora a CYP1A2 e CYP3A4 tenham sido consideradas vias menos importantes com base nos dados microssomais <em>in vitro</em>. Subsequentemente verificou-se que tanto a via CYP1A2 quanto a CYP3A4 apresentam contribui&#xE7;&#xE3;o desprez&#xED;vel <em>in vivo</em>. Em adultos, a maior parte do paracetamol &#xE9; conjugada com &#xE1;cido glucor&#xF4;nico e em menor extens&#xE3;o com sulfato. Os metab&#xF3;litos derivados do glucoron&#xED;deo, sulfato e glutationa s&#xE3;o desprovidos de atividade biol&#xF3;gica. Em rec&#xE9;m-nascidos prematuros e a termo, e, em crian&#xE7;as de baixa idade, predomina o conjugado sulfato. Em adultos com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica de diferentes graus de intensidade e etiologia, v&#xE1;rios estudos sobre metabolismo demonstraram que a biotransforma&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; semelhante &#xE0;quela de adultos sadios, mas um pouco mais lenta. A administra&#xE7;&#xE3;o di&#xE1;ria consecutiva de doses de 4g por dia induz glucoronida&#xE7;&#xE3;o (uma via n&#xE3;o t&#xF3;xica) em adultos sadios e com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica, resultando essencialmente em depura&#xE7;&#xE3;o total aumentada do paracetamol no decorrer do tempo e ac&#xFA;mulo plasm&#xE1;tico limitado.</p> <h5>Elimina&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>Em adultos a meia vida de elimina&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; cerca de 2 a 3 horas e em crian&#xE7;as &#xE9; cerca de 1,5 a 3 horas. Ela &#xE9; aproximadamente uma hora mais longa em rec&#xE9;m-nascidos e em pacientes cirr&#xF3;ticos. O paracetamol &#xE9; eliminado do organismo sob a forma de conjugado glucoron&#xED;deo (45% a 60%) e conjugado sulfato (25% a 35%), ti&#xF3;is (5% a 10%), como metab&#xF3;litos de ciste&#xED;na e mercaptopurato e catec&#xF3;is (3% a 6%), que s&#xE3;o excretados na urina. A depura&#xE7;&#xE3;o renal do paracetamol inalterado &#xE9; cerca de 3,5% da dose.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Dorfen?

Dorfen deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características Físicas

Dorfen 500 mg comprimido de cor branca.

Dorfen 750 mg comprimido oblongo de cor branca.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Dizeres Legais do Dorfen

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td colspan=\"2\" style=\"text-align:center; width:608px\"><strong>Registro MS</strong></td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.003-1</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">750 mg&amp;nbsp;</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.005-6</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Farmacêutico Responsável:
Wilson Colombo
CRF-SP 7878

Cazi Química Farmacêutica Indústria e Comércio Ltda.
Rua Antonio Lopes, 134
Jandira/SP
CNPJ: 44.010.437/0001-81
Indústria Brasileira



SAC:
0800-7706632

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

32mg/mL, caixa com 1 frasco com 60mL de suspensão de uso oral + 1 copo medidor

Princípio ativo
:
Paracetamol
Classe Terapêutica
:
Analgésicos Não Narcóticos e Antipiréticos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Analgésico E Antitérmico
Especialidade
:
Clínica Médica

Bula do medicamento

Dorfen, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado em adultos para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites e cólicas menstruais.

Como o Dorfen Comprimido funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Dorfen reduz a febre atuando no centro regulador da temperatura no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">Sistema Nervoso Central</a> (SNC) e diminui a sensibilidade para a dor. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Dorfen?

Você não deve usar Dorfen se tiver alergia ao paracetamol ou a qualquer componente de sua fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Dorfen?

Uso oral. Você deve tomar os comprimidos com líquido. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refeições.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Dorfen 500 mg

1 a 2 comprimidos, 3 a 4 vezes ao dia.

Dorfen 750 mg

1 comprimido, 3 a 5 vezes ao dia.

A dose diária máxima recomendada de paracetamol é de 4000 mg (8 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 5 comprimidos de Dorfen 750 mg) administrada em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose (2 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 1 comprimido de Dorfen 750 mg), em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24 horas.

Duração do tratamento

Depende do desaparecimento dos sintomas.

Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Dorfen Comprimido?

{"tag":"hr","value":" <p>Se voc&#xEA; se esquecer de tomar uma dose do medicamento, fa&#xE7;a-o assim que se lembrar, caso de ainda haja necessidade, e ent&#xE3;o ajuste o hor&#xE1;rio das pr&#xF3;ximas tomadas. N&#xE3;o tome a dose dobrada para compensar a dose esquecida.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Dorfen?

Você não deve tomar mais do que a dose recomendada (superdose) para provocar maior alívio, pois pode causar sérios problemas de saúde. Você deve consultar seu médico se a dor ou febre continuarem ou piorarem, ou se surgirem novos sintomas, pois estes sintomas podem ser sinais de doenças graves.&nbsp;

Muito raramente, foram relatadas reações cutâneas graves em pacientes que administraram paracetamol.

Os sintomas podem incluir

Vermelhidão na pele, bolhas e erupções cutâneas. Se ocorrerem reações cutâneas ou piora de problemas de pele já existentes, interrompa o uso do medicamento e procure ajuda médica imediatamente.

Não use outro produto que contenha paracetamol.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Dorfen?

Este medicamento pode causar algumas reações desagradáveis inesperadas. Caso você tenha uma reação alérgica, deve parar de tomar o medicamento.

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Urticária, coceira e vermelhidão no corpo, reações alérgicas a este medicamento e aumento das transaminases.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

População Especial

Gravidez e Amamentação

Se você estiver grávida ou amamentando, consulte o seu médico antes de usar este medicamento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em pacientes com problemas no fígado

Consulte seu médico antes de usar o medicamento.

Uso em idosos

Até o momento não são conhecidas restrições específicas ao uso de Dorfen por pacientes idosos. Não existe necessidade de ajuste da dose neste grupo etário.

Riscos

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td> <p style=\"text-align:center\"><strong>N&#xE3;o use junto com outros medicamentos que contenham paracetamol, com &#xE1;lcool, ou em caso de doen&#xE7;a grave do f&#xED;gado.</strong></p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Qual a composição do Dorfen?

Cada comprimido contém

500mg ou 750mg&nbsp;de Paracetamol.

Excipientes: amido e estearato de magnésio.

Apresentação do Dorfen Comprimido

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimidos simples de 500 mg e 750 mg</h3> <p>Embalagens com 200 comprimidos.</p> <p><strong>Via oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima d 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Dorfen maior do que a recomendada?

O uso de doses excessivas, acima das doses recomendadas (superdose) pode causar danos ao fígado. Em caso de superdose, procure ajuda médica ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.

Os sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de paracetamol são&nbsp;anorexia, náusea, vômito, sudorese intensa, palidez e mal-estar geral.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Dorfen com outros remédios?

Não use outro produto que contenha paracetamol.

A absorção de Dorfen é mais rápida se você estiver em jejum. Os alimentos podem afetar a velocidade da absorção, mas não a quantidade absorvida do medicamento. A interferência do paracetamol na metabolização de outros medicamentos e a influência destes medicamentos na ação e na toxicidade do paracetamol, em geral, não é relevante.

Uso com álcool

Consumidores de doses abusivas de álcool devem consultar seu médico para saber se podem tomar Dorfen ou qualquer outro analgésico.

Interação alimentícia: posso usar o Dorfen com alimentos?

Pó para Preparação

Se você consome 3 ou mais doses de bebida alcoólica diariamente, consulte médico para saber se pode usar este produto. O paracetamol é hepatotóxico em etilistas crônicos, podendo também ter sua hepatotoxicidade aumentada nos casos de ingestão concomitante ao álcool.

Qual a ação da substância do Dorfen (Paracetamol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimido Efervescente</h3> <h4>Dor de garganta</h4> <p>Um estudo paralelo, duplo cego, realizado com 120 pacientes demonstrou efic&#xE1;cia significativa de uma &#xFA;nica dose de 1000 mg de paracetamol comprimido em reduzir a intensidade da dor e em proporcionar o seu al&#xED;vio em dor de garganta por um per&#xED;odo de 6 horas, comparado com placebo (Schachtel 1988). Este estudo empregou medidas validadas e as diferen&#xE7;as foram clinicamente importantes.</p> <h4>Cefaleia</h4> <p>Foram relatados tr&#xEA;s grandes estudos randomizados, duplo-cegos avaliando a efic&#xE1;cia de paracetamol em cefaleia por tens&#xE3;o, nos quais foram comparadas diversas doses de paracetamol com outros <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> e placebo (Peters 1983, Schachtel 1997, Migliardi 1994). Dois estudos (Peters 1983, Schachtel 1991) revelaram valores cumulativos superiores estatisticamente significativos de al&#xED;vio de dor e somas cumulativas de diferen&#xE7;as em intensidade de dor por 6 horas para paracetamol 1 g, comparado com placebo. Diferen&#xE7;as significativas, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo, foram observadas a partir de uma hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, embora a separa&#xE7;&#xE3;o em termos de benef&#xED;cio j&#xE1; tivesse iniciado apenas 30 minutos ap&#xF3;s a dose. O terceiro estudo (Migliardi 1994) demonstrou que paracetamol 1g proporcionou al&#xED;vio superior estatisticamente significativo da dor, comparado a placebo.</p> <h4>Dor muscular</h4> <p>Um estudo randomizado, duplo-cego controlado por placebo investigou o efeito de tratamentos, incluindo paracetamol (1000 mg) combinado com pseudoefedrina, em pacientes com resfriado comum (Loose 2004). Dor muscular generalizada foi avaliada durante o estudo, tendo sido demonstrada superioridade significativa para o paracetamol combinado sobre o placebo (p &lt;0,05).</p> <h4>Enxaqueca</h4> <p>Um grande estudo de grupos paralelos avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com placebo, em ataque isolado de enxaqueca (Lipton 2000). O paracetamol foi significativamente superior ao placebo ap&#xF3;s 2 horas da dose para taxa de resposta de cefal&#xE9;ia, taxa de aus&#xEA;ncia de dor e para outros sintomas de cefal&#xE9;ia do tipo enxaqueca, como <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fotofobia</a>, fonofobia e incapacidade funcional. Um grande estudo cruzado avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com diidroergotamina, combina&#xE7;&#xE3;o paracetamol/diidroergotamina e placebo, em quatro ataques consecutivos de enxaqueca (Hoernecke 1993). Todos os tratamentos ativos foram significativamente superiores ao placebo em reduzir em uma e duas horas a intensidade da dor, e levaram ao decl&#xED;nio significativamente mais r&#xE1;pido da dor. Um segundo estudo cruzado (Pearce 1983) comparou paracetamol 900 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/ibuprofeno/bula\" target=\"_blank\">ibuprofeno</a> 400 mg no tratamento de enxaqueca cl&#xE1;ssica. Ambos os tratamentos reduziram a gravidade da dor comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline).</p> <h4><a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dismenorreia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">Dismenorreia</a></h4> <p>Dois estudos controlados por placebo examinaram a efic&#xE1;cia de paracetamol na dismenorreia (Milsom 2002, Pendergrass 1985). O primeiro estudo (Milsom 2002) integrava uma an&#xE1;lise agrupada que comparou paracetamol 1000 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/naproxeno-sodico/bula\" target=\"_blank\">naproxeno s&#xF3;dico</a> 200 mg e placebo. O desenho foi de estudo randomizado, duplo-cego, cruzado de dose &#xFA;nica em pacientes com dismenorreia prim&#xE1;ria de intensidade moderada a grave. Para paracetamol, al&#xED;vio m&#xE1;ximo de dor foi observado em duas horas ap&#xF3;s a dose. O paracetamol provocou al&#xED;vio significativo da dor em 2, 3 e 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o em compara&#xE7;&#xE3;o ao placebo (p &lt;0,01), e al&#xED;vio numericamente superior em 5, 6 e 7 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O segundo estudo (Pendergrass 1985) demonstrou que paracetamol 650 mg era superior ao placebo em reduzir dor menstrual.</p> <h4>Dor dental</h4> <p>Seis estudos sobre dor dental s&#xE3;o revisados (Cooper 1989, Kiersch 1994, Quiding 1984, Mehlisch 1990, Korberly 1980, Moller 2000). Todos foram grandes estudos cujo desenho era randomizado, duplo-cego e de grupos comparativos. Todos, exceto um (Quiding 1984) foram controlados por placebo. O estudo sem controle por placebo comparou 2 doses de paracetamol com code&#xED;na 60 mg. Um estudo foi realizado sobre dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria (Korberly 1980), todos os outros foram avalia&#xE7;&#xF5;es p&#xF3;soperat&#xF3;rias. Em todos os estudos, paracetamol 1000 mg demonstrou ser estatisticamente superior ao placebo ou &#xE0; code&#xED;na 60 mg (Quiding 1984). Em um estudo (Moller 2000), o paracetamol efervescente mostrou aparecimento mais r&#xE1;pido de analgesia do que comprimidos padr&#xE3;o de paracetamol.</p> <h4>Osteoartrite</h4> <p>Uma meta-an&#xE1;lise (Zhang 2004) sobre a efic&#xE1;cia de paracetamol no tratamento de osteoartrite revelou que paracetamol era significativamente mais eficaz em aliviar a dor provocada por osteoartrite do que placebo.</p> <h4>Dor musculoesquel&#xE9;tica</h4> <p>Um estudo sobre dor musculoesquel&#xE9;tica aguda ou cr&#xF4;nica moderadamente grave (incluindo dor em ligamentos/&#xF3;ssea, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/lombalgia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dor lombar</a> baixa por esfor&#xE7;o, osteoartrite e 14 outras condi&#xE7;&#xF5;es) foi realizado em 90 pacientes (Wade 1982). A dor foi significativamente reduzida, comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline) no grupo de paracetamol, por&#xE9;m n&#xE3;o foram efetuadas compara&#xE7;&#xF5;es com placebo.</p> <h4>Febre</h4> <p>Um grande estudo bem desenhado em adultos com febre (associada com infec&#xE7;&#xE3;o do trato respirat&#xF3;rio superior) avaliou a efic&#xE1;cia de doses de 500 mg e 1000 mg de paracetamol, comparado com placebo, para 6 horas ap&#xF3;s o tratamento (Bachert 2005).</p> <p>Ambas as doses de paracetamol foram eficazes comparadas ao placebo (p &lt;0,001) no per&#xED;odo de 4 horas, e uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura, pelo paracetamol, persistiu por no m&#xED;nimo 6 horas. Outro grande estudo controlado por placebo em adultos com febre (Vargas 1994) avaliou uma dose &#xFA;nica de 650 mg de paracetamol em modelo de febre induzida por endotoxinas.</p> <p>Este estudo revelou altera&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa e clinicamente relevante, desde o per&#xED;odo basal, em temperatura sobre o per&#xED;odo de 8 horas para o paracetamol, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo. Outros estudos controlados demonstraram a efic&#xE1;cia antipir&#xE9;tica do paracetamol em crian&#xE7;as (Walson 1992, McIntyre 1996).</p> <h3>Comprimido Revestido / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <p>Foi realizado um estudo duplo-cego, controlado com placebo, a fim de avaliar a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol em um comparativo em 30 pacientes do sexo masculino. Os pacientes receberam 4 mg/kg de endotoxinas por via intravenosa, ap&#xF3;s pr&#xE9;-medica&#xE7;&#xE3;o por via oral de 1000 mg de ambas as drogas. Os picos de temperatura corporal foram de 38,5 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com placebo, 37,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo do paracetamol (p = 0,001 versus placebo), e 38,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com o f&#xE1;rmaco comparativo (p = 0,001 versus paracetamol; p = 0,570 versus placebo) 4 horas ap&#xF3;s a infus&#xE3;o de lipopolissacar&#xED;deos. Concluiu-se que o paracetamol apresentou atividade antipir&#xE9;tica superior.<sup>1</sup></p> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) em um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subsequente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Pernerstorfer T., et al. Acetaminophen has Greater Antipyretic Efficacy than Aspirin in Endotoxemia: A Randomized, Double-Bind, Placebo-Controlled Trial. Cli. Pharmacol. Ther. 1999; 66 (1): 51-7.<br> 2. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.</br></span></p> <h3>Suspens&#xE3;o Oral / Comprimido Mastig&#xE1;vel</h3> <p>Um estudo de dose &#xFA;nica, duplo-cego, controlado com placebo (n = 39), avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 15 mg/kg (n = 38) e um comparativo (n = 39), em crian&#xE7;as de 2 &#xE0; 12 anos de idade sentindo dor de garganta aguda. Ap&#xF3;s 1/2, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas (2 horas no consult&#xF3;rio do pediatra, seguidas por 4 horas em casa) a intensidade da dor foi medida por um &quot;<em>pain thermometer</em>&quot; e o al&#xED;vio com uma escala de dor de faces. As crian&#xE7;as, pais e pediatras avaliaram ambos os f&#xE1;rmacos como significativamente efetivos comparados com placebo (p &lt; 0,05) e tamb&#xE9;m houve uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura.<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. A temperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56);&amp;nbsp;grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50&#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65&#xB0;C &#xB1; 0,80 &#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11); taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51&#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Schachtel B.P., Thoden W.R. a Placebo-Controlled Model for Assaying Systemic Analgesics in Children. Clin. Pharmacol. Ther. 1993; 53 (5): 593-601.<br> 2. Vauzelle-Kervroeden F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683-7.</br></span></p> <h3>Gotas</h3> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) e um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subseq&#xFC;ente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o dos f&#xE1;rmacos. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. Atemperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56); grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50 &#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65 &#xB0;C &#xB1; 0,80&#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11) ; (3) taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51 &#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); (4) perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.<br> 2. Vauzelle-Kervroedan F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683 - 687.</br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Comprimido Efervescente</h3> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antipir&#xE9;tico. Seu mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o supostamente inclui inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese de prostaglandinas, primariamente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">sistema nervoso central</a> (Botting 2000). A aus&#xEA;ncia de inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica de prostaglandinas confere importantes propriedades farmacol&#xF3;gicas como, por exemplo, a manuten&#xE7;&#xE3;o do efeito protetor da prostaglandina no trato gastrintestinal.</p> <p>O paracetamol &#xE9;, portanto, especialmente adequado para: pacientes com hist&#xF3;rico de doen&#xE7;as ou pacientes em uso de medica&#xE7;&#xE3;o concomitante, em situa&#xE7;&#xF5;es nas quais a inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica das prostaglandinas seja indesej&#xE1;vel (por exemplo, aqueles com hist&#xF3;rico de sangramento gastrintestinal ou nos idosos) (Konturek 1984, Matzke 1996, Lanza 1998, Singh 2000, Blot 2000, Lewis 2002).</p> <p>O paracetamol &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrointestinal e, em doses terap&#xEA;uticas, a liga&#xE7;&#xE3;o com as prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas &#xE9; m&#xED;nima. O metabolismo da droga ocorre no f&#xED;gado, e a excre&#xE7;&#xE3;o &#xE9; realizada atrav&#xE9;s da urina, principalmente, com glucoron&#xED;deos e sulfatos conjugados e menos de 5% &#xE9; excretado como paracetamol sem modifica&#xE7;&#xF5;es.</p> <h3>Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / Gotas / Comprimido Mastig&#xE1;vel / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <h4>Propriedades Farmacodin&#xE2;micas</h4> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antit&#xE9;rmico n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos, clinicamente comprovado, que promove analgesia pela eleva&#xE7;&#xE3;o do limiar da dor e antipirese atrav&#xE9;s de a&#xE7;&#xE3;o no centro hipotal&#xE2;mico que regula a temperatura. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> <p><u><strong>Exclusivo Suspens&#xE3;o</strong></u><u><strong> Oral / Gotas:</strong></u> o paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Mastig&#xE1;vel:</u></strong>&amp;nbsp;O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central, n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos.</p> <h4>Propriedades Farmacocin&#xE9;ticas</h4> <h5>Absor&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol, administrado oralmente, &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrintestinal, principalmente no intestino delgado. A absor&#xE7;&#xE3;o ocorre por transporte passivo. A biodisponibilidade relativa varia de 85% a 98%. Em indiv&#xED;duos adultos as concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas ocorrem dentro de uma hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o e variam de 7,7 a 17,6 mcg/mL para uma dose &#xFA;nica de 1000 mg.</p> <p>As concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas no estado de equil&#xED;brio ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o de doses de 1000 mg a cada 6 horas, variam de 7,9 a 27,0 mcg/mL.</p> <h6><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</u></h6> <p>Atrav&#xE9;s de informa&#xE7;&#xF5;es agrupadas de farmacocin&#xE9;tica provenientes de 5 estudos patrocinados pela companhia, com 59 crian&#xE7;as, idades entre 6 meses e 11 anos, foi encontrada a m&#xE9;dia para concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima de 12.08 &#xB1; 3.92 ug/ml, sendo obtida com o tempo de 51 &#xB1; 39 min (m&#xE9;dia 35min) atrav&#xE9;s de uma dose de 12.5 mg/kg.</p> <h5>Efeito dos alimentos:</h5> <p>Embora as concentra&#xE7;&#xF5;es m&#xE1;ximas sejam atrasadas quando o paracetamol &#xE9; administrado com alimentos, a extens&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o &#xE9; afetada. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o:</u></strong>&amp;nbsp;A absor&#xE7;&#xE3;o de paracetamol &#xE9; mais r&#xE1;pida se voc&#xEA; estiver em jejum.</p> <h5>Distribui&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol parece ser amplamente distribu&#xED;do aos tecidos org&#xE2;nicos, exceto ao tecido gorduroso. Seu volume de distribui&#xE7;&#xE3;o aparente &#xE9; de 0,7 a 1 litro/kg em crian&#xE7;as e adultos. Uma propor&#xE7;&#xE3;o relativamente pequena (10% a 25%) do paracetamol se liga &#xE0;s prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas.</p> <h5>Metabolismo:</h5> <p>O paracetamol &#xE9; metabolizado principalmente no f&#xED;gado e envolve tr&#xEA;s principais vias: conjuga&#xE7;&#xE3;o com glucoron&#xED;deo, conjuga&#xE7;&#xE3;o com sulfato e oxida&#xE7;&#xE3;o atrav&#xE9;s da via enzim&#xE1;tica do sistema citocromo P450. A via oxidativa forma um intermedi&#xE1;rio reativo que &#xE9; detoxificado por conjuga&#xE7;&#xE3;o com glutationa para formar ciste&#xED;na inerte e metab&#xF3;litos mercaptop&#xFA;ricos. A principal isoenzima do sistema citocromo P450 envolvida <em>in vivo</em> parece ser a CYP2E1, embora a CYP1A2 e CYP3A4 tenham sido consideradas vias menos importantes com base nos dados microssomais <em>in vitro</em>. Subsequentemente verificou-se que tanto a via CYP1A2 quanto a CYP3A4 apresentam contribui&#xE7;&#xE3;o desprez&#xED;vel <em>in vivo</em>. Em adultos, a maior parte do paracetamol &#xE9; conjugada com &#xE1;cido glucor&#xF4;nico e em menor extens&#xE3;o com sulfato. Os metab&#xF3;litos derivados do glucoron&#xED;deo, sulfato e glutationa s&#xE3;o desprovidos de atividade biol&#xF3;gica. Em rec&#xE9;m-nascidos prematuros e a termo, e, em crian&#xE7;as de baixa idade, predomina o conjugado sulfato. Em adultos com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica de diferentes graus de intensidade e etiologia, v&#xE1;rios estudos sobre metabolismo demonstraram que a biotransforma&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; semelhante &#xE0;quela de adultos sadios, mas um pouco mais lenta. A administra&#xE7;&#xE3;o di&#xE1;ria consecutiva de doses de 4g por dia induz glucoronida&#xE7;&#xE3;o (uma via n&#xE3;o t&#xF3;xica) em adultos sadios e com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica, resultando essencialmente em depura&#xE7;&#xE3;o total aumentada do paracetamol no decorrer do tempo e ac&#xFA;mulo plasm&#xE1;tico limitado.</p> <h5>Elimina&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>Em adultos a meia vida de elimina&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; cerca de 2 a 3 horas e em crian&#xE7;as &#xE9; cerca de 1,5 a 3 horas. Ela &#xE9; aproximadamente uma hora mais longa em rec&#xE9;m-nascidos e em pacientes cirr&#xF3;ticos. O paracetamol &#xE9; eliminado do organismo sob a forma de conjugado glucoron&#xED;deo (45% a 60%) e conjugado sulfato (25% a 35%), ti&#xF3;is (5% a 10%), como metab&#xF3;litos de ciste&#xED;na e mercaptopurato e catec&#xF3;is (3% a 6%), que s&#xE3;o excretados na urina. A depura&#xE7;&#xE3;o renal do paracetamol inalterado &#xE9; cerca de 3,5% da dose.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Dorfen?

Dorfen deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características Físicas

Dorfen 500 mg comprimido de cor branca.

Dorfen 750 mg comprimido oblongo de cor branca.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Dizeres Legais do Dorfen

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td colspan=\"2\" style=\"text-align:center; width:608px\"><strong>Registro MS</strong></td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.003-1</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">750 mg&amp;nbsp;</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.005-6</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Farmacêutico Responsável:
Wilson Colombo
CRF-SP 7878

Cazi Química Farmacêutica Indústria e Comércio Ltda.
Rua Antonio Lopes, 134
Jandira/SP
CNPJ: 44.010.437/0001-81
Indústria Brasileira



SAC:
0800-7706632

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

200mg/mL, caixa com 1 frasco gotejador com 15mL de solução de uso oral

Princípio ativo
:
Paracetamol
Classe Terapêutica
:
Analgésicos Não Narcóticos e Antipiréticos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Analgésico E Antitérmico
Especialidade
:
Clínica Médica

Bula do medicamento

Dorfen, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado em adultos para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites e cólicas menstruais.

Como o Dorfen Comprimido funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Dorfen reduz a febre atuando no centro regulador da temperatura no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">Sistema Nervoso Central</a> (SNC) e diminui a sensibilidade para a dor. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Dorfen?

Você não deve usar Dorfen se tiver alergia ao paracetamol ou a qualquer componente de sua fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Dorfen?

Uso oral. Você deve tomar os comprimidos com líquido. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refeições.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Dorfen 500 mg

1 a 2 comprimidos, 3 a 4 vezes ao dia.

Dorfen 750 mg

1 comprimido, 3 a 5 vezes ao dia.

A dose diária máxima recomendada de paracetamol é de 4000 mg (8 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 5 comprimidos de Dorfen 750 mg) administrada em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose (2 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 1 comprimido de Dorfen 750 mg), em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24 horas.

Duração do tratamento

Depende do desaparecimento dos sintomas.

Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Dorfen Comprimido?

{"tag":"hr","value":" <p>Se voc&#xEA; se esquecer de tomar uma dose do medicamento, fa&#xE7;a-o assim que se lembrar, caso de ainda haja necessidade, e ent&#xE3;o ajuste o hor&#xE1;rio das pr&#xF3;ximas tomadas. N&#xE3;o tome a dose dobrada para compensar a dose esquecida.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Dorfen?

Você não deve tomar mais do que a dose recomendada (superdose) para provocar maior alívio, pois pode causar sérios problemas de saúde. Você deve consultar seu médico se a dor ou febre continuarem ou piorarem, ou se surgirem novos sintomas, pois estes sintomas podem ser sinais de doenças graves.&nbsp;

Muito raramente, foram relatadas reações cutâneas graves em pacientes que administraram paracetamol.

Os sintomas podem incluir

Vermelhidão na pele, bolhas e erupções cutâneas. Se ocorrerem reações cutâneas ou piora de problemas de pele já existentes, interrompa o uso do medicamento e procure ajuda médica imediatamente.

Não use outro produto que contenha paracetamol.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Dorfen?

Este medicamento pode causar algumas reações desagradáveis inesperadas. Caso você tenha uma reação alérgica, deve parar de tomar o medicamento.

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Urticária, coceira e vermelhidão no corpo, reações alérgicas a este medicamento e aumento das transaminases.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

População Especial

Gravidez e Amamentação

Se você estiver grávida ou amamentando, consulte o seu médico antes de usar este medicamento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em pacientes com problemas no fígado

Consulte seu médico antes de usar o medicamento.

Uso em idosos

Até o momento não são conhecidas restrições específicas ao uso de Dorfen por pacientes idosos. Não existe necessidade de ajuste da dose neste grupo etário.

Riscos

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td> <p style=\"text-align:center\"><strong>N&#xE3;o use junto com outros medicamentos que contenham paracetamol, com &#xE1;lcool, ou em caso de doen&#xE7;a grave do f&#xED;gado.</strong></p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Qual a composição do Dorfen?

Cada comprimido contém

500mg ou 750mg&nbsp;de Paracetamol.

Excipientes: amido e estearato de magnésio.

Apresentação do Dorfen Comprimido

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimidos simples de 500 mg e 750 mg</h3> <p>Embalagens com 200 comprimidos.</p> <p><strong>Via oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima d 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Dorfen maior do que a recomendada?

O uso de doses excessivas, acima das doses recomendadas (superdose) pode causar danos ao fígado. Em caso de superdose, procure ajuda médica ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.

Os sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de paracetamol são&nbsp;anorexia, náusea, vômito, sudorese intensa, palidez e mal-estar geral.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Dorfen com outros remédios?

Não use outro produto que contenha paracetamol.

A absorção de Dorfen é mais rápida se você estiver em jejum. Os alimentos podem afetar a velocidade da absorção, mas não a quantidade absorvida do medicamento. A interferência do paracetamol na metabolização de outros medicamentos e a influência destes medicamentos na ação e na toxicidade do paracetamol, em geral, não é relevante.

Uso com álcool

Consumidores de doses abusivas de álcool devem consultar seu médico para saber se podem tomar Dorfen ou qualquer outro analgésico.

Interação alimentícia: posso usar o Dorfen com alimentos?

Pó para Preparação

Se você consome 3 ou mais doses de bebida alcoólica diariamente, consulte médico para saber se pode usar este produto. O paracetamol é hepatotóxico em etilistas crônicos, podendo também ter sua hepatotoxicidade aumentada nos casos de ingestão concomitante ao álcool.

Qual a ação da substância do Dorfen (Paracetamol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimido Efervescente</h3> <h4>Dor de garganta</h4> <p>Um estudo paralelo, duplo cego, realizado com 120 pacientes demonstrou efic&#xE1;cia significativa de uma &#xFA;nica dose de 1000 mg de paracetamol comprimido em reduzir a intensidade da dor e em proporcionar o seu al&#xED;vio em dor de garganta por um per&#xED;odo de 6 horas, comparado com placebo (Schachtel 1988). Este estudo empregou medidas validadas e as diferen&#xE7;as foram clinicamente importantes.</p> <h4>Cefaleia</h4> <p>Foram relatados tr&#xEA;s grandes estudos randomizados, duplo-cegos avaliando a efic&#xE1;cia de paracetamol em cefaleia por tens&#xE3;o, nos quais foram comparadas diversas doses de paracetamol com outros <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> e placebo (Peters 1983, Schachtel 1997, Migliardi 1994). Dois estudos (Peters 1983, Schachtel 1991) revelaram valores cumulativos superiores estatisticamente significativos de al&#xED;vio de dor e somas cumulativas de diferen&#xE7;as em intensidade de dor por 6 horas para paracetamol 1 g, comparado com placebo. Diferen&#xE7;as significativas, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo, foram observadas a partir de uma hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, embora a separa&#xE7;&#xE3;o em termos de benef&#xED;cio j&#xE1; tivesse iniciado apenas 30 minutos ap&#xF3;s a dose. O terceiro estudo (Migliardi 1994) demonstrou que paracetamol 1g proporcionou al&#xED;vio superior estatisticamente significativo da dor, comparado a placebo.</p> <h4>Dor muscular</h4> <p>Um estudo randomizado, duplo-cego controlado por placebo investigou o efeito de tratamentos, incluindo paracetamol (1000 mg) combinado com pseudoefedrina, em pacientes com resfriado comum (Loose 2004). Dor muscular generalizada foi avaliada durante o estudo, tendo sido demonstrada superioridade significativa para o paracetamol combinado sobre o placebo (p &lt;0,05).</p> <h4>Enxaqueca</h4> <p>Um grande estudo de grupos paralelos avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com placebo, em ataque isolado de enxaqueca (Lipton 2000). O paracetamol foi significativamente superior ao placebo ap&#xF3;s 2 horas da dose para taxa de resposta de cefal&#xE9;ia, taxa de aus&#xEA;ncia de dor e para outros sintomas de cefal&#xE9;ia do tipo enxaqueca, como <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fotofobia</a>, fonofobia e incapacidade funcional. Um grande estudo cruzado avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com diidroergotamina, combina&#xE7;&#xE3;o paracetamol/diidroergotamina e placebo, em quatro ataques consecutivos de enxaqueca (Hoernecke 1993). Todos os tratamentos ativos foram significativamente superiores ao placebo em reduzir em uma e duas horas a intensidade da dor, e levaram ao decl&#xED;nio significativamente mais r&#xE1;pido da dor. Um segundo estudo cruzado (Pearce 1983) comparou paracetamol 900 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/ibuprofeno/bula\" target=\"_blank\">ibuprofeno</a> 400 mg no tratamento de enxaqueca cl&#xE1;ssica. Ambos os tratamentos reduziram a gravidade da dor comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline).</p> <h4><a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dismenorreia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">Dismenorreia</a></h4> <p>Dois estudos controlados por placebo examinaram a efic&#xE1;cia de paracetamol na dismenorreia (Milsom 2002, Pendergrass 1985). O primeiro estudo (Milsom 2002) integrava uma an&#xE1;lise agrupada que comparou paracetamol 1000 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/naproxeno-sodico/bula\" target=\"_blank\">naproxeno s&#xF3;dico</a> 200 mg e placebo. O desenho foi de estudo randomizado, duplo-cego, cruzado de dose &#xFA;nica em pacientes com dismenorreia prim&#xE1;ria de intensidade moderada a grave. Para paracetamol, al&#xED;vio m&#xE1;ximo de dor foi observado em duas horas ap&#xF3;s a dose. O paracetamol provocou al&#xED;vio significativo da dor em 2, 3 e 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o em compara&#xE7;&#xE3;o ao placebo (p &lt;0,01), e al&#xED;vio numericamente superior em 5, 6 e 7 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O segundo estudo (Pendergrass 1985) demonstrou que paracetamol 650 mg era superior ao placebo em reduzir dor menstrual.</p> <h4>Dor dental</h4> <p>Seis estudos sobre dor dental s&#xE3;o revisados (Cooper 1989, Kiersch 1994, Quiding 1984, Mehlisch 1990, Korberly 1980, Moller 2000). Todos foram grandes estudos cujo desenho era randomizado, duplo-cego e de grupos comparativos. Todos, exceto um (Quiding 1984) foram controlados por placebo. O estudo sem controle por placebo comparou 2 doses de paracetamol com code&#xED;na 60 mg. Um estudo foi realizado sobre dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria (Korberly 1980), todos os outros foram avalia&#xE7;&#xF5;es p&#xF3;soperat&#xF3;rias. Em todos os estudos, paracetamol 1000 mg demonstrou ser estatisticamente superior ao placebo ou &#xE0; code&#xED;na 60 mg (Quiding 1984). Em um estudo (Moller 2000), o paracetamol efervescente mostrou aparecimento mais r&#xE1;pido de analgesia do que comprimidos padr&#xE3;o de paracetamol.</p> <h4>Osteoartrite</h4> <p>Uma meta-an&#xE1;lise (Zhang 2004) sobre a efic&#xE1;cia de paracetamol no tratamento de osteoartrite revelou que paracetamol era significativamente mais eficaz em aliviar a dor provocada por osteoartrite do que placebo.</p> <h4>Dor musculoesquel&#xE9;tica</h4> <p>Um estudo sobre dor musculoesquel&#xE9;tica aguda ou cr&#xF4;nica moderadamente grave (incluindo dor em ligamentos/&#xF3;ssea, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/lombalgia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dor lombar</a> baixa por esfor&#xE7;o, osteoartrite e 14 outras condi&#xE7;&#xF5;es) foi realizado em 90 pacientes (Wade 1982). A dor foi significativamente reduzida, comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline) no grupo de paracetamol, por&#xE9;m n&#xE3;o foram efetuadas compara&#xE7;&#xF5;es com placebo.</p> <h4>Febre</h4> <p>Um grande estudo bem desenhado em adultos com febre (associada com infec&#xE7;&#xE3;o do trato respirat&#xF3;rio superior) avaliou a efic&#xE1;cia de doses de 500 mg e 1000 mg de paracetamol, comparado com placebo, para 6 horas ap&#xF3;s o tratamento (Bachert 2005).</p> <p>Ambas as doses de paracetamol foram eficazes comparadas ao placebo (p &lt;0,001) no per&#xED;odo de 4 horas, e uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura, pelo paracetamol, persistiu por no m&#xED;nimo 6 horas. Outro grande estudo controlado por placebo em adultos com febre (Vargas 1994) avaliou uma dose &#xFA;nica de 650 mg de paracetamol em modelo de febre induzida por endotoxinas.</p> <p>Este estudo revelou altera&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa e clinicamente relevante, desde o per&#xED;odo basal, em temperatura sobre o per&#xED;odo de 8 horas para o paracetamol, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo. Outros estudos controlados demonstraram a efic&#xE1;cia antipir&#xE9;tica do paracetamol em crian&#xE7;as (Walson 1992, McIntyre 1996).</p> <h3>Comprimido Revestido / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <p>Foi realizado um estudo duplo-cego, controlado com placebo, a fim de avaliar a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol em um comparativo em 30 pacientes do sexo masculino. Os pacientes receberam 4 mg/kg de endotoxinas por via intravenosa, ap&#xF3;s pr&#xE9;-medica&#xE7;&#xE3;o por via oral de 1000 mg de ambas as drogas. Os picos de temperatura corporal foram de 38,5 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com placebo, 37,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo do paracetamol (p = 0,001 versus placebo), e 38,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com o f&#xE1;rmaco comparativo (p = 0,001 versus paracetamol; p = 0,570 versus placebo) 4 horas ap&#xF3;s a infus&#xE3;o de lipopolissacar&#xED;deos. Concluiu-se que o paracetamol apresentou atividade antipir&#xE9;tica superior.<sup>1</sup></p> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) em um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subsequente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Pernerstorfer T., et al. Acetaminophen has Greater Antipyretic Efficacy than Aspirin in Endotoxemia: A Randomized, Double-Bind, Placebo-Controlled Trial. Cli. Pharmacol. Ther. 1999; 66 (1): 51-7.<br> 2. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.</br></span></p> <h3>Suspens&#xE3;o Oral / Comprimido Mastig&#xE1;vel</h3> <p>Um estudo de dose &#xFA;nica, duplo-cego, controlado com placebo (n = 39), avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 15 mg/kg (n = 38) e um comparativo (n = 39), em crian&#xE7;as de 2 &#xE0; 12 anos de idade sentindo dor de garganta aguda. Ap&#xF3;s 1/2, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas (2 horas no consult&#xF3;rio do pediatra, seguidas por 4 horas em casa) a intensidade da dor foi medida por um &quot;<em>pain thermometer</em>&quot; e o al&#xED;vio com uma escala de dor de faces. As crian&#xE7;as, pais e pediatras avaliaram ambos os f&#xE1;rmacos como significativamente efetivos comparados com placebo (p &lt; 0,05) e tamb&#xE9;m houve uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura.<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. A temperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56);&amp;nbsp;grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50&#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65&#xB0;C &#xB1; 0,80 &#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11); taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51&#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Schachtel B.P., Thoden W.R. a Placebo-Controlled Model for Assaying Systemic Analgesics in Children. Clin. Pharmacol. Ther. 1993; 53 (5): 593-601.<br> 2. Vauzelle-Kervroeden F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683-7.</br></span></p> <h3>Gotas</h3> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) e um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subseq&#xFC;ente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o dos f&#xE1;rmacos. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. Atemperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56); grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50 &#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65 &#xB0;C &#xB1; 0,80&#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11) ; (3) taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51 &#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); (4) perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.<br> 2. Vauzelle-Kervroedan F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683 - 687.</br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Comprimido Efervescente</h3> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antipir&#xE9;tico. Seu mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o supostamente inclui inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese de prostaglandinas, primariamente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">sistema nervoso central</a> (Botting 2000). A aus&#xEA;ncia de inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica de prostaglandinas confere importantes propriedades farmacol&#xF3;gicas como, por exemplo, a manuten&#xE7;&#xE3;o do efeito protetor da prostaglandina no trato gastrintestinal.</p> <p>O paracetamol &#xE9;, portanto, especialmente adequado para: pacientes com hist&#xF3;rico de doen&#xE7;as ou pacientes em uso de medica&#xE7;&#xE3;o concomitante, em situa&#xE7;&#xF5;es nas quais a inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica das prostaglandinas seja indesej&#xE1;vel (por exemplo, aqueles com hist&#xF3;rico de sangramento gastrintestinal ou nos idosos) (Konturek 1984, Matzke 1996, Lanza 1998, Singh 2000, Blot 2000, Lewis 2002).</p> <p>O paracetamol &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrointestinal e, em doses terap&#xEA;uticas, a liga&#xE7;&#xE3;o com as prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas &#xE9; m&#xED;nima. O metabolismo da droga ocorre no f&#xED;gado, e a excre&#xE7;&#xE3;o &#xE9; realizada atrav&#xE9;s da urina, principalmente, com glucoron&#xED;deos e sulfatos conjugados e menos de 5% &#xE9; excretado como paracetamol sem modifica&#xE7;&#xF5;es.</p> <h3>Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / Gotas / Comprimido Mastig&#xE1;vel / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <h4>Propriedades Farmacodin&#xE2;micas</h4> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antit&#xE9;rmico n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos, clinicamente comprovado, que promove analgesia pela eleva&#xE7;&#xE3;o do limiar da dor e antipirese atrav&#xE9;s de a&#xE7;&#xE3;o no centro hipotal&#xE2;mico que regula a temperatura. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> <p><u><strong>Exclusivo Suspens&#xE3;o</strong></u><u><strong> Oral / Gotas:</strong></u> o paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Mastig&#xE1;vel:</u></strong>&amp;nbsp;O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central, n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos.</p> <h4>Propriedades Farmacocin&#xE9;ticas</h4> <h5>Absor&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol, administrado oralmente, &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrintestinal, principalmente no intestino delgado. A absor&#xE7;&#xE3;o ocorre por transporte passivo. A biodisponibilidade relativa varia de 85% a 98%. Em indiv&#xED;duos adultos as concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas ocorrem dentro de uma hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o e variam de 7,7 a 17,6 mcg/mL para uma dose &#xFA;nica de 1000 mg.</p> <p>As concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas no estado de equil&#xED;brio ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o de doses de 1000 mg a cada 6 horas, variam de 7,9 a 27,0 mcg/mL.</p> <h6><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</u></h6> <p>Atrav&#xE9;s de informa&#xE7;&#xF5;es agrupadas de farmacocin&#xE9;tica provenientes de 5 estudos patrocinados pela companhia, com 59 crian&#xE7;as, idades entre 6 meses e 11 anos, foi encontrada a m&#xE9;dia para concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima de 12.08 &#xB1; 3.92 ug/ml, sendo obtida com o tempo de 51 &#xB1; 39 min (m&#xE9;dia 35min) atrav&#xE9;s de uma dose de 12.5 mg/kg.</p> <h5>Efeito dos alimentos:</h5> <p>Embora as concentra&#xE7;&#xF5;es m&#xE1;ximas sejam atrasadas quando o paracetamol &#xE9; administrado com alimentos, a extens&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o &#xE9; afetada. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o:</u></strong>&amp;nbsp;A absor&#xE7;&#xE3;o de paracetamol &#xE9; mais r&#xE1;pida se voc&#xEA; estiver em jejum.</p> <h5>Distribui&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol parece ser amplamente distribu&#xED;do aos tecidos org&#xE2;nicos, exceto ao tecido gorduroso. Seu volume de distribui&#xE7;&#xE3;o aparente &#xE9; de 0,7 a 1 litro/kg em crian&#xE7;as e adultos. Uma propor&#xE7;&#xE3;o relativamente pequena (10% a 25%) do paracetamol se liga &#xE0;s prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas.</p> <h5>Metabolismo:</h5> <p>O paracetamol &#xE9; metabolizado principalmente no f&#xED;gado e envolve tr&#xEA;s principais vias: conjuga&#xE7;&#xE3;o com glucoron&#xED;deo, conjuga&#xE7;&#xE3;o com sulfato e oxida&#xE7;&#xE3;o atrav&#xE9;s da via enzim&#xE1;tica do sistema citocromo P450. A via oxidativa forma um intermedi&#xE1;rio reativo que &#xE9; detoxificado por conjuga&#xE7;&#xE3;o com glutationa para formar ciste&#xED;na inerte e metab&#xF3;litos mercaptop&#xFA;ricos. A principal isoenzima do sistema citocromo P450 envolvida <em>in vivo</em> parece ser a CYP2E1, embora a CYP1A2 e CYP3A4 tenham sido consideradas vias menos importantes com base nos dados microssomais <em>in vitro</em>. Subsequentemente verificou-se que tanto a via CYP1A2 quanto a CYP3A4 apresentam contribui&#xE7;&#xE3;o desprez&#xED;vel <em>in vivo</em>. Em adultos, a maior parte do paracetamol &#xE9; conjugada com &#xE1;cido glucor&#xF4;nico e em menor extens&#xE3;o com sulfato. Os metab&#xF3;litos derivados do glucoron&#xED;deo, sulfato e glutationa s&#xE3;o desprovidos de atividade biol&#xF3;gica. Em rec&#xE9;m-nascidos prematuros e a termo, e, em crian&#xE7;as de baixa idade, predomina o conjugado sulfato. Em adultos com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica de diferentes graus de intensidade e etiologia, v&#xE1;rios estudos sobre metabolismo demonstraram que a biotransforma&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; semelhante &#xE0;quela de adultos sadios, mas um pouco mais lenta. A administra&#xE7;&#xE3;o di&#xE1;ria consecutiva de doses de 4g por dia induz glucoronida&#xE7;&#xE3;o (uma via n&#xE3;o t&#xF3;xica) em adultos sadios e com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica, resultando essencialmente em depura&#xE7;&#xE3;o total aumentada do paracetamol no decorrer do tempo e ac&#xFA;mulo plasm&#xE1;tico limitado.</p> <h5>Elimina&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>Em adultos a meia vida de elimina&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; cerca de 2 a 3 horas e em crian&#xE7;as &#xE9; cerca de 1,5 a 3 horas. Ela &#xE9; aproximadamente uma hora mais longa em rec&#xE9;m-nascidos e em pacientes cirr&#xF3;ticos. O paracetamol &#xE9; eliminado do organismo sob a forma de conjugado glucoron&#xED;deo (45% a 60%) e conjugado sulfato (25% a 35%), ti&#xF3;is (5% a 10%), como metab&#xF3;litos de ciste&#xED;na e mercaptopurato e catec&#xF3;is (3% a 6%), que s&#xE3;o excretados na urina. A depura&#xE7;&#xE3;o renal do paracetamol inalterado &#xE9; cerca de 3,5% da dose.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Dorfen?

Dorfen deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características Físicas

Dorfen 500 mg comprimido de cor branca.

Dorfen 750 mg comprimido oblongo de cor branca.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Dizeres Legais do Dorfen

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td colspan=\"2\" style=\"text-align:center; width:608px\"><strong>Registro MS</strong></td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.003-1</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">750 mg&amp;nbsp;</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.005-6</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Farmacêutico Responsável:
Wilson Colombo
CRF-SP 7878

Cazi Química Farmacêutica Indústria e Comércio Ltda.
Rua Antonio Lopes, 134
Jandira/SP
CNPJ: 44.010.437/0001-81
Indústria Brasileira



SAC:
0800-7706632

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

80mg, caixa com 12 comprimidos

Princípio ativo
:
Paracetamol
Classe Terapêutica
:
Analgésicos Não Narcóticos e Antipiréticos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Analgésico E Antitérmico
Especialidade
:
Clínica Médica

Bula do medicamento

Dorfen, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado em adultos para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites e cólicas menstruais.

Como o Dorfen Comprimido funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Dorfen reduz a febre atuando no centro regulador da temperatura no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">Sistema Nervoso Central</a> (SNC) e diminui a sensibilidade para a dor. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Dorfen?

Você não deve usar Dorfen se tiver alergia ao paracetamol ou a qualquer componente de sua fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Dorfen?

Uso oral. Você deve tomar os comprimidos com líquido. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refeições.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Dorfen 500 mg

1 a 2 comprimidos, 3 a 4 vezes ao dia.

Dorfen 750 mg

1 comprimido, 3 a 5 vezes ao dia.

A dose diária máxima recomendada de paracetamol é de 4000 mg (8 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 5 comprimidos de Dorfen 750 mg) administrada em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose (2 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 1 comprimido de Dorfen 750 mg), em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24 horas.

Duração do tratamento

Depende do desaparecimento dos sintomas.

Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Dorfen Comprimido?

{"tag":"hr","value":" <p>Se voc&#xEA; se esquecer de tomar uma dose do medicamento, fa&#xE7;a-o assim que se lembrar, caso de ainda haja necessidade, e ent&#xE3;o ajuste o hor&#xE1;rio das pr&#xF3;ximas tomadas. N&#xE3;o tome a dose dobrada para compensar a dose esquecida.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Dorfen?

Você não deve tomar mais do que a dose recomendada (superdose) para provocar maior alívio, pois pode causar sérios problemas de saúde. Você deve consultar seu médico se a dor ou febre continuarem ou piorarem, ou se surgirem novos sintomas, pois estes sintomas podem ser sinais de doenças graves.&nbsp;

Muito raramente, foram relatadas reações cutâneas graves em pacientes que administraram paracetamol.

Os sintomas podem incluir

Vermelhidão na pele, bolhas e erupções cutâneas. Se ocorrerem reações cutâneas ou piora de problemas de pele já existentes, interrompa o uso do medicamento e procure ajuda médica imediatamente.

Não use outro produto que contenha paracetamol.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Dorfen?

Este medicamento pode causar algumas reações desagradáveis inesperadas. Caso você tenha uma reação alérgica, deve parar de tomar o medicamento.

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Urticária, coceira e vermelhidão no corpo, reações alérgicas a este medicamento e aumento das transaminases.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

População Especial

Gravidez e Amamentação

Se você estiver grávida ou amamentando, consulte o seu médico antes de usar este medicamento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em pacientes com problemas no fígado

Consulte seu médico antes de usar o medicamento.

Uso em idosos

Até o momento não são conhecidas restrições específicas ao uso de Dorfen por pacientes idosos. Não existe necessidade de ajuste da dose neste grupo etário.

Riscos

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td> <p style=\"text-align:center\"><strong>N&#xE3;o use junto com outros medicamentos que contenham paracetamol, com &#xE1;lcool, ou em caso de doen&#xE7;a grave do f&#xED;gado.</strong></p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Qual a composição do Dorfen?

Cada comprimido contém

500mg ou 750mg&nbsp;de Paracetamol.

Excipientes: amido e estearato de magnésio.

Apresentação do Dorfen Comprimido

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimidos simples de 500 mg e 750 mg</h3> <p>Embalagens com 200 comprimidos.</p> <p><strong>Via oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima d 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Dorfen maior do que a recomendada?

O uso de doses excessivas, acima das doses recomendadas (superdose) pode causar danos ao fígado. Em caso de superdose, procure ajuda médica ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.

Os sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de paracetamol são&nbsp;anorexia, náusea, vômito, sudorese intensa, palidez e mal-estar geral.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Dorfen com outros remédios?

Não use outro produto que contenha paracetamol.

A absorção de Dorfen é mais rápida se você estiver em jejum. Os alimentos podem afetar a velocidade da absorção, mas não a quantidade absorvida do medicamento. A interferência do paracetamol na metabolização de outros medicamentos e a influência destes medicamentos na ação e na toxicidade do paracetamol, em geral, não é relevante.

Uso com álcool

Consumidores de doses abusivas de álcool devem consultar seu médico para saber se podem tomar Dorfen ou qualquer outro analgésico.

Interação alimentícia: posso usar o Dorfen com alimentos?

Pó para Preparação

Se você consome 3 ou mais doses de bebida alcoólica diariamente, consulte médico para saber se pode usar este produto. O paracetamol é hepatotóxico em etilistas crônicos, podendo também ter sua hepatotoxicidade aumentada nos casos de ingestão concomitante ao álcool.

Qual a ação da substância do Dorfen (Paracetamol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimido Efervescente</h3> <h4>Dor de garganta</h4> <p>Um estudo paralelo, duplo cego, realizado com 120 pacientes demonstrou efic&#xE1;cia significativa de uma &#xFA;nica dose de 1000 mg de paracetamol comprimido em reduzir a intensidade da dor e em proporcionar o seu al&#xED;vio em dor de garganta por um per&#xED;odo de 6 horas, comparado com placebo (Schachtel 1988). Este estudo empregou medidas validadas e as diferen&#xE7;as foram clinicamente importantes.</p> <h4>Cefaleia</h4> <p>Foram relatados tr&#xEA;s grandes estudos randomizados, duplo-cegos avaliando a efic&#xE1;cia de paracetamol em cefaleia por tens&#xE3;o, nos quais foram comparadas diversas doses de paracetamol com outros <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> e placebo (Peters 1983, Schachtel 1997, Migliardi 1994). Dois estudos (Peters 1983, Schachtel 1991) revelaram valores cumulativos superiores estatisticamente significativos de al&#xED;vio de dor e somas cumulativas de diferen&#xE7;as em intensidade de dor por 6 horas para paracetamol 1 g, comparado com placebo. Diferen&#xE7;as significativas, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo, foram observadas a partir de uma hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, embora a separa&#xE7;&#xE3;o em termos de benef&#xED;cio j&#xE1; tivesse iniciado apenas 30 minutos ap&#xF3;s a dose. O terceiro estudo (Migliardi 1994) demonstrou que paracetamol 1g proporcionou al&#xED;vio superior estatisticamente significativo da dor, comparado a placebo.</p> <h4>Dor muscular</h4> <p>Um estudo randomizado, duplo-cego controlado por placebo investigou o efeito de tratamentos, incluindo paracetamol (1000 mg) combinado com pseudoefedrina, em pacientes com resfriado comum (Loose 2004). Dor muscular generalizada foi avaliada durante o estudo, tendo sido demonstrada superioridade significativa para o paracetamol combinado sobre o placebo (p &lt;0,05).</p> <h4>Enxaqueca</h4> <p>Um grande estudo de grupos paralelos avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com placebo, em ataque isolado de enxaqueca (Lipton 2000). O paracetamol foi significativamente superior ao placebo ap&#xF3;s 2 horas da dose para taxa de resposta de cefal&#xE9;ia, taxa de aus&#xEA;ncia de dor e para outros sintomas de cefal&#xE9;ia do tipo enxaqueca, como <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fotofobia</a>, fonofobia e incapacidade funcional. Um grande estudo cruzado avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com diidroergotamina, combina&#xE7;&#xE3;o paracetamol/diidroergotamina e placebo, em quatro ataques consecutivos de enxaqueca (Hoernecke 1993). Todos os tratamentos ativos foram significativamente superiores ao placebo em reduzir em uma e duas horas a intensidade da dor, e levaram ao decl&#xED;nio significativamente mais r&#xE1;pido da dor. Um segundo estudo cruzado (Pearce 1983) comparou paracetamol 900 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/ibuprofeno/bula\" target=\"_blank\">ibuprofeno</a> 400 mg no tratamento de enxaqueca cl&#xE1;ssica. Ambos os tratamentos reduziram a gravidade da dor comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline).</p> <h4><a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dismenorreia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">Dismenorreia</a></h4> <p>Dois estudos controlados por placebo examinaram a efic&#xE1;cia de paracetamol na dismenorreia (Milsom 2002, Pendergrass 1985). O primeiro estudo (Milsom 2002) integrava uma an&#xE1;lise agrupada que comparou paracetamol 1000 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/naproxeno-sodico/bula\" target=\"_blank\">naproxeno s&#xF3;dico</a> 200 mg e placebo. O desenho foi de estudo randomizado, duplo-cego, cruzado de dose &#xFA;nica em pacientes com dismenorreia prim&#xE1;ria de intensidade moderada a grave. Para paracetamol, al&#xED;vio m&#xE1;ximo de dor foi observado em duas horas ap&#xF3;s a dose. O paracetamol provocou al&#xED;vio significativo da dor em 2, 3 e 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o em compara&#xE7;&#xE3;o ao placebo (p &lt;0,01), e al&#xED;vio numericamente superior em 5, 6 e 7 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O segundo estudo (Pendergrass 1985) demonstrou que paracetamol 650 mg era superior ao placebo em reduzir dor menstrual.</p> <h4>Dor dental</h4> <p>Seis estudos sobre dor dental s&#xE3;o revisados (Cooper 1989, Kiersch 1994, Quiding 1984, Mehlisch 1990, Korberly 1980, Moller 2000). Todos foram grandes estudos cujo desenho era randomizado, duplo-cego e de grupos comparativos. Todos, exceto um (Quiding 1984) foram controlados por placebo. O estudo sem controle por placebo comparou 2 doses de paracetamol com code&#xED;na 60 mg. Um estudo foi realizado sobre dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria (Korberly 1980), todos os outros foram avalia&#xE7;&#xF5;es p&#xF3;soperat&#xF3;rias. Em todos os estudos, paracetamol 1000 mg demonstrou ser estatisticamente superior ao placebo ou &#xE0; code&#xED;na 60 mg (Quiding 1984). Em um estudo (Moller 2000), o paracetamol efervescente mostrou aparecimento mais r&#xE1;pido de analgesia do que comprimidos padr&#xE3;o de paracetamol.</p> <h4>Osteoartrite</h4> <p>Uma meta-an&#xE1;lise (Zhang 2004) sobre a efic&#xE1;cia de paracetamol no tratamento de osteoartrite revelou que paracetamol era significativamente mais eficaz em aliviar a dor provocada por osteoartrite do que placebo.</p> <h4>Dor musculoesquel&#xE9;tica</h4> <p>Um estudo sobre dor musculoesquel&#xE9;tica aguda ou cr&#xF4;nica moderadamente grave (incluindo dor em ligamentos/&#xF3;ssea, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/lombalgia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dor lombar</a> baixa por esfor&#xE7;o, osteoartrite e 14 outras condi&#xE7;&#xF5;es) foi realizado em 90 pacientes (Wade 1982). A dor foi significativamente reduzida, comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline) no grupo de paracetamol, por&#xE9;m n&#xE3;o foram efetuadas compara&#xE7;&#xF5;es com placebo.</p> <h4>Febre</h4> <p>Um grande estudo bem desenhado em adultos com febre (associada com infec&#xE7;&#xE3;o do trato respirat&#xF3;rio superior) avaliou a efic&#xE1;cia de doses de 500 mg e 1000 mg de paracetamol, comparado com placebo, para 6 horas ap&#xF3;s o tratamento (Bachert 2005).</p> <p>Ambas as doses de paracetamol foram eficazes comparadas ao placebo (p &lt;0,001) no per&#xED;odo de 4 horas, e uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura, pelo paracetamol, persistiu por no m&#xED;nimo 6 horas. Outro grande estudo controlado por placebo em adultos com febre (Vargas 1994) avaliou uma dose &#xFA;nica de 650 mg de paracetamol em modelo de febre induzida por endotoxinas.</p> <p>Este estudo revelou altera&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa e clinicamente relevante, desde o per&#xED;odo basal, em temperatura sobre o per&#xED;odo de 8 horas para o paracetamol, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo. Outros estudos controlados demonstraram a efic&#xE1;cia antipir&#xE9;tica do paracetamol em crian&#xE7;as (Walson 1992, McIntyre 1996).</p> <h3>Comprimido Revestido / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <p>Foi realizado um estudo duplo-cego, controlado com placebo, a fim de avaliar a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol em um comparativo em 30 pacientes do sexo masculino. Os pacientes receberam 4 mg/kg de endotoxinas por via intravenosa, ap&#xF3;s pr&#xE9;-medica&#xE7;&#xE3;o por via oral de 1000 mg de ambas as drogas. Os picos de temperatura corporal foram de 38,5 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com placebo, 37,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo do paracetamol (p = 0,001 versus placebo), e 38,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com o f&#xE1;rmaco comparativo (p = 0,001 versus paracetamol; p = 0,570 versus placebo) 4 horas ap&#xF3;s a infus&#xE3;o de lipopolissacar&#xED;deos. Concluiu-se que o paracetamol apresentou atividade antipir&#xE9;tica superior.<sup>1</sup></p> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) em um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subsequente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Pernerstorfer T., et al. Acetaminophen has Greater Antipyretic Efficacy than Aspirin in Endotoxemia: A Randomized, Double-Bind, Placebo-Controlled Trial. Cli. Pharmacol. Ther. 1999; 66 (1): 51-7.<br> 2. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.</br></span></p> <h3>Suspens&#xE3;o Oral / Comprimido Mastig&#xE1;vel</h3> <p>Um estudo de dose &#xFA;nica, duplo-cego, controlado com placebo (n = 39), avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 15 mg/kg (n = 38) e um comparativo (n = 39), em crian&#xE7;as de 2 &#xE0; 12 anos de idade sentindo dor de garganta aguda. Ap&#xF3;s 1/2, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas (2 horas no consult&#xF3;rio do pediatra, seguidas por 4 horas em casa) a intensidade da dor foi medida por um &quot;<em>pain thermometer</em>&quot; e o al&#xED;vio com uma escala de dor de faces. As crian&#xE7;as, pais e pediatras avaliaram ambos os f&#xE1;rmacos como significativamente efetivos comparados com placebo (p &lt; 0,05) e tamb&#xE9;m houve uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura.<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. A temperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56);&amp;nbsp;grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50&#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65&#xB0;C &#xB1; 0,80 &#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11); taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51&#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Schachtel B.P., Thoden W.R. a Placebo-Controlled Model for Assaying Systemic Analgesics in Children. Clin. Pharmacol. Ther. 1993; 53 (5): 593-601.<br> 2. Vauzelle-Kervroeden F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683-7.</br></span></p> <h3>Gotas</h3> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) e um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subseq&#xFC;ente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o dos f&#xE1;rmacos. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. Atemperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56); grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50 &#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65 &#xB0;C &#xB1; 0,80&#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11) ; (3) taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51 &#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); (4) perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.<br> 2. Vauzelle-Kervroedan F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683 - 687.</br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Comprimido Efervescente</h3> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antipir&#xE9;tico. Seu mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o supostamente inclui inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese de prostaglandinas, primariamente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">sistema nervoso central</a> (Botting 2000). A aus&#xEA;ncia de inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica de prostaglandinas confere importantes propriedades farmacol&#xF3;gicas como, por exemplo, a manuten&#xE7;&#xE3;o do efeito protetor da prostaglandina no trato gastrintestinal.</p> <p>O paracetamol &#xE9;, portanto, especialmente adequado para: pacientes com hist&#xF3;rico de doen&#xE7;as ou pacientes em uso de medica&#xE7;&#xE3;o concomitante, em situa&#xE7;&#xF5;es nas quais a inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica das prostaglandinas seja indesej&#xE1;vel (por exemplo, aqueles com hist&#xF3;rico de sangramento gastrintestinal ou nos idosos) (Konturek 1984, Matzke 1996, Lanza 1998, Singh 2000, Blot 2000, Lewis 2002).</p> <p>O paracetamol &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrointestinal e, em doses terap&#xEA;uticas, a liga&#xE7;&#xE3;o com as prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas &#xE9; m&#xED;nima. O metabolismo da droga ocorre no f&#xED;gado, e a excre&#xE7;&#xE3;o &#xE9; realizada atrav&#xE9;s da urina, principalmente, com glucoron&#xED;deos e sulfatos conjugados e menos de 5% &#xE9; excretado como paracetamol sem modifica&#xE7;&#xF5;es.</p> <h3>Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / Gotas / Comprimido Mastig&#xE1;vel / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <h4>Propriedades Farmacodin&#xE2;micas</h4> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antit&#xE9;rmico n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos, clinicamente comprovado, que promove analgesia pela eleva&#xE7;&#xE3;o do limiar da dor e antipirese atrav&#xE9;s de a&#xE7;&#xE3;o no centro hipotal&#xE2;mico que regula a temperatura. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> <p><u><strong>Exclusivo Suspens&#xE3;o</strong></u><u><strong> Oral / Gotas:</strong></u> o paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Mastig&#xE1;vel:</u></strong>&amp;nbsp;O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central, n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos.</p> <h4>Propriedades Farmacocin&#xE9;ticas</h4> <h5>Absor&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol, administrado oralmente, &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrintestinal, principalmente no intestino delgado. A absor&#xE7;&#xE3;o ocorre por transporte passivo. A biodisponibilidade relativa varia de 85% a 98%. Em indiv&#xED;duos adultos as concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas ocorrem dentro de uma hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o e variam de 7,7 a 17,6 mcg/mL para uma dose &#xFA;nica de 1000 mg.</p> <p>As concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas no estado de equil&#xED;brio ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o de doses de 1000 mg a cada 6 horas, variam de 7,9 a 27,0 mcg/mL.</p> <h6><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</u></h6> <p>Atrav&#xE9;s de informa&#xE7;&#xF5;es agrupadas de farmacocin&#xE9;tica provenientes de 5 estudos patrocinados pela companhia, com 59 crian&#xE7;as, idades entre 6 meses e 11 anos, foi encontrada a m&#xE9;dia para concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima de 12.08 &#xB1; 3.92 ug/ml, sendo obtida com o tempo de 51 &#xB1; 39 min (m&#xE9;dia 35min) atrav&#xE9;s de uma dose de 12.5 mg/kg.</p> <h5>Efeito dos alimentos:</h5> <p>Embora as concentra&#xE7;&#xF5;es m&#xE1;ximas sejam atrasadas quando o paracetamol &#xE9; administrado com alimentos, a extens&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o &#xE9; afetada. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o:</u></strong>&amp;nbsp;A absor&#xE7;&#xE3;o de paracetamol &#xE9; mais r&#xE1;pida se voc&#xEA; estiver em jejum.</p> <h5>Distribui&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol parece ser amplamente distribu&#xED;do aos tecidos org&#xE2;nicos, exceto ao tecido gorduroso. Seu volume de distribui&#xE7;&#xE3;o aparente &#xE9; de 0,7 a 1 litro/kg em crian&#xE7;as e adultos. Uma propor&#xE7;&#xE3;o relativamente pequena (10% a 25%) do paracetamol se liga &#xE0;s prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas.</p> <h5>Metabolismo:</h5> <p>O paracetamol &#xE9; metabolizado principalmente no f&#xED;gado e envolve tr&#xEA;s principais vias: conjuga&#xE7;&#xE3;o com glucoron&#xED;deo, conjuga&#xE7;&#xE3;o com sulfato e oxida&#xE7;&#xE3;o atrav&#xE9;s da via enzim&#xE1;tica do sistema citocromo P450. A via oxidativa forma um intermedi&#xE1;rio reativo que &#xE9; detoxificado por conjuga&#xE7;&#xE3;o com glutationa para formar ciste&#xED;na inerte e metab&#xF3;litos mercaptop&#xFA;ricos. A principal isoenzima do sistema citocromo P450 envolvida <em>in vivo</em> parece ser a CYP2E1, embora a CYP1A2 e CYP3A4 tenham sido consideradas vias menos importantes com base nos dados microssomais <em>in vitro</em>. Subsequentemente verificou-se que tanto a via CYP1A2 quanto a CYP3A4 apresentam contribui&#xE7;&#xE3;o desprez&#xED;vel <em>in vivo</em>. Em adultos, a maior parte do paracetamol &#xE9; conjugada com &#xE1;cido glucor&#xF4;nico e em menor extens&#xE3;o com sulfato. Os metab&#xF3;litos derivados do glucoron&#xED;deo, sulfato e glutationa s&#xE3;o desprovidos de atividade biol&#xF3;gica. Em rec&#xE9;m-nascidos prematuros e a termo, e, em crian&#xE7;as de baixa idade, predomina o conjugado sulfato. Em adultos com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica de diferentes graus de intensidade e etiologia, v&#xE1;rios estudos sobre metabolismo demonstraram que a biotransforma&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; semelhante &#xE0;quela de adultos sadios, mas um pouco mais lenta. A administra&#xE7;&#xE3;o di&#xE1;ria consecutiva de doses de 4g por dia induz glucoronida&#xE7;&#xE3;o (uma via n&#xE3;o t&#xF3;xica) em adultos sadios e com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica, resultando essencialmente em depura&#xE7;&#xE3;o total aumentada do paracetamol no decorrer do tempo e ac&#xFA;mulo plasm&#xE1;tico limitado.</p> <h5>Elimina&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>Em adultos a meia vida de elimina&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; cerca de 2 a 3 horas e em crian&#xE7;as &#xE9; cerca de 1,5 a 3 horas. Ela &#xE9; aproximadamente uma hora mais longa em rec&#xE9;m-nascidos e em pacientes cirr&#xF3;ticos. O paracetamol &#xE9; eliminado do organismo sob a forma de conjugado glucoron&#xED;deo (45% a 60%) e conjugado sulfato (25% a 35%), ti&#xF3;is (5% a 10%), como metab&#xF3;litos de ciste&#xED;na e mercaptopurato e catec&#xF3;is (3% a 6%), que s&#xE3;o excretados na urina. A depura&#xE7;&#xE3;o renal do paracetamol inalterado &#xE9; cerca de 3,5% da dose.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Dorfen?

Dorfen deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características Físicas

Dorfen 500 mg comprimido de cor branca.

Dorfen 750 mg comprimido oblongo de cor branca.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Dizeres Legais do Dorfen

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td colspan=\"2\" style=\"text-align:center; width:608px\"><strong>Registro MS</strong></td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.003-1</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">750 mg&amp;nbsp;</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.005-6</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Farmacêutico Responsável:
Wilson Colombo
CRF-SP 7878

Cazi Química Farmacêutica Indústria e Comércio Ltda.
Rua Antonio Lopes, 134
Jandira/SP
CNPJ: 44.010.437/0001-81
Indústria Brasileira



SAC:
0800-7706632

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

160mg, caixa com 12 comprimidos

Princípio ativo
:
Paracetamol
Classe Terapêutica
:
Analgésicos Não Narcóticos e Antipiréticos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Analgésico E Antitérmico
Especialidade
:
Clínica Médica

Bula do medicamento

Dorfen, para o que é indicado e para o que serve?

Este medicamento é indicado em adultos para a redução da febre e para o alívio temporário de dores leves a moderadas, tais como: dores associadas a resfriados comuns, dor de cabeça, dor no corpo, dor de dente, dor nas costas, dores musculares, dores leves associadas a artrites e cólicas menstruais.

Como o Dorfen Comprimido funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Dorfen reduz a febre atuando no centro regulador da temperatura no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">Sistema Nervoso Central</a> (SNC) e diminui a sensibilidade para a dor. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> "}

Quais as contraindicações do Dorfen?

Você não deve usar Dorfen se tiver alergia ao paracetamol ou a qualquer componente de sua fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Dorfen?

Uso oral. Você deve tomar os comprimidos com líquido. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refeições.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Dorfen 500 mg

1 a 2 comprimidos, 3 a 4 vezes ao dia.

Dorfen 750 mg

1 comprimido, 3 a 5 vezes ao dia.

A dose diária máxima recomendada de paracetamol é de 4000 mg (8 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 5 comprimidos de Dorfen 750 mg) administrada em doses fracionadas, não excedendo 1000 mg/dose (2 comprimidos de Dorfen 500 mg ou 1 comprimido de Dorfen 750 mg), em intervalos de 4 a 6 horas, em um período de 24 horas.

Duração do tratamento

Depende do desaparecimento dos sintomas.

Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Dorfen Comprimido?

{"tag":"hr","value":" <p>Se voc&#xEA; se esquecer de tomar uma dose do medicamento, fa&#xE7;a-o assim que se lembrar, caso de ainda haja necessidade, e ent&#xE3;o ajuste o hor&#xE1;rio das pr&#xF3;ximas tomadas. N&#xE3;o tome a dose dobrada para compensar a dose esquecida.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Dorfen?

Você não deve tomar mais do que a dose recomendada (superdose) para provocar maior alívio, pois pode causar sérios problemas de saúde. Você deve consultar seu médico se a dor ou febre continuarem ou piorarem, ou se surgirem novos sintomas, pois estes sintomas podem ser sinais de doenças graves.&nbsp;

Muito raramente, foram relatadas reações cutâneas graves em pacientes que administraram paracetamol.

Os sintomas podem incluir

Vermelhidão na pele, bolhas e erupções cutâneas. Se ocorrerem reações cutâneas ou piora de problemas de pele já existentes, interrompa o uso do medicamento e procure ajuda médica imediatamente.

Não use outro produto que contenha paracetamol.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Dorfen?

Este medicamento pode causar algumas reações desagradáveis inesperadas. Caso você tenha uma reação alérgica, deve parar de tomar o medicamento.

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

Urticária, coceira e vermelhidão no corpo, reações alérgicas a este medicamento e aumento das transaminases.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

População Especial

Gravidez e Amamentação

Se você estiver grávida ou amamentando, consulte o seu médico antes de usar este medicamento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Uso em pacientes com problemas no fígado

Consulte seu médico antes de usar o medicamento.

Uso em idosos

Até o momento não são conhecidas restrições específicas ao uso de Dorfen por pacientes idosos. Não existe necessidade de ajuste da dose neste grupo etário.

Riscos

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td> <p style=\"text-align:center\"><strong>N&#xE3;o use junto com outros medicamentos que contenham paracetamol, com &#xE1;lcool, ou em caso de doen&#xE7;a grave do f&#xED;gado.</strong></p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Qual a composição do Dorfen?

Cada comprimido contém

500mg ou 750mg&nbsp;de Paracetamol.

Excipientes: amido e estearato de magnésio.

Apresentação do Dorfen Comprimido

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimidos simples de 500 mg e 750 mg</h3> <p>Embalagens com 200 comprimidos.</p> <p><strong>Via oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima d 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Dorfen maior do que a recomendada?

O uso de doses excessivas, acima das doses recomendadas (superdose) pode causar danos ao fígado. Em caso de superdose, procure ajuda médica ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.

Os sinais e sintomas iniciais que se seguem a uma dose potencialmente hepatotóxica de paracetamol são&nbsp;anorexia, náusea, vômito, sudorese intensa, palidez e mal-estar geral.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Dorfen com outros remédios?

Não use outro produto que contenha paracetamol.

A absorção de Dorfen é mais rápida se você estiver em jejum. Os alimentos podem afetar a velocidade da absorção, mas não a quantidade absorvida do medicamento. A interferência do paracetamol na metabolização de outros medicamentos e a influência destes medicamentos na ação e na toxicidade do paracetamol, em geral, não é relevante.

Uso com álcool

Consumidores de doses abusivas de álcool devem consultar seu médico para saber se podem tomar Dorfen ou qualquer outro analgésico.

Interação alimentícia: posso usar o Dorfen com alimentos?

Pó para Preparação

Se você consome 3 ou mais doses de bebida alcoólica diariamente, consulte médico para saber se pode usar este produto. O paracetamol é hepatotóxico em etilistas crônicos, podendo também ter sua hepatotoxicidade aumentada nos casos de ingestão concomitante ao álcool.

Qual a ação da substância do Dorfen (Paracetamol)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Comprimido Efervescente</h3> <h4>Dor de garganta</h4> <p>Um estudo paralelo, duplo cego, realizado com 120 pacientes demonstrou efic&#xE1;cia significativa de uma &#xFA;nica dose de 1000 mg de paracetamol comprimido em reduzir a intensidade da dor e em proporcionar o seu al&#xED;vio em dor de garganta por um per&#xED;odo de 6 horas, comparado com placebo (Schachtel 1988). Este estudo empregou medidas validadas e as diferen&#xE7;as foram clinicamente importantes.</p> <h4>Cefaleia</h4> <p>Foram relatados tr&#xEA;s grandes estudos randomizados, duplo-cegos avaliando a efic&#xE1;cia de paracetamol em cefaleia por tens&#xE3;o, nos quais foram comparadas diversas doses de paracetamol com outros <a href=\"https://consultaremedios.com.br/dor-febre-e-contusao/analgesicos/c\" target=\"_blank\">analg&#xE9;sicos</a> e placebo (Peters 1983, Schachtel 1997, Migliardi 1994). Dois estudos (Peters 1983, Schachtel 1991) revelaram valores cumulativos superiores estatisticamente significativos de al&#xED;vio de dor e somas cumulativas de diferen&#xE7;as em intensidade de dor por 6 horas para paracetamol 1 g, comparado com placebo. Diferen&#xE7;as significativas, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo, foram observadas a partir de uma hora ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o, embora a separa&#xE7;&#xE3;o em termos de benef&#xED;cio j&#xE1; tivesse iniciado apenas 30 minutos ap&#xF3;s a dose. O terceiro estudo (Migliardi 1994) demonstrou que paracetamol 1g proporcionou al&#xED;vio superior estatisticamente significativo da dor, comparado a placebo.</p> <h4>Dor muscular</h4> <p>Um estudo randomizado, duplo-cego controlado por placebo investigou o efeito de tratamentos, incluindo paracetamol (1000 mg) combinado com pseudoefedrina, em pacientes com resfriado comum (Loose 2004). Dor muscular generalizada foi avaliada durante o estudo, tendo sido demonstrada superioridade significativa para o paracetamol combinado sobre o placebo (p &lt;0,05).</p> <h4>Enxaqueca</h4> <p>Um grande estudo de grupos paralelos avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com placebo, em ataque isolado de enxaqueca (Lipton 2000). O paracetamol foi significativamente superior ao placebo ap&#xF3;s 2 horas da dose para taxa de resposta de cefal&#xE9;ia, taxa de aus&#xEA;ncia de dor e para outros sintomas de cefal&#xE9;ia do tipo enxaqueca, como <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/fotofobia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">fotofobia</a>, fonofobia e incapacidade funcional. Um grande estudo cruzado avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 1000 mg, comparado com diidroergotamina, combina&#xE7;&#xE3;o paracetamol/diidroergotamina e placebo, em quatro ataques consecutivos de enxaqueca (Hoernecke 1993). Todos os tratamentos ativos foram significativamente superiores ao placebo em reduzir em uma e duas horas a intensidade da dor, e levaram ao decl&#xED;nio significativamente mais r&#xE1;pido da dor. Um segundo estudo cruzado (Pearce 1983) comparou paracetamol 900 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/ibuprofeno/bula\" target=\"_blank\">ibuprofeno</a> 400 mg no tratamento de enxaqueca cl&#xE1;ssica. Ambos os tratamentos reduziram a gravidade da dor comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline).</p> <h4><a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dismenorreia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">Dismenorreia</a></h4> <p>Dois estudos controlados por placebo examinaram a efic&#xE1;cia de paracetamol na dismenorreia (Milsom 2002, Pendergrass 1985). O primeiro estudo (Milsom 2002) integrava uma an&#xE1;lise agrupada que comparou paracetamol 1000 mg com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/naproxeno-sodico/bula\" target=\"_blank\">naproxeno s&#xF3;dico</a> 200 mg e placebo. O desenho foi de estudo randomizado, duplo-cego, cruzado de dose &#xFA;nica em pacientes com dismenorreia prim&#xE1;ria de intensidade moderada a grave. Para paracetamol, al&#xED;vio m&#xE1;ximo de dor foi observado em duas horas ap&#xF3;s a dose. O paracetamol provocou al&#xED;vio significativo da dor em 2, 3 e 4 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o em compara&#xE7;&#xE3;o ao placebo (p &lt;0,01), e al&#xED;vio numericamente superior em 5, 6 e 7 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O segundo estudo (Pendergrass 1985) demonstrou que paracetamol 650 mg era superior ao placebo em reduzir dor menstrual.</p> <h4>Dor dental</h4> <p>Seis estudos sobre dor dental s&#xE3;o revisados (Cooper 1989, Kiersch 1994, Quiding 1984, Mehlisch 1990, Korberly 1980, Moller 2000). Todos foram grandes estudos cujo desenho era randomizado, duplo-cego e de grupos comparativos. Todos, exceto um (Quiding 1984) foram controlados por placebo. O estudo sem controle por placebo comparou 2 doses de paracetamol com code&#xED;na 60 mg. Um estudo foi realizado sobre dor p&#xF3;s-operat&#xF3;ria (Korberly 1980), todos os outros foram avalia&#xE7;&#xF5;es p&#xF3;soperat&#xF3;rias. Em todos os estudos, paracetamol 1000 mg demonstrou ser estatisticamente superior ao placebo ou &#xE0; code&#xED;na 60 mg (Quiding 1984). Em um estudo (Moller 2000), o paracetamol efervescente mostrou aparecimento mais r&#xE1;pido de analgesia do que comprimidos padr&#xE3;o de paracetamol.</p> <h4>Osteoartrite</h4> <p>Uma meta-an&#xE1;lise (Zhang 2004) sobre a efic&#xE1;cia de paracetamol no tratamento de osteoartrite revelou que paracetamol era significativamente mais eficaz em aliviar a dor provocada por osteoartrite do que placebo.</p> <h4>Dor musculoesquel&#xE9;tica</h4> <p>Um estudo sobre dor musculoesquel&#xE9;tica aguda ou cr&#xF4;nica moderadamente grave (incluindo dor em ligamentos/&#xF3;ssea, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/lombalgia/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dor lombar</a> baixa por esfor&#xE7;o, osteoartrite e 14 outras condi&#xE7;&#xF5;es) foi realizado em 90 pacientes (Wade 1982). A dor foi significativamente reduzida, comparado com a base de refer&#xEA;ncia (baseline) no grupo de paracetamol, por&#xE9;m n&#xE3;o foram efetuadas compara&#xE7;&#xF5;es com placebo.</p> <h4>Febre</h4> <p>Um grande estudo bem desenhado em adultos com febre (associada com infec&#xE7;&#xE3;o do trato respirat&#xF3;rio superior) avaliou a efic&#xE1;cia de doses de 500 mg e 1000 mg de paracetamol, comparado com placebo, para 6 horas ap&#xF3;s o tratamento (Bachert 2005).</p> <p>Ambas as doses de paracetamol foram eficazes comparadas ao placebo (p &lt;0,001) no per&#xED;odo de 4 horas, e uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura, pelo paracetamol, persistiu por no m&#xED;nimo 6 horas. Outro grande estudo controlado por placebo em adultos com febre (Vargas 1994) avaliou uma dose &#xFA;nica de 650 mg de paracetamol em modelo de febre induzida por endotoxinas.</p> <p>Este estudo revelou altera&#xE7;&#xE3;o estatisticamente significativa e clinicamente relevante, desde o per&#xED;odo basal, em temperatura sobre o per&#xED;odo de 8 horas para o paracetamol, em compara&#xE7;&#xE3;o com placebo. Outros estudos controlados demonstraram a efic&#xE1;cia antipir&#xE9;tica do paracetamol em crian&#xE7;as (Walson 1992, McIntyre 1996).</p> <h3>Comprimido Revestido / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <p>Foi realizado um estudo duplo-cego, controlado com placebo, a fim de avaliar a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol em um comparativo em 30 pacientes do sexo masculino. Os pacientes receberam 4 mg/kg de endotoxinas por via intravenosa, ap&#xF3;s pr&#xE9;-medica&#xE7;&#xE3;o por via oral de 1000 mg de ambas as drogas. Os picos de temperatura corporal foram de 38,5 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com placebo, 37,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo do paracetamol (p = 0,001 versus placebo), e 38,6 &#xB0;C &#xB1; 0,2 &#xB0;C no grupo tratado com o f&#xE1;rmaco comparativo (p = 0,001 versus paracetamol; p = 0,570 versus placebo) 4 horas ap&#xF3;s a infus&#xE3;o de lipopolissacar&#xED;deos. Concluiu-se que o paracetamol apresentou atividade antipir&#xE9;tica superior.<sup>1</sup></p> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) em um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subsequente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Pernerstorfer T., et al. Acetaminophen has Greater Antipyretic Efficacy than Aspirin in Endotoxemia: A Randomized, Double-Bind, Placebo-Controlled Trial. Cli. Pharmacol. Ther. 1999; 66 (1): 51-7.<br> 2. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.</br></span></p> <h3>Suspens&#xE3;o Oral / Comprimido Mastig&#xE1;vel</h3> <p>Um estudo de dose &#xFA;nica, duplo-cego, controlado com placebo (n = 39), avaliou a efic&#xE1;cia de paracetamol 15 mg/kg (n = 38) e um comparativo (n = 39), em crian&#xE7;as de 2 &#xE0; 12 anos de idade sentindo dor de garganta aguda. Ap&#xF3;s 1/2, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 horas (2 horas no consult&#xF3;rio do pediatra, seguidas por 4 horas em casa) a intensidade da dor foi medida por um &quot;<em>pain thermometer</em>&quot; e o al&#xED;vio com uma escala de dor de faces. As crian&#xE7;as, pais e pediatras avaliaram ambos os f&#xE1;rmacos como significativamente efetivos comparados com placebo (p &lt; 0,05) e tamb&#xE9;m houve uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa da temperatura.<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. A temperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56);&amp;nbsp;grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50&#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65&#xB0;C &#xB1; 0,80 &#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11); taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51&#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Schachtel B.P., Thoden W.R. a Placebo-Controlled Model for Assaying Systemic Analgesics in Children. Clin. Pharmacol. Ther. 1993; 53 (5): 593-601.<br> 2. Vauzelle-Kervroeden F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683-7.</br></span></p> <h3>Gotas</h3> <p>Um estudo duplo-cego, randomizado, controlado com placebo avaliou a efic&#xE1;cia do efeito analg&#xE9;sico do paracetamol (1000 mg) e um comparativo em 162 pacientes sofrendo de dor moderada a muito intensa, devido a uma cirurgia dent&#xE1;ria. A intensidade e o al&#xED;vio da dor foram avaliados em 30 minutos, uma hora e a cada hora subseq&#xFC;ente durante 6 horas ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o dos f&#xE1;rmacos. O paracetamol foi significativamente melhor que o comparativo na diferen&#xE7;a m&#xE1;xima de intensidade da dor (p &lt; 0,05), no m&#xE1;ximo al&#xED;vio da dor obtida (p &lt; 0,03) e de acordo com uma avalia&#xE7;&#xE3;o global (p &lt; 0,02).<sup>1</sup></p> <p>Em um estudo duplo-cego, multic&#xEA;ntrico, randomizado, foi avaliada a atividade antipir&#xE9;tica do paracetamol e um comparativo. 116 crian&#xE7;as de ambos os sexos, com idade de 4,1 &#xB1; 2,6 anos, com febre relacionada a uma doen&#xE7;a infecciosa e com temperatura m&#xE9;dia de 39 &#xB0;C &#xB1; 0,5 &#xB0;C, foram tratadas com dose &#xFA;nica de 9,8 &#xB1; 1,9 mg/kg de paracetamol ou do comparativo. Atemperatura retal foi monitorada durante 6 horas. As an&#xE1;lises estat&#xED;sticas dos resultados confirmaram que ambas as drogas foram equivalentes nos seguintes crit&#xE9;rios: tempo decorrido entre a administra&#xE7;&#xE3;o e a menor temperatura obtida: 3,65 &#xB1; 1,47 horas para o paracetamol e 3,61 &#xB1; 1,34 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,48; +0,56); grau de diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 1,50 &#xB0;C &#xB1; 0,61&#xB0;C para o paracetamol e 1,65 &#xB0;C &#xB1; 0,80&#xB0;C para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,41; +0,11) ; (3) taxa da diminui&#xE7;&#xE3;o da temperatura: 0,51 &#xB0;C &#xB1; 0,38&#xB0;C/h para o paracetamol e 0,52 &#xB1; 0,32&#xB0;C/h para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,45; +0,55); (4) perman&#xEA;ncia da temperatura abaixo de 38,5&#xB0;C: 3,84 &#xB1; 1,22 horas para o paracetamol e 3,79 &#xB1; 1,33 horas para o comparativo (IC 95% na diferen&#xE7;a: -0,14; +0,12).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Mehlisch D.R., Frakes L.A. A Controlled Comparative Evaluation of Acetaminophen and Aspirin in the Treatment of Postoperative Pain. Clin. Ther. 1984; 7 (1): 89-97.<br> 2. Vauzelle-Kervroedan F., et al. Equivalent Antipyretic Activity of Ibuprofen and Paracetamol in Febrile Children. J. Pediatri. 1997; 131 (5): 683 - 687.</br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Comprimido Efervescente</h3> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antipir&#xE9;tico. Seu mecanismo de a&#xE7;&#xE3;o supostamente inclui inibi&#xE7;&#xE3;o da s&#xED;ntese de prostaglandinas, primariamente no <a href=\"https://consultaremedios.com.br/sistema-nervoso-central/c\" target=\"_blank\">sistema nervoso central</a> (Botting 2000). A aus&#xEA;ncia de inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica de prostaglandinas confere importantes propriedades farmacol&#xF3;gicas como, por exemplo, a manuten&#xE7;&#xE3;o do efeito protetor da prostaglandina no trato gastrintestinal.</p> <p>O paracetamol &#xE9;, portanto, especialmente adequado para: pacientes com hist&#xF3;rico de doen&#xE7;as ou pacientes em uso de medica&#xE7;&#xE3;o concomitante, em situa&#xE7;&#xF5;es nas quais a inibi&#xE7;&#xE3;o perif&#xE9;rica das prostaglandinas seja indesej&#xE1;vel (por exemplo, aqueles com hist&#xF3;rico de sangramento gastrintestinal ou nos idosos) (Konturek 1984, Matzke 1996, Lanza 1998, Singh 2000, Blot 2000, Lewis 2002).</p> <p>O paracetamol &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrointestinal e, em doses terap&#xEA;uticas, a liga&#xE7;&#xE3;o com as prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas &#xE9; m&#xED;nima. O metabolismo da droga ocorre no f&#xED;gado, e a excre&#xE7;&#xE3;o &#xE9; realizada atrav&#xE9;s da urina, principalmente, com glucoron&#xED;deos e sulfatos conjugados e menos de 5% &#xE9; excretado como paracetamol sem modifica&#xE7;&#xF5;es.</p> <h3>Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / Gotas / Comprimido Mastig&#xE1;vel / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</h3> <h4>Propriedades Farmacodin&#xE2;micas</h4> <p>O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico e antit&#xE9;rmico n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos, clinicamente comprovado, que promove analgesia pela eleva&#xE7;&#xE3;o do limiar da dor e antipirese atrav&#xE9;s de a&#xE7;&#xE3;o no centro hipotal&#xE2;mico que regula a temperatura. Seu efeito tem in&#xED;cio 15 a 30 minutos ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral e permanece por um per&#xED;odo de 4 a 6 horas.</p> <p><u><strong>Exclusivo Suspens&#xE3;o</strong></u><u><strong> Oral / Gotas:</strong></u> o paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Mastig&#xE1;vel:</u></strong>&amp;nbsp;O paracetamol &#xE9; um analg&#xE9;sico de a&#xE7;&#xE3;o central, n&#xE3;o pertencente aos grupos dos opi&#xE1;ceos e salicilatos.</p> <h4>Propriedades Farmacocin&#xE9;ticas</h4> <h5>Absor&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol, administrado oralmente, &#xE9; rapidamente e quase completamente absorvido no trato gastrintestinal, principalmente no intestino delgado. A absor&#xE7;&#xE3;o ocorre por transporte passivo. A biodisponibilidade relativa varia de 85% a 98%. Em indiv&#xED;duos adultos as concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas ocorrem dentro de uma hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o e variam de 7,7 a 17,6 mcg/mL para uma dose &#xFA;nica de 1000 mg.</p> <p>As concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas m&#xE1;ximas no estado de equil&#xED;brio ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o de doses de 1000 mg a cada 6 horas, variam de 7,9 a 27,0 mcg/mL.</p> <h6><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o</u></h6> <p>Atrav&#xE9;s de informa&#xE7;&#xF5;es agrupadas de farmacocin&#xE9;tica provenientes de 5 estudos patrocinados pela companhia, com 59 crian&#xE7;as, idades entre 6 meses e 11 anos, foi encontrada a m&#xE9;dia para concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica m&#xE1;xima de 12.08 &#xB1; 3.92 ug/ml, sendo obtida com o tempo de 51 &#xB1; 39 min (m&#xE9;dia 35min) atrav&#xE9;s de uma dose de 12.5 mg/kg.</p> <h5>Efeito dos alimentos:</h5> <p>Embora as concentra&#xE7;&#xF5;es m&#xE1;ximas sejam atrasadas quando o paracetamol &#xE9; administrado com alimentos, a extens&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o n&#xE3;o &#xE9; afetada. O paracetamol pode ser administrado independentemente das refei&#xE7;&#xF5;es.</p> <p><strong><u>Exclusivo Comprimido Revestido / Suspens&#xE3;o Oral / P&#xF3; para Prepara&#xE7;&#xE3;o:</u></strong>&amp;nbsp;A absor&#xE7;&#xE3;o de paracetamol &#xE9; mais r&#xE1;pida se voc&#xEA; estiver em jejum.</p> <h5>Distribui&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O paracetamol parece ser amplamente distribu&#xED;do aos tecidos org&#xE2;nicos, exceto ao tecido gorduroso. Seu volume de distribui&#xE7;&#xE3;o aparente &#xE9; de 0,7 a 1 litro/kg em crian&#xE7;as e adultos. Uma propor&#xE7;&#xE3;o relativamente pequena (10% a 25%) do paracetamol se liga &#xE0;s prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas.</p> <h5>Metabolismo:</h5> <p>O paracetamol &#xE9; metabolizado principalmente no f&#xED;gado e envolve tr&#xEA;s principais vias: conjuga&#xE7;&#xE3;o com glucoron&#xED;deo, conjuga&#xE7;&#xE3;o com sulfato e oxida&#xE7;&#xE3;o atrav&#xE9;s da via enzim&#xE1;tica do sistema citocromo P450. A via oxidativa forma um intermedi&#xE1;rio reativo que &#xE9; detoxificado por conjuga&#xE7;&#xE3;o com glutationa para formar ciste&#xED;na inerte e metab&#xF3;litos mercaptop&#xFA;ricos. A principal isoenzima do sistema citocromo P450 envolvida <em>in vivo</em> parece ser a CYP2E1, embora a CYP1A2 e CYP3A4 tenham sido consideradas vias menos importantes com base nos dados microssomais <em>in vitro</em>. Subsequentemente verificou-se que tanto a via CYP1A2 quanto a CYP3A4 apresentam contribui&#xE7;&#xE3;o desprez&#xED;vel <em>in vivo</em>. Em adultos, a maior parte do paracetamol &#xE9; conjugada com &#xE1;cido glucor&#xF4;nico e em menor extens&#xE3;o com sulfato. Os metab&#xF3;litos derivados do glucoron&#xED;deo, sulfato e glutationa s&#xE3;o desprovidos de atividade biol&#xF3;gica. Em rec&#xE9;m-nascidos prematuros e a termo, e, em crian&#xE7;as de baixa idade, predomina o conjugado sulfato. Em adultos com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica de diferentes graus de intensidade e etiologia, v&#xE1;rios estudos sobre metabolismo demonstraram que a biotransforma&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; semelhante &#xE0;quela de adultos sadios, mas um pouco mais lenta. A administra&#xE7;&#xE3;o di&#xE1;ria consecutiva de doses de 4g por dia induz glucoronida&#xE7;&#xE3;o (uma via n&#xE3;o t&#xF3;xica) em adultos sadios e com disfun&#xE7;&#xE3;o hep&#xE1;tica, resultando essencialmente em depura&#xE7;&#xE3;o total aumentada do paracetamol no decorrer do tempo e ac&#xFA;mulo plasm&#xE1;tico limitado.</p> <h5>Elimina&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>Em adultos a meia vida de elimina&#xE7;&#xE3;o do paracetamol &#xE9; cerca de 2 a 3 horas e em crian&#xE7;as &#xE9; cerca de 1,5 a 3 horas. Ela &#xE9; aproximadamente uma hora mais longa em rec&#xE9;m-nascidos e em pacientes cirr&#xF3;ticos. O paracetamol &#xE9; eliminado do organismo sob a forma de conjugado glucoron&#xED;deo (45% a 60%) e conjugado sulfato (25% a 35%), ti&#xF3;is (5% a 10%), como metab&#xF3;litos de ciste&#xED;na e mercaptopurato e catec&#xF3;is (3% a 6%), que s&#xE3;o excretados na urina. A depura&#xE7;&#xE3;o renal do paracetamol inalterado &#xE9; cerca de 3,5% da dose.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Dorfen?

Dorfen deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), protegido da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características Físicas

Dorfen 500 mg comprimido de cor branca.

Dorfen 750 mg comprimido oblongo de cor branca.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Dizeres Legais do Dorfen

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td colspan=\"2\" style=\"text-align:center; width:608px\"><strong>Registro MS</strong></td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">500 mg</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.003-1</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:608px\"> <p style=\"text-align:center\">750 mg&amp;nbsp;</p> </td> <td style=\"width:618px\"> <p style=\"text-align:center\">1.0715.0138.005-6</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Farmacêutico Responsável:
Wilson Colombo
CRF-SP 7878

Cazi Química Farmacêutica Indústria e Comércio Ltda.
Rua Antonio Lopes, 134
Jandira/SP
CNPJ: 44.010.437/0001-81
Indústria Brasileira



SAC:
0800-7706632

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Fabricante: Cazi

© 2021 Medicamento Lab.