Chiesi Alerfin

100mcg/dose, caixa com 1 frasco spray com 120 doses de suspensão de uso nasal

Princípio ativo
:
Dipropionato De Beclometasona
Classe Terapêutica
:
Corticosteróides Nasais Sem Antiinfecciosos
Requer Receita
:
Sim, necessita de Receita
Tipo de prescrição
:
Branca Comum (Venda Sob Prescrição Médica)
Categoria
:
Aparelho Respiratório
Especialidade
:
Otorrinolaringologia e Pneumologia

Bula do medicamento

Mensagens de Alerta

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Este medicamento é contraindicado para menores de 6 anos.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Alerfin, para o que é indicado e para o que serve?

Prevenção e tratamento de rinite alérgica perene (rinite constante) ou sazonal (rinite que ocorre em certas épocas do ano) e rinite vasomotora (também conhecida como rinite não alérgica).

Como o Alefin funciona?

O dipropionato de beclometasona, princípio ativo de Alerfin, é um corticosteroide com potente atividade anti-inflamatória local quando administrado topicamente, diminuindo os sintomas da rinite alérgica e da rinite vasomotora.

Uma melhora significativa ocorre, geralmente, em poucos dias de uso da medicação, mas pode ser necessário até uma ou duas semanas de tratamento para que sua ação seja observada.

Quais as contraindicações do Alerfin?

Alerfin não deve ser utilizado em casos de sensibilidade conhecida aos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado na presença de infecções virais, fúngicas ou de tuberculose pulmonar.

Como usar o Alerfin?

Leia atentamente as instruções par ao uso correto. Se necessário, consulte o seu médico ou farmacêutico para obter explicações mais detalhadas.

Agite o frasco antes da aplicação

  • <li>Remova a tampa e pressione a v&#xE1;lvula 2 vezes at&#xE9; notar uma fina n&#xE9;voa sendo liberada. Isso serve para promover o enchimento interno da v&#xE1;lvula e proporcionar a dose exata no momento da aplica&#xE7;&#xE3;o, conforme demonstrado nas figuras A e B.</li>

Administrar conforme figuras

{"tag":"ol","value":" <li>Limpe cuidadosamente o nariz.</li> "}

{"tag":"ol","value":" <li>Remova a tampa de prote&#xE7;&#xE3;o.</li> "}

{"tag":"ol","value":" <li>Mantendo o frasco em posi&#xE7;&#xE3;o vertical ou levemente inclinado, introduzir o aplicador nasal dentro de uma narina; feche a outra narina com o dedo. Inspire enquanto pressiona a base do aplicador nasal como mostrado no desenho. Repita este mesmo procedimento na outra narina.</li> "}

{"tag":"ol","value":" <li>Ap&#xF3;s o uso, limpe o aplicador nasal com len&#xE7;o de papel ou de pano e recoloque a tampa protetora.</li> "}

Na primeira vez que estiver utilizando Alerfin, ou quando existir a interrupção no uso por alguns dias, remova a tampa e pressione a válvula algumas vezes até que uma fina névoa rápida e firme seja liberada.

Se o produto nebulizado não for liberado, não tente desbloquear o orifício do aplicador usando um pino ou outro objeto pontiagudo, mas remova o aplicador puxando-o para cima e limpe-o, submergindo em água morna por alguns minutos. Depois, enxágue o aplicador em água corrente e deixe-o secar antes de montá-lo novamente.

Quanto usar

Adultos e crianças acima de 6 anos de idade

Dois jatos em cada narina a cada 24 horas (uma vez ao dia). Cada jato contém 100 mcg de dipropionato de beclometasona.

Limite máximo diário de administração recomendado é de 400 mcg de dipropionato de beclometasona, ou seja, 2 jatos em cada narina.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Alerfin?

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico, pois os efeitos terapêuticos podem não ocorrer conforme o esperado.

Se você se esquecer de utilizar uma dose do medicamento, utilize-o tão logo quando se lembrar. Se estiver próximo da hora da próxima dose, pule a dose esquecida e espere para usar a próxima dose.

Em caso de dúvidas, procure a orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Quais cuidados devo ter ao usar o Alerfin?

O uso de produtos tópicos, especialmente por períodos prolongados, pode causar fenômenos de sensibilização e, raramente, efeitos colaterais sistêmicos (ou seja, que atingem outras partes do corpo) típicos de corticosteroides. Neste caso, seu médico poderá interromper o tratamento e começar um mais adequado.

Pode ser necessário controle regular do crescimento de crianças em tratamento prolongado com corticosteroides para aplicação nasal.

Embora Alerfin controle a maioria dos casos de rinite alérgica sazonal, um estímulo alergênico (aqueles que causam a alergia para você) excepcionalmente alto pode requerer um tratamento suplementar, especialmente para os sintomas nos olhos.

A mudança de um tratamento com esteroides sistêmicos para Alerfin deve ser feita com cuidado, quando houver suspeita de insuficiência adrenal.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Alerfin?

Informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis, tais como tosse intensa, dificuldade de respirar ou de engolir, placas brancas no interior do nariz ou da boca, sangramento e irritação nasal.

Efeitos colaterais sistêmicos são extremamente improváveis, em virtude das baixas doses recomendadas. Deve-se tomar cuidado durante o uso prolongado, controlando o paciente para detectar, o mais rápido possível, efeitos colaterais sistêmicos como osteoporose, úlcera péptica (no estômago) ou sinais de insuficiência adrenal secundária.

Pode ocorrer (da mesma forma que com quaisquer outros produtos tópicos nasais) queimação no local, irritação, ressecamento da mucosa nasal e raramente sangramentos nasais.

Terapia adequada deve ser instituída em caso de infecção local.

Reação muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li>Ainda n&#xE3;o conhecidas.</li>

Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li>Desconforto nasal (incluindo ard&#xEA;ncia local e irrita&#xE7;&#xE3;o);</li> <li>Ressecamento da mucosa nasal.</li>

Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li>Ainda n&#xE3;o conhecidas.</li>

Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li>Aumento da press&#xE3;o intraocular;</li> <li> Glaucoma;</li> <li>Sangramento nasal;</li> <li>Perfura&#xE7;&#xE3;o do septo nasal.</li>

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento)

  • <li>Ainda n&#xE3;o conhecidas.</li>

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

População Especial

Gravidez e lactação

Não existem evidências suficientes da segurança do uso do dipropionato de beclometasona durante a gravidez e a lactação.

A administração do produto durante estes períodos somente deve ser considerada quando o benefício esperado para a mãe for maior do que qualquer possibilidade de risco ao feto ou lactente.

Informe seu médico sobre a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu término.

Informe ao médico se está amamentando.

Uso Geriátrico

O medicamento pode ser usado por pessoas acima de 65 anos de idade, desde que observadas as precauções relativas ao produto.

Qual a composição do Alerfin?

Cada jato do produto contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"text-align:center; width:524px\"><strong>Dipropionato de beclometasona</strong></td> <td style=\"text-align:center; width:598px\">100mcg</td> </tr> <tr> <td style=\"text-align:center; width:524px\"><strong>Excipientes q.s.p</strong></td> <td style=\"text-align:center; width:598px\">1 dose</td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes: polissorbato 20, celulose microcristalina/carmelose sódica (Avicel), álcool feniletílico, cloreto de benzalcônio, glicose, água purificada.

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Alerfin maior do que a recomendada?

A administração de doses elevadas de dipropionato de beclometasona em um curto intervalo de tempo pode induzir a uma supressão da função hipotalâmica-hipofisária-adrenal. Nesse caso, a posologia de Alerfin deve ser imediatamente reduzida para as doses recomendadas.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Alerfin com outros remédios?

Aerossol / Suspensão Nasal

O Dipropionato de Beclometasona é menos dependente do metabolismo do CYP3A do que os outros corticosteroides e, em geral, as interações são improváveis. No entanto, a possibilidade de efeitos sistêmicos com o uso concomitante de inibidores potentes do CYP3A (por exemplo, ritonavir, cobicistate) não pode ser excluída e, portanto, é aconselhável o cuidado e o acompanhamento adequado com o uso de tais medicamentos.

Exclusivo Aerossol

Não foram relatadas, até o momento, interações medicamentosas com o Dipropionato de Beclometasona, porém o uso do produto deverá levar em consideração o uso concomitante de corticosteroides sistêmicos, a fim de possibilitar ajuste das doses.

Os pacientes devem ser avisados que o medicamento contém pequena porcentagem de álcool [aproximadamente 9 mg por dose (jato)] e glicerol. Em doses normais, não há risco para os pacientes. Há um potencial teórico de interação particularmente em pacientes sensíveis a álcool utilizando dissulfiram ou metronidazol.

Spray Nasal

Nenhuma interação foi reportada com o uso de Dipropionato de Beclometasona spray nasal aquoso.

Qual a ação da substância do Alerfin (Dipropionato de Beclometasona)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <h3>Aerossol</h3> <p>Com objetivo de comparar a efic&#xE1;cia de Dipropionato de Beclometasona (administrado em doses de 200 mcg, duas vezes ao dia) usando HFA-134a como propelente versus o mesmo medicamento usando CFC como propelente, realizou-se um estudo com 172 pacientes adultos (86 em cada grupo), e com asma persistente e de m&#xE9;dia gravidade, por&#xE9;m est&#xE1;vel. Os pacientes foram randomizados para receberem um tratamento de 6 semanas (estudo paralelo, duplo cego e duplo dummy). Um total de 164 pacientes completou o estudo. Para avaliar a efic&#xE1;cia comparativa dos tratamentos alguns dados foram coletados diariamente: picos de fluxo expirat&#xF3;rio (PFE) matinal e noturno,uso de medica&#xE7;&#xE3;o de resgate (<a href=\"https://consultaremedios.com.br/sulfato-de-salbutamol/bula\" target=\"_blank\">salbutamol</a>), quantidades de crises de asma (dispneia) durante o per&#xED;odo do dia ou da noite, n&#xFA;mero de vezes que o paciente acordou durante a noite e ainda sintomas cl&#xED;nicos. Testes da fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar foram feitos ap&#xF3;s o per&#xED;odo inicial de uma semana do estudo e ainda ap&#xF3;s 3 e 6 semanas de tratamento.</p> <p>As duas formula&#xE7;&#xF5;es tiveram semelhantes resultados nos testes realizados, apresentando boa efic&#xE1;cia cl&#xED;nica sobre a melhora dos sintomas e dos par&#xE2;metros da fun&#xE7;&#xE3;o pulmonar. Quanto aos efeitos adversos, o grupo que usou HFA como propelente relatou 22 e o grupo que usou CFC como propelente relatou 19 efeitos. A maioria destes foi ocasionada por efeitos sazonais ou locais, e n&#xE3;o relacionados &#xE0; corticoterapia inalat&#xF3;ria em si. Pode-se concluir que a nova formula&#xE7;&#xE3;o com Dipropionato de Beclometasona, usando HFA-134a como propelente, parece ter um controle similar dos efeitos da asma, comparando-se com a mesma terapia (dose e administra&#xE7;&#xF5;es por dia) que usa CFC como propelente.<sup>1</sup></p> <p>Outro estudo teve por objetivo demonstrar que a nova formula&#xE7;&#xE3;o de Dipropionato de Beclometasona inalat&#xF3;ria, contendo propelente HFA, &#xE9; t&#xE3;o efetiva e com igual tolerabilidade que a formula&#xE7;&#xE3;o contendo o g&#xE1;s CFC como propelente. O estudo foi desenhado de modo multic&#xEA;ntrico, randomizado, duplo cego e feito em grupos paralelos. Separaram-se os pacientes em dois grupos: 293 usando HFA e 150 usando CFC. Na primeira semana de estudo (run-in period), os pacientes continuaram com seu tratamento habitual para asma, e nas 6 semanas seguintes os pacientes foram separados em dois grupos: 293 usando HFA e 150 usando CFC. A dose de Dipropionato de Beclometasona que esses pacientes usariam seria equivalente &#xE0;s doses de suas terapias anteriores (200 mcg de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/budesonida/bula\" target=\"_blank\">budesonida</a> e 250 mcg de flunisolida foram consideradas equivalentes &#xE0; dose de 250 mcg de Dipropionato de Beclometasona). Ap&#xF3;s 6 semanas seguindo esse esquema, todos pacientes migraram para o tratamento com Dipropionato de Beclometasona usando HFA como propelente e assim permaneceram por mais 8 semanas.</p> <p>A conclus&#xE3;o do estudo foi que em pacientes com asma persistente (leve a severa), as formula&#xE7;&#xF5;es de Dipropionato de Beclometasona, usando g&#xE1;s propelente CFC ou HFA, t&#xEA;m efeitos cl&#xED;nicos equivalentes. Tal fato foi mensurado comparando-se o fluxo expirat&#xF3;rio pulmonar matinal e espirom&#xE9;trico secund&#xE1;rio e ainda par&#xE2;metros de efic&#xE1;cia cl&#xED;nicos. O perfil de tolerabilidade de ambas as formula&#xE7;&#xF5;es tamb&#xE9;m foram considerados similares. Pacientes podem, portanto, mudar a terapia de uma formula&#xE7;&#xE3;o com CFC para outra com HFA sem precisarem mudar a dosagem.<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Woodcock A, Williams A, Batty L, Masterson C, Rossetti A, Cantini L. Effects on lung function, symptoms, and bronchial hyper reactivity of low-dose inhaled beclomethasone dipropionate given with HFA-134a or CFC propellant. In: Journal of aerosol medicine. Volume 15, Number 4, Pages 407-414; 2002.<br> 2. Rocca-Serra JP, Vicaut E, Lefrancois G, Umile A. Efficacy and Tolerability of a new nonextrafine formulation of beclomethasone HFA-134a in patients with asthma &#x2013; comparison with beclomethasone CFC. In: Clinical Drug Investigation. Volume 22, Number 10, Pages 653-665; 2002.</br></span></p> <h3>Suspens&#xE3;o Nasal</h3> <p>Um estudo cl&#xED;nico multic&#xEA;ntrico e aberto de experimenta&#xE7;&#xE3;o p&#xF3;s-comercializa&#xE7;&#xE3;o foi realizado com uma formula&#xE7;&#xE3;o nasal aquosa contendo 100 mcg de Dipropionato de Beclometasona em dose &#xFA;nica di&#xE1;ria no tratamento da rinite al&#xE9;rgica. O objetivo desse estudo foi avaliar a aceitabilidade, tolerabilidade e efetividade do Dipropionato de Beclometasona nasal aquoso em dose &#xFA;nica di&#xE1;ria no tratamento da rinite al&#xE9;rgica.</p> <p>Foram inclu&#xED;dos 263 pacientes adultos e pedi&#xE1;tricos com diagn&#xF3;stico cl&#xED;nico de rinite al&#xE9;rgica, intermitente ou persistente, que necessitavam de tratamento t&#xF3;pico intranasal com corticoster&#xF3;ides.</p> <p>Todos os pacientes completaram o per&#xED;odo de avalia&#xE7;&#xE3;o dos par&#xE2;metros de aceitabilidade, efic&#xE1;cia e tolerabilidade, realizado durante duas semanas de tratamento.</p> <p>A administra&#xE7;&#xE3;o intranasal da Dipropionato de Beclometasona 100 mcg proporcionou efic&#xE1;cia cl&#xED;nica excelente e boa em 95% dos pacientes avaliados. A aceitabilidade do uso da terap&#xEA;utica foi considerada excelente e boa em 97% dos casos. As avalia&#xE7;&#xF5;es realizadas 7 e 14 dias ap&#xF3;s o in&#xED;cio do tratamento evidenciaram uma redu&#xE7;&#xE3;o significativa no escore global em rela&#xE7;&#xE3;o &#xE0; avalia&#xE7;&#xE3;o realizada antes do in&#xED;cio do tratamento com o produto. A tolerabilidade foi considerada boa a excelente na maioria dos pacientes (98.5%). Eventos indesej&#xE1;veis foram reportados em 18 pacientes (6.8%).</p> <p>A maioria das rea&#xE7;&#xF5;es foi considerada de leve intensidade, n&#xE3;o determinando abandono ao tratamento.</p> <p>Conclui-se que a administra&#xE7;&#xE3;o da Dipropionato de Beclometasona 100 mcg em dose &#xFA;nica di&#xE1;ria proporciona altos &#xED;ndices de efic&#xE1;cia e aceitabilidade e um favor&#xE1;vel perfil de tolerabilidade em pacientes com rinite al&#xE9;rgica.<sup>1</sup></p> <p>Outro estudo teve por objetivo avaliar a efic&#xE1;cia no uso de uma formula&#xE7;&#xE3;o aquosa e em spray de Dipropionato de Beclometasona (DPB) versus uma formula&#xE7;&#xE3;o com placebo. O estudo foi desenhado como duplo-cego, randomizado, de grupos paralelos e controlado com placebo. Foram administradas 2 instila&#xE7;&#xF5;es em cada narina diariamente, tanto no grupo placebo (n = 81) quanto no grupo DPB (n = 80).</p> <p>A diferen&#xE7;a no n&#xFA;mero de pacientes que relataram estarem livres de sintomas foi estatisticamente maior no grupo que fez uso de Dipropionato de Beclometasona contra o grupo placebo, ap&#xF3;s 24h. Ap&#xF3;s os 7 dias de estudo ao Dipropionato de Beclometasona foi significativamente mais efetiva do que o placebo na redu&#xE7;&#xE3;o dos sintomas (p &lt; 0,02) e os pacientes do grupo DPB mostraram uma resposta mais favor&#xE1;vel do que no tratamento feito com placebo (p &lt; 0,01).<sup>2</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Ros&#xE1;rio NA, Brancatelli A. Avalia&#xE7;&#xE3;o da Aceitabilidade, Tolerabilidade e Efetividade do Dipropionato de Beclometasona Nasal Aquoso 100 mcg, Administrado em Dose &#xDA;nica Di&#xE1;ria no Tratamento da Rinite Al&#xE9;rgica. Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia. Vol. 8 Num. 2: 2004.<br> 2. Selner JC, Weber RW, Stricker WE, Norton JD. Onset of action of aqueous beclomethasone dipropionate nasal spray in seasonal allergic rhinitis. In: Clinical Therapeutics, 17, no 6, pages 1099-1109; 1995.</br></span></p> <h3>Spray Nasal</h3> <p>Em um estudo para avaliar a melhora de sintomas causados pela rinite al&#xE9;rgica, 623 pacientes foram randomizados em diferentes bra&#xE7;os de tratamento. As drogas utilizadas foram montelucaste 10mg, <a href=\"https://consultaremedios.com.br/loratadina/bula\" target=\"_blank\">loratadina</a> 10mg, montelucaste 10mg + loratadina 10mg, Dipropionato de Beclometasona intranasal 200 mcg duas vezes ao dia e placebo. O grupo tratado com Dipropionato de Beclometasona mostrou efic&#xE1;cia superior a todos os outros grupos em rela&#xE7;&#xE3;o &#xE0; melhora de sintomas referentes a rinite al&#xE9;rgica.</p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas:</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">Susan, L. Et al. Clinical Studies of Combination Montelukast and Loratadine in patients with season allergic rhinitis. Journal of Asthma, 46:878-883, 2009.</span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>Propriedades farmacodin&#xE2;micas</h3> <h4>Aerossol</h4> <p>O princ&#xED;pio ativo do Dipropionato de Beclometasona &#xE9; o Dipropionato de Beclometasona, um derivado cortis&#xF4;nico com atividade t&#xF3;pica anti-inflamat&#xF3;ria e antial&#xE9;rgica eficaz sobre a mucosa das vias respirat&#xF3;rias. O Dipropionato de Beclometasona exerce especificamente uma a&#xE7;&#xE3;o antireativa nos br&#xF4;nquios, reduzindo o edema e a hipersecre&#xE7;&#xE3;o e inibindo a forma&#xE7;&#xE3;o do broncoespasmo.</p> <p>Administrado por inala&#xE7;&#xE3;o, o Dipropionato de Beclometasona atua exclusivamente sobre as estruturas da &#xE1;rvore respirat&#xF3;ria. Em decorr&#xEA;ncia deste fato, desde que obedecidas &#xE0;s doses indicadas, n&#xE3;o ocasiona efeitos sist&#xEA;micos e n&#xE3;o induz a&#xE7;&#xF5;es inibit&#xF3;rias sobre a atividade do c&#xF3;rtex suprarrenal. A fim de obter pleno sucesso terap&#xEA;utico, &#xE9; importante que o paciente siga atentamente a instru&#xE7;&#xE3;o de uso e aprenda a inalar corretamente o medicamento.</p> <h4>Suspens&#xE3;o Nasal</h4> <p>Dipropionato de Beclometasona cont&#xE9;m como princ&#xED;pio ativo o Dipropionato de Beclometasona, uma droga com acentuadas atividades antiinflamat&#xF3;ria e antial&#xE9;rgica. O Dipropionato de Beclometasona &#xE9; um corticoster&#xF3;ide sint&#xE9;tico para uso t&#xF3;pico exclusivo, com potente a&#xE7;&#xE3;o antiinflamat&#xF3;ria, reduzida atividade mineralocortic&#xF3;ide e, em doses terap&#xEA;uticas, livre de efeitos sist&#xEA;micos.</p> <p>Em testes de vasoconstri&#xE7;&#xE3;o cut&#xE2;nea o Dipropionato de Beclometasona &#xE9; 5000 vezes mais potente que a <a href=\"https://consultaremedios.com.br/hidrocortisona/bula\" target=\"_blank\">hidrocortisona</a>, 625 vezes mais potente que o &#xE1;lcool do Dipropionato de Beclometasona, 5 vezes mais potente do que o acetonido de fluocinolona e 1,39 vezes mais potente do que o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/valerato-de-betametasona/bula\" target=\"_blank\">valerato de </a><a href=\"https://consultaremedios.com.br/betametasona/bula\" target=\"_blank\">betametasona</a>.</p> <p>Possui uma potente e prolongada atividade antiinflamat&#xF3;ria sobre o edema induzido por &#xF3;leo de cr&#xF3;ton, carragenina, formalde&#xED;do, alb&#xFA;men e dextrano e sobre a rea&#xE7;&#xE3;o granulomatosa induzida por um corpo estranho, com efic&#xE1;cia superior a dos outros corticoster&#xF3;ides. N&#xE3;o possui efeitos timol&#xED;tico, esplenol&#xED;tico e mineralocortic&#xF3;ide e, administrado em doses terap&#xEA;uticas, n&#xE3;o inibe o eixo adreno-hipofis&#xE1;rio, mesmo ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xF5;es repetidas.</p> <h4>Spray Nsal</h4> <p>Ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o t&#xF3;pica, o 17,21-Dipropionato de Beclometasona (DPB) produz potentes efeitos antiinflamat&#xF3;rios e vasoconstritores. O Dipropionato de Beclometasona &#xE9; uma pr&#xF3;-droga com liga&#xE7;&#xE3;o de fraca afinidade ao receptor glicocorticoide. O DPB &#xE9; hidrolisado, via enzimas ester&#xE1;sicas, ao metab&#xF3;lito ativo 17-monopropionato de beclometasona (B-17-MP), que tem alta atividade anti-inflamat&#xF3;ria. O Dipropionato de Beclometasona oferece tratamento preventivo contra a febre do feno quando administrado antes da primeira exposi&#xE7;&#xE3;o ao al&#xE9;rgeno. Ap&#xF3;s essa situa&#xE7;&#xE3;o e com o uso regular, DPB pode continuar a prevenir o aparecimento de sintomas de alergia, pela redu&#xE7;&#xE3;o da sensibilidade das membranas nasais.</p> <h3>Propriedades farmacocin&#xE9;ticas</h3> <h4>Aerossol</h4> <p>A absor&#xE7;&#xE3;o sist&#xEA;mica do Dipropionato de Beclometasona inalterado, administrado por via inalat&#xF3;ria (oral), ocorre atrav&#xE9;s dos pulm&#xF5;es. Uma pequena e desprez&#xED;vel absor&#xE7;&#xE3;o pelo trato gastrintestinal de Dipropionato de Beclometasona em sua forma inalterada pode ocorrer.</p> <p>A biodisponibilidade absoluta depois da inala&#xE7;&#xE3;o &#xE9; de aproximadamente 2% e 62% da dose nominal de Dipropionato de Beclometasona inalterado e monopropionato-17-beclometasona, respectivamente.</p> <p>Dipropionato de Beclometasona &#xE9; rapidamente absorvido com concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica (t<sub>max</sub>) observada depois de 0,3 horas. Monopropionato-17-beclometasona aparece mais lentamente com concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica (<sub>tmax</sub>) de 1 hora. O aumento da dose inalada leva a um aumento linear aproximado da exposi&#xE7;&#xE3;o sist&#xEA;mica. A biodisponibilidade de Dipropionato de Beclometasona por administra&#xE7;&#xE3;o oral &#xE9; desprez&#xED;vel, mas a convers&#xE3;o pr&#xE9;-sist&#xEA;mica ao monopropionato-17-beclometasona resulta em 41% da dose sendo absorvida como monopropionato-17-beclometasona.</p> <p>A distribui&#xE7;&#xE3;o tecidual do Dipropionato de Beclometasona &#xE9; moderada (20 L), e apresenta-se mais expressiva para o monopropionato-17-beclometasona (424 L). A liga&#xE7;&#xE3;o &#xE0;s <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a> plasm&#xE1;ticas &#xE9; moderadamente alta (87% para monopropionato-17-beclometasona).</p> <p>O Dipropionato de Beclometasona &#xE9; rapidamente convertido em v&#xE1;rios metab&#xF3;litos por enzimas esterases presentes na maioria dos tecidos. O principal produto do metabolismo &#xE9; o monopropionato-17-beclometasona ativo.</p> <p>As elimina&#xE7;&#xF5;es de Dipropionato de Beclometasona e monopropionato-17-beclometasona s&#xE3;o caracterizadas por um alto <em>clearance</em> plasm&#xE1;tico (150 e 120 L/h), com correspondente meia-vida de 0,5 e 2,7 horas, respectivamente. Aproximadamente 60% da dose &#xE9; excretada dentro de 96 horas ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o oral de Dipropionato de Beclometasona, principalmente como metab&#xF3;litos livres e conjugados. Aproximadamente 12% da dose &#xE9; excretada na forma de metab&#xF3;litos polares livres e conjugados, na urina. O <em>clearance</em> renal do dipropionato de Dipropionato de Beclometasona e de seus metab&#xF3;licos &#xE9; desprez&#xED;vel.</p> <p>Os efeitos terap&#xEA;uticos desse medicamento n&#xE3;o s&#xE3;o percebidos na hora do uso, portanto n&#xE3;o deve ser usado como medicamento de al&#xED;vio durante crises de falta de ar.</p> <p>O efeito de Dipropionato de Beclometasona aparece em um prazo maior (duas a tr&#xEA;s semanas) depois do in&#xED;cio do tratamento, ajudando a prevenir e tratar inflama&#xE7;&#xF5;es das vias respirat&#xF3;rias (tais como <a href=\"https://consultaremedios.com.br/b/asma-bronquite\" target=\"_blank\">asma e bronquite</a>).</p> <h4>Suspens&#xE3;o Nasal</h4> <p>O Dipropionato de Beclometasona, administrado topicamente por aplica&#xE7;&#xE3;o nasal, deposita-se principalmente nas narinas, exercendo atividade t&#xF3;pica local n&#xE3;o associada com efeitos sist&#xEA;micos significativos.</p> <p>Ap&#xF3;s inala&#xE7;&#xE3;o, uma parte da dose administrada &#xE9; ingerida e eliminada nas fezes.</p> <p>A fra&#xE7;&#xE3;o absorvida na circula&#xE7;&#xE3;o &#xE9; metabolizada pelo <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> para monopropionato de Dipropionato de Beclometasona e &#xE1;lcool de Dipropionato de Beclometasona, que s&#xE3;o ent&#xE3;o excretados na forma de metab&#xF3;litos inativos na bile e urina.</p> <p>Uma melhora significativa ocorre, geralmente, em poucos dias de uso da medica&#xE7;&#xE3;o, mas pode ser necess&#xE1;rio at&#xE9; uma ou duas semanas de tratamento para que sua a&#xE7;&#xE3;o seja observada.</p> <h4>Spray Nasal</h4> <h5>Absor&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>Ap&#xF3;s administra&#xE7;&#xE3;o intranasal do Dipropionato de Beclometasona, a absor&#xE7;&#xE3;o sist&#xEA;mica foi avaliada medindo-se a concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica do metab&#xF3;lito ativo B-17-MP, para o qual a biodisponibilidade absoluta &#xE9; de 44%. Ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral do Dipropionato de Beclometasona, a absor&#xE7;&#xE3;o sist&#xEA;mica foi avaliada medindo-se a concentra&#xE7;&#xE3;o plasm&#xE1;tica do metab&#xF3;lito ativo B-17-MP, para o qual a biodisponibilidade absoluta &#xE9; de 41%.</p> <h5>Distribui&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>O Dipropionato de Beclometasona se liga &#xE0;s prote&#xED;nas plasm&#xE1;ticas numa extens&#xE3;o de 87%. A distribui&#xE7;&#xE3;o tecidual, no estado de equil&#xED;brio, para o DPB &#xE9; moderada (20 L), por&#xE9;m mais extensa para o seu metab&#xF3;lito ativo, o B-17-MP (424 L).</p> <h5>Metabolismo:</h5> <p>O Dipropionato de Beclometasona &#xE9; rapidamente removido da circula&#xE7;&#xE3;o, e as concentra&#xE7;&#xF5;es plasm&#xE1;ticas s&#xE3;o indetect&#xE1;veis (&lt; 50 pg/mL) ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o de doses orais ou intranasais. O metab&#xF3;lito &#xE9; mediado por enzimas ester&#xE1;sicas encontradas na maioria dos tecidos. O principal produto do metabolismo &#xE9; o metab&#xF3;lito ativo (B-17-MP). Metab&#xF3;litos inativos de menor import&#xE2;ncia, como o 21-monopropionato de beclometasona (B-21-MP) e o Dipropionato de Beclometasona (BOH), tamb&#xE9;m s&#xE3;o formados. Por&#xE9;m, contribuem pouco para a exposi&#xE7;&#xE3;o sist&#xEA;mica.</p> <h5>Elimina&#xE7;&#xE3;o:</h5> <p>A elimina&#xE7;&#xE3;o do Dipropionato de Beclometasona e do seu metab&#xF3;lito ativo &#xE9; caracterizada por elevado <em>clearance</em> plasm&#xE1;tico (150 e 120 L/h, respectivamente) com correspondente meia-vida de 0,5 h e 2,7 h.</p> <p>Ap&#xF3;s a administra&#xE7;&#xE3;o oral de Dipropionato de Beclometasona marcado, aproximadamente 60% da dose s&#xE3;o excretados nas fezes, dentro de 96 horas, como metab&#xF3;litos polares conjugados e livres.</p> <p>Aproximadamente 12% da dose s&#xE3;o excretados na urina. O <em>clearance</em> renal do Dipropionato de Beclometasona e dos seus metab&#xF3;litos &#xE9; insignificante.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Alerfin?

Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) e proteger da luz.

É aconselhável utilizar o produto até 2 meses após a abertura da embalagem.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Alerfin é uma suspensão nasal aquosa esbranquiçada e com leve odor de rosas.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Dizeres Legais do Alerfin

Reg. M.S.: 1.0058.0104
Farm. Resp.: Dra. C. M. H. Nakazaki
CRF-SP n° 12.448

Chiesi Farmacêutica Ltda.
Uma empresa do Grupo Chiesi Farmaceutici S.p.A.
Rua Dr. Giacomo Chiesi n° 151 - Estrada dos Romeiros km 39,2
Santana de Parnaíba - SP
CEP 06500-970
CNPJ n° 61.363.032/0001-46
Indústria Brasileira





Venda sob prescrição médica.

Fabricante: Chiesi

© 2021 Medicamento Lab.