Cosmed Epocler

100mg/mL + 50mg/mL + 10mg/mL, flaconete com 10mL de solução de uso oral

Princípio ativo
:
Citrato De Colina + Betaína + Racemetionina
Classe Terapêutica
:
Hepatoprotetores e Lipotrópicos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Fígado
Especialidade
:
Hepatologia

Bula do medicamento

Epocler, para o que é indicado e para o que serve?

Epocler® é um produto composto por 3 aminoácidos: metionina, colina e betaína. Indicado no tratamento dos distúrbios metabólicos hepáticos.

Como o Epocler funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Epocler<sup>&#xAE;&amp;nbsp;</sup>age principalmente sobre o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. Previne a infiltra&#xE7;&#xE3;o (entrada) de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">gordura no f&#xED;gado</a>. In&#xED;cio de a&#xE7;&#xE3;o: cerca de 1 hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o.</p> "}

Quais as contraindicações do Epocler?

Este medicamento é contraindicado para pessoas hipersensíveis aos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado para pessoas portadoras de doenças graves do fígado, tais como cirrose hepática proveniente do consumo de álcool.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Epocler?

Uso oral.

Adultos

1 flaconete, até 3 vezes por dia, antes das principais refeições, ou a critério médico. Não ultrapasse as dosagens recomendadas, exceto com orientação médica.

Durante o tratamento, recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas.

Dose máxima diária recomendada: 3 flaconetes/dia que equivale a 3.000mg/dia de colina, 1.500mg/dia de betaína e 300mg/dia de metionina.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvida sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Epocler?

{"tag":"hr","value":" <p>No caso de esquecimento, introduzir novamente e administrar a medica&#xE7;&#xE3;o para a continua&#xE7;&#xE3;o do tratamento, n&#xE3;o devendo, portanto, dobrar a dose porque se esqueceu de tomar a anterior.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Epocler?

Em pacientes com doenças graves no fígado, a metionina deve ser usada com cautela, pois pode desencadear Encefalopatia Hepática (doença cerebral que surge em consequência das doenças graves no fígado).

Epocler® não deve ser ingerido em jejum, pois ocasionalmente podem ocorrer problemas gástricos.

Uso na gravidez e amamentação

Informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe também se está amamentando.

Durante o período de aleitamento materno ou doação de leite humano, só utilize medicamentos com o conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns medicamentos podem ser excretados no leite humano, causando reações indesejáveis no bebê.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Epocler?

Ao classificar a frequência das reações, utilizamos os seguintes parâmetros:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li>
Reação rara

Coceira,&nbsp;dor de cabeça,&nbsp;distúrbios gástricos como náuseas e pirose (azia).

Epocler® é bem tolerado. Não há relatos de reações adversas relacionadas a seu uso nas doses recomendadas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Epocler?

Cada mL da solução contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Citrato de colina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">100mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Beta&#xED;na monoidratada</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">50mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Racemetionina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">10mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Ve&#xED;culo*q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">1mL</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

*Sorbitol, sacarina sódica di-hidratada, amarelo de quinolina, metilparabeno, propilparabeno, aroma artificial de abacaxi e água.

Apresentação do Epocler

{"tag":"hr","value":" <p>Solu&#xE7;&#xE3;o. Embalagens contendo 6, 12 ou 60 flaconetes com 10mL.</p> <p><strong>Via de administra&#xE7;&#xE3;o: oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima de 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Epocler maior do que a recomendada?

Ao considerar as características farmacológicas dos componentes desse medicamento, é pouco provável que a superdose acidental de doses muito acima das recomendadas determine efeitos adversos graves. Caso ocorram, recomenda-se procurar socorro médico para adotar medidas de remoção do material não absorvido pelo organismo.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Epocler com outros remédios?

Não há relatos de interações medicamentosas com o produto.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Epocler (Citrato de Colina + Betaína + Racemetionina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Quarenta pacientes considerados com risco de desenvolvimento de dano hep&#xE1;tico, renal, pancre&#xE1;tico ou mioc&#xE1;rdico ap&#xF3;s intoxica&#xE7;&#xE3;o com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/paracetamol/bula\" target=\"_blank\">paracetamol</a>, foram estudados, distribu&#xED;dos aleatoriamente em 3 grupos, controlados pela idade, intervalo entre ingest&#xE3;o e in&#xED;cio de tratamento e severidade da intoxica&#xE7;&#xE3;o. O grupo I recebeu terapia endovenosa com cisteamina (3-6g por 20h, n=14); o grupo II, metionina por via oral (10g por 16h, n=13) e o grupo III, controle, recebendo apenas terapia de suporte (dextrose 10% por via endovenosa e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>, n=13). Tanto os pacientes do grupo I como os pacientes do grupo II apresentaram melhor evolu&#xE7;&#xE3;o cl&#xED;nica, monitorada por avalia&#xE7;&#xE3;o histol&#xF3;gica, concentra&#xE7;&#xF5;es s&#xE9;ricas de bilirrubina, aspartato aminotransferase e tempo de protrombina. Um paciente do grupo III faleceu, enquanto n&#xE3;o foram observados &#xF3;bitos nos grupos I e II.<sup>1 </sup></p> <p>Em um estudo, foram tratados 17 pacientes com altos n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos de paracetamol com metionina por via oral (2-5g a cada 4h, tratamento iniciado com intervalo menor que 10h ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o de paracetamol). Dos 17 pacientes estudados, 12 n&#xE3;o demostraram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico (monitorado atrav&#xE9;s da concentra&#xE7;&#xE3;o s&#xE9;rica de AST), 2 apresentaram dano hep&#xE1;tico pequeno enquanto que 3 apresentaram dano hep&#xE1;tico mais intenso. N&#xE3;o ocorreram mortes neste grupo, entretanto, no grupo controle (n=14), 7 dos pacientes faleceram por insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica e os sete restantes apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico intenso. Estes pesquisadores tamb&#xE9;m administraram metionina a cinco pacientes, s&#xF3; que com intervalo de ingest&#xE3;o maior que 10h. Neste grupo, um paciente faleceu e os outros quatro apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico.<sup>2 </sup></p> <p>Em um estudo envolvendo 10 pacientes adultos com <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">esteatose hep&#xE1;tica</a> n&#xE3;o alco&#xF3;lica, os pacientes receberam beta&#xED;na anidra solu&#xE7;&#xE3;o oral dividida em duas doses di&#xE1;rias por 12 meses. Uma melhora significativa nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferase aspartato (p=0,02) e de ALAT (p=0,007) ocorreu durante o tratamento. O n&#xED;vel de aminotransferases normalizou em tr&#xEA;s dos sete pacientes, reduzindo por 50% em tr&#xEA;s dos sete pacientes, e permanecendo imut&#xE1;vel em um paciente quando comparado com os valores basais. Melhora nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferases (ALT &#x2013; 39%; AST &#x2013; 38%) tamb&#xE9;m ocorreu durante o tratamento naqueles pacientes que n&#xE3;o completaram todo o estudo. Similarmente, uma significativa melhora no grau de esteatose, no grau de necrose inflamat&#xF3;ria, e nos est&#xE1;gios de fibroses foi observada neste 1 ano de tratamento com beta&#xED;na. A beta&#xED;na demostrou melhora bioqu&#xED;mica e histol&#xF3;gica significativa nas c&#xE9;lulas do <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> de pacientes com esteatose n&#xE3;o alco&#xF3;lica, podendo ser utilizada sem riscos nestes pacientes.<sup>3</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Hamlyn AN, Lesna M, Record CO, et al. Methionine and cysteamine in paracetamol (acetaminophen) overdose, prospective controlled trial of early therapy. J Int Med Res. 1981;9(3):226-31.<br> 2. Crome P, Volans GN, Vale JA, et al. The use of methionine for acute paracetamol poisoning. J Int Med Res. 1976;4(4 Suppl):105-11.<br> 3. Abdelmalek MF, Angulo P, Jorgensen RA, et al. Betaine, a promossing new agente for patients with nonalcoholic steatohepatitis: results of a pilot study. Am J Gastroenterol. 2001;96(9):2711-7.</br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <p>As subst&#xE2;ncias ativas de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina s&#xE3;o importantes para normalizar o metabolismo proteico e lip&#xED;dico nos casos em que h&#xE1; dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos como a esteatose hep&#xE1;tica. A esteatose hep&#xE1;tica &#xE9; definida como uma altera&#xE7;&#xE3;o morfofisiol&#xF3;gica dos hepat&#xF3;citos em consequ&#xEA;ncia de diversos dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos, sendo habitualmente um processo revers&#xED;vel. A remo&#xE7;&#xE3;o dos fatores causais leva &#xE0; mobiliza&#xE7;&#xE3;o da gordura acumulada e restaura&#xE7;&#xE3;o do aspecto normal. A associa&#xE7;&#xE3;o dos amino&#xE1;cidos demostrou maior efic&#xE1;cia do que os amino&#xE1;cidos em separado mantendo a excelente tolerabilidade. Estes amino&#xE1;cidos atuam na metaboliza&#xE7;&#xE3;o das gorduras acumuladas no interior dos hepat&#xF3;citos, revertendo o quadro da esteatose hep&#xE1;tica.</p> <p>A colina &#xE9; uma subst&#xE2;ncia que age principalmente sobre o f&#xED;gado, evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. A colina, combinandose com gorduras e com f&#xF3;sforo para formar a lecitina, &#xE9; essencial &#xE0; produ&#xE7;&#xE3;o de lipoprote&#xED;nas. Estas&amp;nbsp;lipoprote&#xED;nas desempenham importante papel na remo&#xE7;&#xE3;o da gordura hep&#xE1;tica e no transporte normal dos lip&#xED;dios. A colina apresenta tr&#xEA;s principais fun&#xE7;&#xF5;es no organismo. Principalmente, participando na bioss&#xED;ntese da fosfatidilcolina e outro complexo de colina contendo fosfol&#xED;pides, colina apresenta uma importante atua&#xE7;&#xE3;o na s&#xED;ntese dos fosfol&#xED;pides no plasma e na estrutura das membranas celulares. A segunda e terceira fun&#xE7;&#xE3;o metab&#xF3;lica s&#xE3;o a s&#xED;ntese direta de acetilcolina, um neurotransmissor, e via beta&#xED;na com fonte de grupos metil inst&#xE1;veis. Estimou-se que os humanos necessitam de aproximadamente 0,3mmol/kg/d de grupos metil. A colina deve ser oxidada em beta&#xED;na na mitoc&#xF4;ndria do f&#xED;gado para atuar como doadora de metil.</p> <p>A beta&#xED;na completa a a&#xE7;&#xE3;o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/vitaminas-e-minerais/antioxidante/c\" target=\"_blank\">antioxidante</a> hep&#xE1;tica de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina pois juntamente com a metionina e a colina, acelera a remo&#xE7;&#xE3;o da gordura infiltrada no f&#xED;gado. O principal efeito fisiol&#xF3;gico da beta&#xED;na &#xE9; como um osm&#xF3;lito e como doador de radicais metil (transmetila&#xE7;&#xE3;o). Como um osm&#xF3;lito, a beta&#xED;na protege as c&#xE9;lulas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a>, e enzimas do <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/estresse/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">estresse</a> ambiental (alta salinidade ou extrema temperatura). Como um doador de radicais metil, a beta&#xED;na participa do ciclo da metionina, primariamente no f&#xED;gado e rins humanos. O consumo inadequado de grupos metil leva a hipometila&#xE7;&#xE3;o em vias muito importantes, incluindo: dist&#xFA;rbios no metabolismo de prote&#xED;nas hep&#xE1;ticas (metionina) determinadas pela alta concentra&#xE7;&#xE3;o de homociste&#xED;na plasm&#xE1;tica e diminui&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es de S-adenosilmetionina, e metabolismo inadequado das gorduras hep&#xE1;ticas, o que leva a esteatose (acumula&#xE7;&#xE3;o de gordura) e consequentemente dislipidemias.</p> <p>A metionina &#xE9; um amino&#xE1;cido essencial, que tem importante fun&#xE7;&#xE3;o protetora do f&#xED;gado por sua a&#xE7;&#xE3;o antioxidante acentuada e por ser precursora da S-adenosil-L-Metionina (SAMe) e do glutation, um reconhecido antioxidante. A falta de metionina e dos demais fatores antioxidantes podem ser responsabilizados pela esteatose hep&#xE1;tica. Al&#xE9;m disso, na defici&#xEA;ncia de metionina, h&#xE1; menor forma&#xE7;&#xE3;o de s-adenosilmetionina (transmetila&#xE7;&#xE3;o) com menor ativa&#xE7;&#xE3;o de folato, do t-RNA, s&#xED;ntese de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/fitness/ganho-de-massa/proteinas/creatina/c\" target=\"_blank\">creatina</a>, carnitina, lecitina e norepinefrina. A queda da transsulfura&#xE7;&#xE3;o e forma&#xE7;&#xE3;o da ciste&#xED;na reduzem os n&#xED;veis de glutation, diminuindo, assim, parte importante da defesa antioxidante intracelular. A literatura bioqu&#xED;mica revela que o metabolismo da beta&#xED;na est&#xE1; estritamente vinculado ao metabolismo da colina e da metionina.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Epocler?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC).

Proteger da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Epocler® apresenta-se como uma solução límpida, amarela com odor e sabor abacaxi.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Epocler

Registro M.S. nº 1.7817.0079

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré - Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira




Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO
CEP 75132-020


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

100mg/mL + 50mg/mL + 10mg/mL, caixa com 12 flaconetes com 10mL de solução de uso oral

Princípio ativo
:
Citrato De Colina + Betaína + Racemetionina
Classe Terapêutica
:
Hepatoprotetores e Lipotrópicos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Fígado
Especialidade
:
Hepatologia

Bula do medicamento

Epocler, para o que é indicado e para o que serve?

Epocler® é um produto composto por 3 aminoácidos: metionina, colina e betaína. Indicado no tratamento dos distúrbios metabólicos hepáticos.

Como o Epocler funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Epocler<sup>&#xAE;&amp;nbsp;</sup>age principalmente sobre o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. Previne a infiltra&#xE7;&#xE3;o (entrada) de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">gordura no f&#xED;gado</a>. In&#xED;cio de a&#xE7;&#xE3;o: cerca de 1 hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o.</p> "}

Quais as contraindicações do Epocler?

Este medicamento é contraindicado para pessoas hipersensíveis aos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado para pessoas portadoras de doenças graves do fígado, tais como cirrose hepática proveniente do consumo de álcool.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Epocler?

Uso oral.

Adultos

1 flaconete, até 3 vezes por dia, antes das principais refeições, ou a critério médico. Não ultrapasse as dosagens recomendadas, exceto com orientação médica.

Durante o tratamento, recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas.

Dose máxima diária recomendada: 3 flaconetes/dia que equivale a 3.000mg/dia de colina, 1.500mg/dia de betaína e 300mg/dia de metionina.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvida sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Epocler?

{"tag":"hr","value":" <p>No caso de esquecimento, introduzir novamente e administrar a medica&#xE7;&#xE3;o para a continua&#xE7;&#xE3;o do tratamento, n&#xE3;o devendo, portanto, dobrar a dose porque se esqueceu de tomar a anterior.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Epocler?

Em pacientes com doenças graves no fígado, a metionina deve ser usada com cautela, pois pode desencadear Encefalopatia Hepática (doença cerebral que surge em consequência das doenças graves no fígado).

Epocler® não deve ser ingerido em jejum, pois ocasionalmente podem ocorrer problemas gástricos.

Uso na gravidez e amamentação

Informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe também se está amamentando.

Durante o período de aleitamento materno ou doação de leite humano, só utilize medicamentos com o conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns medicamentos podem ser excretados no leite humano, causando reações indesejáveis no bebê.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Epocler?

Ao classificar a frequência das reações, utilizamos os seguintes parâmetros:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li>
Reação rara

Coceira,&nbsp;dor de cabeça,&nbsp;distúrbios gástricos como náuseas e pirose (azia).

Epocler® é bem tolerado. Não há relatos de reações adversas relacionadas a seu uso nas doses recomendadas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Epocler?

Cada mL da solução contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Citrato de colina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">100mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Beta&#xED;na monoidratada</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">50mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Racemetionina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">10mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Ve&#xED;culo*q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">1mL</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

*Sorbitol, sacarina sódica di-hidratada, amarelo de quinolina, metilparabeno, propilparabeno, aroma artificial de abacaxi e água.

Apresentação do Epocler

{"tag":"hr","value":" <p>Solu&#xE7;&#xE3;o. Embalagens contendo 6, 12 ou 60 flaconetes com 10mL.</p> <p><strong>Via de administra&#xE7;&#xE3;o: oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima de 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Epocler maior do que a recomendada?

Ao considerar as características farmacológicas dos componentes desse medicamento, é pouco provável que a superdose acidental de doses muito acima das recomendadas determine efeitos adversos graves. Caso ocorram, recomenda-se procurar socorro médico para adotar medidas de remoção do material não absorvido pelo organismo.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Epocler com outros remédios?

Não há relatos de interações medicamentosas com o produto.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Epocler (Citrato de Colina + Betaína + Racemetionina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Quarenta pacientes considerados com risco de desenvolvimento de dano hep&#xE1;tico, renal, pancre&#xE1;tico ou mioc&#xE1;rdico ap&#xF3;s intoxica&#xE7;&#xE3;o com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/paracetamol/bula\" target=\"_blank\">paracetamol</a>, foram estudados, distribu&#xED;dos aleatoriamente em 3 grupos, controlados pela idade, intervalo entre ingest&#xE3;o e in&#xED;cio de tratamento e severidade da intoxica&#xE7;&#xE3;o. O grupo I recebeu terapia endovenosa com cisteamina (3-6g por 20h, n=14); o grupo II, metionina por via oral (10g por 16h, n=13) e o grupo III, controle, recebendo apenas terapia de suporte (dextrose 10% por via endovenosa e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>, n=13). Tanto os pacientes do grupo I como os pacientes do grupo II apresentaram melhor evolu&#xE7;&#xE3;o cl&#xED;nica, monitorada por avalia&#xE7;&#xE3;o histol&#xF3;gica, concentra&#xE7;&#xF5;es s&#xE9;ricas de bilirrubina, aspartato aminotransferase e tempo de protrombina. Um paciente do grupo III faleceu, enquanto n&#xE3;o foram observados &#xF3;bitos nos grupos I e II.<sup>1 </sup></p> <p>Em um estudo, foram tratados 17 pacientes com altos n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos de paracetamol com metionina por via oral (2-5g a cada 4h, tratamento iniciado com intervalo menor que 10h ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o de paracetamol). Dos 17 pacientes estudados, 12 n&#xE3;o demostraram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico (monitorado atrav&#xE9;s da concentra&#xE7;&#xE3;o s&#xE9;rica de AST), 2 apresentaram dano hep&#xE1;tico pequeno enquanto que 3 apresentaram dano hep&#xE1;tico mais intenso. N&#xE3;o ocorreram mortes neste grupo, entretanto, no grupo controle (n=14), 7 dos pacientes faleceram por insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica e os sete restantes apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico intenso. Estes pesquisadores tamb&#xE9;m administraram metionina a cinco pacientes, s&#xF3; que com intervalo de ingest&#xE3;o maior que 10h. Neste grupo, um paciente faleceu e os outros quatro apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico.<sup>2 </sup></p> <p>Em um estudo envolvendo 10 pacientes adultos com <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">esteatose hep&#xE1;tica</a> n&#xE3;o alco&#xF3;lica, os pacientes receberam beta&#xED;na anidra solu&#xE7;&#xE3;o oral dividida em duas doses di&#xE1;rias por 12 meses. Uma melhora significativa nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferase aspartato (p=0,02) e de ALAT (p=0,007) ocorreu durante o tratamento. O n&#xED;vel de aminotransferases normalizou em tr&#xEA;s dos sete pacientes, reduzindo por 50% em tr&#xEA;s dos sete pacientes, e permanecendo imut&#xE1;vel em um paciente quando comparado com os valores basais. Melhora nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferases (ALT &#x2013; 39%; AST &#x2013; 38%) tamb&#xE9;m ocorreu durante o tratamento naqueles pacientes que n&#xE3;o completaram todo o estudo. Similarmente, uma significativa melhora no grau de esteatose, no grau de necrose inflamat&#xF3;ria, e nos est&#xE1;gios de fibroses foi observada neste 1 ano de tratamento com beta&#xED;na. A beta&#xED;na demostrou melhora bioqu&#xED;mica e histol&#xF3;gica significativa nas c&#xE9;lulas do <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> de pacientes com esteatose n&#xE3;o alco&#xF3;lica, podendo ser utilizada sem riscos nestes pacientes.<sup>3</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Hamlyn AN, Lesna M, Record CO, et al. Methionine and cysteamine in paracetamol (acetaminophen) overdose, prospective controlled trial of early therapy. J Int Med Res. 1981;9(3):226-31.<br> 2. Crome P, Volans GN, Vale JA, et al. The use of methionine for acute paracetamol poisoning. J Int Med Res. 1976;4(4 Suppl):105-11.<br> 3. Abdelmalek MF, Angulo P, Jorgensen RA, et al. Betaine, a promossing new agente for patients with nonalcoholic steatohepatitis: results of a pilot study. Am J Gastroenterol. 2001;96(9):2711-7.</br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <p>As subst&#xE2;ncias ativas de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina s&#xE3;o importantes para normalizar o metabolismo proteico e lip&#xED;dico nos casos em que h&#xE1; dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos como a esteatose hep&#xE1;tica. A esteatose hep&#xE1;tica &#xE9; definida como uma altera&#xE7;&#xE3;o morfofisiol&#xF3;gica dos hepat&#xF3;citos em consequ&#xEA;ncia de diversos dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos, sendo habitualmente um processo revers&#xED;vel. A remo&#xE7;&#xE3;o dos fatores causais leva &#xE0; mobiliza&#xE7;&#xE3;o da gordura acumulada e restaura&#xE7;&#xE3;o do aspecto normal. A associa&#xE7;&#xE3;o dos amino&#xE1;cidos demostrou maior efic&#xE1;cia do que os amino&#xE1;cidos em separado mantendo a excelente tolerabilidade. Estes amino&#xE1;cidos atuam na metaboliza&#xE7;&#xE3;o das gorduras acumuladas no interior dos hepat&#xF3;citos, revertendo o quadro da esteatose hep&#xE1;tica.</p> <p>A colina &#xE9; uma subst&#xE2;ncia que age principalmente sobre o f&#xED;gado, evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. A colina, combinandose com gorduras e com f&#xF3;sforo para formar a lecitina, &#xE9; essencial &#xE0; produ&#xE7;&#xE3;o de lipoprote&#xED;nas. Estas&amp;nbsp;lipoprote&#xED;nas desempenham importante papel na remo&#xE7;&#xE3;o da gordura hep&#xE1;tica e no transporte normal dos lip&#xED;dios. A colina apresenta tr&#xEA;s principais fun&#xE7;&#xF5;es no organismo. Principalmente, participando na bioss&#xED;ntese da fosfatidilcolina e outro complexo de colina contendo fosfol&#xED;pides, colina apresenta uma importante atua&#xE7;&#xE3;o na s&#xED;ntese dos fosfol&#xED;pides no plasma e na estrutura das membranas celulares. A segunda e terceira fun&#xE7;&#xE3;o metab&#xF3;lica s&#xE3;o a s&#xED;ntese direta de acetilcolina, um neurotransmissor, e via beta&#xED;na com fonte de grupos metil inst&#xE1;veis. Estimou-se que os humanos necessitam de aproximadamente 0,3mmol/kg/d de grupos metil. A colina deve ser oxidada em beta&#xED;na na mitoc&#xF4;ndria do f&#xED;gado para atuar como doadora de metil.</p> <p>A beta&#xED;na completa a a&#xE7;&#xE3;o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/vitaminas-e-minerais/antioxidante/c\" target=\"_blank\">antioxidante</a> hep&#xE1;tica de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina pois juntamente com a metionina e a colina, acelera a remo&#xE7;&#xE3;o da gordura infiltrada no f&#xED;gado. O principal efeito fisiol&#xF3;gico da beta&#xED;na &#xE9; como um osm&#xF3;lito e como doador de radicais metil (transmetila&#xE7;&#xE3;o). Como um osm&#xF3;lito, a beta&#xED;na protege as c&#xE9;lulas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a>, e enzimas do <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/estresse/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">estresse</a> ambiental (alta salinidade ou extrema temperatura). Como um doador de radicais metil, a beta&#xED;na participa do ciclo da metionina, primariamente no f&#xED;gado e rins humanos. O consumo inadequado de grupos metil leva a hipometila&#xE7;&#xE3;o em vias muito importantes, incluindo: dist&#xFA;rbios no metabolismo de prote&#xED;nas hep&#xE1;ticas (metionina) determinadas pela alta concentra&#xE7;&#xE3;o de homociste&#xED;na plasm&#xE1;tica e diminui&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es de S-adenosilmetionina, e metabolismo inadequado das gorduras hep&#xE1;ticas, o que leva a esteatose (acumula&#xE7;&#xE3;o de gordura) e consequentemente dislipidemias.</p> <p>A metionina &#xE9; um amino&#xE1;cido essencial, que tem importante fun&#xE7;&#xE3;o protetora do f&#xED;gado por sua a&#xE7;&#xE3;o antioxidante acentuada e por ser precursora da S-adenosil-L-Metionina (SAMe) e do glutation, um reconhecido antioxidante. A falta de metionina e dos demais fatores antioxidantes podem ser responsabilizados pela esteatose hep&#xE1;tica. Al&#xE9;m disso, na defici&#xEA;ncia de metionina, h&#xE1; menor forma&#xE7;&#xE3;o de s-adenosilmetionina (transmetila&#xE7;&#xE3;o) com menor ativa&#xE7;&#xE3;o de folato, do t-RNA, s&#xED;ntese de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/fitness/ganho-de-massa/proteinas/creatina/c\" target=\"_blank\">creatina</a>, carnitina, lecitina e norepinefrina. A queda da transsulfura&#xE7;&#xE3;o e forma&#xE7;&#xE3;o da ciste&#xED;na reduzem os n&#xED;veis de glutation, diminuindo, assim, parte importante da defesa antioxidante intracelular. A literatura bioqu&#xED;mica revela que o metabolismo da beta&#xED;na est&#xE1; estritamente vinculado ao metabolismo da colina e da metionina.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Epocler?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC).

Proteger da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Epocler® apresenta-se como uma solução límpida, amarela com odor e sabor abacaxi.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Epocler

Registro M.S. nº 1.7817.0079

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré - Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira




Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO
CEP 75132-020


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

100mg/mL + 50mg/mL + 10mg/mL, caixa com 6 flaconetes com 10mL de solução de uso oral

Princípio ativo
:
Citrato De Colina + Betaína + Racemetionina
Classe Terapêutica
:
Hepatoprotetores e Lipotrópicos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Fígado
Especialidade
:
Hepatologia

Bula do medicamento

Epocler, para o que é indicado e para o que serve?

Epocler® é um produto composto por 3 aminoácidos: metionina, colina e betaína. Indicado no tratamento dos distúrbios metabólicos hepáticos.

Como o Epocler funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Epocler<sup>&#xAE;&amp;nbsp;</sup>age principalmente sobre o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. Previne a infiltra&#xE7;&#xE3;o (entrada) de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">gordura no f&#xED;gado</a>. In&#xED;cio de a&#xE7;&#xE3;o: cerca de 1 hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o.</p> "}

Quais as contraindicações do Epocler?

Este medicamento é contraindicado para pessoas hipersensíveis aos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado para pessoas portadoras de doenças graves do fígado, tais como cirrose hepática proveniente do consumo de álcool.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Epocler?

Uso oral.

Adultos

1 flaconete, até 3 vezes por dia, antes das principais refeições, ou a critério médico. Não ultrapasse as dosagens recomendadas, exceto com orientação médica.

Durante o tratamento, recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas.

Dose máxima diária recomendada: 3 flaconetes/dia que equivale a 3.000mg/dia de colina, 1.500mg/dia de betaína e 300mg/dia de metionina.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvida sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Epocler?

{"tag":"hr","value":" <p>No caso de esquecimento, introduzir novamente e administrar a medica&#xE7;&#xE3;o para a continua&#xE7;&#xE3;o do tratamento, n&#xE3;o devendo, portanto, dobrar a dose porque se esqueceu de tomar a anterior.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Epocler?

Em pacientes com doenças graves no fígado, a metionina deve ser usada com cautela, pois pode desencadear Encefalopatia Hepática (doença cerebral que surge em consequência das doenças graves no fígado).

Epocler® não deve ser ingerido em jejum, pois ocasionalmente podem ocorrer problemas gástricos.

Uso na gravidez e amamentação

Informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe também se está amamentando.

Durante o período de aleitamento materno ou doação de leite humano, só utilize medicamentos com o conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns medicamentos podem ser excretados no leite humano, causando reações indesejáveis no bebê.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Epocler?

Ao classificar a frequência das reações, utilizamos os seguintes parâmetros:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li>
Reação rara

Coceira,&nbsp;dor de cabeça,&nbsp;distúrbios gástricos como náuseas e pirose (azia).

Epocler® é bem tolerado. Não há relatos de reações adversas relacionadas a seu uso nas doses recomendadas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Epocler?

Cada mL da solução contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Citrato de colina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">100mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Beta&#xED;na monoidratada</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">50mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Racemetionina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">10mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Ve&#xED;culo*q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">1mL</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

*Sorbitol, sacarina sódica di-hidratada, amarelo de quinolina, metilparabeno, propilparabeno, aroma artificial de abacaxi e água.

Apresentação do Epocler

{"tag":"hr","value":" <p>Solu&#xE7;&#xE3;o. Embalagens contendo 6, 12 ou 60 flaconetes com 10mL.</p> <p><strong>Via de administra&#xE7;&#xE3;o: oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima de 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Epocler maior do que a recomendada?

Ao considerar as características farmacológicas dos componentes desse medicamento, é pouco provável que a superdose acidental de doses muito acima das recomendadas determine efeitos adversos graves. Caso ocorram, recomenda-se procurar socorro médico para adotar medidas de remoção do material não absorvido pelo organismo.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Epocler com outros remédios?

Não há relatos de interações medicamentosas com o produto.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Epocler (Citrato de Colina + Betaína + Racemetionina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Quarenta pacientes considerados com risco de desenvolvimento de dano hep&#xE1;tico, renal, pancre&#xE1;tico ou mioc&#xE1;rdico ap&#xF3;s intoxica&#xE7;&#xE3;o com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/paracetamol/bula\" target=\"_blank\">paracetamol</a>, foram estudados, distribu&#xED;dos aleatoriamente em 3 grupos, controlados pela idade, intervalo entre ingest&#xE3;o e in&#xED;cio de tratamento e severidade da intoxica&#xE7;&#xE3;o. O grupo I recebeu terapia endovenosa com cisteamina (3-6g por 20h, n=14); o grupo II, metionina por via oral (10g por 16h, n=13) e o grupo III, controle, recebendo apenas terapia de suporte (dextrose 10% por via endovenosa e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>, n=13). Tanto os pacientes do grupo I como os pacientes do grupo II apresentaram melhor evolu&#xE7;&#xE3;o cl&#xED;nica, monitorada por avalia&#xE7;&#xE3;o histol&#xF3;gica, concentra&#xE7;&#xF5;es s&#xE9;ricas de bilirrubina, aspartato aminotransferase e tempo de protrombina. Um paciente do grupo III faleceu, enquanto n&#xE3;o foram observados &#xF3;bitos nos grupos I e II.<sup>1 </sup></p> <p>Em um estudo, foram tratados 17 pacientes com altos n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos de paracetamol com metionina por via oral (2-5g a cada 4h, tratamento iniciado com intervalo menor que 10h ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o de paracetamol). Dos 17 pacientes estudados, 12 n&#xE3;o demostraram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico (monitorado atrav&#xE9;s da concentra&#xE7;&#xE3;o s&#xE9;rica de AST), 2 apresentaram dano hep&#xE1;tico pequeno enquanto que 3 apresentaram dano hep&#xE1;tico mais intenso. N&#xE3;o ocorreram mortes neste grupo, entretanto, no grupo controle (n=14), 7 dos pacientes faleceram por insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica e os sete restantes apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico intenso. Estes pesquisadores tamb&#xE9;m administraram metionina a cinco pacientes, s&#xF3; que com intervalo de ingest&#xE3;o maior que 10h. Neste grupo, um paciente faleceu e os outros quatro apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico.<sup>2 </sup></p> <p>Em um estudo envolvendo 10 pacientes adultos com <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">esteatose hep&#xE1;tica</a> n&#xE3;o alco&#xF3;lica, os pacientes receberam beta&#xED;na anidra solu&#xE7;&#xE3;o oral dividida em duas doses di&#xE1;rias por 12 meses. Uma melhora significativa nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferase aspartato (p=0,02) e de ALAT (p=0,007) ocorreu durante o tratamento. O n&#xED;vel de aminotransferases normalizou em tr&#xEA;s dos sete pacientes, reduzindo por 50% em tr&#xEA;s dos sete pacientes, e permanecendo imut&#xE1;vel em um paciente quando comparado com os valores basais. Melhora nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferases (ALT &#x2013; 39%; AST &#x2013; 38%) tamb&#xE9;m ocorreu durante o tratamento naqueles pacientes que n&#xE3;o completaram todo o estudo. Similarmente, uma significativa melhora no grau de esteatose, no grau de necrose inflamat&#xF3;ria, e nos est&#xE1;gios de fibroses foi observada neste 1 ano de tratamento com beta&#xED;na. A beta&#xED;na demostrou melhora bioqu&#xED;mica e histol&#xF3;gica significativa nas c&#xE9;lulas do <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> de pacientes com esteatose n&#xE3;o alco&#xF3;lica, podendo ser utilizada sem riscos nestes pacientes.<sup>3</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Hamlyn AN, Lesna M, Record CO, et al. Methionine and cysteamine in paracetamol (acetaminophen) overdose, prospective controlled trial of early therapy. J Int Med Res. 1981;9(3):226-31.<br> 2. Crome P, Volans GN, Vale JA, et al. The use of methionine for acute paracetamol poisoning. J Int Med Res. 1976;4(4 Suppl):105-11.<br> 3. Abdelmalek MF, Angulo P, Jorgensen RA, et al. Betaine, a promossing new agente for patients with nonalcoholic steatohepatitis: results of a pilot study. Am J Gastroenterol. 2001;96(9):2711-7.</br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <p>As subst&#xE2;ncias ativas de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina s&#xE3;o importantes para normalizar o metabolismo proteico e lip&#xED;dico nos casos em que h&#xE1; dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos como a esteatose hep&#xE1;tica. A esteatose hep&#xE1;tica &#xE9; definida como uma altera&#xE7;&#xE3;o morfofisiol&#xF3;gica dos hepat&#xF3;citos em consequ&#xEA;ncia de diversos dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos, sendo habitualmente um processo revers&#xED;vel. A remo&#xE7;&#xE3;o dos fatores causais leva &#xE0; mobiliza&#xE7;&#xE3;o da gordura acumulada e restaura&#xE7;&#xE3;o do aspecto normal. A associa&#xE7;&#xE3;o dos amino&#xE1;cidos demostrou maior efic&#xE1;cia do que os amino&#xE1;cidos em separado mantendo a excelente tolerabilidade. Estes amino&#xE1;cidos atuam na metaboliza&#xE7;&#xE3;o das gorduras acumuladas no interior dos hepat&#xF3;citos, revertendo o quadro da esteatose hep&#xE1;tica.</p> <p>A colina &#xE9; uma subst&#xE2;ncia que age principalmente sobre o f&#xED;gado, evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. A colina, combinandose com gorduras e com f&#xF3;sforo para formar a lecitina, &#xE9; essencial &#xE0; produ&#xE7;&#xE3;o de lipoprote&#xED;nas. Estas&amp;nbsp;lipoprote&#xED;nas desempenham importante papel na remo&#xE7;&#xE3;o da gordura hep&#xE1;tica e no transporte normal dos lip&#xED;dios. A colina apresenta tr&#xEA;s principais fun&#xE7;&#xF5;es no organismo. Principalmente, participando na bioss&#xED;ntese da fosfatidilcolina e outro complexo de colina contendo fosfol&#xED;pides, colina apresenta uma importante atua&#xE7;&#xE3;o na s&#xED;ntese dos fosfol&#xED;pides no plasma e na estrutura das membranas celulares. A segunda e terceira fun&#xE7;&#xE3;o metab&#xF3;lica s&#xE3;o a s&#xED;ntese direta de acetilcolina, um neurotransmissor, e via beta&#xED;na com fonte de grupos metil inst&#xE1;veis. Estimou-se que os humanos necessitam de aproximadamente 0,3mmol/kg/d de grupos metil. A colina deve ser oxidada em beta&#xED;na na mitoc&#xF4;ndria do f&#xED;gado para atuar como doadora de metil.</p> <p>A beta&#xED;na completa a a&#xE7;&#xE3;o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/vitaminas-e-minerais/antioxidante/c\" target=\"_blank\">antioxidante</a> hep&#xE1;tica de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina pois juntamente com a metionina e a colina, acelera a remo&#xE7;&#xE3;o da gordura infiltrada no f&#xED;gado. O principal efeito fisiol&#xF3;gico da beta&#xED;na &#xE9; como um osm&#xF3;lito e como doador de radicais metil (transmetila&#xE7;&#xE3;o). Como um osm&#xF3;lito, a beta&#xED;na protege as c&#xE9;lulas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a>, e enzimas do <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/estresse/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">estresse</a> ambiental (alta salinidade ou extrema temperatura). Como um doador de radicais metil, a beta&#xED;na participa do ciclo da metionina, primariamente no f&#xED;gado e rins humanos. O consumo inadequado de grupos metil leva a hipometila&#xE7;&#xE3;o em vias muito importantes, incluindo: dist&#xFA;rbios no metabolismo de prote&#xED;nas hep&#xE1;ticas (metionina) determinadas pela alta concentra&#xE7;&#xE3;o de homociste&#xED;na plasm&#xE1;tica e diminui&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es de S-adenosilmetionina, e metabolismo inadequado das gorduras hep&#xE1;ticas, o que leva a esteatose (acumula&#xE7;&#xE3;o de gordura) e consequentemente dislipidemias.</p> <p>A metionina &#xE9; um amino&#xE1;cido essencial, que tem importante fun&#xE7;&#xE3;o protetora do f&#xED;gado por sua a&#xE7;&#xE3;o antioxidante acentuada e por ser precursora da S-adenosil-L-Metionina (SAMe) e do glutation, um reconhecido antioxidante. A falta de metionina e dos demais fatores antioxidantes podem ser responsabilizados pela esteatose hep&#xE1;tica. Al&#xE9;m disso, na defici&#xEA;ncia de metionina, h&#xE1; menor forma&#xE7;&#xE3;o de s-adenosilmetionina (transmetila&#xE7;&#xE3;o) com menor ativa&#xE7;&#xE3;o de folato, do t-RNA, s&#xED;ntese de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/fitness/ganho-de-massa/proteinas/creatina/c\" target=\"_blank\">creatina</a>, carnitina, lecitina e norepinefrina. A queda da transsulfura&#xE7;&#xE3;o e forma&#xE7;&#xE3;o da ciste&#xED;na reduzem os n&#xED;veis de glutation, diminuindo, assim, parte importante da defesa antioxidante intracelular. A literatura bioqu&#xED;mica revela que o metabolismo da beta&#xED;na est&#xE1; estritamente vinculado ao metabolismo da colina e da metionina.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Epocler?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC).

Proteger da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Epocler® apresenta-se como uma solução límpida, amarela com odor e sabor abacaxi.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Epocler

Registro M.S. nº 1.7817.0079

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré - Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira




Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO
CEP 75132-020


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

100mg/mL + 50mg/mL + 10mg/mL, flaconete com 10mL de solução de uso oral, sabor abacaxi

Princípio ativo
:
Citrato De Colina + Betaína + Racemetionina
Classe Terapêutica
:
Hepatoprotetores e Lipotrópicos
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Fígado
Especialidade
:
Hepatologia

Bula do medicamento

Epocler, para o que é indicado e para o que serve?

Epocler® é um produto composto por 3 aminoácidos: metionina, colina e betaína. Indicado no tratamento dos distúrbios metabólicos hepáticos.

Como o Epocler funciona?

{"tag":"hr","value":" <p>Epocler<sup>&#xAE;&amp;nbsp;</sup>age principalmente sobre o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. Previne a infiltra&#xE7;&#xE3;o (entrada) de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">gordura no f&#xED;gado</a>. In&#xED;cio de a&#xE7;&#xE3;o: cerca de 1 hora ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o.</p> "}

Quais as contraindicações do Epocler?

Este medicamento é contraindicado para pessoas hipersensíveis aos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado para pessoas portadoras de doenças graves do fígado, tais como cirrose hepática proveniente do consumo de álcool.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Como usar o Epocler?

Uso oral.

Adultos

1 flaconete, até 3 vezes por dia, antes das principais refeições, ou a critério médico. Não ultrapasse as dosagens recomendadas, exceto com orientação médica.

Durante o tratamento, recomenda-se não ingerir bebidas alcoólicas.

Dose máxima diária recomendada: 3 flaconetes/dia que equivale a 3.000mg/dia de colina, 1.500mg/dia de betaína e 300mg/dia de metionina.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvida sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico.

Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Epocler?

{"tag":"hr","value":" <p>No caso de esquecimento, introduzir novamente e administrar a medica&#xE7;&#xE3;o para a continua&#xE7;&#xE3;o do tratamento, n&#xE3;o devendo, portanto, dobrar a dose porque se esqueceu de tomar a anterior.</p> <p><strong>Em caso de d&#xFA;vidas, procure orienta&#xE7;&#xE3;o do farmac&#xEA;utico ou de seu m&#xE9;dico, ou cirurgi&#xE3;o-dentista.</strong></p> "}

Quais cuidados devo ter ao usar o Epocler?

Em pacientes com doenças graves no fígado, a metionina deve ser usada com cautela, pois pode desencadear Encefalopatia Hepática (doença cerebral que surge em consequência das doenças graves no fígado).

Epocler® não deve ser ingerido em jejum, pois ocasionalmente podem ocorrer problemas gástricos.

Uso na gravidez e amamentação

Informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe também se está amamentando.

Durante o período de aleitamento materno ou doação de leite humano, só utilize medicamentos com o conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns medicamentos podem ser excretados no leite humano, causando reações indesejáveis no bebê.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Epocler?

Ao classificar a frequência das reações, utilizamos os seguintes parâmetros:

  • <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito comum (ocorre em mais de 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li> <li>Rea&#xE7;&#xE3;o muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento).</li>
Reação rara

Coceira,&nbsp;dor de cabeça,&nbsp;distúrbios gástricos como náuseas e pirose (azia).

Epocler® é bem tolerado. Não há relatos de reações adversas relacionadas a seu uso nas doses recomendadas.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Qual a composição do Epocler?

Cada mL da solução contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Citrato de colina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">100mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Beta&#xED;na monoidratada</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">50mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Racemetionina</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">10mg</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:239px\"> <p style=\"text-align:center\">Ve&#xED;culo*q.s.p.</p> </td> <td style=\"width:268px\"> <p style=\"text-align:center\">1mL</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

*Sorbitol, sacarina sódica di-hidratada, amarelo de quinolina, metilparabeno, propilparabeno, aroma artificial de abacaxi e água.

Apresentação do Epocler

{"tag":"hr","value":" <p>Solu&#xE7;&#xE3;o. Embalagens contendo 6, 12 ou 60 flaconetes com 10mL.</p> <p><strong>Via de administra&#xE7;&#xE3;o: oral.</strong></p> <p><strong>Uso adulto e pedi&#xE1;trico acima de 12 anos.</strong></p> "}

Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Epocler maior do que a recomendada?

Ao considerar as características farmacológicas dos componentes desse medicamento, é pouco provável que a superdose acidental de doses muito acima das recomendadas determine efeitos adversos graves. Caso ocorram, recomenda-se procurar socorro médico para adotar medidas de remoção do material não absorvido pelo organismo.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Epocler com outros remédios?

Não há relatos de interações medicamentosas com o produto.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Epocler (Citrato de Colina + Betaína + Racemetionina)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p>Quarenta pacientes considerados com risco de desenvolvimento de dano hep&#xE1;tico, renal, pancre&#xE1;tico ou mioc&#xE1;rdico ap&#xF3;s intoxica&#xE7;&#xE3;o com <a href=\"https://consultaremedios.com.br/paracetamol/bula\" target=\"_blank\">paracetamol</a>, foram estudados, distribu&#xED;dos aleatoriamente em 3 grupos, controlados pela idade, intervalo entre ingest&#xE3;o e in&#xED;cio de tratamento e severidade da intoxica&#xE7;&#xE3;o. O grupo I recebeu terapia endovenosa com cisteamina (3-6g por 20h, n=14); o grupo II, metionina por via oral (10g por 16h, n=13) e o grupo III, controle, recebendo apenas terapia de suporte (dextrose 10% por via endovenosa e <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/vitaminas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">vitaminas</a>, n=13). Tanto os pacientes do grupo I como os pacientes do grupo II apresentaram melhor evolu&#xE7;&#xE3;o cl&#xED;nica, monitorada por avalia&#xE7;&#xE3;o histol&#xF3;gica, concentra&#xE7;&#xF5;es s&#xE9;ricas de bilirrubina, aspartato aminotransferase e tempo de protrombina. Um paciente do grupo III faleceu, enquanto n&#xE3;o foram observados &#xF3;bitos nos grupos I e II.<sup>1 </sup></p> <p>Em um estudo, foram tratados 17 pacientes com altos n&#xED;veis plasm&#xE1;ticos de paracetamol com metionina por via oral (2-5g a cada 4h, tratamento iniciado com intervalo menor que 10h ap&#xF3;s a ingest&#xE3;o de paracetamol). Dos 17 pacientes estudados, 12 n&#xE3;o demostraram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico (monitorado atrav&#xE9;s da concentra&#xE7;&#xE3;o s&#xE9;rica de AST), 2 apresentaram dano hep&#xE1;tico pequeno enquanto que 3 apresentaram dano hep&#xE1;tico mais intenso. N&#xE3;o ocorreram mortes neste grupo, entretanto, no grupo controle (n=14), 7 dos pacientes faleceram por insufici&#xEA;ncia hep&#xE1;tica e os sete restantes apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico intenso. Estes pesquisadores tamb&#xE9;m administraram metionina a cinco pacientes, s&#xF3; que com intervalo de ingest&#xE3;o maior que 10h. Neste grupo, um paciente faleceu e os outros quatro apresentaram evid&#xEA;ncias de dano hep&#xE1;tico.<sup>2 </sup></p> <p>Em um estudo envolvendo 10 pacientes adultos com <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/gordura-no-figado/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">esteatose hep&#xE1;tica</a> n&#xE3;o alco&#xF3;lica, os pacientes receberam beta&#xED;na anidra solu&#xE7;&#xE3;o oral dividida em duas doses di&#xE1;rias por 12 meses. Uma melhora significativa nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferase aspartato (p=0,02) e de ALAT (p=0,007) ocorreu durante o tratamento. O n&#xED;vel de aminotransferases normalizou em tr&#xEA;s dos sete pacientes, reduzindo por 50% em tr&#xEA;s dos sete pacientes, e permanecendo imut&#xE1;vel em um paciente quando comparado com os valores basais. Melhora nos n&#xED;veis s&#xE9;ricos de aminotransferases (ALT &#x2013; 39%; AST &#x2013; 38%) tamb&#xE9;m ocorreu durante o tratamento naqueles pacientes que n&#xE3;o completaram todo o estudo. Similarmente, uma significativa melhora no grau de esteatose, no grau de necrose inflamat&#xF3;ria, e nos est&#xE1;gios de fibroses foi observada neste 1 ano de tratamento com beta&#xED;na. A beta&#xED;na demostrou melhora bioqu&#xED;mica e histol&#xF3;gica significativa nas c&#xE9;lulas do <a href=\"https://consultaremedios.com.br/aparelho-digestivo/figado/c\" target=\"_blank\">f&#xED;gado</a> de pacientes com esteatose n&#xE3;o alco&#xF3;lica, podendo ser utilizada sem riscos nestes pacientes.<sup>3</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. Hamlyn AN, Lesna M, Record CO, et al. Methionine and cysteamine in paracetamol (acetaminophen) overdose, prospective controlled trial of early therapy. J Int Med Res. 1981;9(3):226-31.<br> 2. Crome P, Volans GN, Vale JA, et al. The use of methionine for acute paracetamol poisoning. J Int Med Res. 1976;4(4 Suppl):105-11.<br> 3. Abdelmalek MF, Angulo P, Jorgensen RA, et al. Betaine, a promossing new agente for patients with nonalcoholic steatohepatitis: results of a pilot study. Am J Gastroenterol. 2001;96(9):2711-7.</br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <p>As subst&#xE2;ncias ativas de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina s&#xE3;o importantes para normalizar o metabolismo proteico e lip&#xED;dico nos casos em que h&#xE1; dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos como a esteatose hep&#xE1;tica. A esteatose hep&#xE1;tica &#xE9; definida como uma altera&#xE7;&#xE3;o morfofisiol&#xF3;gica dos hepat&#xF3;citos em consequ&#xEA;ncia de diversos dist&#xFA;rbios metab&#xF3;licos, sendo habitualmente um processo revers&#xED;vel. A remo&#xE7;&#xE3;o dos fatores causais leva &#xE0; mobiliza&#xE7;&#xE3;o da gordura acumulada e restaura&#xE7;&#xE3;o do aspecto normal. A associa&#xE7;&#xE3;o dos amino&#xE1;cidos demostrou maior efic&#xE1;cia do que os amino&#xE1;cidos em separado mantendo a excelente tolerabilidade. Estes amino&#xE1;cidos atuam na metaboliza&#xE7;&#xE3;o das gorduras acumuladas no interior dos hepat&#xF3;citos, revertendo o quadro da esteatose hep&#xE1;tica.</p> <p>A colina &#xE9; uma subst&#xE2;ncia que age principalmente sobre o f&#xED;gado, evitando o ac&#xFA;mulo de gordura nesse &#xF3;rg&#xE3;o e auxiliando na remo&#xE7;&#xE3;o de restos metab&#xF3;licos e outras toxinas. A colina, combinandose com gorduras e com f&#xF3;sforo para formar a lecitina, &#xE9; essencial &#xE0; produ&#xE7;&#xE3;o de lipoprote&#xED;nas. Estas&amp;nbsp;lipoprote&#xED;nas desempenham importante papel na remo&#xE7;&#xE3;o da gordura hep&#xE1;tica e no transporte normal dos lip&#xED;dios. A colina apresenta tr&#xEA;s principais fun&#xE7;&#xF5;es no organismo. Principalmente, participando na bioss&#xED;ntese da fosfatidilcolina e outro complexo de colina contendo fosfol&#xED;pides, colina apresenta uma importante atua&#xE7;&#xE3;o na s&#xED;ntese dos fosfol&#xED;pides no plasma e na estrutura das membranas celulares. A segunda e terceira fun&#xE7;&#xE3;o metab&#xF3;lica s&#xE3;o a s&#xED;ntese direta de acetilcolina, um neurotransmissor, e via beta&#xED;na com fonte de grupos metil inst&#xE1;veis. Estimou-se que os humanos necessitam de aproximadamente 0,3mmol/kg/d de grupos metil. A colina deve ser oxidada em beta&#xED;na na mitoc&#xF4;ndria do f&#xED;gado para atuar como doadora de metil.</p> <p>A beta&#xED;na completa a a&#xE7;&#xE3;o <a href=\"https://consultaremedios.com.br/vitaminas-e-minerais/antioxidante/c\" target=\"_blank\">antioxidante</a> hep&#xE1;tica de Citrato de Colina + Beta&#xED;na + Racemetionina pois juntamente com a metionina e a colina, acelera a remo&#xE7;&#xE3;o da gordura infiltrada no f&#xED;gado. O principal efeito fisiol&#xF3;gico da beta&#xED;na &#xE9; como um osm&#xF3;lito e como doador de radicais metil (transmetila&#xE7;&#xE3;o). Como um osm&#xF3;lito, a beta&#xED;na protege as c&#xE9;lulas, <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/proteinas/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">prote&#xED;nas</a>, e enzimas do <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/estresse/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">estresse</a> ambiental (alta salinidade ou extrema temperatura). Como um doador de radicais metil, a beta&#xED;na participa do ciclo da metionina, primariamente no f&#xED;gado e rins humanos. O consumo inadequado de grupos metil leva a hipometila&#xE7;&#xE3;o em vias muito importantes, incluindo: dist&#xFA;rbios no metabolismo de prote&#xED;nas hep&#xE1;ticas (metionina) determinadas pela alta concentra&#xE7;&#xE3;o de homociste&#xED;na plasm&#xE1;tica e diminui&#xE7;&#xE3;o das concentra&#xE7;&#xF5;es de S-adenosilmetionina, e metabolismo inadequado das gorduras hep&#xE1;ticas, o que leva a esteatose (acumula&#xE7;&#xE3;o de gordura) e consequentemente dislipidemias.</p> <p>A metionina &#xE9; um amino&#xE1;cido essencial, que tem importante fun&#xE7;&#xE3;o protetora do f&#xED;gado por sua a&#xE7;&#xE3;o antioxidante acentuada e por ser precursora da S-adenosil-L-Metionina (SAMe) e do glutation, um reconhecido antioxidante. A falta de metionina e dos demais fatores antioxidantes podem ser responsabilizados pela esteatose hep&#xE1;tica. Al&#xE9;m disso, na defici&#xEA;ncia de metionina, h&#xE1; menor forma&#xE7;&#xE3;o de s-adenosilmetionina (transmetila&#xE7;&#xE3;o) com menor ativa&#xE7;&#xE3;o de folato, do t-RNA, s&#xED;ntese de <a href=\"https://consultaremedios.com.br/fitness/ganho-de-massa/proteinas/creatina/c\" target=\"_blank\">creatina</a>, carnitina, lecitina e norepinefrina. A queda da transsulfura&#xE7;&#xE3;o e forma&#xE7;&#xE3;o da ciste&#xED;na reduzem os n&#xED;veis de glutation, diminuindo, assim, parte importante da defesa antioxidante intracelular. A literatura bioqu&#xED;mica revela que o metabolismo da beta&#xED;na est&#xE1; estritamente vinculado ao metabolismo da colina e da metionina.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Epocler?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC).

Proteger da luz e umidade. Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Epocler® apresenta-se como uma solução límpida, amarela com odor e sabor abacaxi.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Dizeres Legais do Epocler

Registro M.S. nº 1.7817.0079

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré - Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira




Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO
CEP 75132-020


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Fabricante: Cosmed

© 2021 Medicamento Lab.