Cosmed Tamarine

14,634mg/g + 11,700mg/g, frasco com 150g de geléia de uso oral

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine® é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine® é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura 29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura 14,634mg + 11,700 e 29,268mg + 23,400mg / Geleia zero adição de açúcar

Tamarine® é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine® é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo Cápsula dura 29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine® está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

14,634mg + 11,700mg, caixa com 20 cápsulas

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

14,634mg + 11,700mg, blíster com 4 cápsulas

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

4,878mg/g + 4,719mg/g, frasco com 250g de geléia de uso oral

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

29,268mg + 23,400mg, caixa com 20 cápsulas

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

29,268mg + 23,400mg, blíster com 4 cápsulas

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

4,878mg/g + 4,719mg/g, frasco com 150g de geléia uso oral, zero açúcar

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

4,878mg/g + 4,719mg/g, frasco com 250g de geléia de uso oral, zero açúcar

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

solução oral, 240mL sabor morango

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

250mg, caixa com 15 cápsulas

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

6mg, caixa com 20 cápsulas

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

14,634mg + 11,700mg, caixa com 8 cápsulas gelatinosas duras

Princípio ativo
:
Senna Alexandrina Miller + Cassia Fistula L.
Classe Terapêutica
:
Laxantes Estimulantes
Requer Receita
:
Não
Tipo de prescrição
:
Isento de Prescrição Médica
Categoria
:
Laxantes
Especialidade
:
Coloproctologia

Bula do medicamento

Tamarine, para o que é indicado e para o que serve?

Tamarine®&nbsp;é indicado para o tratamento sintomático de intestino preso, das constipações primárias e secundárias e na preparação para exames radiológicos e endoscópicos.

Quais as contraindicações do Tamarine?

Tamarine®&nbsp;é contraindicado nas retocolites (inflamação aguda do intestino) e doença de Crohn (doença crônica inflamatória intestinal).

Também é contraindicado em síndromes dolorosas abdominais de causa desconhecida. Você não deve utilizar este medicamento se apresentar hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento é contraindicado para uso em casos de desidratação severa com depleção de água e eletrólitos.

Como usar o Tamarine?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 a 2 cápsulas duras ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada&nbsp;somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento, deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 2 cápsulas duras ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

1 cápsula dura ao dia após a última refeição ou a critério médico.

Esta dose pode ser aumentada somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de 1 cápsula dura ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Geléia

Uso oral.

Adultos e crianças acima de 12 anos

Uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou após a última refeição ou a critério médico.

Nota: a individualidade da dose é aconselhável, podendo a mesma ser aumentada nos casos de obstipação rebelde. Estas doses podem ser aumentadas somente a critério médico.

O uso de laxantes estimulantes, como este medicamento deve ser feito com cautela, por isso, recomendase a utilização deste medicamento por curtos períodos de tempo e somente até que haja o alívio dos sintomas da constipação intestinal.

Não utilizar este medicamento por mais que 7 (sete) dias consecutivos, respeitando sempre a dosagem recomendada. O uso deste medicamento por períodos maiores que 7 (sete) dias somente deverá ser feito sob orientação médica.

Limite máximo diário de uma colher (que acompanha o produto) (5g) ou a critério médico.

Utilizar apenas a via oral. O uso deste medicamento por outra via, que não a oral pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Como o Tamarine funciona?

Cápsula dura&nbsp;14,634mg + 11,700 e&nbsp;29,268mg + 23,400mg /&nbsp;Geleia zero adição de açúcar

Tamarine®&nbsp;é uma associação das plantas medicinais Senna alexandrina e Cassia fistula, com efeito laxativo que provoca uma ativação fisiológica das secreções das mucosas do trato digestivo.

A ação de Tamarine®&nbsp;é previsível por um período entre 8 a 10 horas.

Exclusivo&nbsp;Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

As cápsulas duras de Tamarine® 12mg de senosídeos apresentam o dobro da concentração das substâncias se comparadas às cápsulas duras de 6mg de Tamarine®. Esta concentração (12mg) assegura a melhora da ação laxativa e potencialização deste efeito, sem comprometer o perfil de segurança do medicamento, proporcionando uma maior comodidade posológica.

Exclusivo Geléia

Sua apresentação em geleia e seu gosto agradável tornam mais fáceis sua ingestão, apresentando uma fórmula farmacêutica moderna, de administração fácil e agradável, zero adição de açúcar o que a torna indicada a um número maior de usuários, como diabéticos e pacientes com restrição de ingestão de açúcar.

Quais cuidados devo ter ao usar o Tamarine?

O uso de Tamarine®&nbsp;está contraindicado em crianças menores de 12 anos. Para crianças acima de 12 anos, o seu uso somente deverá ser feito com indicação médica.

Pacientes idosos devem iniciar o tratamento utilizando metade da dose recomendada para adultos.

Este medicamento pode ser utilizado durante a gravidez desde que sob prescrição médica ou do cirurgião-dentista.

Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Tamarine?

Por ser um laxante estimulante do intestino, alguns sintomas são muito comuns, tais como, cólicas e gases intestinais.

Outros efeitos secundários podem ocorrer, desde que respeitada a dose recomendada. São eles: diarreia, dor no estômago, refluxo esofágico, vômitos e irritação gastrintestinal.

Procure um médico caso ocorram sintomas raros, tais como, sangue nas fezes, cólicas severas, fraqueza e hemorragia retal.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O que eu devo fazer quando esquecer de usar o Tamarine?

No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação para o alívio dos sintomas da constipação, não devendo, portanto, dobrar a dose porque a dose anterior foi esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Qual a composição do Tamarine?

Cada cápsula dura de 14,634mg + 11,700mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">14,634mg (extrato seco contendo 6,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">11,700mg (extrato seco contendo 0,00667mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:346px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:464px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}


Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada cápsula dura de 29,268mg + 23,400mg contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina</em> Mill.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">29,268mg (extrato seco contendo 12,00mg de senos&#xED;deos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">23,400mg (extrato seco contendo 0,01334mg de &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:342px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:468px\"> <p style=\"text-align:center\">1 c&#xE1;psula dura</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), Coriandrum sativum L. (coentro), dióxido de silício, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Cada 5g da geleia contém:

{"tag":"table","value":{"heading":["<table border=\"1\" cellpadding=\"1\" cellspacing=\"1\" style=\"width:100%\"> <tbody> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Senna alexandrina </em>Mill.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">24,390mg (extrato seco contendo 10,975mg de senosideos A e B)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\"><em>Cassia fistula</em> L.</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">23,595mg (extrato seco contendo 0,01062mg &#xE1;cido trans cin&#xE2;mico)</p> </td> </tr> <tr> <td style=\"width:337px\"> <p style=\"text-align:center\">Excipientes q.s.p</p> </td> <td style=\"width:473px\"> <p style=\"text-align:center\">5g</p> </td> </tr> </tbody> </table>"],"rows":[]}}

Excipientes:&nbsp;extrato seco de Tamarindus indica L. (tamarindo), extrato seco de Coriandrum sativum L. (coentro), extrato seco de Glycyrrhiza glabra L. (alcaçuz), ácido cítrico, metilparabeno, sorbato de potássio, pectina, petrolato líquido, sucralose, polpa de ameixa, aroma de mirabelle, sorbitol, corante caramelo, água, ácido cítrico e hidróxido de sódio.

Extrato Seco de Senna alexandrina Mill.
Nomenclatura Botânica Oficial: Senna alexandrina Mill.
Família: Fabaceae.
Nomenclatura Popular: Sene.
Parte da planta utilizada: folhas.



Extrato seco de Cassia fistula L.
Nomenclatura Botânica Oficial: Cassia fistula Linné.
Família: Fabaceae, Caesalpinioideae.
Nomenclatura Popular: Canafístula.
Parte da planta utilizada: fruto.



Superdose: o que acontece se tomar uma dose do Tamarine maior do que a recomendada?

No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarreia, espasmos, cólica abdominal e perda significativa de potássio.

Se a ingestão do medicamento for excessiva, ou seja, bem maior do que a recomendada deve-se procurar socorro médico a fim de aliviar os efeitos causados pelo medicamento.

Tratamento de superdosagem

Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos. Com a ocorrência de espasmos e cólicas abdominais pode-se utilizar antiespasmódicos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Interação medicamentosa: quais os efeitos de tomar Tamarine com outros remédios?

Usar o produto com cautela em pacientes em uso de antiarrítmicos como quinidina, amiodarona, vincamina, digitálicos, anfotericina B e diuréticos depletores de potássio (aumentam a excreção de potássio; ex.: furosemida, hidroclorotiazida). Não há relatos de interações com alimentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Qual a ação da substância do Tamarine (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula L.)?

Resultados de Eficácia

{"tag":"hr","value":" <p><em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. &#xE9; um laxante estimulante da mucosa do intestino e que atrav&#xE9;s de um estudo comparativo com laxantes formadores de massa (fibras), mostrou efic&#xE1;cia no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal. De acordo com os dados analisados, a administra&#xE7;&#xE3;o de <em>Senna alexandrina</em> Miller + <em>Cassia fistula</em> L. mostrou-se eficaz no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal, promovendo tanto um aumento na frequ&#xEA;ncia das evacua&#xE7;&#xF5;es como uma diminui&#xE7;&#xE3;o da consist&#xEA;ncia das fezes. Estes efeitos tornam mais f&#xE1;cil a elimina&#xE7;&#xE3;o das fezes pelos pacientes. Al&#xE9;m disto, a dor durante as evacua&#xE7;&#xF5;es diminuiu, quando comparado com padr&#xE3;o basal dos pacientes (fase de sele&#xE7;&#xE3;o).</p> <p><em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L., comparado com o laxante formador de massa (fibras), mostrou-se mais eficaz em rela&#xE7;&#xE3;o aos mesmos desfechos.</p> <p>No per&#xED;odo de 14 dias, o conceito excelente, avaliado pelos investigadores, foi o mais frequente, em 47,6% dos pacientes usando <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L<em>.</em>&amp;nbsp;Esta avalia&#xE7;&#xE3;o permaneceu semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias), com conceito muito bom em 47,61% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.</p> <p>A avalia&#xE7;&#xE3;o feita nos pacientes, tamb&#xE9;m demonstrou satisfa&#xE7;&#xE3;o em rela&#xE7;&#xE3;o ao tratamento, sendo que nos 14 dias iniciais, houve conceito de excelente em 39,68% para <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula</em> L.. A avalia&#xE7;&#xE3;o foi semelhante no per&#xED;odo seguinte (28 dias) com conceito excelente com 45,281% nos grupos tratados com o <em>Senna alexandrina Miller + Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;<sup>1</sup></p> <p>Trinta e quatro pacientes de uma cl&#xED;nica ginecol&#xF3;gico-obst&#xE9;trica, na maioria gestantes, foram submetidas a tratamento com uma ge1eia laxativa de p&#xF3; de folhas de sene. As idades variavam entre 18 e 62 anos. O quadro de constipa&#xE7;&#xE3;o tinha pelo menos tr&#xEA;s meses de dura&#xE7;&#xE3;o, caracterizado por tr&#xEA;s ou menos evacua&#xE7;&#xF5;es por semana. A medica&#xE7;&#xE3;o foi administrada por via oral, por per&#xED;odo de tr&#xEA;s semanas, na posologia de uma colher de ch&#xE1; (5cm<sup>3</sup>) &#xE0; noite, antes de <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/dormir/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">dormir</a>. As pacientes foram avaliadas comparando-se a evolu&#xE7;&#xE3;o de vari&#xE1;veis como tempo para defecar, n&#xFA;mero de evacua&#xE7;&#xF5;es por semana, presen&#xE7;a de gases, qualidade das fezes e sensa&#xE7;&#xE3;o de esvaziamento total do reto ap&#xF3;s a evacua&#xE7;&#xE3;o, registradas antes (uma semana de observa&#xE7;&#xE3;o pr&#xE9;via sem medica&#xE7;&#xE3;o) e depois do tratamento. Todas as vari&#xE1;veis evolu&#xED;ram de modo significativamente favor&#xE1;vel. Na avalia&#xE7;&#xE3;o global da efic&#xE1;cia, os resultados foram considerados satisfat&#xF3;rios em 88,2% dos casos na opini&#xE3;o do m&#xE9;dico e em 82,3% dos casos na opini&#xE3;o dos pacientes. <sup>2</sup></p> <p>Um estudo foi realizado por Passmore e cols. para comparar a efic&#xE1;cia e a rela&#xE7;&#xE3;o custo/efic&#xE1;cia de uma combina&#xE7;&#xE3;o de fibra de senna e <a href=\"https://consultaremedios.com.br/lactulose/bula\" target=\"_blank\">lactulose</a> no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em pacientes idosos hospitalizados. Foram avaliados 77 pacientes idosos com hist&#xF3;ria de constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e que estavam internados por longo prazo em ambiente hospitalar ou em cl&#xED;nica de <em>home care</em>.</p> <h3>As medica&#xE7;&#xF5;es utilizadas foram:</h3> <ul> <li>Combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras, na dose de 10mL/dia ou lactulose, na dose de 15mL/duas vezes ao dia. Antes de se iniciar o tratamento com droga ativa, observou-se um per&#xED;odo de 3 a 5 dias com uso de placebo. Os tratamentos com droga ativa duraram 14 dias.</li> </ul> <p>Os resultados m&#xE9;dios de frequ&#xEA;ncia intestinal di&#xE1;ria foram maiores com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose (p&#x2264;0.001). A consist&#xEA;ncia das fezes e facilidade de evacua&#xE7;&#xE3;o foi significativamente melhor no grupo tratado com combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com grupo tratado com lactulose. A dose recomendada foi ultrapassada com mais frequ&#xEA;ncia no grupo com lactulose do que com a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras. Considerando-se a dose necess&#xE1;ria para obten&#xE7;&#xE3;o do efeito terap&#xEA;utico desejado, observou-se um &#xED;ndice custo/efic&#xE1;cia menor para a combina&#xE7;&#xE3;o senna-fibras em compara&#xE7;&#xE3;o com a lactulose. Os efeitos adversos n&#xE3;o foram diferentes para os dois tratamentos.</p> <p>Ambos os tratamentos foram eficazes e bem tolerados para a constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica em pacientes idosos internados por longo prazo. A combina&#xE7;&#xE3;o de senna-fibras foi significativamente mais eficaz do que a lactulose e com um menor custo de tratamento.<sup> 3</sup></p> <p>Os laxantes a base de senna podem ser utilizados no tratamento da constipa&#xE7;&#xE3;o em mulheres gr&#xE1;vidas, no <a href=\"https://minutosaudavel.com.br/periodo-pos-parto-puerperio/\" rel=\"noopener\" target=\"_blank\">p&#xF3;s-parto</a> e mulheres que ainda estejam amamentando. <sup>4</sup></p> <p><strong>Refer&#xEA;ncias Bibliogr&#xE1;ficas</strong></p> <p><span style=\"font-size:11px\">1. MORAES, E.A.; BEZERRA, F.A.F.; MORAES, M.O; et al. Avalia&#xE7;&#xE3;o da efic&#xE1;cia terap&#xEA;utica da geleia Tamarine<sup>&#xAE; </sup>em pacientes com constipa&#xE7;&#xE3;o intestinal cr&#xF4;nica. UNIFAC 20/03, 28 de maio de 2006.<br> 2. BOUZAS DE S&#xC1;, J.C. Efeito laxativo de uma prepara&#xE7;&#xE3;o gelatinosa de p&#xF3; de folhas de sene em pacientes <a href=\"https://consultaremedios.com.br/saude-da-mulher/ginecologicos/c\" target=\"_blank\">ginecol&#xF3;gicos</a>/obst&#xE9;tricos. Folha M&#xE9;dica, v. 108, n. 3, p. 93-7, 1994.<br> 3. PASSMORE, A.P.; WILSON-DAVIES, K.; STOKER, C.; et al. Chronic constipation in long stay elderly patients: a comparison of lactulose and a senna-fibre combination. BMJ, v. 307, n. 6907, p. 769 71, 1993.<br> 4. SENNA in the puerperium. Pharmacology, v. 44, supl. 1, p. 23-5, 1992.</br></br></br></span></p> <h2>Caracter&#xED;sticas Farmacol&#xF3;gicas</h2> <hr> <h3>O laxativo <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; um fitoter&#xE1;pico composto de duas plantas medicinais com conhecida a&#xE7;&#xE3;o no trato gastrintestinal:</h3> <ul> <li> <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula</em>. As indica&#xE7;&#xF5;es do <em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L. est&#xE3;o relacionadas com altera&#xE7;&#xF5;es organofuncionais da motilidade intestinal, tratamento sintom&#xE1;tico da constipa&#xE7;&#xE3;o cr&#xF4;nica e prepara&#xE7;&#xE3;o de pacientes para exames radiol&#xF3;gicos e endosc&#xF3;picos.</li> </ul> <p><em>Senna alexandrina </em>e <em>Cassia fistula </em>L.&amp;nbsp;&#xE9; uma especialidade farmac&#xEA;utica onde se encontram os senos&#xED;deos A e B, dilu&#xED;dos e padronizados, originados do Sene (Senna alexandrina e Cassia fistula), com baixas concentra&#xE7;&#xF5;es de derivados antrac&#xEA;nicos livres, o que confere ao produto uma menor incid&#xEA;ncia de efeitos colaterais. O n&#xFA;cleo antrac&#xEA;nico desses senos&#xED;deos encontra-se normalmente conjugado a um a&#xE7;&#xFA;car que, quando hidrolisado transforma senos&#xED;deos em derivados antrac&#xEA;nicos livres (Sim&#xF5;es. et al., 1999).</p> <p>Segundo Villar e Van Os (1976) esses compostos seriam respons&#xE1;veis pelos efeitos secund&#xE1;rios indesej&#xE1;veis de certas prepara&#xE7;&#xF5;es contendo Sene.</p> <p>Esses efeitos variam na depend&#xEA;ncia do conte&#xFA;do antraquin&#xF4;nico e da facilidade de libera&#xE7;&#xE3;o dos constituintes ativos a partir de precursores inativos glicos&#xED;dicos pela microbiota intestinal (Leng-Peschlow 1992).</p> <p>O efeito laxativo consiste numa modifica&#xE7;&#xE3;o dos movimentos de &#xE1;gua e dos eletr&#xF3;litos na mucosa intestinal, seja por um aumento da secre&#xE7;&#xE3;o, ou pela diminui&#xE7;&#xE3;o da absor&#xE7;&#xE3;o, tanto no c&#xF3;lon, como no intestino delgado.</p> </hr>"}

Como devo armazenar o Tamarine?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características do medicamento

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula gelatinosa de cor verde contendo pó fino, de cor verde acastanhado e forte odor característico.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Tamarine® cápsula dura apresenta-se na forma de cápsula vegetal verde escuro transparente (tampa) e verde escuro transparente (corpo) contendo pó fino, de cor verde acastanhado de forte odor característico.

Geléia

Tamarine® geleia, zero adição de açúcar, apresenta-se na forma de gel viscoso, aderente, contendo pequenos fragmentos de pó característico do produto, de coloração marrom escura, odor característico e sabor adocicado característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Apresentações do Tamarine

Cápsula dura 14,634mg + 11,700mg

Embalagens contendo 20 ou 100 cápsulas duras.

Cápsula dura&nbsp;29,268mg + 23,400mg

Embalagens contendo 8, 20 ou 100 cápsulas duras.

Geleia zero adição de açúcar

Embalagens contendo150g ou 250g acompanhada com colher-medida.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Via de administração: oral.

Dizeres Legais do Tamarine

Registro M.S. 1.7817.0023

Farm. Responsável:
Luciana Lopes da Costa
CRF-GO nº 2.757

Registrado por:
Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.
Avenida Ceci, nº 282, Módulo I - Tamboré
Barueri - SP
CEP 06460-120
C.N.P.J.: 61.082.426/0002-07
Indústria Brasileira





Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2-A - Módulo 4 - Daia
Anápolis - GO
CEP 75132-020



Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas procure orientação médica.

Fabricante: Cosmed

© 2021 Medicamento Lab.